of 22 /22
Micologia Profa Camila Góes Puk

Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

MicologiaProfa Camila Góes Puk

Page 2: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Micologia Aspectos gerais

Page 3: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Micologia

• Micologia ramo da biologia que se ocupa do estudo dos fungos

• Fungos são organismos eucariotos, heterotróficos (matéria orgânica morta ou viva)

•Suas células possuem vida independente (não se reúnem para formar tecidos)

•São ubíquos: vivem no solo, vegetais, animais, homem e em detritos

•Devido a suas características únicas são reunidos em um reino bem definido o Reino Fungi.

Page 4: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Parede

Célula fúngica

Page 5: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Biologia dos Fungos - estrutura

Embora muitos fungos sejam unicelulares (leveduras), a grande maioria apresenta organização multicelular filamentosa = hifas.•O conjunto de hifas densamente reunidas denominado micélio.

• Qdo presente no interior do substrato, o micélio tem função de sustentação e absorção de nutrientes = vegetativo•Qdo se projeta para a superfície, sustenta os corpos de frutificação = reprodutivo

• As colônias leveduriformes são pastosas ou cremosas

• As colônias filamentosas podem ser algodonosa ou aveludadas

Page 6: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Tipos de fungos

Leveduras:• As leveduras são formas unicelulares, não filamentosas, caracteristicamente esféricas ou ovais;

• As leveduras se multiplicam por fissão binária, produzindo células iguais por brotamento (gemulação);

• Algumas leveduras produzem brotos que não se separam, formando uma cadeia de células = pseudo-hifas

Page 7: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Tipos de fungos

Fungos filamentosos (bolores):• O crescimento em bolor produz colônias filamentosas multinucleadas, tendo como unidade funcional as hifas (filamentos longos de células conectadas).

• Na maioria dos fungos filamentosos, as hifas contêm septos

• As hifas são divididas em vegetativas (função de nutrição) e aéreas ( função reprodutiva).

Page 8: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Tipos de fungos

Fungos dimórficos:

• Os fungos dimórficos crescem tanto na forma filamentosa

(produzindo hifas vegetativas e aéreas) quanto na forma de levedura

(brotamento);

• Ocorre dimorfismo principalmente nas espécies patogênicas;

• O dimorfismo é dependente de temperatura

Page 9: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Biologia dos Fungos - ClassificaçãoMais de 70.000 espécies descritas – estimativa de mais de 1,5 milhões de espécies

Adaptado de Hudson (1984), modificado por Margulis e Schwartz (1988 e 1998), e Alexopoulos e Mims (1979, 1996), e   Schussler et al. (2001)

Divisão Chytridiomycota 2 classes 4 ordens

Divisão Zygomycota 2 classes 6 ordens

Divisão Basidiomycota4 classes 34 ordens

Divisão Glomeromycota1 classe 4 ordens

Divisão Ascomycota 14 classes 35 ordens

Deuteromycota e Liquens polifiléticos

Reino Fungi

Page 10: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Aspecto macrocoscópico e microscópico

Amanita muscariaMorchella esculenta Colônia gigante de Aspergillus flavus

Colônia gigante de Candida albicans

Leveduras de Candida albicans visualizadas por microscopia

eletrônica de varredura

Hifas de Paracoccidioides brasiliensis visualizadas por microscopia eletrônica de

varredura

Cryptococcus neoformas Histoplasma capsulatum Aspergillus flavus

Penicillium viridicatum

Page 11: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Micologia Diagnóstico

Page 12: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Diagnóstico de infecções fúngicas O diagnóstico das infecções causadas por fungos levam em consideração

aspectos clínicos e laboratoriais

• Aspectos clínicos:

• Sintomas e aparência das lesões (superficiais- pele ou pêlos,

cutâneas- pele e unhas, subcutâneas- pele + tecido subcutâneo ou

profundas/sistêmicas- órgãos internos)

• Aspectos laboratoriais:

• Morfologia (leveduras ou filamentoso)

• Aspecto microscópico das estruturas fúngicas (exame direto de

materiais biológicos ou de cultura)

Page 13: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Diagnóstico de infecções fúngicas Aspectos laboratoriais:

• O principal método de observação dos fungos é o exame

microscópico direto (ao contrário das bactérias, que é a cultura): análise

em lâmina do material com acréscimo de 1 gota do KOH a 20%

•Motivos: • Boa positividade do exame direto • Crescimento lento (dificulta obtenção rápida de resultados na cultura)•O tratamento não necessita de identificação da espécie fúngica•Não existe teste de sensibilidade (anti-fungiograma) para a maioria dos fungos (somente Candida spp)

• Meio de cultura + empregado : ágar-Sabouraud dextrose (pH ácido e

[glicose] ou ágar- Micosel (+ atb)

Page 14: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Aspecto macroscópico

Page 15: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Cryptococcus neoformas Histoplasma capsulatum Aspergillus flavus

Penicillium viridicatum

Aspecto microscópico

Page 16: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

GramTinta da China

Cryptococcus – Coloração exame direto

Page 17: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

                                                                                                         

Candida – exame direto

Candida albicans

Page 18: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Micologia Patologias

Page 19: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Patologias causadas por fungos Patologias causadas por fungos (micoses)

• Micoses superficiais e cutâneas– doenças que afetam apenas a porção superficial do epitélio ou estruturas anexas (pele, pêlos, cabelos, unhas)

• Segundo o ISHAM (International Society for Human and Animal Mycology) podem ser classificadas de acordo com o agente etiológico ou local de infecção em:

Page 20: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Micoses superficiais Exemplos de micoses superficiais

Dermatofitose superficial (tinea barbae) causada por fungo do gênero Trychophyton Onicomicose causada por fungo do

gênero Trychophyton

Cabelo apresentando nódulo escuro (Piedra Preta) causado pelo fungo

Piedraia hortae

Pitiríase versicolor, causada pelo fungo Malassezia fulfur

Candidíase superficial (queilite angular) causada por

Candida albicans

Page 21: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Micoses subcutâneas e profundas/sistêmicas Patologias causadas por fungos (micoses)

• Micoses subcutâneas e profundas ou sistêmicas – doenças causadas por fungos nas quais ocorre invasão de tecidos e órgãos

• Segundo o ISHAM (International Society for Human and Animal Mycology) podem ser classificadas de acordo com o agente etiológico em:

Page 22: Micologia Profa Camila Góes Puk. Micologia Aspectos gerais

Micologia Médica – Micoses profundas Exemplos de micoses profundas

Linfonodomegalia causada pelo fungo Paracoccidioides

brasiliensis

Lesão cutânea causada pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis

Cromoblastomicose

Doença de Jorge Lobo