MONOGRAFIA-FERNANDA DANTAS DOS SANTOS .DFC: Demonstração de Fluxo de Caixa DLPA: Demonstração

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of MONOGRAFIA-FERNANDA DANTAS DOS SANTOS .DFC: Demonstração de Fluxo de Caixa DLPA: Demonstração

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - UFRN

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO SERID - CERES

DEPARTAMENTO DE CINCIAS EXATAS E APLICADAS - DCEA

CAMPUS DE CAIC

FERNANDA DANTAS DOS SANTOS

A UTILIZAO DA ANLISE DE BALANO PARA VERIFICAO DA

SITUAO FINANCEIRA E OPERACIONAL DE UM SUPERMERCADO DA

CIDADE DE SO JOS DO SERID RN

CAIC RN

2015

FERNANDA DANTAS DOS SANTOS

A UTILIZAO DA ANLISE DE BALANO PARA VERIFICAO DA

SITUAO FINANCEIRA E OPERACIONAL DE UM SUPERMERCADO DA

CIDADE DE SO JOS DO SERID RN

Monografia apresentada ao Departamento de Cincias Exatas e Aplicadas do Centro de Ensino Superior do Serid da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, para obteno do ttulo de Bacharel em Cincias Contbeis.

Orientadora: Profa. Ms. Luziana Maria Nunes de Queiroz

CAIC RN

2015

Santos, Fernanda Dantas dos.

A utilizao da anlise de balano para verificao da situao financeira e operacional de um

supermercado da cidade de So Jos do Serid RN / Fernanda Dantas dos Santos. - Caic, 2015.

109 f: il.

Orientador: Luziana Maria Nunes de Queiroz.

Monografia (Bacharel em Cincias Contbeis) Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Centro de Ensino Superior do Serid - Campus Caic.

1. Contabilidade. 2. Demonstraes financeiras. 3. Demonstraes contbeis. I. Queiroz, Luziana

Maria Nunes de. II. Ttulo.

RN/UF/BSE07 CDU 657

FERNANDA DANTAS DOS SANTOS

A UTILIZAO DA ANLISE DE BALANO PARA VERIFICAO DA

SITUAO FINANCEIRA E OPERACIONAL DE UM SUPERMERCADO DA

CIDADE DE SO JOS DO SERID RN

Monografia apresentada ao Departamento de Cincias Exatas e Aplicada do Centro de Ensino

Superior do Serid da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, para obteno do ttulo

de Bacharel em Cincias Contbeis.

BANCA EXAMINADORA

Profa. Ms. Luziana Maria Nunes de Queiroz- UFRN/CERES

Orientador

Profa. Esp. Clara Monise Silva-UFRN/CERES

Examinadora

Prof. Esp. Ney Fernandes de Arajo-UFRN/CERES

Examinador

CAIC RN

2015

Dedico com todo meu amor a Deus, aos meus pais e a minha famlia por estarem sempre comigo e me incentivarem a sempre persistir e a todos aqueles que contriburam para que pudesse fazer esse sonho tornar-se realidade. Me e pai, o que sou hoje, devo a vocs.

AGRADECIMENTOS

Em primeiro lugar, eu agradeo a Deus, pela vida, pela sade, por toda sabedoria e

fora de vontade que me deste. Por me ajudar a concretizar este sonho e no me deixar

desistir perante as dificuldades encontradas pelo caminho;

Aos meus pais, Incio e Frassinete, por sempre batalharem para me darem os estudos,

por me incentivarem e ajudarem, por toda educao, amor, exemplo de vida, carter,

honestidade e humildade que me passaram;

A minha irm Iolanda e ao meu namorado Francimrio, por estarem presentes em

minha vida, auxiliando-me e ajudando-me sempre que preciso;

Aos professores e colegas de faculdade, por todo auxlio, ateno, incentivo e

conhecimentos repassados. Em especial professora Luziana, pela confiana, orientao e

ajuda para realizao deste trabalho;

Aos meus familiares e amigos, pelo incentivo, apoio e confiana em mim depositados;

A minha av Maria (em memria) por todo apoio que me deste, por toda ajuda, amor,

por sempre acreditar no meu potencial e me incentivar enquanto viveste aqui na terra;

Aos meus padrinhos, Rosildo e Valdenira, por toda ajuda, incentivo e apoio aos meus

estudos;

A Alessandra Sousa, por ter sido a primeira pessoa a me d a mo e acreditar no meu

potencial;

Aos meus colegas de trabalho, nas pessoas de Eliane e Andr, por todo incentivo,

compreenso e ajuda em todos os momentos que precisei;

A meu amigo Isaas, por toda ajuda nos momentos que precisei;

A Francisco Lucena, por ter permitido que utilizasse os dados da sua empresa para

realizao deste trabalho;

Obrigada a todos, por fazerem parte da minha vida e da minha histria.

O estudo o caminho certo

Para uma jovem aprendiz

Ame a Deus e a seus pais

Um dia ser feliz.

