N¢› 1 DEZEMBRO/2016 ... livro "TEATRANDO" do Acad£¾mico Ronair Gama. Momento cultural de grande express££o,

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of N¢› 1 DEZEMBRO/2016 ... livro "TEATRANDO" do Acad£¾mico Ronair...

  • Nº 1 DEZEMBRO/2016

  • SÓ LETRANDO Jornal Literário da Academia de Letras de Unaí e Região

    Nº 1- DEZEMBRO/2016 Publicação anual

  • ACADEMIA DE LETRAS DE UNAÍ E REGIÃO

    Fundada em 26 de março de 2015. Rua Domingos Pinto Brochado, 324, Unaí – MG – 38610000 Facebook: Academia de Letras de Unaí e Região www.alur.com.br alur@outlook.com.br

    DIRETORIA EXECUTIVA

    Presidente: Alda Alves Barbosa Vice-Presidente: Maria Elena de Sousa Leitão

    Secretário-Geral: José Nogueira Soares Tesoureiro-Geral: Ana Maria Moraes de Carvalho

    Produção editorial: Digitação adicional: Revisão: Capa: Alda Alves Barbosa/ Danielle Martins / Waldirey Carvalho Ilustração da capa: Waldirey Carvalho Montagem: Impressão:

    Os conceitos emitidos nos textos desta edição são de inteira responsabilidade dos autores e

    não representam, necessariamente, a opinião da Academia de Letras de Unaí e Região.

    Ficha Catalográfica

    Jornal Literário Só Letrando – Ano 1 nº.1 Unaí: Academia de Letras de Unaí e Região, 2016. Fundada em 2016

    1. Literatura – Jornal. 2. Obras Literárias 1. Academia de Letras de Unaí e Região

  • APRESENTAÇÃO

    O jornal literário Só Letrando – Vozes do cerrado... Súplicas do sertão, publicado pela Academia de Letras de Unaí e Região é destinado a matérias de cunho cultural com a proposta de se tornar posteriormente uma revista anual, abordando temáticas que serão de livre sugestão, e debatidas e escolhidas pelos membros, aglutinando escritas e discussões a quem desejar participar das próximas edições. A Academia de Letras de Unaí e Região – ALUR expõe neste jornal as vozes do cerrado, com o intuito de resgatar a cultura do sertão caloroso, que a todos acolhe. O sertão somos nós, nas palavras do imortal Guimarães Rosa e se é verdade que há um sertão em cada um de nós, não deixaríamos de mostrar um pouco dos sertões que compõe a ALUR.

  • FUNDADA A ACADEMIA DE LETRAS

    DE UNAÍ E REGIÃO – ALUR

    No dia 26 de março de 2015 no CEPASA aconteceu a reunião para a fundação da ACADEMIA DE LETRAS DE UNAÍ E REGIÃO (ALUR) – entende-se por região, cidades em um raio de 350 km. Uma iniciativa dos escritores e poetas Alda Alves Barbosa, Jaques Valadares e Ildeu Pereira. Estiveram presentes os escritores (Acadêmicos Fundadores) de Unaí, de Bonfinópolis de Minas e de Cabeceira Grande. De Unaí: Alda Alves Barbosa, Jaques Valadares, Ildeu Pereira, Cid Olímpio de Souza, José Nogueira Soares, Geraldo Magela da Cruz, Mary Meneses, Ronair Pereira da Gama, Leonardo Rocha Gonzaga, Vanildes Menezes Oliveira, Alberto Tadeu Martins Ferreira e Ana Paula R. Cardoso. De Bonfinópolis de Minas: Nunes de Souza e Sebastião de Mello. De Cabeceira Grande: Ivan de Souza Coimbra. Justificaram suas ausências Leninha leitão, Altair de Sá, Nonato Mendes, Pastor Gilmar e Ana Maria Moraes Carvalho. Através de aclamação, foi escolhida a diretoria da entidade: Alda Alves Barbosa, presidente; Jaques Valadares, vice-presidente; Cid Olímpio, secretário geral; José Nogueira Soares, primeiro secretário; Geraldo Magela da Cruz, tesoureiro; Ivan de Souza Coimbra, primeiro tesoureiro; Mary Meneses, secretário de eventos intercâmbio; Ronair Pereira da Gama, secretário de biblioteca; Ildeu Pereira, secretário de publicações e imprensa. Também foi eleito o Conselho Fiscal conforme Artigo 19 do Estatuto da ALUR, os seguintes membros: Alberto Tadeu Martins, Ana Paula Cardoso Mendes e Leonardo Rocha Gonzaga.

    Membros da ALUR na posse

  • A finalidade da ACADEMIA DE LETRAS DE UNAÍ E REGIÃO é congregar, reunir e organizar os escritores nascidos ou residentes em UNAÍ ou região; promover, divulgar e incentivar a literatura local e regional; incentivar o surgimento de novos escritores; realizar intercâmbio com outras organizações literárias, culturais e sociais, nacionais ou estrangeiras; promover a integração literária e cultural na tríplice fronteira; incentivar ou auxiliar como for possível o lançamento de livros; promover eventos literários e culturais entre seus membros ou aberto ao público; participar de iniciativas que promovam o desenvolvimento cultural de UNAÍ e REGIÃO e Políticas Públicas da área de Cultura. Segundo a presidente Alda Alves Barbosa, ainda esta semana, a ALUR será registrada em cartório de acordo com as exigências das leis brasileiras. “A semente foi plantada. Se regada, e será, frutificará” – ressaltou a escritora unaiense.

