Metodologia de Desenvolvimento de Projetos Integradores

Embed Size (px)

Text of Metodologia de Desenvolvimento de Projetos Integradores

  • Srie Metodologia SENAI de

    Educao Profissional

    Projetos Integradores

    Braslia 2015

  • CONFEDERAO NACIONAL DA INDSTRIA CNI Robson Braga de Andrade Presidente Diretoria de Educao e Tecnologia DIRET Rafael Esmeraldo Lucchesi Ramacciotti Diretor de Educao e Tecnologia Julio Sergio de Maya Pedrosa Moreira Diretor Adjunto de Educao e Tecnologia Servio Social da Indstria SESI Jair Antnio Meneguelli Presidente do Conselho Nacional SESI Departamento Nacional Robson Braga de Andrade Diretor Rafael Esmeraldo Lucchesi Ramacciotti Diretor-Superintendente Marcos Tadeu de Siqueira Diretor de Operaes Servio Nacional de Aprendizagem Industrial SENAI Robson Braga de Andrade Presidente do Conselho Nacional SENAI Departamento Nacional Rafael Esmeraldo Lucchesi Ramacciotti Diretor-Geral Julio Sergio de Maya Pedrosa Moreira Diretor Adjunto Gustavo Leal Sales Filho Diretor de Operaes Instituto Euvaldo Lodi IEL Robson Braga de Andrade Presidente do Conselho Superior IEL Ncleo Central Paulo Afonso Ferreira Diretor Geral Paulo Mol Jnior Superintendente

  • Srie Metodologia SENAI de

    Educao Profissional

    Projetos Integradores

    Braslia 2015

  • 2015. SENAI Departamento Nacional Qualquer parte desta obra poder ser reproduzida, desde que citada a fonte. SENAI/DN Unidade de Educao Profissional e Tecnolgica UNIEP

    FICHA CATALOGRFICA

    S491p

    Servio Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Nacional.

    Projetos integradores. Braslia : SENAI, 2015. xxx p. il. (Metodologia SENAI de Educao Profissional).

    1. nonononono 2. nonononono 3. nonononono I. Ttulo

    CDU: xxxxxxxxxx

    SENAI Servio de Atendimento ao Cliente

    SAC Servio Nacional de Tels.: (61) 3317-9989 / 3317-9992 Aprendizagem Industrial sac@cni.org.br Departamento Nacional Sede Setor Bancrio Norte Quadra 1 Bloco C Edifcio Roberto Simonsen 70040-903 Braslia DF Tel.: (0xx61) 3317-9001 Fax: (0xx61) 3317-9190 http://www.senai.br

  • SUMRIO

    APRESENTAO ................................................................................. 7

    1 INTRODUO .................................................................................. 8

    2 CARACTERSTICAS DO PROJETO INTEGRADOR ................................... 12

    3 BENEFCIOS E OPORTUNIDADES ...................................................... 14

    4 IMPLANTAO DE PROJETOS INTEGRADORES .................................... 18

    5 ETAPAS ......................................................................................... 20

    6 REFERENCIAIS PARA IMPLEMENTAO .............................................. 40

    7 CONSIDERAES FINAIS ................................................................. 49

    REFERNCIAS ................................................................................... 50

  • 7

    APRESENTAO

    Em 2013, o Departamento Nacional, comprometido com a revitalizao da formao com base em competncias, realizou, com a participao dos Departamentos Regionais, ampla reviso dos documentos metodolgicos existentes, de forma a reuni-los em um nico documento que possibilitasse uma viso global do modelo educacional do SENAI adotado desde 2002.

    Esse processo culminou no lanamento, em agosto de 2013, da Metodologia SENAI de Educao Profissional, que compreendeu, alm da reunio dos mtodos existentes, a incluso de exemplos que favorecessem o entendimento da relao entre PERFIL PROFISSIONAL DESENHO CURRICULAR PRTICA DOCENTE. A perspectiva adotada foi a de uma formao voltada para a mobilizao de competncias, capaz de suportar e integrar as diferentes realidades e experincias regionais, posicionando-se de forma alinhada tanto aos aspectos vigentes da legislao educacional quanto s exigncias contemporneas sinalizadas pelo mundo do trabalho.

    Desde ento, identificou-se a oportunidade de aprofundar alguns temas com vistas a promover a implantao plena da Metodologia. Vislumbrou-se ento uma ocasio favorvel ao avano conceitual e metodolgico por meio da criao da SRIE METODOLOGIA SENAI DE EDUCAO PROFISSIONAL.

    Nesse sentido, o presente documento inaugura a Srie Metodologia SENAI de Educao Profissional, com o tema PROJETOS INTEGRADORES, buscando orientar os Departamentos Regionais na implantao dessa estratgia de aprendizagem que assume destacado grau de importncia para uma prtica pedaggica aderente ao modelo educacional preconizado pela instituio.

    Vale enfatizar que as orientaes aqui apresentadas referem-se exclusivamente ao desenvolvimento de Projetos Integradores, e no s outras Estratgias de Aprendizagem Desafiadoras indicadas na Metodologia SENAI de Educao Profissional, no significando que as demais estratgias de aprendizagem devam ser excludas da prtica docente.

