of 30/30
Miguel Bahiense Presidente da Plastivida e INP Brasília, 11 de agosto de 2011 PROGRAMA DE QUALIDADE E CONSUMO RESPONSÁVE DE SACOLAS PLÁSTICAS AUDIÊNCIA PÚBLICA – SACOLAS PLÁSTICAS Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio Câmara dos Deputados

Miguel Bahiense Presidente da Plastivida e INP Brasília, 11 de agosto de 2011 PROGRAMA DE QUALIDADE E CONSUMO RESPONSÁVE DE SACOLAS PLÁSTICAS AUDIÊNCIA

  • View
    104

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Miguel Bahiense Presidente da Plastivida e INP Brasília, 11 de agosto de 2011 PROGRAMA DE QUALIDADE...

  • Slide 1
  • Miguel Bahiense Presidente da Plastivida e INP Braslia, 11 de agosto de 2011 PROGRAMA DE QUALIDADE E CONSUMO RESPONSVE DE SACOLAS PLSTICAS AUDINCIA PBLICA SACOLAS PLSTICAS Comisso de Desenvolvimento Econmico, Indstria e Comrcio Cmara dos Deputados
  • Slide 2
  • Fonte: Agncia do Meio Ambiente do Reino Unido Concluso do Estudo: As sacolas plsticas tm melhor desempenho ambiental em 8 das 9 categorias analisadas 1- Efeito Estufa 2- Esgotamento de recursos 3- Eutrofizao 4- Toxicidade Humana 5- Ecotoxicidade aqutica de gua doce 6- Ecotoxicidade aqutica marinha 7- Ecotoxicidade terrestre 8- Oxidao fotoqumica 9- Acidificao SACOLAS PLSTICAS ANLISE DO CICLO DE VIDA DE SACOLAS DE SUPERMERCADOS
  • Slide 3
  • Fonte: Fundao Espao Eco Estudo de casos: SACOLAS PLSTICAS ESTUDO DE ECOEFICINCIA DAS SACOLAS DE SUPERMERCADO
  • Slide 4
  • Fonte: Fundao Espao Eco MITOS E VERDADES: SACOLAS PLSTICAS ESTUDO DE ECOEFICINCIA DAS SACOLAS DE SUPERMERCADO
  • Slide 5
  • Fonte: Fundao Espao Eco MITOS E VERDADES: SACOLAS PLSTICAS ESTUDO DE ECOEFICINCIA DAS SACOLAS DE SUPERMERCADO
  • Slide 6
  • Fonte: Fundao Espao Eco MITOS E VERDADES: SACOLAS PLSTICAS ESTUDO DE ECOEFICINCIA DAS SACOLAS DE SUPERMERCADO
  • Slide 7
  • Fonte: Fundao Espao Eco MITOS E VERDADES: SACOLAS PLSTICAS ESTUDO DE ECOEFICINCIA DAS SACOLAS DE SUPERMERCADO
  • Slide 8
  • Fonte: Fundao Espao Eco MITOS E VERDADES: SACOLAS PLSTICAS ESTUDO DE ECOEFICINCIA DAS SACOLAS DE SUPERMERCADO
  • Slide 9
  • Fonte: Fundao Espao Eco MITOS E VERDADES: SACOLAS PLSTICAS ESTUDO DE ECOEFICINCIA DAS SACOLAS DE SUPERMERCADO
  • Slide 10
  • Fonte: Fundao Espao Eco MITOS E VERDADES: SACOLAS PLSTICAS ESTUDO DE ECOEFICINCIA DAS SACOLAS DE SUPERMERCADO
  • Slide 11
  • Fonte: Fundao Espao Eco Concluses do Estudo: SACOLAS PLSTICAS ESTUDO DE ECOEFICINCIA DAS SACOLAS DE SUPERMERCADO
  • Slide 12
  • Fonte: Fundao Espao Eco Estudos de casos: SACOLAS PLSTICAS ESTUDO DE ECOEFICINCIA DAS SACOLAS DE SUPERMERCADO
  • Slide 13
  • O vilo do meio ambiente no a sacola ou o plstico em si, mas sim o desperdcio e o descarte inadequado Por isso, criamos o Programa de Qualidade e Consumo Responsvel de Sacolas Plsticas
  • Slide 14
  • Objetivo:Combater o desperdcio, promovendo a economia de 30% no consumo de sacolas plsticas at 2012 Soluo:Utilizao de sacolas mais resistentes (ABNT NBR 14937:10), acabando com o uso em duplicidade e a subutilizao. Promoo do uso responsvel e dos 3Rs Criao:Setembro de 2007 Principais Redes parceiras do Programa Po de Acar Brasil Gbarbosa NE Zaffari RS e SP Prezunic RJ Angeloni SC Giassi SC Unida Sul RS Pro Brazilian DF/GO Kennedy PE Stylo PE
  • Slide 15
  • FORAS DO PROGRAMA Signatrios: ABRAS e mais 9 entidades congneres estaduais como ACATS, AGAS, APES e outras Aproximao entre indstria do plstico e varejo Compromisso com a sustentabilidade
  • Slide 16
  • BASES DO PROGRAMA Educao e Informao ViabilidadeEconmica Normalizao e Certificao
  • Slide 17
  • BASES DO PROGRAMA ViabilidadeEconmica
  • Slide 18
