motor 27-07-2012

  • View
    216

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

motor 27-07-2012

Text of motor 27-07-2012

  • TRIVENCEDOR

    JORGE

    Primeiro piloto a competir em Aragn em motos, auto e camies

    ALONSO E FERRARI DOMINAM GRANDE PRMIO DA ALEMANHA MARCADO PELA PENALIZAO

    AO CAMPEO VETTEL

    HUNGARORING A LTIMA PROVA DO MUNDIAL ANTES DA PAUSA DE VERO

    LORENZO QUER CONTINUAR A MANDAR NO MOTOGP EM LAGUNA SECA

    27

    -07

    -20

    12

    | S

    EM

    AN

    R

    IO |

    PR

    E

    O:

    1,5

    0 E

    UR

    OS

    IV

    A I

    NC

    LU

    DO

    Taxa

    pa

    ga

    | D

    eve

    sa

    s -

    44

    00

    V.N

    . G

    aia

    | A

    uto

    riza

    do

    a c

    irc

    ula

    r e

    min

    v

    luc

    ro d

    e p

    ls

    tic

    o f

    ec

    ha

    do

    | A

    uto

    riza

    o n

    . 2

    6 d

    e 2

    02

    6/0

    0

    DIR

    EC

    TO

    R:

    RU

    I A

    LA

    S P

    ER

    EIR

    A |

    S

    RIE

    II

    AN

    O X

    I N

    . 7

    53w

    ww

    .mot

    or.o

    nlin

    e.p

    t

    ARAGN Elisabete

    Jacinto brilha na estreia em bajas

  • Frmula 1 GP da hunGria anteviso27 de Julho de 20122

    A Pirelli trouxe o pneu mdio P Zero Branco e o macio P Zero Amarelo para a Hungria: escolha idntica do GP da Alemanha. Esta combinao est concebida para proporcionar o melhor com-promisso entre a aderncia que necessria para negociar com eficincia o sinuoso Hungaroring e a durabilidade requerida para combater as altas temperaturas ambientais, perto dos 30 C, que normalmente caraterizam o GP da Hungria.

    A trao e a travagem so as duas reas-chave que os pneus tm de enfrentar na Hungria, frequentemente originando altas temperaturas nos pneus que po-dem aumentar a sua degradao se os pilotos no cuidarem deles.Com o elevado nmero de curvas apertadas e significativas manobras de direo, os bordos externos dos pneus esto particularmente pro-pensos a picos de temperatura e a desgaste, reforando a necessidade de um estilo de conduo suave

    Ao contrrio do sucedido em Silverstone e em Hockenheim, a Pirelli no ir levar quaisquer pneus experimentais para os treinos livres em Hungaroring, o que quer dizer que cada piloto ter a sua alocao usual de seis jogos de pneus m-dios e cinco jogos de pneus macios para o fim de semana de corridas.

    Paul Hembery, diretor da Pirelli Motorsport, explica a escolha: A Hungria oferece um contraste muito gritante em relao aos circuitos onde estivemos recentemente, ao ser a pista permanente mais lenta do calendrio. Isso, no entanto, no

    Pirelli volta ao tempo mais quente em Hungaroring

    Confirmao de Alonso e da Ferrari Aps dois fins-de semana molhados, na Gr-Bretanha e na Alemanha, a Pirelli espera um

    fim de semana seco e quente no Hungaror-ing: o primeiro circuito a ser aberto atrs

    da antiga Cortina de Ferro, em 1986. A pista apertada e sinuosa um circuito permanente,

    mas tem algumas das caractersticas de um circuito urbano, com baixa velocidade mdia e muito pouca aderncia, que evolui gradual-

    mente no decurso do fim de semana, medida que mais borracha depositada na pista.

    Alonso e a Ferrari parecem ganhar alguma vantagem, mas ser que este domnio est

    para durar ou apenas fogo de vista?!

    representa uma menor exigncia aos pneus: na verdade, um circuito sinuoso e escorregadio provoca frequentemente um maior aqueci-mento dos pneus que um traado rpido e fluido, dado que os pneus se movimentam mais em especial quando a temperatura ambiente alta. Dito isto, porque no ano passado na Hungria tivemos al-gum tempo molhado, por isso importante no fazer quaisquer prognsticos. Em consequncia, ainda nos falta alguma informao sobre o comportamento dos pneus em competio no Hungaroring.

    Equil ibrar as necessidades de velocidade e durabilidade ser a chave para retirar o mximo dos pneus na prova hngara, de forma a manter a degradao sob con-trolo. Tradicionalmente, as ultra-passagens so difceis, por isso os pilotos tero oportunidade de usar a estratgia para ganhar posies na pista. Devido a isso, o trabalho feito nos treinos livres ser vital no que se refere a preparar a estratgia para a corrida: uma oportunidade que recentemente foi negada s equipas devido ao mau tempo na preparao dos dois ltimos GP.

    Mark Webber, da Red Bull, quinto classificado em 2011: O Hungaroring um bom local para correr, mas obviamente no tem sido fcil fazer ultrapassagens neste circuito. Mesmo assim, e at por isso, ser muito interessante ver como os carros se vo comportar com mais uma corrida quente. Em geral, uma pista que eu gosto e, claro, estamos ansiosos por fazer tudo bem antes da pausa de Vero.

