MENSAGENS REFLEXVAS Arte da Imagem, Arte da Música e Arte do Pensamento - A ÁFRICA de nelson maNdela MÚSICA: da cultura africana TEXTO: Nelson Mandela

  • View
    102

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of MENSAGENS REFLEXVAS Arte da Imagem, Arte da Música e Arte do Pensamento - A ÁFRICA de nelson...

  • Slide 1
  • Slide 2
  • MENSAGENS REFLEXVAS Arte da Imagem, Arte da Msica e Arte do Pensamento - A FRICA de nelson maNdela MSICA: da cultura africana TEXTO: Nelson Mandela
  • Slide 3
  • A vitria de Barack Obama, um negro, alado presidncia da maior potncia econmica e militar do Planeta, leva-nos a profundas reflexes. Ratifica o conceito inspirado de Pietro Ubaldi de que existe uma lei csmica que gere os destinos dos povos e das naes, mostrando que s o amor constri. Civilizaes surgem, dominam e desaparecem quando ausente o amor. Os espritos destruidores fazem parte do planejamento csmico pois para a construo de uma nova ordem, h necessidade da destruio da ordem vigente. Os destruidores, espritos involudos, fazem parte desse planejamento, como instrumentos: na ndia o odioso imperialismo ingls; na frica do Sul o racismo violento da sociedade e dos governantes brancos; nos Estados Unidos a poltica blica, anti-ambien- talista e exclusivista do Governo Bush, indiferente misria e fome de outros povos, em especial os do Continente Africano.
  • Slide 4
  • So espritos missionrios para a reconstruo: na ndia Ghandi; na frica do Sul Nelson Mandela; na Amrica o precursor Martin Luther King e, agora, tudo est a indicar, Barack Obama, todos eles plasmando no seu povo o esprito de amor, de perdo e a nsia de renovao. Uma nova civilizao parece estar surgindo na Amrica. Parece-nos que isto que a histria est nos mostrando - a vida trabalhando para a formao da grande famlia universal, meta crstica para a Terra. Depois da conquista da liberdade pela ndia com Ghandi, repete-se a LEI na frica do Sul com Nelson Mandela, e, agora, na maior potncia econmica do Planeta, com Barack Obama. Todos, usando a mesma arma, - o amor, a no-resistncia, o perdo. Esta a histria. Esta a vida. Esta a LEI. J. Meirelles Meditemos, no contexto das belezas naturais e culturais do continente africano associadas sua misria, os belos pensamentos do missionrio reconstrutor da nova ordem na frica do Sul Nelson Mandela,
  • Slide 5
  • Angola Este um dos momentos mais importantes na vida de nosso pas. Estou aqui, em frente a vocs, repleto de profundo orgulho e alegria - orgulho das pessoas comuns e humildes deste pas.
  • Slide 6
  • Burundi Vocs tm demonstrado tanta calma, pacincia e deter- minao para reclamar este pas para vocs e agora com alegria podemos gritar dos telhados: Finalmente livres! Finalmente livres!"
  • Slide 7
  • Comores Seja qual for o castigo que sua crena considera justo para me impor pelo crime pelo qual fui condenado ante esta corte, tenha certeza de que quando minha senten- a for completada, ainda serei compelido a clamar pelo que os homens so: conscincia
  • Slide 8
  • Eu odeio o racismo, pois o considero uma coisa selva- gem, venha ele de um negro ou de um branco. Em alguma parte da frica
  • Slide 9
  • Congo Brazzaville Cultivo minha prpria liberdade carinhosamente, mas cuido ainda mais da nossa liberdade. Tantos tm mor- rido desde que deixei a priso.
  • Slide 10
  • Congo Kinshasa Tantos tm sofrido pelo amor liberdade. Devo isso s suas vivas, aos seus rfos, s suas mes e aos seus pais, que enlutaram e sofreram por eles."
  • Slide 11
  • Costa do Marfim Isso foi uma das coisas que me preocuparam - ter ascendido posio de semi-deus - pois da em diante voc no mais um ser humano.
  • Slide 12
  • Eu queria ser conhecido como Mandela, um homem com fraquezas, algumas das quais so fundamentais, e um homem que engajado na luta pela liberdade. Em alguma parte da frica
  • Slide 13
