Medicina e Segurança do Trabalho - .item 18.3 da NR-18); • Extintores de incêndio portáteis

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Medicina e Segurança do Trabalho - .item 18.3 da NR-18); • Extintores de incêndio portáteis

  • Medicina e Segurana do Trabalho

    Dr. Eduardo Ferraz de Mendona

    Rua Correia Dias, 317 Paraso

    Fones: 5575-7024/5572-2189/5575-5985

    mepan@mepan.com.br

    www.mepan.com.br

    mailto:mepan@mepan.com.br

  • QUEM OBRIGA E FISCALIZA A EXECUO DE TAIS

    PROGRAMAS?

    O MTE - Ministrio do Trabalho, a DRT Delegacia

    Regional do Trabalho, MPAS- Ministrio da Previdncia e

    Assistncia Social, a Vigilncia Sanitria e a SSMTE-

    Secretaria de Segurana Ministrio do Trabalho,

    independentemente do grau de risco ou nmero de

    funcionrios.

  • LEI 6.514 - MTE

    A Lei 6.514 de 22/12/77 do MTE, complementada

    pela Portaria 3214 de 08/06/78 e suas devidas

    atualizaes (Portaria n 24 de 29/12/94 e Portaria

    n 8 de 08/05/96), estabelece a obrigatoriedade, ou

    seja, obriga que todas as empresas que tenham

    01(hum) ou mais funcionrios, implantem as Normas

    Regulamentadoras do Ministrio do Trabalho.

  • Direitos do Trabalhador previstos na Constituio

    Federal

    So direitos sociais constitucionalmente assegurados aos

    trabalhadores relativos segurana e sade no trabalho (art.

    7, incisos XXII, XXIII e XXVIII, CF):

    a reduo dos riscos inerentes ao trabalho, por meio de

    normas de sade, higiene e segurana;

    adicional de remunerao para as atividades penosas,

    insalubres ou perigosas, na forma da lei;

    e seguro contra acidentes de trabalho, a cargo do

    empregador, sem excluir a indenizao a que este est

    obrigado, quando incorrer em dolo ou culpa.

  • Deveres do empregador (art. 157, CLT):

    cumprir e fazer cumprir as normas de segurana e

    medicina do trabalho;

    instruir os empregados, atravs de ordens de servio e

    cursos, quanto s precaues a tomar no sentido de evitar

    acidentes do trabalho ou doenas ocupacionais;

    adotar as medidas que lhes sejam determinadas pelo rgo

    regional competente e facilitar o exerccio da fiscalizao

    pela autoridade competente.

  • Obrigao dos empregados (art. 158, I, CLT):

    Observar as normas de segurana e medicina do

    trabalho, sob pena de serem punidos por esse ato

    faltoso.

  • Principais normas regulamentadoras das medidas de

    segurana e sade no trabalho

    Servios Especializados em Engenharia de Segurana e em Medicinado Trabalho SESMT (art. 162 da CLT e item 4.1, da NR-04);

    Comisses Internas de Preveno de Acidentes CIPAs, (art. 163, CLTe item 5.1, da NR-05);

    Equipamentos de Proteo Individual - EPIs (arts. 157, II e 158, I e 166,todos da CLT, e item 6.2, a, da NR-06);

    Programa de Controle Mdico de Sade Ocupacional - PCMSO (art.168 da CLT e subitem 7.3.1, a, NR-07);

    Programa de Preveno de Riscos Ambientais PPRA e Programa deCondies sobre o Meio Ambiente de Trabalho na Indstria daConstruo PCMAT (art. 157, I, CLT; subitem 9.1.1, da NR-09 esubitem 18.3.3, da NR-18);

  • Adicional para trabalho perigoso ou insalubre (arts. 192 e 193 da CLT eLei 7.369/85, item 15.2, da NR-15 e item 16.2, da NR-16;

    Local apropriado para as refeies dos trabalhadores e instalaessanitrias adequadas (arts. 157, incisos I e III e 200 inciso VII, ambos daCLT e NR-24);

    Fornecimento de gua potvel e de copos descartveis (art. 157, III, CLT esubitens 24.3.1; 24.6.3; 24.1.26; 24.1.2.1 e 24.1.2.12, da NR-24);

    Guarda-corpos e outros equipamentos de proteo coletiva contra quedasou acidentes nas edificaes (art. 173 da CLT; subitem 8.3.6 da NR-08 eitem 18.3 da NR-18);

    Extintores de incndio portteis para combate inicial de fogo (art. 157, I, da CLT e subitem 23.12.1 da NR-23).

    E outras mais...

  • Responsabilidade do empregador e de seus agentes nos

    acidentes de trabalho

    Uma vez consumado o sinistro trabalhista, alm daeventual obrigao assumida perante o MinistrioPblico do Trabalho, do acidente podem desencadeardiferentes naturezas de responsabilidades, quaissejam:

    Responsabilidade Penal;

    Responsabilidade civil;

    Responsabilidade previdenciria;

    Responsabilidade trabalhista;

    Responsabilidade administrativa.

  • QUAL A FINALIDADE DE CONTRATAR UMA

    ASSESSORIA EM MEDICINA E SEGURANA DO

    TRABALHO ?

    O Programa de Controle Mdico de Sade Ocupacional -

    PCMSO, no simplesmente fornecer um atestado mdico

    que garanta ao empregador o respaldo legal para contratar um

    funcionrio p/ sua empresa.; o PCMSO previne, detecta e faz

    um diagnstico antecipado dos possveis agravos sade,

    relacionados ao trabalho naquele local.

