Modelo Monografia Usp

  • Published on
    05-Dec-2014

  • View
    353

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

modelo monografia usp

Transcript

<p>12.1 Modelo de projeto de pesquisa MODELO DE CAPA (NOME DO ALUNO SEM ABREVIAES E EM MAISCULAS)</p> <p>A SEPARAO JUDICIAL LITIGIOSA NO DIREITO BRASILEIRO</p> <p>PROJETO DE PESQUISA : DIREITO</p> <p>UNIVERSIDADE CIDADE DE SO PAULO CURSO DE DIREITO SO PAULO 2001</p> <p>MODELO DE FOLHA DE ROSTO (NOME DO ALUNO SEM ABREVIAES E EM MAISCULAS)</p> <p>A SEPARAO JUDICIAL LITIGIOSA NO DIREITO BRASILEIRO</p> <p>Projeto de pesquisa apresentado Faculdade de Direito da Universidade Cidade de So Paulo, como requisito parcial para obteno de grau de bacharel em Direito.</p> <p>SO PAULO 2001</p> <p>TEMA</p> <p>(1,25cm)Separao judicial litigiosa este o tema a ser tratado na presente monografia.</p> <p>PROBLEMA</p> <p>(1,25cm)O problema da separao judicial litigiosa se revela de suma importncia entre ns, porquanto constitui uma das formas de dissoluo da sociedade conjugal decorrente da celebrao do casamento vlido.</p> <p>Chama a ateno, outrossim, por, de certa forma, contrapor-se separao judicial consensual, no quanto ao efeito principal dissoluo da sociedade conjugal -, mas sim quanto aos pressupostos especficos de admissibilidade que devero ser considerados em sua totalidade para a exata e efetiva compreenso do instituto quanto ao aspecto substantivo, abstraindo-se as questes de direito adjetivo.</p> <p>Assim que, levando-se em considerao o direito positivo, a doutrina e a jurisprudncia, prope-se a anlise do instituto cuja importncia se revela</p> <p>inequvoca na medida em que sua existncia constitui fato sobre o qual se deparam os operadores do Direito, notadamente advogados, juzes e promotores de justia com no rara freqncia, merecendo, por isso, desenvolvimento especfico que se prope a analis-lo sob os variados enfoques, todos, no entanto, atinentes ao direito substantivo.</p> <p>Tal a especificidade que encerra, que no mbito do trabalho proposto deve ser analisado em sua individualidade, deixando-se de lado, desse modo, a forma consensual do desfazimento do casamento vlido.</p> <p>JUSTIFICATIVA</p> <p>A razo da escolha do tema se prende ao fato das experincias vividas cotidianamente na prtica de estgio na rea de famlia, onde a questo de separao judicial litigiosa uma constante.</p> <p>OBJETIVOS</p> <p>Compreender o instituto da separao judicial litigiosa, identificando os seus pressupostos e, por conseguinte, as suas conseqncias, procedendo, para este fim, um estudo legal, doutrinrio e jurisprudencial.</p> <p>METODOLOGIA ADOTADA</p> <p>A metodologia a ser adotada consistir na pesquisa bibliogrfica, bem como pesquisa de campo, tendo em vista que sero realizados questionamentos para casais que vivenciaram uma separao judicial.</p> <p>FUNDAMENTAO TERICA (Observao 1: Na fundamentao terica o aluno dever trazer os principais conceitos que embasam o seu tema, podendo apoiar-se em at 02 (dois ) autores. O texto dever ter no mximo 40 (quarenta) linhas.)</p> <p>(Observao 2: O aluno neste tpico dever tambm levantar e apontar os principais itens que pretende tratar em seu trabalho monogrfico. Conforme se segue no modelo)</p> <p>Diante da importncia do tema, o seu estudo dever compreender as seguintes questes: a) separao judicial litigiosa ? conceito ? natureza jurdica b) sistema legal ? grave violao dos deveres do casamento ? conduta desonrosa do cnjuge ? insuportabilidade da vida em comum c) conseqncias ? sano ? alimentos ? guarda de filhos ? partilha de bens ? responsabilidade civil ? uso do nome</p> <p>CRONOGRAMA</p> <p>O cronograma de trabalho ser de acordo com o calendrio estabelecido</p> <p>pelo Regulamento da Universidade.</p> <p>REFERNCIAS BIBLIGRFICAS</p> <p>CAHALI, Yussef Said. Divrcio e Separao.8a ed. So Paulo :Ed. Revista dos Tribunais, 1995, tomos I e II.</p> <p>________, Dos Alimentos. So Paulo: Ed. Revista dos Tribunais, 1999.</p> <p>PEREIRA, Caio Mrio da Silva, Instituies do Direito Civil. Rio de Janeiro: Forense, 1997, vol. V.</p> <p>12.2 Modelo de monografia MODELO DE CAPA DURA (NOME DO ALUNO SEM ABREVIAES E EM MAISCULAS)</p> <p>A IMPRENSA E OS PRINCPIOS CONSTITUCIONAIS DA LIBERDADE E PRIVACIDADE</p> <p>MONOGRAFIA : DIREITO</p> <p>UNIVERSIDADE CIDADE DE SO PAULO CURSO DE DIREITO SO PAULO 2001</p> <p>MODELO DE CAPA (NOME DO ALUNO SEM ABREVIAES E EM MAISCULAS)</p> <p>A IMPRENSA E OS PRINCPIOS CONSTITUCIONAIS DA LIBERDADE E PRIVACIDADE</p> <p>MONOGRAFIA : DIREITO</p> <p>UNIVERSIDADE CIDADE DE SO PAULO CURSO DE DIREITO SO PAULO 2001 MODELO DE FOLHA DE ROSTO (NOME DO ALUNO SEM ABREVIAES E EM MAISCULAS)</p> <p>A IMPRENSA E OS PRINCPIOS CONSTITUCIONAIS DA LIBERDADE E PRIVACIDADE</p> <p>Monografia apresentada ao Curso de Direito da Universidade Cidade de So Paulo, como requisito parcial para obteno de grau de bacharel em Direito, sob orientao do Prof. (nome completo do orientador).</p> <p>SO PAULO 2001 MODELO DE FOLHA DE BANCA EXAMINADORA</p> <p>BANCA EXAMINADORA</p> <p>__________________________________________ ___________________________________________ ___________________________________________I</p> <p>MODELO DE DEDICATRIA</p> <p>Aos meus pais Martinho e Magali pelo eterno incentivo.II</p> <p>MODELO DE FOLHA DE AGRADECIMENTOS</p> <p>Agradeo Luciana Fleury Pereira, exemplo de jornalista, o apoio nas pesquisas realizadas.