  • Egito A educao a mais poderosa arma pela qual se pode mudar o mundo.
  • Slide 14
  • Eritreia A educao o grande motor do desenvolvimento pessoal. atravs dela que a filha de um campons pode se tornar uma mdica, que o filho de um mineiro pode se tornar o diretor da mina, que uma criana de pees de fazenda pode se tornar o presidente de um pas.
  • Slide 15
  • Aprendi que a coragem no a ausncia do medo, mas o triunfo sobre ele. O homem corajoso no aquele que no sente medo, mas o que conquista esse medo. Em alguma parte da frica
  • Slide 16
  • Uganda Como eu tenho dito, a primeira coisa ser honesto consigo mesmo. Voc no pode nunca ter um impacto sobre a soci- edade se no mudou a si prprio... Os grandes pacificado- res so todas pessoas ntegras, honestas, exceto humildes.
  • Slide 17
  • Etipia No h mais caminho fcil para a liberdade em lugar algum, e muitos de ns tm que atravessar o vale das sombras da morte de novo e de novo antes de alcan- armos o topo da montanha de nossos desejos.
  • Slide 18
  • Gabo Se voc falar com um homem numa linguagem que ele compreende, isso entra na cabea dele. Se voc falar com ele em sua prpria linguagem, voc atinge seu corao.
  • Slide 19
  • Somlia Quando somos libertados de nossos medos, nossa presena automaticamente liberta a outros.
  • Slide 20
  • melhor liderar de trs e colocar outros na frente, especialmente quando voc celebra a vitria quando coisas legais acontecem. Em alguma parte da frica
  • Slide 21
  • Guin Voc assume a linha de frente quando h perigo. Da as pessoas apreciaro sua liderana.
  • Slide 22
  • Guin Equatorial Como um lder, eu sempre me esforcei para ouvir o que cada pessoa tinha a dizer numa discusso antes de dar minha prpria opinio. Com frequncia, minha opinio simplesmente representar um consenso do que eu ouvi na discusso.
  • Slide 23
  • Lbia A maior glria em viver no est em jamais cair, mas em nos levantar cada vez que camos.
  • Slide 24
  • Madagscar Liberdade no meramente tirar as correntes de algum, mas sim viver de uma forma que respeita e aumenta a liberdade dos outros.
  • Slide 25
  • Nascemos para manifestarmos a glria de Deus dentro de ns. No apenas dentro de alguns de ns; mas em todos ns. Em alguma parte da frica
  • Slide 26
  • Qunia Eu sempre lembro o conceito bsico: um lder como um pastor de ovelhas. Ele fica atrs do rebanho, deixando o mais esperto sair na frente, sendo seguido pelos outros, sem reconhecer que desde o incio eles esto sendo dirigidos por trs
  • Slide 27
  • Repblica Centro -Africana E quando deixarmos nossa prpria luz brilhar, conscien- temente daremos s pessoas permisso para fazerem o mesmo. Quando tivermos nos libertado de nosso medo, nossa presena automaticamente libertar aos outros.
  • Slide 28
  • Sudo No valente o que no tem medo, mas sim o que sabe domin-lo.
  • Slide 29
  • Suazilndia Democracia com fome, sem educao e sade para a maioria, uma concha vazia.
  • Slide 30
  • Sonho com o dia em que todos levantar-se-o e compreendero que foram feitos para viverem como irmos. Em alguma parte da frica
  • Slide 31
  • Tanznia Ningum nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religio.
  • Slide 32
  • Togo Para odiar, as pessoas precisam aprender e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.
  • Slide 33
  • Tunsia Se voc olhar esses assuntos, vai chegar concluso de que a atitude dos EUA uma ameaa paz mundial.
  • Slide 34
  • claramente uma deciso motivada pelo desejo de George W. Bush de agradar as indstrias de armas e petrleo dos EUA. Em alguma parte da frica
  • Slide 35
  • IMAGENS E MSICA :, do PPS FRICA DE A a Z, formatado por Cinthia (ci.agnessini@uol.com.br), com imagens e som cedidos por Waldemar Mattosci.agnessini@uol.com.br REFORMATAO, TEXTOS e PLANOS DE FUNDO: J. Meirelles celjm@uol.com.br Site: www.jmeirelles.wordpress.com MSICA: Ladysmith Black Mombazo