NBR 12177-1 Caldeiras estacionrias a vapor - Inspeo de ... ??Caldeiras estacionrias a vapor - Inspeo de segurana ... A caracterizao deve ser fornecida pelo fabricante da caldeira e complementada,

Embed Size (px)

Text of NBR 12177-1 Caldeiras estacionrias a vapor - Inspeo de ... ??Caldeiras estacionrias a vapor - Inspeo...

  • NOV 1999 NBR 12177-1

    Caldeiras estacionrias a vapor -Inspeo de segurana

    Parte 1: Caldeiras flamotubulares

    Origem: Projeto 04:011.07-004:1996ABNT/CB-04 - Comit Brasileiro de Mquinas e Equipamentos MecnicosCE-04:011.07 - Comisso de Estudo de Caldeiras Estacionrias a VaporNBR 12177-1 - Stationary steam boiler - Inspection of safety - Part 1: FiretubeboilerDescriptors: Boiler. Safety. InspectionEsta parte da NBR 12177, em conjunto com a parte 2, substitui aNBR 12177:1992Vlida a partir de 30.12.1999

    Palavras-chave: Caldeira. Segurana. Inspeo 24 pginas

    SumrioPrefcio1 Objetivo2 Referncias normativas3 Definies4 Condies gerais5 Condies especficas6 InspeoANEXOSA Modelo de formulrio para caracterizao da caldeiraB Modelo de lista de verificaoC Modelo de formulrio para relatrio de inspeo de caldeira

    Prefcio

    A ABNT - Associao Brasileira de Normas Tcnicas - o Frum Nacional de Normalizao. As Normas Brasileiras, cujocontedo de responsabilidade dos Comits Brasileiros (ABNT/CB) e dos Organismos de Normalizao Setorial (ONS),so elaboradas por Comisses de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendoparte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratrios e outros).

    Os Projetos de Norma Brasileira, elaborados no mbito dos ABNT/CB e ONS, circulam para Consulta Pblica entre osassociados da ABNT e demais interessados.

    A NBR 12177, sob o ttulo geral Caldeiras estacionrias a vapor - Inspeo de segurana, constituda pelas seguintespartes:

    - Parte 1: Caldeiras flamotubulares

    - Parte 2: Caldeiras aquotubulares

    Esta parte da NBR 12177 contm os anexos A, B e C, de carter normativo.

    1 Objetivo

    1.1 Esta parte da NBR 12177 fixa as condies exigveis para realizar as inspees de segurana das caldeiras es-tacionrias flamotubulares a vapor, sujeitas ou no chama, conforme definido na NBR 11096.

    1.2 Esta parte da NBR 12177 destina-se exclusivamente s caldeiras estacionrias, novas ou no, sujeitas ou no chama, j instaladas. Os demais tipos sero tratados em normas especficas.

    1.3 Esta parte da NBR 12177 no se aplica inspeo de caldeiras durante a respectiva construo.

    Sede:Rio de JaneiroAv. Treze de Maio, 13 - 28 andarCEP 20003-900 - Caixa Postal 1680Rio de Janeiro - RJTel.: PABX (21) 210-3122Fax: (21) 220-1762/220-6436Endereo eletrnico:www.abnt.org.br

    ABNT - AssociaoBrasileira deNormas Tcnicas

    Copyright 1999,ABNTAssociao Brasileira deNormas TcnicasPrinted in Brazil/Impresso no BrasilTodos os direitos reservados

  • NBR 12177-1:19992

    2 Referncias normativas

    As normas relacionadas a seguir contm disposies que, ao serem citadas neste texto, constituem prescries para estaparte da NBR 12177. As edies indicadas estavam em vigor no momento desta publicao. Como toda norma est sujeitaa reviso, recomenda-se queles que realizam acordos com base nesta que verifiquem a convenincia de se usarem asedies mais recentes das normas citadas a seguir. A ABNT possui a informao das normas em vigor em um dadomomento.

    NR-13: 1995 - Caldeiras e vasos de presso

    NBR 11096: 1990 - Caldeira estacionria aquotubular e flamotubular a vapor - Terminologia

    3 Definies

    Para os efeitos desta Norma aplicam-se as definies da NBR 11096 e a seguinte.

    3.1 cdigo: Documento tcnico reconhecido internacionalmente que estabelece os requisitos para projeto e construo decaldeiras estacionrias a vapor.

    4 Condies gerais

    4.1 Identificao da caldeira

    4.1.1 Toda caldeira deve possuir uma placa de identificao feita de material resistente e durvel, trazendo gravadas, demaneira indelvel, pelo menos as seguintes indicaes:

    a) nome do fabricante;

    b) nmero de ordem, dado pelo fabricante da caldeira;

    c) ano de fabricao da caldeira;

    d) presso mxima de trabalho admissvel (PMTA);

    e) cdigo de projeto e ano de edio;

    f) presso de ensaio hidrosttico;

    g) capacidade de produo de vapor;

    h) rea da superfcie de aquecimento geradora de vapor;

    i) categoria da caldeira;

    j) combustvel.

