Click here to load reader

Mpe Sc 2012 Mpe Sc Promotor de Justica Tarde Prova

  • View
    42

  • Download
    6

Embed Size (px)

Text of Mpe Sc 2012 Mpe Sc Promotor de Justica Tarde Prova

MINISTRIO PBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIA COMISSO DE CONCURSO XXXVII CONCURSO DE INGRESSO NA CARREIRA DO MINISTRIO PBLICO PROCESSO SELETIVO PREAMBULAR OBJETIVO FASE VESPERTINA ORIENTAES GERAIS 1 No identifique o carto-resposta, exceto na parte inferior, na qual constam os campos destinados ao nmero de inscrio, nome, nmero de identidade e assinatura. Observe o formato do nmero da inscrio no exemplo: 370052 h necessidade de anotar os seis algarismos. 2 Mantenha seu documento de identificao sobre a carteira. 3 Verifique se h falha na impresso do carto-resposta ou na prova. A prova contm 50 questes. 4 Resolva primeiro a prova, reservando pelo menos 15 minutos, ao final, para preencher com ateno o carto-resposta, sem qualquer rasura. Esse carto no pode ser amassado nem conter qualquer outra anotao, caso contrrio as suas respostas no sero lidas. 5 vedado o uso de telefone celular nas dependncias do local da prova, sob pena de desclassificao. 6 No permitida qualquer consulta, nem mesmo a textos legais. 7 expressamente proibida qualquer comunicao entre os candidatos ou com outras pessoas durante a prova. No tente visualizar a prova dos demais candidatos. Aps as instrues preliminares, nada ser respondido. 8 Ao trmino da prova, entregue aos fiscais o carto resposta e o caderno de provas. NO SER PERMITIDO LEVAR O CADERNO DE PROVAS OU RASGAR PARTE DELE. 9 Somente ser permitido ao candidato destacar a ltima folha do caderno de provas, identificada como folha-rascunho para anotao do gabarito, destinada exclusivamente para o candidato anotar o gabarito da prova realizada e lev-lo consigo. 10 Somente ser permitido que o candidato se retire da sala aps 2 (duas) horas do incio da prova, salvo autorizao da Comisso de Concurso. 11 Os trs ltimos candidatos que terminarem a prova devero permanecer na sala at que seja lacrado o envelope dos cartes-resposta e a caixa de provas. 12 A durao da prova desta primeira fase do Processo Preambular Objetivo ser de 4 (quatro) horas. 13 NO ESQUEA DE ASSINAR A LISTA DE PRESENA. 1

MINISTRIO PBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIA COMISSO DE CONCURSO XXXVII CONCURSO DE INGRESSO NA CARREIRA DO MINISTRIO PBLICO PROCESSO SELETIVO PREAMBULAR OBJETIVO FASE VESPERTINA ANALISE OS ENUNCIADOS DAS QUESTES ABAIXO E ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA PROVA DE CONHECIMENTOS GERAIS DE LNGUA PORTUGUESA

LNGUA PORTUGUESA

1 QUESTO: Leia o texto e analise as assertivas que seguem: Cremos que o ser humano a nica razo do Estado. O Estado est conformado para servilo, como instrumento por ele criado com tal finalidade. Nenhuma construo artificial, todavia, pode prevalecer sobre os seus inalienveis direitos e liberdades, posto que o Estado um meio de realizao do ser humano, e no um fim em si mesmo. E cabe a todos ns, profissionais do Direito, a difcil tarefa de realiz-lo voltados para o homem e seus fins existenciais. Ns somos, portanto, todos, sem exceo, magistrados, promotores, advogados, consultores, serventurios, auxiliares, muito mais do que profissionais do Direito. Ns somos os verdadeiros profissionais do maior ideal do homem. Ns somos os profissionais da justia.FONTE: Ives Gandra da Silva Martins. A Justia e o Direito Natural. (Fragmento) Disponvel em http://jusvi.com/pecas/13992, acesso em 03/05/12.

I - Os verbos do texto esto predominantemente no presente do indicativo. II O texto ora est em 1 pessoa do plural, ora em 3 pessoa do singular. III A primeira e a ltima orao do texto apresentam o mesmo sujeito: ns. IV - Os perodos do texto, em sua maioria, so longos e com poucos demarcadores de pontuao, o que o torna complexo e de difcil entendimento. V Encontram-se no texto vestgios que permitem concluir que ele foi escrito segundo as normas do ltimo Acordo Ortogrfico da Lngua Portuguesa. A. ( ) Apenas a assertivas I e IV esto corretas. B. ( ) Apenas as assertivas II e V esto corretas. 2

C. ( ) Apenas a assertiva III est correta. D. ( ) Apenas as assertivas I, II e III esto corretas. E. ( ) Todas as assertivas esto corretas. 2 QUESTO: O verbo, quando usado no modo imperativo, torna o texto mais vigoroso e com forte teor de persuaso, porm precisa ser usado corretamente, de acordo com o sujeito a que se refere. Identifique, pois, a(s) alternativa(s) em que o sujeito apresentado correspondente flexo do verbo: I Chora, grita, esperneia, mas demonstra alguma reao. (sujeito: voc) II Confira detalhadamente toda a documentao anexa ao processo. (sujeito: voc) III No demonstres qualquer reao durante o depoimento das testemunhas. (sujeito: tu) IV Compreende que a deciso tomada pelo juiz foi bastante coerente. (sujeito: tu) V S cuidadoso com tudo o que dito ou escrito. (sujeito: tu) A. ( ) Apenas as assertivas I e II esto corretas. B. ( ) Apenas as assertivas III, IV e V esto corretas. C. ( ) Apenas as assertivas II, III, IV e V esto corretas. D. ( ) Apenas as assertivas I, II, e IV esto corretas. E. ( ) Todas as assertivas esto corretas. 3 QUESTO: Irritado, sem saber por que1 havia sido acusado pelo prefeito da cidade de inimigo da lei e da ordem, o velho proco foi procur-lo. Devia haver um porqu2 para aquela acusao... No podia deixar de ir, porque3 considerava aquela uma acusao inadmissvel. Por que4 mesmo estaria sendo acusado de inimigo da lei e da ordem? Precisava saber. Precisava urgentemente saber por qu5. Leia as justificativas sobre os diferentes usos do porqu que aparecem no texto acima e julgue-as certo ou errado: I (1) Sequncia de preposio mais pronome relativo, equivalente a por qual razo. II (2) Usado como substantivo.