  • *Sacola considerada: 40cm x 50cm ** Por uso em duplicidade e subutilizao ANLISE COMPARATIVA: Desperdcio financeiro e impacto ambiental SACOLA PLSTICA* FORA DE NORMAUSO EM DUPLICIDADENORMALIZADA Peso mdio (em gramas) 3,57,04,5 CONCLUSO DESPERDCIO FINANCEIRO ** :Paga-se em mdia 2,5 gramas a mais por sacola fora de norma IMPACTO AMBIENTAL:2,5 gramas ou 55% a mais por sacola
  • Slide 19
  • Normalizao e Certificao BASES DO PROGRAMA
  • Slide 20
  • Normalizao e Certificao ABNT ABNT NBR14937
  • Slide 21
  • BASES DO PROGRAMA Educao e Informao
  • Slide 22
  • PROJETOS PILOTOS ESCOLA DE CONSUMO RESPONSVEL
  • Slide 23
  • PROJETOS PILOTOS Educao do consumidor atravs de operadores de caixa, empacotadores e gerentes de lojas
  • Slide 24
  • ESTADOQUANTIDADE DE LOJAS So Paulo71 Porto Alegre10 Salvador10 Braslia13 Goinia10 Rio de Janeiro15 Recife10 Florianpolis5 TOTAL144 4.729 funcionrios da frente de caixa treinados PILOTOS REALIZADOS
  • Slide 25
  • ESCOLA DE CONSUMO RESPONSVEL Formao de multiplicadores de treinamento contnuo do pessoal da frente de caixa
  • Slide 26
  • PROGRAMA DE QUALIDADE E CONSUMO RESPONSVEL DE SACOLAS PLSTICAS ESCOLA DE CONSUMO RESPONSVEL Objetivo: formar multiplicadores para treinamento nas redes parceiras que aderiram em definitivo ao Programa, de forma a garantir a perenidade do mesmo. Resultados Redes de Supermercados Atendidas17 EstadosRJ, MG, BA e SC Multiplicadores formados1.121 RESULTADOS OBTIDOS
  • Slide 27
  • Fonte: ABIEF * Previso Reduo do desperdcio como resultado desta e de outras iniciativas: 3,9 bilhes de sacolas plsticas: 21,8%
  • Slide 28
  • PROGRAMA DE QUALIDADE E CONSUMO RESPONSVEL DE SACOLAS PLSTICAS BLUMENAU: UM EXEMPLO PARA O BRASIL Lanamento do Programa e da Escola de Consumo Responsvel na cidade de Blumenau, atravs da difuso da utilizao de sacolas mais resistentes e da capacitao de multiplicadores no Varejo. Sistema Educacional Ao Indita: Sistema Educacional Cartilha especfica para estudantes: elaborao em conjunto com especialistas do Ensino Capacitao dos multiplicadores: Varejo e Rede de Ensino Treinamento para 1.200 professores estaduais e 2.200 municipais
  • Slide 29
  • PROGRAMA DE QUALIDADE E CONSUMO RESPONSVEL DE SACOLAS PLSTICAS PARCEIROS Secretaria Estadual de Educao Secretaria Municipal de Educao Vereadora Helenice Luchetta ACATS Associao Catarinense de Supermercados Singavale Sindicato dos Supermercados e Comrcio Varejista de Blumenau e regio. CDL Cmara dos Dirigentes Lojistas Sindilojas Sindicato do Comrcio Varejista de Blumenau
  • Slide 30
  • 88% reutilizam as sacolas plsticas 84% apontam as sacolas plsticas como meio mais frequente para carregar as compras 82 % no concordam com a cobrana pelo uso das sacolas Objetivo e metodologia da pesquisa Realizada entre os dias 3 e 7 de maio de 2011, a pesquisa do Datafolha teve como objetivo descobrir a relao do consumidor com as sacolas plsticas de uso domstico, desde o momento de sua aquisio, no varejo, at o descarte final. A pesquisa foi realizada na regio metropolitana de So Paulo, na cidade do Rio de Janeiro, em Belo Horizonte, Porto Alegre e Recife. O trabalho foi desenvolvido no mbito quantitativo, com abordagem pessoal dos entrevistados, em pontos de fluxo populacional. As entrevistas foram aplicadas com questionrio estruturado e tempo mdio de 20 minutos para cada pessoa. Foram ao todo 1123 entrevistados, entre homens e mulheres com idade a partir de 16 anos, pertencentes a todas as classes econmicas. Para a composio total da amostra, o Datafolha ponderou os resultados de acordo com o peso das cidades, considerando o universo pesquisado. (fonte IBGE/Censo 2000). A margem de erro de 3 pontos percentuais. RESULTADOS DA PESQUISA DATAFOLHA SOBRE SACOLAS PLSTICAS