Musicalidade na Performance com a Flauta Doce COM A FLAUTA DOCE Porto Alegre 2009 . 2 Luciane da Costa

  • View
    4

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of Musicalidade na Performance com a Flauta Doce COM A FLAUTA DOCE Porto Alegre 2009 . 2 Luciane da...

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

    FACULDADE DE EDUCAÇÃO

    PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

    Luciane da Costa Cuervo

    MUSICALIDADE NA PERFORMANCE

    COM A FLAUTA DOCE

    Porto Alegre

    2009

  • 2

    Luciane da Costa Cuervo

    MUSICALIDADE NA PERFORMANCE

    COM A FLAUTA DOCE

    Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Educação.

    Orientadora:

    Profa. Dra. Leda de Albuquerque Maffioletti

    Porto Alegre

    2009

  • 3

    DADOS INTERNACIONAIS DE CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO (CIP)

    __________________________________________________________________________________________ C965m Cuervo, Luciane da Costa

    Musicalidade na perfomance com a flauta doce / Luciane da Costa Cuervo; orientadora: Leda de Albuquerque Maffioletti. – Porto Alegre, 2009.

    145 f. + Glossário + Anexos.

    Dissertação (mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação, 2009, Porto Alegre, BR-RS.

    1. Música – Ensino. 2. Flauta doce. 3. Musicalidade. 4. Performance. 5.

    Educação musical. I. Maffioletti, Leda de Albuquerque. II. Título. CDU – 78:37 __________________________________________________________________________________________

    Bibliotecária Neliana Schirmer Antunes Menezes – CRB 10/939

  • 4

    Luciane da Costa Cuervo

    MUSICALIDADE NA PERFORMANCE

    COM A FLAUTA DOCE

    Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Educação.

    Aprovada em 16 jan. 2009

    ___________________________________________________________________

    Profa. Dra. Leda de Albuquerque Maffioletti – Orientadora

    ___________________________________________________________________ Profa. Dra. Esther Beyer – PPGEDU/UFRGS ___________________________________________________________________ Profa. Dra. Fernando Lewis de Mattos – IA/UFRGS ___________________________________________________________________ Profa. Dra. Maria Cecília de Araújo Torres – UERGS/IPA ___________________________________________________________________

  • 5

    AGRADECIMENTOS

    Ao concluir este trabalho, quero agradecer a um grupo de pessoas e instituições que

    apoiou a minha trajetória pessoal e acadêmica. Agradeço...

    Aos meus pais, Irene e Jorge (in Memoriam) pelo empenho na minha educação

    humana e espiritual, prevendo o papel que a música teria em minha existência. À

    minha mãe amada, agradeço pelo apoio incondicional em meu mestrado,

    desempenhando com dedicação seus papéis de mãe, avó e anjo da guarda da

    família.

    Paulo, meu mano querido, sogra Jeanete e cunhados Angelo e Márcia que, como

    tios e avó corujas que são, me auxiliaram de forma direta nesta produção.

    Às duas “Ledinhas” da minha vida, Mársico e Maffioletti, que me deram a honra de

    ter convivido com elas em momentos especiais:

    A Leda Mársico, grande educadora musical, por me proporcionar os primeiros

    encontros com a música, os quais geraram vivências e lembranças prazerosas que

    me fortalecem todos os dias, mesmo nos momentos mais difíceis da caminhada.

    E a Leda Maffioletti, pessoa e profissional que admiro muito, agradeço pelo carinho

    e seriedade com que conduziu meus estudos, sabendo equilibrar uma orientação

    com rigor acadêmico, sem jamais perder sua doçura e o encantamento pela temática

    da pesquisa. Obrigada pelas muitas horas de conversas e leituras dos meus textos,

    respeitando “meu tempo” de construção como pesquisadora e pela honra de ser tua

    primeira orientanda a concluir o mestrado.

  • 6

    Aos professores convidados para a banca examinadora: Fernando Mattos, Cecília

    Torres e Esther Beyer. Agradeço também a Fernando Becker e Tânia Marques. A

    todos eles, por dividirem comigo, em distintos momentos da minha trajetória como

    estudante e profissional da música, suas experiências, pensamentos e inspirações.