</p> <p>III MODELO DE FOLHA DE EPGRAFE</p> <p>Ubi societas ubi comunicatio: onde existe sociedade, existir a comunicao humana. Jos Cretella Jnior</p> <p>MODELO DE FOLHA DE RESUMO IV</p> <p>RESUMO(espao duplo trs vezes) O presente trabalho tem como objetivo analisar a imprensa, consubstanciada em seus princpios constitucionais de liberdade de expresso e informao e os reflexos na vida privada dos cidados quando os limites destas garantias so transpostas.Sero enfocados alguns casos prticos, demonstrando as consequncias bem como sanes aplicveis a veculos de comunicao e jornalistas na existncia de leses honra, imagem e privacidade das pessoas.</p> <p>MODELO DE SUMRIO V</p> <p>SUMRIO(espao duplo trs vezes) INTRODUO.............................................................................................01 1- A IMPRENSA..........................................................................................02 1.1 Conceito..............................................................................................02 1.2 Tipos de imprensa..............................................................................03 1.2.1 Televiso e rdio........................................................................03 1.2.2 Jornais impressos.......................................................................04 2- IMPRENSA E HISTRIA.........................................................................05 2.1. A Imprensa e a Idade antiga............................................................... 06 2.2 As influncias na Revoluo Francesa ................................................07 2.3 O papel da Imprensa nas Grandes Guerras...........................................08 2.3.1 A imprensa na Segunda Guerra Mundial.....................................09 3- IMPRENSA E LEGISLAO..................................................................10 3.1 A primeira lei de imprensa na ordem mundial.......................................11 3.2A Imprensa e as Constituies Brasileiras.............................................12 3.3A Imprensa e a Constituio de 1988 ...................................................13</p> <p>4- LIBERDADE E PRIVACIDADE..............................................................14 4.1Conceito de Liberdade de expresso e opinio........................................15 4.2Privacidade.............................................................................................16 4.3Limites constitucionais liberdade de expresso.....................................17</p> <p>5- SISTEMAS DE CONTROLE NO DIREITO COMPARADO.................. 18 5.1 Equilbrio entre os direitos constitucionais............................................19 5.2 Comisses fiscalizadoras nos Estados Unidos......................................22 5.2.1 O arbitramento de multas.............................................................23 5.3 O controle nos pases da Amrica do Sul..............................................25 6- MECANISMOS PARA CONTROLE NO BRASIL..................................28 6.1 Equilbrio entre os direitos constitucionais...........................................29 6.2 Comisses fiscalizadoras.....................................................................30 6.2.1 A representativa nas comisses ..................................................31 6.3 Pagamento de multas...........................................................................32 CONCLUSO..............................................................................................33 ANEXOS 1 LEI DE IMPRENSA..............................................................................34 2 FORMULRIOS UTILIZADOS NA PESQUISA..................................35 REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS............................................................36</p> <p>1</p> <p>INTRODUO(espao duplo trs vezes)</p> <p>(1,25cm) XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX. (espao duplo duas vezes) (1,25cm)XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX</p> <p>2</p> <p>1 . A IMPRENSA(espao duplo trs vezes) (1,25cm)XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXX. (espao duplo duas vezes) 1.1 Conceito (espao duplo uma vez) (1,25cm)XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX. (espao duplo duas vezes)</p> <p>1.2 Tipos de imprensa (espao duplo uma vez) (1,25cm) XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.</p> <p>3</p> <p>XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX. (espao duplo duas vezes)</p> <p>1.2.1 Televiso e rdio (espao duplo uma vez) (1,25cm)XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX. (espao duplo duas vezes) 1.2.2 Jornais impressos (espao duplo uma vez) (1,25cm)XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.</p> <p>33</p> <p>CONCLUSO</p> <p>(espao duplo trs vezes) (1,25cm)XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX. (espao duplo duas vezes) XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX. (espao duplo duas vezes) XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.</p> <p>34</p> <p>ANEXOS(espao duplo trs vezes)</p> <p>1. LEI DE IMPRENSA(espao duplo duas vezes) (1,25cm)XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.</p> <p>35</p> <p>2.FORMULRIO UTILIZADO NAS PESQUISAS(espao duplo trs vezes)</p> <p>(1,25cm)XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.</p> <p>36</p> <p>REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS(espao duplo trs vezes) AMARANTE, Aparecida.Responsabilidade Civil por dano honra. Belo Horizonte: Del Rey, 1994. (espao duplo uma vez)</p> <p>BARBOSA, Notaroberto. Direito prpria imagem.So Paulo: Saraiva, 1989. (espao duplo uma vez) DOTTI, Ren Ariel. Proteo da vida privada e liberdade de informao. So Paulo: Revista dos Tribunais, 1980.</p>