Click here to load reader

Material 2 – PDF Normal

  • View
    226

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Material 2 – PDF Normal

  • UT2 - Prospeco e Negociao

    TEXTOS PARA EAD

    ANEXO 01 COMUNICAO

    Comunicao uma palavra derivada do termo latino "communicare, que significa

    "partilhar, participar algo, tornar comum".

    O objetivo principal da comunicao a persuaso; isto , a tentativa do orador de fazer com que as outras pessoas tenham o mesmo ponto de vista que o seu. Aristteles Atravs da comunicao, os seres humanos e os animais partilham diferentes

    informaes entre si, tornando o ato de comunicar uma atividade essencial para a vida

    em sociedade.

    Desde o princpio dos tempos, a comunicao foi de importncia vital, sendo uma

    ferramenta de integrao, instruo, de troca mtua e desenvolvimento. O processo de

    comunicao consiste na transmisso de informao entre um emissor e um receptor

    que descodifica (interpreta) uma determinada mensagem.

    A mensagem codificada num sistema de sinais definidos que podem ser gestos, sons,

    indcios, uma lngua natural (portugus, ingls, espanhol, etc.), escrita, desenhos, ou

    outros cdigos que possuem um significado (por exemplo, as cores do semforo), e

    transportada at o destinatrio (receptor) atravs de um canal de comunicao (o meio

    por onde circula a mensagem, seja por email, telefone, comunicado na televiso, etc.).

    Nesse processo podem ser identificados os seguintes elementos: emissor, receptor,

    cdigo (sistema de sinais) e canal de comunicao. Outro elemento presente no

    processo comunicativo o rudo, caracterizado por tudo aquilo que afeta o canal,

    perturbando a perfeita captao da mensagem (por exemplo, falta de rede no celular).

    Os rudos normalmente so causados por alguns fatores:

    Ambiente adverso: local em que h muito barulho, excesso de pessoas circulando e estmulos visuais, poder distrair a ateno do receptor, que por sua vez compreender

    apenas parte da mensagem emitida pelo emissor;

  • O momento em que a mensagem esta sendo passada: caso o receptor no esteja concentrado para obter as informaes necessrias, tenha sua ateno dividida em mais

    de uma atividade, a mensagem no ser completamente entendida;

    Linguagem inadequada: uso de termos tcnicos (ou regionais) desconhecidos pelo receptor, ou ainda palavras em outro idioma;

    Exposio descuidada: falar de temas que no so do interesse dos receptores, desviando assim a ateno, no centrando nos assuntos que so de fato importantes.

    Quando a comunicao se realiza por meio de uma linguagem falada ou escrita,

    denomina-se comunicao verbal. uma forma de comunicao exclusiva dos seres

    humanos e a mais importante nas sociedades humanas.

    As outras formas de comunicao que recorrem a sistemas de sinais no-lingusticos,

    como gestos, expresses faciais, imagens, etc., so denominadas comunicao no-

    verbal.

    Alguns ramos da comunicao so: a teoria da informao, comunicao intrapessoal,

    comunicao interpessoal, marketing, publicidade, propaganda, relaes pblicas,

    anlise do discurso, telecomunicaes e Jornalismo.

    O termo "comunicao" tambm usado no sentido de ligao entre dois pontos, por

    exemplo, os meios de transporte que fazem a comunicao entre duas cidades ou os

    meios tcnicos de comunicao (telecomunicaes).

  • Elementos da comunicao:

    - Codificar: transformar, num cdigo conhecido, a inteno da comunicao ou elaborar um sistema de signos;

    7479- Descodificar: decifrar a mensagem, operao que depende do repertrio (conjunto estruturado de informao) de cada pessoa;

    - Feedback: corresponde informao que o emissor consegue obter e pela qual sabe se a sua mensagem foi captada pelo receptor.

    LINGUAGEM VERBAL: as dificuldades de comunicao ocorrem quando as palavras tm graus distintos de abstrao e variedade de sentido. O significado das palavras no

    est nelas mesmas, mas nas pessoas (no repertrio de cada um e que lhe permite

    decifrar e interpretar as palavras);

    LINGUAGEM NO-VERBAL: as pessoas no se comunicam apenas por palavras. Os movimentos faciais e corporais, os gestos, os olhares, a entoao so tambm

    importantes: so os elementos no verbais da comunicao.

  • A comunicao verbal plenamente voluntria; o comportamento no-verbal pode ser

    uma reao involuntria ou um ato comunicativo propositado.

