Click here to load reader

Mural Beco

  • View
    220

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Mural do curso de jornalismo da Universidade de Fortaleza (Unifor).

Text of Mural Beco

  • Salve-se quem puderEduardo W. Martins

    Com seus 6.432 metros quadrados de rea, o Beco da Poeira uma rea pblica que deveria pro-porcionar boas condies de segurana aos seus usurios. Mas, de acordo com o engenheiro res-ponsvel do Centro de Atividades Tcnicas (CAT) do Corpo de Bombeiros, Major Wagner, esse um local preocupante, com reais riscos de incndio.

    A comerciante Deijane Ferreira a rmou ter presenciado pequenos incndios dentro dos boxes. J a vendedora Francisca Cleide cou surpresa ao descobrir que o local em que trabalha no to seguro.

    Segundo Major Wagner, a prefeitura e a administrao do local no solicitaram vistoria. Mas o responsvel pela ad-ministrao, Vicente Furtado, justi ca dizendo que todos os problemas sero sanados no novo projeto - o Centro.

    Preo baixo o grande atrativo

    Expediente

    Mural do Beco da Poeira um jornal

    laboratrio da Disciplina Princpios e

    Tcnicas de Jornalismo Impresso I,

    semestre 2004.2, do Curso de Jor-

    nalismo da Unifor.

    Diretor do CCH:

    Prof. Jos Batista de Lima

    Coordenadora do Curso:

    Profa. Erotilde Honrio

    Concepo e edio:

    Prof. Joclio Leal

    Projeto gr co e Diagramao:

    Aldeci Tomaz

    Edio:

    Ana Cntia Gondim

    Fotos:

    Ana Cntia Gondim

    Editorial

    Levantou poeiraSaia caminhando pelo Cen-

    tro e pergunte onde ca o Centro

    de Pequenos Negcios e Ven-

    dedores Ambulantes (CPNV).

    intil. Ningum vai saber. Mas

    se a pergunta for onde ca o

    Beco da Poeira, saber fcil

    que o maior centro de com-

    pras popular da cidade, ali entre

    as praas da Lagoinha e Jos

    de Alencar.

    O preo o principal atrativo.

    Em nome dele os corredores

    apertados so apenas um de-

    talhe. Quem vai ao Beco sabe

    que no ter conforto, mas tem

    a certeza de estar fazendo a

    melhor compra. A delidade dos

    clientes con rma.

    O nome vem de uma poca

    em que a poeira subia e o suor

    descia. Hoje, poeira nem tanto,

    mas suor ainda. Nos anos 80,

    entrando pelos 90, era pas-

    sagem obrigatria para quem

    desembarcava dos nibus na

    Tristo Gonalves. O cho era

    de terra batida e acumulava

    muita lama em dias de chuva.

    Hoje os problemas so outros.

    Entre e con ra.

    Cheiro de fumaa no ar

    Extintores de incndio - s foi encontrado um extintor, que ca dentro da Administrao

    Sadas de emergncia - no h sinalizao indicativa, e os corredores estreitos di -

    cultariam o uxo de pessoas em situao emergencial

    Material - os mais encontrados, roupas e plsticos, so facilmente in amveis

    Ventilao - no h circulao de ar, o que, aliado grande quantidade de

    mercadorias, aumenta o risco de incndio.

    Vem a o Centro

    Ancilene de Oliveira Gis

    O Beco da Poeira ser transferido ainda este ano para um prdio refor-mado e com novas instalaes na rua 24 de maio.

    Criado em 1991, o Beco gerido pela Associao de Pro ssionais e Vendedores Ambulantes e Trabalha-dores Autnomos do Estado do Cea-r (Aprovata). Atualmente so 2.030 boxes, dos quais 15% so registrados na Secretaria do Trabalho e Empreen-dedorismo (Sete). Cada proprietrio de box contribui com uma taxa de R$ 8,00 semanais.

    Os piratasEmersomar Rodrigues da Silva

    A pirataria continua no Beco da Poeira. As ltimas prises afas-taram a maioria dos comerciantes ilegais, mas basta um rpi-do passeio pelo local para que se encontre boxes que vendem CDs e DVDs piratas, desa ando a Polcia.

    Denncias annimas tambm tm aju-dado no combate a esse crime. O bom comerciante que aciona a Polcia, decla-rou o delegado titular da Delegacia de De-fraudaes e Falsi caes (DDF), Erivaldo Pereira. Ele faz ainda um alerta para quem compra esse tipo de produto. O compra-dor de piratas pode ser enquadrado como receptador, a rmou.

    Segundo uma comerciante do Beco, que no quis se identi car, a venda de mercadorias ilegais prejudica indireta-mente o seu trabalho, pois os clientes cam amedrontados com as constantes batidas policiais no local.

    A Praa de Alimentao

    Eva Costa Lima Pinheiro

    O Beco da Poeira possui locais inade-quados para a ali-mentao. O espao destinado s refei-es mal iluminado, abafado e pequeno, considerando a quan-tidade de pessoas que passam e comem por ali diariamente.

    H vrias mini-lanchonetes en leiradas, que abrem s seis da manh e fecham por volta das cinco horas da tarde. O cliente pode escolher pratos como bisteca, pane-lada ou baio-de-dois, que custam entre R$ 3,00 e R$ 4,50.

    Do lado de fora, ao redor da feira, ven-dedores ambulantes oferecem salgados e cachorros-quentes. So outras opes para aqueles que no querem comer a comida de panela servida dentro do Beco.

    Tem de tudo Luciana Arago Soares

    Preo baixo e variedade de produtos so fatores que contribuem para a popularidade do Beco da Poeira, um dos centros comerciais mais conhecidos e freqentados da cidade.

    No Shopping BP possvel encontrar de tudo um pouco. Biquni, saia, cueca, meia e blusa igual da Maria do Carmo, da novela, como dizem os vendedores. Essa diversidade tambm se aplica qualidade dos produtos, fazendo o Beco ter, entre alguns, a fama de vender apenas artigos de m-qualidade.

    DVDs so vendidos livremente

    Prdio em construo onde car o novo Beco

    FOTO

    S: A

    NA

    CN

    TIA

    GO

    ND

    IM

    Comida de panela: a mais pedida dentro do Beco

    s foi encontrado um extintor, que ca dentro da Administrao

    no h sinalizao indicativa, e os corredores estreitos di -

Search related