    O presente documento tem apenas o objetivo de difundir esse modelo de estratgia que, tendo em vista a sua complexidade, atende a todos os fundamentos e princpios da Metodologia SENAI de Educao Profissional, afigurando-se, portanto, como uma oportunidade mpar para promovermos avanos no campo de uma prtica pedaggica mais eficaz, significativa, integradora e contextualizada.

    Rafael Esmeraldo Lucchesi Ramacciotti

    Diretor de Educao e Tecnologia

  • 8

    1 INTRODUO

    A prtica pedaggica com base no desenvolvimento de projetos teve seus primeiros passos no incio do sculo XX, com o criador da Pedagogia de Projetos, John Dewey. Naquela poca, o objetivo era fazer com que a educao fosse um processo de vida e no apenas uma preparao para a vida futura, cheia de contedos especficos e desarticulados com a realidade presente. A escola, conforme as ideias do educador, deveria representar o agora, a vida prtica dos alunos, a sociedade que eles estavam enfrentando naquele momento.

    As caractersticas que faziam parte da proposta de Dewey eram a Intencionalidade, a Flexibilidade, a Originalidade e a Interdisciplinaridade. Com essas caractersticas, a Pedagogia de Projetos constitua-se em um percurso definitivo para evitar a fragmentao do ensino. O desafio seria contrapor-se ao sistema de educao vigente, com os seus contedos formativos transmitidos de forma segmentada e sem conexo com a realidade, com uma viso tradicional do ensino, com estratgias baseadas na repetio e na memorizao.

    No Brasil, o trabalho com projetos, inicialmente concebido por John Dewey e tambm por William Kilpatrick, filsofos e educadores americanos envolvidos com os movimentos de mudanas na educao tradicional e com os movimentos curriculares mais progressistas da primeira metade do sculo XX, teve as suas primeiras discusses no mbito do movimento da Escola Nova, por volta de 1930, com Ansio Teixeira e Loureno Filho. A Escola Nova refere-se ao movimento educacional que enfatizava a utilizao de mtodos ativos de ensino e aprendizagem.

    A escola comeava a ter como foco principal a formao de indivduos preparados para a insero no mundo do trabalho. As estratgias de carter mais ativo e que proporcionavam mais autonomia aos alunos, como, por exemplo, a Pedagogia de Projetos, comeavam a se firmar como uma prtica pedaggica consolidada. No entanto, a partir da Segunda Guerra Mundial, essas mudanas ficaram estagnadas, e s retornaram por volta dos anos de 1980, com o auge do Construtivismo, e os projetos voltaram a fazer parte da pauta das discusses pedaggicas (FERNANDES, 2011).

    Na dcada de 1990, se estabelece no Brasil o trabalho com projetos com o objetivo de repensar as teorias e as prticas educativas como um caminho para reorganizar o cotidiano escolar, resgatando o que j havia sido proposto por John Dewey h 100 anos. Assim, mesmo que esquecida por muitos anos, a Pedagogia de Projetos vem sofrendo adaptaes devido s transformaes que emergem na contemporaneidade (FERNANDES, 2011, p. 46).

  • 9

    Considerando as adaptaes no trabalho com projetos realizadas ao longo do tempo, consolida-se o conceito de que o trabalho pedaggico ancorado em Projetos Integradores compreende uma estratgia de trabalho flexvel, no qual a nfase est na organizao do conhecimento e na forma como ele alcanado, favorecendo a sua mobilizao e articulao, assim como das atitudes e das habilidades, caractersticas intrnsecas ao conceito de competncia.

    A Metodologia SENAI de Educao Profissional preconiza uma prtica docente aderente ao modelo pedaggico comprometido com o desenvolvimento das competncias profissionais requeridas pelo mundo do trabalho, permitindo aos alunos, no processo de formao profissional, mobilizarem os seus conhecimentos na gerao de novas ideias, exercitando importantes capacidades para os seus desempenhos profissionais, como o pensamento criativo, a autonomia e a proatividade.

    Metodologia SENAI de Educao Profissional

    Mediao da aprendizagem

    Desenvolvimento de capacidades

    Interdisciplinaridade

    Contextualizao

    nfase no aprender a aprender

    Proximidade entre o mundo do trabalho e as prticas sociais

    Integrao entre teoria e prtica

    Incentivo ao pensamento criativo e inovao

    Aprendizagem significativa

    Avaliao da aprendizagem com funo diagnstica, formativa e somativa

  • 10

    Dessa forma, o trabalho pedaggico com Projetos Integradores contribui consistentemente para o alcance dos objetivos educacionais indicados para o modelo educacional proposto, assegurando a qualidade da formao profissional empreendida pelo SENAI.

    As outras Estratgias de Aprendizagem Desafiadoras, vale dizer, o Estudo de Caso, a Pesquisa e a Situao-Problema, devero ser constantemente utilizadas, de acordo com o planejamento dos docentes, com os objetivos que se almejam em determinado momento do curso, com as condies de tempo, de espao e de infraestrutura, enfim, conforme as decises de carter metod