    Alguns psiclogos afirmam que os sinais no-verbais tm as funes especficas de

    regular e encadear as interaes sociais e de expressar emoes e atitudes

    interpessoais.

    a) expresso facial: no fcil avaliar as emoes de algum apenas a partir da sua

    expresso fisionmica. Por vezes os rostos transmitem espontaneamente os

    sentimentos, mas muitas pessoas tentam inibir a expresso emocional.

    b) movimento dos olhos: desempenha um papel muito importante na comunicao. Um

    olhar fixo pode ser entendido como prova de interesse, mas em outro contexto pode

    significar ameaa, provocao. Desviar os olhos quando, o emissor fala, uma atitude

    que tanto pode transmitir a ideia de submisso como a de desinteresse.

    c) movimentos da cabea: tendem a reforar e sincronizar a emisso de mensagens.

    d) postura e movimentos do corpo: os movimentos corporais podem fornecer pistas mais

    seguras do que a expresso facial para se detectar determinados estados emocionais.

    e) comportamentos no-verbais da voz: a entoao (qualidade, velocidade e ritmo da

    voz) revela-se importante no processo de comunicao. Uma voz calma geralmente

    transmite mensagens mais claras do que uma voz agitada.

    f) a aparncia de uma pessoa reflete normalmente o tipo de imagem que ela gostaria de

    passar. Atravs do vesturio, penteado, maquiagem, apetrechos pessoais, postura,

    gestos, modo de falar, as pessoas criam uma projeo de como so e de como

    gostariam de ser tratadas.

    Barreiras comunicao: Comportamento defensivo: Quando sentimos que estamos sendo ameaados ou atacados, nossa tendncia parar de ouvir ou usar de comportamentos como atacar

    verbalmente, utilizar de sarcasmo ou mesmo criticar. O comportamento defensivo um

  • dos piores inimigos da comunicao eficaz. Denota insegurana por parte da pessoa

    que muitas vezes tende a atacar antes de ter sido atacada.

    Atitudes agressivas. Muitas pessoas perdem facilmente a razo quando so confrontadas com uma critica ou um reparo menos favorvel, deixando-se levar pelo

    lado emocional e reagindo de imediato com hostilidade. importante manter uma

    postura equilibrada, ouvir o que a outra pessoa tem a dizer e defender a sua opinio

    com argumentos plausveis, pois s assim a comunicao se pode fazer de forma eficaz.

    Mensagem confusa. As dificuldades de comunicao tanto podem acontecer quando partilhada demasiada informao como quando as mensagens so muito sintticas e

    acabam por no transmitir uma mensagem compreensvel. Sendo o email uma das

    formas de contacto mais utilizadas no ambiente profissional necessrio ter cuidados

    extras para evitar este tipo de falhas de comunicao.

    Estar desatualizado. Transmitir informao desatualizada ou dar uma opinio sem estar munido de todos os dados relevantes pode gerar confuso nos seus destinatrios,

    que ficam sem perceber se a situao voltou a um passo anterior ou se quem comunica

    est errado. Certifique-se sempre em que ponto da discusso se encontra e rena todos

    os elementos necessrios para saber do que se trata.

    Falar muito. um erro pensar que o segredo de uma boa comunicao est no excesso de informao transmitida. Seja com um cliente, um colega ou mesmo o seu

    chefe, o fato de no se restringir informao essencial e fazer perder muito tempo com

    pormenores irrelevantes, faz com que a pacincia se esgote rapidamente e a ateno ao

    que est a dizer se perca, com prejuzo para informaes que poderiam ser realmente

    importantes.

    Apresentaes/Discursos. No transforme as suas exposies orais em momentos aborrecidos para a audincia, seja em apresentaes para clientes ou em simples

    reunies de equipe. Se no se preocupar em estabelecer uma relao de proximidade

    com a audincia, corre o risco de facilmente perder a sua ateno e de no conseguir

    fazer chegar a sua mensagem.

    No olhar para fora. Quando uma pessoa est muito por dentro de um determinado assunto acaba, muitas vezes, por assumir que os outros tm a mesma

    familiaridade com o tema fazendo com que no seja muito esclarecedora.

    No ouvir. Para bem comunicar, saber ouvir to importante como saber falar. Aprenda a assimilar e compreender a informao que lhe est a ser transmitida e deixe

  • o seu interlocutor chegar ao fim do raciocnio, antes de discordar ou interromper com

    dvidas sobre o que est a ser dito.

    No pensar antes de falar. O segredo de uma boa comunicao tambm passa pelo crebro. Parece bvio, mas a verdade que algumas pessoas no so capazes de

    transmitir uma mensagem articulada simplesmente porque no pensam nas suas ideias

    antes de as exporem.

    No reconhecer que no sabe. Ao contrrio do que poderia inicialmente parecer, no assumir a falta de conhecimentos ou competncias em determinada rea, apenas faz

    aumentar a sua vulnerabilidade a discusses infundadas e falhas de comunicao.

    prefervel desculpar-se a dar uma opinio, at aprofundar um pouco o tema, do que falar

    do que no sabe, originando discusses desnecessrias e pondo em risco a sua

    credibilidade geral.

    No ser consistente. A comunicao no s aquilo que dizemos, mas tambm as mensagens que, atravs do corpo e do olhar, transmitimos a quem nos rodeia. Por

    exemplo, tentar passar uma mensagem de otimismo demonstrando tiques de

    preocupao e ansiedade ir tirar o crdi

Search related