    O PCMSO deve ser sempre implantado juntamente com o

    programa de preveno de riscos ambientais - PPRA, o

    primeiro individual e o segundo coletivo.

  • O ATESTADO, OU SEJA, O EXAME ADMISSIONAL,

    PERIDICO E DEMISSIONAL, NO SUFICIENTE?

    No. A empresa que possui apenas o atestado, est sujeita s

    multas da mesma forma.

    A lei determina que o PCMSO seja coordenado por mdicos

    do trabalho e o PPRA, por engenheiros ou tcnicos do

    trabalho... e mais, tem que haver um planejamento para o ano

    em curso e expedir um relatrio ao final de cada ano

    trabalhado.

    toda esta documentao, e outros procedimentos do mdico,

    do engenheiro e do tcnico do trabalho so exigidos pelos

    auditores fiscais do ministrio do trabalho e no somente os

    atestados de sade ocupacional.

  • SE A MINHA EMPRESA NO APRESENTAR RISCO?

    Isso impossvel!... Existe um rgo federal que implantou o

    CNAE (Cdigo Nacional de Atividades Econnicas) e

    enquadrou as empresas no grau de risco: 01 02 03 ou 04;

    determinando que todas as empresas, tm seu grau de risco

    (menor, mdio ou maior). Atravs de anlises tcnicas feitas

    pelos mdicos do trabalho, engenheiros ou tcnicos do

    trabalho sero elaborados os instrumentos acima mencionados,

    que ficaro disposio dos rgos fiscalizadores, dentro da

    sua empresa.

  • QUALQUER ATESTADO TEM VALIDADE PARA FINS

    OCUPACIONAIS? Em primeiro lugar o atestado de sade ocupacional deve ser

    feito por um profissional devidamente habilitado (mdico do

    trabalho)

    O atestado mdico tem que ser fornecido sempre dentro do

    contexto pr-determinado no PCMSO

    Contudo, possvel que um atestado de sade seja aceito

    mesmo ainda no existindo o PCMSO. Ocorrero nestes casos

    duas situaes: 1)a empresa no ser notificada ou multada

    pela falta do atestado mdico mas poder ser notificada ou

    multada pela falta do PCMSO; 2) em casos de disputas

    judiciais o Juzo, por parte de seu Perito Mdico, exigir todos

    os Programas e Laudos necessrios.

  • O QUE SIGNIFICA ESTAR "APTO" PARA O

    TRABALHO? O APTO ou INAPTO a concluso a que o mdico chega para

    decidir se o empregado poderia ou no trabalhar em determinada

    funo. Conferindo "apto" isso no quer dizer que a pessoa no

    tenha doenas quer dizer que, para aquela funo que vai citada

    no ASO, a pessoa est pronta a execut-la. Conferindo "inapto" isso

    no quer dizer que a pessoa tenha doenas graves ou srias quer

    dizer que, para aquela funo que vai citada no ASO, a pessoa est

    contra-indicada. A pessoa dever estar apta ou inapta para a funo

    e no para a admisso ou demisso. O empregado pode estar apto

    para uma determinada funo e no estar apto para uma outra. Por

    exemplo, um trabalhador idoso e hipertenso controlado pode estar

    apto para trabalhar como recepcionista e no estar apto para

    trabalhar como servente de pedreiro.

  • O que acidente de trabalho?

    Acidente de trabalho aquele que acontece no

    exerccio do trabalho a servio da empresa,

    provocando leso corporal ou perturbao funcional

    podendo causar morte, perda ou reduo permanente

    ou temporria, da capacidade para o trabalho.

  • Equiparam-se aos acidentes de trabalho:

    o acidente que acontece quando voc est prestando servios por ordem da empresa, no local de trabalho ou fora deste;

    o acidente que acontece quando voc estiver em viagem a servio da empresa;

    o acidente que ocorre no trajeto entre a casa e o trabalho ou do trabalho para casa;

    doena profissional (as doenas provocadas pelo tipo de trabalho);

    doena do trabalho (as doenas causadas pelas condies do trabalho).

  • Porque minha empresa precisa constituir equipe de

    Segurana do Trabalho?

    Porque exigido por lei. Por outro lado, a Segurana

    do Trabalho faz com que a empresa se organize,

    aumentando a produtividade e a qualidade dos

    produtos, melhorando as relaes humanas no

    trabalho.

  • Campo de atuao da Medicina do Trabalho

    Os espaos do trabalho ou da produo - as empresas;

    Normalizao e fiscalizao das condies de sade e segurana no trabalho desenvolvida pelo Ministrio do Trabalho.

    A Percia Mdica da Previdncia Social;

    A atuao junto ao Sistema Judicirio, como perito judicial Ou

    assistente tecnico em processos trabalhistas, aes cveis e

    aes da Promotoria Pblica;

    Consultoria privada no campo da Sade e Segurana no

    Trabalho.

  • Como minimizar os custos com a Segurana do

    Trabalho?

  • A melhor maneira de minimizar os custos da empresa investir na preveno de acidentes.

    Muitos empresrios tem a idia errnea que devem diminuir seus investimentos em equipamentos de proteo individual, contratao de pessoal de segurana do trabalho e medidas de segurana.

    O custo de um acidente pode trazer inmeros prejuzos empresa.

  • O acidente leva a encargos com adv