Click here to load reader

Monitoria Adjunta ao Departamento de Informática da PUC- Rio Leonardo de Paula Batista Benevides Matrícula: 0810828 Período: 2011.2 Estágio Supervisionado

  • View
    105

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Monitoria Adjunta ao Departamento de Informática da PUC- Rio Leonardo de Paula Batista...

  • Slide 1
  • Monitoria Adjunta ao Departamento de Informtica da PUC- Rio Leonardo de Paula Batista Benevides Matrcula: 0810828 Perodo: 2011.2 Estgio Supervisionado ENG1153
  • Slide 2
  • Departamento de Informtica da PUC- Rio O estgio foi realizado junto ao DI da PUC-Rio, o qual vem atuando destacadamente no cenrio de ensino e pesquisa brasileiro h mais de 40 anos, podendo-se encontrar uma srie de indicadores que sumariamente delineiam o perfil acadmico desta unidade da PUC-Rio e demonstram a constante busca da manuteno da qualidade no conjunto de atividades, professores-pesquisadores, alunos, tcnicos e pessoal administrativo.
  • Slide 3
  • Departamento de Informtica da PUC- Rio Dentre as diversas atividades do DI encontramos em destaque os cursos de extenso, graduao e ps-graduao na rea de ensino. Na de pesquisa, destacam-se os programas de mestrado e doutorado, bem como os projetos de pesquisa que contam com a infraestrutura de laboratrios e da biblioteca.
  • Slide 4
  • Obrigaes contratuais do estagirio Este estgio foi realizado na forma de Monitoria junto disciplinas oferecidas pelo Departamento de Informtica. Constavam: Cumprir com todo empenho e e interesse, toda a programao estabelecida para a monitoria. Observar, obedecer e cumprir as normas internas da instituio, preservando o sigilo e a confidencialidade das informaes que tivesse acesso. Cumprir com os horrios da monitoria.
  • Slide 5
  • Obrigaes contratuais do estagirio Apresentar documentos comprobatrios da regularidade, sempre que solicitado e manter os dados rigorosamente atualizados. Informar de imediato, qualquer alterao na situao escolar. Preencher os Relatrios de Atividades na periodicidade mnima de 6 meses e quando solicitado.
  • Slide 6
  • As atividades do monitor consistem em: Motivar os alunos a se interessarem pela matria e sanar dvidas de contedos apresentados no curso. Explicar conceitos que no tenham ficado claro ou tenha causado dvidas aos alunos. Corrigir e propor exerccios relacionados a matria oferecidos em sala de aula. Auxiliar na resoluo das questes fornecendo dicas, as quais os alunos tero subsdios para formular uma soluo ou oferecer um algoritmo clssico que resolve de maneira esperada determinado desafio. Propor problemas que foquem em fortalecer uma deficincia de um aluno ou para fixar um conceito importante.
  • Slide 7
  • As atividades do monitor consistem em: Ajudar os alunos em qualquer dificuldade que estes experimente com o software utilizado no curso ou com o ambiente operacional. Se disponibilizar a tirar dvidas por meios eletrnicos ou atravs de encontros em determinados horrios com um ou mais alunos em laboratrios do departamento, auxiliar na aplicao de testes e correo de tarefas distribudas em salas de aula.
  • Slide 8
  • INF 1005
  • Slide 9
  • Inf 1007
  • Slide 10
  • Os benefcios alcanados Divididos em dois grupos: benefcios aos alunos dos cursos e ao empregador(Departamento de Informtica) e benefcios pessoais. Em relao ao primeiro: compartilhar meu conhecimento. ajud-los com suas dificuldades e motiv-los no somente aprenderem o mnimo. obter mais conhecimentos, que alm de contribuir como diferencial no mercado de trabalho, podem se tornar ferramentas para novos projetos. gabarito de questes e novos exerccios propostos
  • Slide 11
  • Os benefcios alcanados Na esfera dos benefcios pessoais: diferentes tipos de pessoas experincias mais importantes forma correta de me comunicar com as pessoas desenvolver meu senso de responsabilidade, porque cabia a mim uma responsabilidade em relao aos alunos da classe.
  • Slide 12
  • Dentre os empecilhos Dificuldade de conciliao de datas e horrios para atendimentos extra-classe. despertar a vontade dos alunos quererem aprender a matria, pois como uma matria oferecida ao currculo bsico de engenharia ajudar um grupo de alunos com conhecimentos de nveis diferentes
  • Slide 13
  • Obstculos e Contribuies estimularam mais a trabalhar na monitoria. desenvolver meus sentidos de liderana. agreguei muito conhecimento ao compartilhar informaes contribuu para base slida de programao estrutural.
  • Slide 14
  • Bibliografia [1] Introduo a Estruturas de Dados - com tcnicas de programao em C W. Celes, R. Cerqueira, J.L. Rangel Ed. Campus, 2004 [2] C - A Linguagem de Programao - Padro ANSI B.W. Kernighan, D.M. Ritchie Ed. Campus, 1989 [3] Apostila de INF 1005 http://www.inf.puc-rio.br/~inf1005/slides.lp Visitado em 05 de novembro de 2011 [4] Apostila de INF 1007 http://www.inf.puc-rio.br/~inf1007/slides.lp Visitado em 05 de novembro de 2011