    Andréia Zulato

  • LANÇAMENTO DO LIVRO ‘TEATRANDO’

    A Academia de Letras de Unaí e Região –

    ALUR esteve presente no lançamento do

    livro "TEATRANDO" do Acadêmico Ronair

    Gama. Momento cultural de grande

    expressão, onde o objetivo era apenas um:

    CULTURA! As pessoas que ali estiveram

    saíram de lá diferentes, acredito eu;

    diferentes no jeito de olhar o poeta, o

    escritor, diferente para abraçar a literatura.

    Uma bela noite! Parabéns, Ronair Gama!

    Parabéns aos Acadêmicos da ALUR que ali

    estiveram para prestigiar. Obrigada aos

    professores da UNIMONTES pela grandiosa

    presença. Nossos agradecimentos à Andréia

    Zulato, que como sempre, tem nos doado o

    seu tempo, não só divulgando a ALUR, mas

    se integrando a ela! Aos pais e irmãos deste

    "menino poeta", obrigada por me permitir

    estar ao lado dele aprendendo a ser uma

    pessoa melhor! Obrigada Ildeu Pereira!

    Parabéns a todos que deram a sua

    contribuição para que estes momentos se

    tornassem inesquecíveis!

    Alda Alves Barbosa

    https://www.facebook.com/ronair.gama https://www.facebook.com/ronair.gama https://www.facebook.com/andreia.zulato https://www.facebook.com/andreia.zulato

  • NATAL DE TODO DIA

    Nas tardes coloridas sentávamos todos, adultos e crianças, nas calçadas da casa de tia Amélia, enquanto as águas do Rio Preto desciam perigosamente sonolentas. Só no escuro da noite ele cantava; era sempre um canto triste, doído… Mas naquela hora, tomando a fresca da tarde, o sol já estava despedindo do dia, descendo os horizontes, deixando fios de ouro no céu, os adultos, uma grande parentela, nada viam, conversavam entre si sobre as miudezas das horas passadas. Muitas vezes cochichavam – coisas de gente grande -, dizíamos nós.

    Pouco ou nada sabíamos da vida, mas gostávamos de inventá-la, de brincar de faz de conta, ser e ter o que queríamos. Era muito bom brincar de sonhar! Mas queríamos mesmo era olhar e acompanhar no céu as estrelas mais brilhantes e apontar para contá-las, mesmo correndo o risco das verrugas espalharem por todo nosso corpo. Às vezes, quando ficávamos muito tempo sem ver uma determinada estrela, eu acordava de madrugada para vê-la. Havia em mim e elas, uma relação de saudade. O céu, este mistério onde nasce o calor, cai a chuva, nasce o luar e nos presenteia com as estrelas, pirilampos pisca-pisca, com o tempo, todo ele já fazia parte de nós: Três Marias, Marias de quê, de quem? Estrela Dalva! Não podia ser Alva? Cruzeiro do Sul, em forma de cruz! Cruz de Jesus? Nossa cruz? Estrela Cadente! Palavra bonita, poética, estrela poesia!… Ah, Estrela de Belém, estrela que víamos todas as noites. Nunca se escondeu de nosso olhar. Estrela santa, brilho intenso, em sua cauda carregava o mundo! Corria sempre na mesma direção… e nós a abraçávamos e algo acontecia dentro dos nossos corações: uma espécie de renascimento!

    Alda Alves Barbosa

  • A ALUR NO LANÇAMENTO DO ROMANCE “PERMITA-SE”, DA JOVEM ESCRITORA

    BÁRBARA COUTO

    Maria Elena (Leninha) Cleusa Oliveira

    Altair, Ana Maria, Bárbara e Alda

    No dia 21 de julho de 2016, quinta-feira, a Tecelagem de Unaí abriu seu espaço para outra arte: a literatura. E a Academia de Letras de Unaí e Região – ALUR estava lá cumprindo o seu objetivo maior que é o de incentivar o “nascimento” de novos escritores e novos poetas. Num ambiente impregnado pela beleza das letras, Bárbara Couto mostra a nós unaienses, seu primeiro livro. Numa narrativa envolvente sobre um tema atual, a violência contra a mulher, a autora de “Permita-se” não só denuncia essas violências – físicas e psicológicas – como também mostra caminhos, através da personagem, para sair das terríveis condições de dependências a que a mulher fica submetida. Caminhos estes longos e cheios de percalços, mas enfim o viver sobre a “égide da liberdade” com todas as responsabilidades que lhe são inerentes. A Academia de Letras de Unaí e Região – ALUR compartilhou destes momentos significativos com o cerimonial.

    Alda Alves Barbosa

    A escritora - Bárbara Couto

    Alda Alves Barbosa, abrindo a solenidade do lançamento do livro

    “Permita-se”

  • Na noite da ultima segunda-feira, 19 de dezembro, o Jornalista Luiz Anselmo Ribeiro de

    Sá realizou um sonho de sua vida, lançar um livro que valorizasse pessoas que

    contribuíram direta e indiretamente para o crescimento de Unaí e região. Em seu

    discurso, Luiz agradeceu a todos pelo apoio e afirmou que essa era mais uma vitória na

    s