    Agradeço à Universidade Federal do Rio Grande do Sul que, desde os meus cinco

    anos de idade proporcionou estudo musical, gratuito e de qualidade, através da

    Extensão, Graduação e Pós-Graduação. Ao PPGEDU, por fornecer os recursos

    humanos e materiais essenciais para esta investigação. E ao CNPq, que viabilizou

    minha dedicação exclusiva à pesquisa, oportunidade a que poucos têm acesso em

    meu País.

    A Marília Stein, Vivi Beineke, Tita Scalcon, Ângela Sasse, Renate Weiland e Cláudia

    Helmbold, antigas e novas amigas que se dedicam à flauta doce e à música com

    amor, disseminando esse sentimento entre as pessoas que tiveram a sorte de

    conhecê-las.

    A Juliana Pedrini, tão divertida e criativa em suas aulas, revigorando meus ideais na

    Educação Musical. E aos seus queridos alunos, grande fonte de inspiração para

    mim, pela espontaneidade, alegria e musicalidade.

    Ao Colégio de Aplicação da UFRGS, por acolher o meu trabalho.

    Aos amigos Angelo, Sandra e Freddy, pela revisão e tradução. E Jean Presser, por

    ter criado e cedido seus geniais arranjos musicais.

    Agradeço ao amado Felipe, companheiro em muitas jornadas, por compartilhar

    comigo sua dignidade, paciência e conhecimentos em música, física, filosofia,

    informática, inglês, Internet e manuais em geral!

    Aos meus filhos Lorenzo e Amadeo, que me ensinam a musicalidade da vida a cada

    despertar e adormecer, a cada olhar e a cada risada, a cada bagunça e a cada

    dança, a cada desenho e a cada carinho.

  • 7

    Por que nós ouvimos e fazemos música? A resposta é

    simples: isto faz sentido em nossas vidas e adiciona

    significado em nossa existência. (GEMBRIS, 1997, p. 21).

  • 8

    R E S U M O

    A presente pesquisa acompanha o processo de aprendizagem da flauta doce de um grupo de dezessete sujeitos, com idades entre nove e treze anos, que participa de um projeto de extensão oferecido por uma escola pública de Ensino Fundamental e Médio em Porto Alegre, buscando compreender como se dá o desenvolvimento da musicalidade. Apóia-se na concepção de musicalidade como uma característica humana, constituída pela capacidade de geração de sentido musical através de uma performance expressiva.

    A metodologia de pesquisa possui abordagem qualitativa, com a realização de um estudo de caso em grupo por meio de observações de aulas e apresentações coletivas de flauta doce. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas como procedimento complementar. A coleta de dados aconteceu entre setembro de 2007 e agosto de 2008, totalizando 16 encontros, registrados em diário de campo e em arquivos de áudio.

    A observação dos indicadores sonoridade, fraseado, fluência na execução instrumental e interação musical otimizou a análise e interpretação dos resultados.

    O desenvolvimento da musicalidade dos sujeitos caracterizou-se por ser um processo dinâmico de aquisição gradativa de conhecimentos e habilidades musicais que promovem, a cada avanço, uma totalidade nova do saber-fazer que favorece a expressividade na performance.

    Os resultados demonstraram que o repertório, a prática e estudo, o contexto sociocultural, o acesso à técnica, criação e leitura musical e a ocorrência de apresentações musicais são fatores que influenciam o desenvolvimento da musicalidade.

    Palavras-Chave: 1. Música – Ensino. 2. Flauta doce. 3. Musicalidade. 4. Performance. 5. Educação musical.

    __________________________________________________________________________

    CUERVO, Luciane da Costa. Musicalidade na performance com a Flauta Doce. Porto Alegre, 2009. 145 f. + Glossário + Anexos. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Educação, Programa de Pós- Graduação em Educação, Porto Alegre, 2009.

  • 9

    A B S T R A C T

    The present research traces the recorder learning process in a group of seventeen people, between the ages of nine and thirteen, which participate in an extension program held by a public school in Porto Alegre city. This research aims to understand how musicality is developed, based on the concept that this is a human characteristic, constituted by the capacity of creating musical meaning through expressive performance. The methodology applied has a qualitative approach. A group case study was made through class observation and collective recorder presentations. Semi-structured interviews were conducted as a complementary procedure. Data collection occurred between September 2007 and August 2008 by a total of 16 meetings registered