Modelo Elaboracao Tcc Monografia 2014

  • Published on
    03-Dec-2015

  • View
    215

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

como montar seu tcc

Transcript

<p>ABNT - UNOPAR - Completo</p> <p>19</p> <p>A criana feita de cem. /A criana tem cem mos/ cem pensamentos/ cem modos de pensar/ de jogar e de falar./ Cem sempre cem/ modos de escutar/as maravilhas de amar. Cem alegrias/ para cantar e compreender./Cem mundos/ para descobrir./ Cem mundos/para inventar./ Cem mundos/ para sonhar./ A criana tem/ cem linguagens/ (e depois cem)/ mas roubaram-lhe noventa e nove./ A escola e a cultura/ lhe separam a cabea do corpo. (Trecho de As Cem Linguagens da Criana, de Lori Malaguzzi).1 INTRODUO</p> <p>A pesquisa abordada foi realizada sobre Reggio Emlia, uma cidade no norte da Itlia, hoje sua populao e de 170 mil habitantes. Foi reconstruda aps a destruio na segunda guerra mundial, a comunidade se mobilizou para transformar a cidade nos escombros com a determinao de fazer uma realidade melhor para suas crianas.Loris Malaguzzi (1920 1994) iniciador e o inspirador da aventura educativa reggiana por praticar a educao que acreditava. Pedagogo italiano, nascido em Correggio, por mais de cinquenta anos viveu, trabalhou, investigou e realizou experincia em Reggio Emilia, cidade onde construiu sua obra que at hoje estudada por todo mundo.Um dos aspectos centrais na abordagem Reggio Emilia gira em torno da Pedagogia da Relao, claro que a criana o foco de toda a abordagem, mas s ela no suficiente, fundamental para a educao das crianas tambm os professores e a famlia. Esta participao no apenas burocrtica como reunies bimestrais ou chamadas aos pais para irem escola ouvirem do comportamento de seus filhos, como vemos frequentemente. Esta participao como se os trs 21 componentes centrais fizessem parte de uma famlia, e a escola preparada para que se sintam em casa. Segundo MALAGUZZI:</p> <p>Ela deve incorporar meios de intensificar os relacionamentos entre</p> <p>os trs protagonistas centrais, de garantir completa ateno aos</p> <p>problemas da educao e de ativar a participao e pesquisas. estas</p> <p>so as ferramentas mais efetivas para que todos os envolvidos </p> <p>crianas, professores e pais tornem-se unidos e conscientes das</p> <p>contribuies uns dos outros. Estas so as ferramentas mais efetivas</p> <p>para que nos sintamos bem cooperando e produzindo, em harmonia,</p> <p>um nvel superior de resultados (In: EDWARDS, C. GANDINI, L.</p> <p>FORMAN, G, 1999, p 75)</p> <p>As lies de Loris Malaguzzi tm trs grandes princpios:</p> <p>A- as crianas podem compartilhar seus conhecimentos e saberes, sua criatividade e imaginao por meio de mltiplas linguagens, sem enfatizar nenhuma. As mltiplas linguagens se evidenciam atravs do desenho, do canto, da dana, da pintura, da interpretao, enfim, divulgadas por distintas passagens que se somam na execuo do projeto e nos saberes que so construdos. Anotar, fotografar, gravar e filmar so partes principais da rotina. </p> <p>B- O mundo de conhecimentos no est dividido em assuntos escolares, mas um grupo nico, onde certas reas so sugeridas por meio de projetos com uma matria de trabalho. </p> <p>C- A interao entre o adulto e a criana deve ser uma parceria, na qual interesses e envolvimentos recprocos devem permanecer e interagir para que um objetivo comum seja alcanado: o saber.</p> <p>A Metodologia de ensino importante na integrao de famlias, pela ampla participao conferida no processo de aprendizado que pode e merece ser ouvida e abordada para valoriza e representar o conhecimento e aprendizado de cada criana. Reggio Emilia nos ensina a construir uma escola viva, que se transforma e que acredita que todos tm muito a aprender e tambm a compartilhar. a escola que valoriza o trabalho cooperativo, respeita a criana e investe na formao continuada dos educadores. o aprender a aprender sempre. A metodologia se baseia em princpios de respeito, responsabilidade e participao na vida comunitria.As conceituaes de protagonismo infantil e as possibilidades de participao das crianas na sociedade, a construo social do conceito de infncia, baseado na pressuposio da incapacidade e da incompletude infantis, analisam-se os possveis nveis de participao infantil nos processos decisrios.A Itlia foi o ponto de partida para o desenvolvimento dessa minha pesquisa sobre os princpio do ensinamento que mudou em partida a cidade de Reggio Emilia, A abordagem Reggio Emilia, como ficou conhecida, se baseia na perspectiva do papel primordial da comunidade e dos pais na construo da educao. A metodologia importante na integrao de famlias, abordando as valorizaes primordiais no aprendizado. A estrutura fsica da escola tambm pensada na busca de um ambiente educativo e ldico, fazendo com que o espao seja considerado um terceiro professor.