(Clidenor Clementino de Arajo)

RESUMO

A contabilidade a rea que cuida de todas as documentaes financeiras de uma empresa. Atravs da anlise de balanos, pode-se extrair dados a partir das demonstraes financeiras, que quando analisadas fornecem informaes importantes e significativas sobre o real patrimnio da entidade, deixando os usurios confiantes e seguros na hora de tomar as decises necessrias. O referido trabalho, tem como objetivo analisar a situao operacional e financeira, com base nos dados das demonstraes contbeis dos ltimos trs anos (2012,2013 e 2014) da empresa Francisco das Chagas Lucena ME, com o intuito de verificar como est sua situao operacional e financeira. Este trabalho foi desenvolvido a partir de uma pesquisa bibliogrfica e documental, seguida por um estudo de caso, em que atravs dos seus resultados, pudssemos identificar como est o seu patrimnio. Foram calculados os seguintes ndices: anlise vertical e anlise horizontal, ndices de liquidez, ndices de endividamento, ndices de atividades, ndices de rentabilidade/lucratividade, ndices de alavancagem, anlise dinmica de capital de giro, fatores de insolvncia, giro do ativo e ponto de equilbrio. Os resultados encontrados mostram que a empresa apresenta uma anlise vertical e horizontal com resultados crescentes, bons ndices de liquidez, rentabilidade e retorno, como tambm elevados ndices de endividamento. A empresa tem uma situao operacional, patrimonial, econmica e financeira satisfatria e tem capacidade de pagar todas as suas dvidas e obrigaes e somente no ano de 2014 ela no obteve recursos prprios para pagar suas obrigaes e dependeu totalmente de recursos de terceiros.

Palavras Chave:Contabilidade, Demonstraes Financeiras, Demonstraes Contbeis ndices Financeiros.

LISTA DE TABELAS

Tabela 1 - Balano Patrimonial Reclassificado Ativo 66

Tabela 2 - Balano Patrimonial Reclassificado Passivo 66

Tabela 3 - Demonstrao do Resultado do Exerccio Reclassificada 67

Tabela 4 - Anlises Verticais e Horizontais - Ativo 68

Tabela 5 - Anlise Vertical e Horizontal - Passivo 69

Tabela 6 - Anlise Vertical e Horizontal DRE 70

Tabela 7 - Clculo dos ndices de Liquidez 77

Tabela 8 - ndices de Endividamento 80

Tabela 9 - ndices de Atividades 83

Tabela 10 - ndice de Rentabilidade/Lucratividade 88

Tabela 11 - Giro do Ativo 89

Tabela 12 - ndice de Rentabilidade/Lucratividade 91

Tabela 13 - Alavancagem 93

Tabela 14 - Anlise Dinmica de Capital 94

Tabela 15 - Fator de Insolvncia 96

Tabela 16 - Modelo de Elizabetsky 98

Tabela 17 - Ponto de Equilbrio 99

LISTA DE GRFICOS

Grfico 1 - Relao entre os prazos e os ciclos operacionais e financeiros 46

Grfico 2 - Ponto de Equilbrio 53

Grfico 3 - Anlise vertical do BP - Ativo 71

Grfico 4 - Anlise Vertical do BP - Passivo 72

Grfico 5 - Anlise Vertical DRE 73

Grfico 6 - Anlise Horizontal do BP Ativo 74

Grfico 7 - Anlise Horizontal do BP Passivo 75

Grfico 8 - Anlise Horizontal da DRE 76

Grfico 9 - ndices de Liquidez 78

Grfico 10 - ndice de Endividamento 81

Grfico 11 - ndices de Atividades 84

Grfico 12 - Relao entre os prazos e os ciclos ano 2012 85

Grfico 13 - Relao entre os prazos e os ciclos ano 2013 86

Grfico 14 - Relao entre os prazos e os ciclos ano 2014 87

Grfico 15 - ndices de Rentabilidade 88

Grfico 16 - Giro do Ativo 90

Grfico 17 - ndice de Rentabilidade 91

Grfico 18 - Alavancagem 93

Grfico 19 - Anlise Dinmica de Capital 95

Grfico 20 - Ponto de Equilbrio Ano 2012 100

Grfico 21 - Ponto de Equilbrio Ano 2013 101

Grfico 22 - Ponto de Equilbrio Ano 2014 102

LISTA DE QUADROS

Quadro 1 - Princpios Contbeis Geralmente Aceitos (Modelo Anglo-Saxo) 21

Quadro 2 - Estrutura do Balano Patrimonial 28

Quadro 3 - Estrutura do Demonstrao do Resultado do Exerccio 29

Quadro 4 - Estrutura da Demonstrao das Mutaes do Patrimnio Lquido 30

Quadro 5 - Estrutura da Demonstrao de Fluxo de Caixa Indireto 31

Quadro 6 - Estrutura da Demonstrao do Valor Adicionado 34

Quadro 7 - Frmula do ndice de Liquidez Geral 37

Quadro 8 - Frmula do ndice de Liquidez Corrente 38

Quadro 9 - Frmula do ndice de Liquidez Seca 39

Quadro 10 - Frmula do ndice de Liquidez Imediata 39

Quadro 11 - Frmula do ndice da Imobilizao do Patrimnio Lquido 40

Quadro 12 - Frmula do ndice de Participao de Capitais de Terceiros 41

Quadro 13 - Frmula de Composio do Endividamento 42

Quadro 14 - Frmula do ndice de Endividamento 42

Quadro 15 - Frmula do Prazo Mdio de Rotao dos Estoques 43

Quadro 16 - Frmula do Prazo Mdio de Recebimento das Vendas 44

Quadro 17 - Frmula de Prazo Mdio de Pagamento das Compras 44

Quadro 18 - Frmula de Clculo das Compras 45

Quadro 19 - Frmula da Taxa de Retorno sobre Investimentos 47

Quadro 20 - Frmula de Taxa de Retorno sobre o Patrimnio Lquido 47

Quadro 21 - Frmula do Giro de Ativo 48

Quadro 22 - Frmula da Margem Bruta 48

Quadro 23 - Frmula da Margem Operacional 49

Quadro 24 - Frmula da Margem Lquida 4