3

III (3) Conjuno que inicia orao coordenativa explicativa, ou subordinada adverbial causal. IV (4) Sequncia de preposio mais pronome interrogativo, frase interrogativa. V (5) Usado em final de frase ou imediatamente antes de pontuao. A. ( ) Apenas as assertivas I e II esto corretas. B. ( ) Apenas as assertivas I, II e III esto corretas. C. ( ) Apenas as assertivas I, II, III e IV esto corretas. D. ( ) Apenas as assertivas III e IV esto corretas. E. ( ) Todas as assertivas esto corretas. 4 QUESTO: Vrgula pode ser uma pausa... ou no: No, espere. / No espere. Ela pode sumir com seu dinheiro: 23,4 / 2,34. Pode ser autoritria: Aceito, obrigado. / Aceito obrigado. Pode criar heris: Isso s, ele resolve. / Isso s ele resolve. E viles: Esse, juiz, corrupto. / Esse juiz corrupto. Ela pode ser a soluo: Vamos perder, nada foi resolvido./ Vamos perder nada, foi resolvido. A vrgula muda uma opinio: No queremos saber. / No, queremos saber. A vrgula pode ser ofensiva: No quero comprar seu porco. / No quero comprar, seu porco. Uma vrgula muda tudo.ABI: 100 anos lutando para que ningum mude uma vrgula da sua informao. Campanha dos 100 anos da ABI (Associao Brasileira de Imprensa)

Dentre os sinais de pontuao, destaca-se a vrgula, pois tem vrias funes. Dada a sua importncia, analise as frases: I Muito se fala sobre este problema, mas, na realidade, acho eu, pouco se tem feito para encontrar a soluo. II Muito se fala sobre este problema, mas na realidade acho eu, pouco se tem feito, para encontrar a soluo. III Muito se fala sobre este problema, mas acho que, na realidade pouco se tem feito, para encontrar a soluo. IV Na realidade, muito se fala sobre este problema, mas pouco se tem feito para encontrar a soluo, acho eu. V- Muito se fala, sobre este problema, mas na realidade acho eu, pouco se tem feito, para encontrar a soluo. A. ( ) Apenas as assertivas I, II e IV esto corretas. B. ( ) Apenas as assertivas II e V esto corretas. 4

C. ( ) Apenas as assertivas I e IV esto corretas. D. ( ) Apenas a assertiva I est correta. E. ( ) Todas as assertivas esto corretas. 5 QUESTO: Na Lngua Portuguesa, primordial o conhecimento da sintaxe de regncia, isto , a relao sinttica de dependncia que se estabelece entre nomes e verbos e seu complemento, com a presena ou no de preposio. Essa preposio pode estar associada ao pronome relativo. Assim, assinale o(s) item(ns) que contempla(m) duas versoes da mesma frase consideradas corretas: I Prefiro ser um bom advogado a um mau juiz. / Prefiro ser um bom advogado do que um mal Juiz. II - Os livros j foram, um dia, objeto sagrado onde o acesso era permitido a poucos. / Os livros j foram, um dia, objeto sagrado cujo acesso era permitido a poucos. III - Haver recursos do Estado para a associao de cuja parte ns fazemos. / A associao de que fazemos parte receber recursos do Estado. IV Causou polmica a medida provisria que autoriza o plantio de soja transgnica no pas. / Causou polmica a medida provisria a qual autoriza o plantio de soja transgnica no pas. V - O dinheiro que o poltico dispe para a campanha poltica bem mais que ele receber em salrio. / O dinheiro de que o poltico dispe para a campanha poltica bem mais do que ele receber em salrio. A. ( ) Apenas as assertivas III e IV esto corretas. B. ( ) Apenas as assertivas I e IV esto corretas. C. ( ) Apenas as assertivas II e V esto corretas. D. ( ) Apenas as assertivas I, III, IV e V esto corretas. E. ( ) Todas as assertivas esto corretas. 6 QUESTO: A Lngua Portuguesa faz uso de um mecanismo de concordncia verbal ou nominal - para manter formalmente as relaes de determinao ou dependncia entre os constituintes da frase. Analise a(s) afirmativa(s) quanto concordncia entre os constituintes dos sintagmas nominais: I Na frase: Os policiais prenderam imediatamente a moa e o rapaz mascarados que tentavam assaltar a agncia bancria. Ao colocar o adjetivo mascarados no singular, ocorre alterao de sentido. 5

II Est correta a frase: Espero que Vossa Excelncia, com vosso bom entendimento, compreenda os motivos que me levam a fazer esta acusao. III Foram elas mesmo que solicitaram vistas do processo. A frase segue as orientaes da norma culta da lngua. IV H erro em: Saber qual necessidades, desejos e ambies, metas e objetivos de vida ainda so as melhores armas para uma possvel tentativa de