</p> <p>Analisando o papel ativo de todos os membros da comunidade escolar no aprendizado como coordenadores, pedaggico e dos professores, os responsveis pela comida so vistos como educadores. A criana incentivada a interessar por aquilo que esta vivendo, tendo papel ativo se relacionar e explorar o que est a sua volta, para conhecerem a si mesmas e ao mundo no qual esto inseridas. A mente da criana e do ser humano multidisciplinar. Portanto, se observo a criana quando ela conhece, tenho de volta esse modo de conhecer. A Reggio Emilia tambm conta com atelieristas, que prope atividades diversas, dentro de suas reas de atuao, para trabalhar com diferentes linguagens. A pedagogia de Reggio Emilia assume o papel de que os adultos tm que presta ateno, saber escuta e o reconhecer de diversas forma a potencialidades de cada criana, sendo o professor pea central onde o foco para o atendimento em sua individualidade. Portanto a metodologia, Malaguzzi no qual prope grandes possibilidades de expresses do ser humano na primeira idade. A criana destacada nas escolas reggianas como principal membro na sua educao, experincia vivida pela criana dentro da rotina escolar valorizada, onde o trabalho em pequenos grupos, muitas vezes a participao de todos encorajada. Para que assim possamos ser formadores de indivduos crticos, que veem o mundo de vrias formas, e que sejam construtores de suas ideias com a comunidade e com sua prpria integridade.</p> <p>Os seguintes fatores so inerentes a essa abordagem:</p> <p>A imagem da criana como protagonista investigadora e comunicadora;</p> <p>O professor como parceiro guia pesquisador e aprendiz;</p> <p>A importncia da Arte como linguagem expressiva;</p> <p> A cooperao como base de todo o sistema educacional;</p> <p>O ambiente como o terceiro professor;</p> <p>Os pais como parceiros no processo de ensino- aprendizagem;</p> <p>A Documentao Pedaggica como forma de comunicao.</p> <p>Compreender a histria da Educao Infantil de Reggio Emilia e a presena de Loris Malaguzzi nesse contexto de construo algo suprime, pois a abordagem da Escola Reggio Emlia mostrou sua eficcia em se multiplicar dentro da cidade. Hoje existem varia cidade que adaptaram- se essa eficcia que se revelou ao mundo e tem se propagado por ele. J existem diversas escolas nos Estados Unidos e Europa infelizmente em nosso Brasil existem poucas escolas que se engajaram neste mtodo de ensino que usem essa abordagem.Ao realizar esta pesquisa venho a minha compreenso de que cada criana tem em si sua individualidade de aprendizado que nos como formadores de opinies temos que busca o desenvolvimento intelectual da criana, onde a orientao e estimulao esto interligadas para capacitao da criana em seu projeto que sero estimulados de acordo com a sua capacidade de desenvolver.</p> <p>REFERNCIASCONCLUSOResponde-se aos objetivos sem, no entanto, justific-los.</p> <p>REFERNCIAS</p> <p>SOBRENOME, Nome do autor. Ttulo da obra. Edio. Cidade: Editora, Ano de Publicao. </p> <p>AAKER, David Austin. Criando e administrando marcas de sucesso. So Paulo: Futura, 1996.</p> <p>ALVES, Maria Leila. O papel equalizador do regime de colaborao estado-municpio na poltica de alfabetizao. 1990. 283 f. Dissertao (Mestrado em Educao) - Universidade de Campinas, Campinas, 1990. Disponvel em: . Acesso em: 28 set. 2001.</p> <p>BRASIL. Consolidao das Leis do Trabalho. Texto do Decreto-Lei n. 5.452, de 1 de maio de 1943, atualizado at a Lei n. 9.756, de 17 de dezembro de 1998. 25 ed. atual. e aum. So Paulo: Saraiva, 1999.</p> <p>CARVALHO, Maria Ceclia Maringoni de (Org.). Construindo o saber: metodologia cientifica, fundamentos e tcnicas. 5. ed. So Paulo: Papirus, 1995. 175 p.</p> <p>CURITIBA. Secretaria da Justia. Relatrio de atividades. Curitiba, 2004.</p> <p>DEMO, Pedro. Metodologia do conhecimento cientfico. So Paulo: Atlas, 1999.</p> <p>______. Pesquisa: princpio cientfico e educativo. 6. ed. So Paulo: Cortez, 2000.MAINGUENEAU, Dominique. Elementos de lingstica para o texto literrio. So Paulo: Martins Fontes, 1996.</p> <p>RAMPAZZO, Lino. Metodologia cientfica: para alunos dos cursos de graduao e ps-graduao. So Paulo: Stiliano, 1998.</p> <p>REIS, Jos Lus. O marketing personalizado e as tecnologias de Informao. Lisboa: Centro Atlntico, 2000.</p> <p>UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARAN. Biblioteca Central. Normas para apresentao de trabalhos. 2. ed. Curitiba: UFPR, 1992. v. 2.</p> <p>APNDICESAPNDICE A Instrumento de pesquisa utilizado na coleta de dados</p> <p>ANEXOSANEXO A Ttulo do anexo</p> <p>Sistema de Ensino Presencial Conectado</p> <p> Pedagogia</p> <p>gizeli cristina jovencio peruchi</p> <p>Uma cidade educadora da primeira infncia</p> <p>Linhares</p> <p>2015</p> <p>gizeli cristina jovencio peruchi</p> <p>uma cidade educadora da primeira infncia</p> <p> Reggio Emlia</p> <p>Trabalho de Concluso de Curso apresentado Universidade Norte do Paran - UNOPAR, como requisito parcial para a obteno do ttulo de ....... em pedagogia</p> <p>Orientador: Prof. </p> <p>Linhares</p> <p>2015</p>