    Sebastian Vettel, da Red Bull, detentor da pole e segundo classificado no GP: A corrida em Budapeste muito popular. A cidade e o Danbio oferecem muitas oportunidades para os fs se divertirem tambm fora da pista. Eu gosto muito da cidade e no me posso esquecer que fiz a minha estreia em 2007 com a scuderia Toro Rosso em Hungaror-

    Um circuito tcnico e lento onde muito difcil ultrapassar

    Quem ser o prncipe de Hungaroring?!O paddock da Frmula Um viajou diretamente de Hochenheim at Hungaror-ing para a realizao, este fim-de-semana, do GP da Hungria, a ltima prova

    antes da pausa de Vero do campeonato. Para muitos, este circuito de Buda-peste um desafio de alta downforce, sendo comparado por alguns como

    uma verso mais rpida do Mnaco...

    ing. A pista em si uma das mais lentas do calendrio, mas um piloto atento no pode subestim-la, pois h uma srie de oportu-nidades para cometer erros. Se tiver muito quente, como previsvel, isso significa que o piso vai ser muito exigente fisicamente, at porque a superfcie tem muitos solavancos que deixam qualquer piloto abalado.

    Paul di Resta, da Force India, stimo: Eu fiz uma grande corrida na Hungria no ano pas-sado quando terminei em stimo, pouco antes das frias de vero. Foi a melhor maneira de terminar a primeira parte da temporada, porque at a as coisas no tinham sido da maneira que tnhamos planeado. Obtendo um bom resultado na Hungria ajudou-me a compensar um pouco a m sorte do incio da temporada.

    Michael Schumacher, Mercedes, desistiu: A corrida na Hungria a ltima antes das frias de Vero e tambm marca o incio da segunda metade da temporada, o que significa que tempo para uma anlise da primaira parte do campeonato. Como tantas vezes na vida, isto , na minha opinio, uma questo de perspectiva: se olharmos apenas para as posies dos pontos, no parece to bom, mas se olharmos um pouco mais atentos para certos resultados, ento o quadro geral muito melhor. Demos um claro passo em frente e j alcanamos alguns destaques. Estou ansioso para a corrida deste fim-de-semana, porque gosto realmente do Grande Prmio da Hungria. um circuito onde os pilotos esto sempre ocupados, sob presso continua, muito exigente e no h quase oportunidades

    para recuperar o flego. Vamos esperar para ver o que podemos conseguir aqui, antes de toda a equipa partir para uma pausa bem merecida.

    Ross Brawn, chefe da equipa Mercedes: Trata-se da ltima corrida antes da pausa de Vero e termina assim um perodo intenso para a toda a equipa, chegando depois das nossas duas corridas em casa, em Silverstone e em Hochenheim. Depois de picos no nosso desempenho, com os pdios na China, no Mnaco e em Valncia, o ltimo ms tem sido mais difcil e no conseguimos os resultados que desejavamos. H uma quantidade limi-tada de trabalho que pode ser feito entre back-to-back de corridas, mas vamos trabalhar duro para encontrar as melhorias necessrias. Toda a gente gosta de visitar Budapeste, que uma grande e bonita cidade. A pista de Hungaror-ing um verdadeiro desafio tcnico, tanto para pilotos e como para engenheiros. Seria uma recompensa agradvel termos aqui um fim-de-semana em grande, logo antes de um merecido descanso a meio da temporada.

    Kimi Raikkonen, Lotus: sempre bom regressar Hungria. O circuito no o mais difcil de todos, mas ainda assim bastante desafiador. tambm a ltima corrida antes da pausa de Vero e uma grande cidade para

    terminar a primeira metade da temporada. J ganhei uma vez na Hungria e terminei em segundo trs vezes. muito quente e muito exigente esta corrida. S quando ganhamos que deixamos de sntir o quanto sofremos em pista e espero no sofrer muito neste momento. A equipa tem trabalhado duro no desenvolvimento do nosso carro e estamos confiantes de que o Lotus estar competitivo na Hungria. Normalmente, temos um fim-de-semana quente em Hungaroring, e isso que temos de olhar para a frente durante todo o Vero. uma pista com um processo lento e sinuoso, onde necessrio ter uma boa trao para conseguir bons tempos por volta. Este um daqueles circuitos onde muito difcil ultrapassar, por isso comea logo por termos uma boa qualificao. No temos sido fortes nas qualificaes, mas temos estado bem nas corridas, h que acertar bem na melhor estratgia. No ser o fim do mundo se no nos qualificarmos na frente, mas com certeza no vai tornar as coisas fceis para ns. Vamos ver o que acontece. Este o circuito mais prximo dos finlandeses e por isso os nossos adeptos aparecem sempre em bom nmero aqui. sempre bom ver as bandeiras azuis e brancas acenando. Espero ser capaz de celebrar com eles uma vitria.

  • Frmula 1 GP da alemanha 27 de Julho de 2012 3

    Depois de uma qualificao molhada, os pilotos puderam optar por comear com os pneus mdios P Zero Brancos ou com os macios P Zero Amarelos: os dois compostos escolhidos para o GP da Alemanha. Todos os dez primeiros da qualifi-cao, encabeados pelo Ferrari de Fernando Alonso, comearam com pneus macios, com apenas cinco carros a utilizarem os mdios de incio: o Sauber de Kamui Ko-bayashi, o Toro Rosso de Jean-Eric Vergne, o Mercedes d