    4.1.2 A placa de identificao deve estar fixada caldeira em local acessvel e com boa visibilidade. A fixao deve ser feitacom rebites ou com outros meios que impeam a sua remoo ou substituio indevida.

    4.1.3 Alm da placa de identificao, devem constar, em local visvel, a categoria da caldeira, conforme definido em 6.2.1, eo seu nmero ou cdigo de identificao local.

    4.2 Pronturio

    4.2.1 Toda a caldeira deve possuir, no estabelecimento onde estiver instalada, um pronturio devidamente atualizado eorganizado, mantido pelo proprietrio da caldeira ou por algum por ele designado. Devem fazer parte do pronturio:

    a) caracterizao da caldeira;

    b) documentao original do fabricante;

    c) projeto de instalao da caldeira.

    4.2.1.1 Caracterizao da caldeira

    A caracterizao da caldeira o conjunto de informaes constantes nos moldes do anexo A e deve conter as seguintesinformaes, com referncia caldeira:

    a) identificao;

    b) localizao;

    c) caracterizao tcnica:

    - cdigo de projeto e ano de edio;

    - condies operacionais (capacidade, presso, temperatura e outros);

    - construtiva, inclusive especificao dos materiais;

    d) equipamentos e acessrios.

    A caracterizao deve ser fornecida pelo fabricante da caldeira e complementada, no que couber, pelo proprietrio dacaldeira ou seu preposto. Quando inexistente, extraviada ou tendo alteraes na caldeira, deve ser reconstituda ouatualizada pelo fabricante, profissional habilitado ou firma com responsabilidade tcnica.

  • NBR 12177-1:1999 3

    4.2.1.2 Documentao original do fabricante

    Fazem parte da documentao original:

    a) quanto ao projeto e fabricao da caldeira:

    - conjunto de desenhos suficientemente detalhados e todos os demais dados necessrios verificao, peloclculo da resistncia da caldeira, e atualizao da PMTA, bem como, ainda, verificao de suas condiesoperacionais;

    - especificao dos materiais utilizados (metlicos, isolantes e refratrios);

    - relatrios das inspees realizadas durante a fabricao da caldeira (certificao dos materiais, qualificao dosprocedimentos de soldagem, registro de qualificao dos soldadores e ensaios no destrutivos);

    - relatrio dos ensaios de aceitao da caldeira pronta;

    b) quanto instalao, operao e manuteno da caldeira:

    - os correspondentes procedimentos, instrues e recomendaes.

    4.2.1.3 Projeto de instalao da caldeira

    Projeto que determina a conformidade da instalao da caldeira com as exigncias de segurana prescritas na legislaoem vigor e cdigos, tais como: combate a incndio, edificaces, espaamento, ventilao e outros.

    4.2.2 Registro de segurana

    O registro de segurana da caldeira, em livro prprio ou sistema equivalente, deve conter a anotao sistemtica de todasas ocorrncias importantes, capazes de influir nas condies de segurana da caldeira, e as inspees de segurana,devendo constar o nome legvel e assinatura do profissional habilitado e do operador da caldeira. O registro de cadaocorrncia deve ser documentado, sempre que aplicvel, por meio de desenhos, fotografias, folhas de clculo, registrosde instrumentos, radiografias ou outras formas de registro.

    4.2.3 Relatrio das inspees de segurana

    Devem ser arquivados todos os relatrios das inspees de segurana.

    4.3 Instalao e operao

    A instalao e operao da caldeira devem seguir as prescries das Normas Regulamentadoras do Ministrio doTrabalho, as recomendaes do fabricante e, no que for omitido, s regras correntes da boa tcnica (ver anexo B).

    4.3.1 Os operadores da caldeira devem possuir e apresentar prova de habilitao conforme as leis vigentes.

    4.3.2 Toda caldeira deve possuir "Manual de operao" atualizado, em lngua portuguesa, em local de fcil acesso aosoperadores e contendo no mnimo:

    a) procedimento de partidas e paradas;

    b) procedimentos e parmetros operacionais de rotina;

    c) procedimentos para situaes de emergncia;

    d) procedimentos gerais de segurana, sade e preservao do meio ambiente.

    4.3.3 Devem estar registrados e disposio do operador todos os parmetros de operao, tais como valores normaisdas presses, temperaturas, vazes, amperagem dos motores e os pontos de ajustagem dos intertravamentos. Estesparmetros devem ser utilizados pelo operador para identificao de ocorrncias anormais e na tomada de aescorretivas. Estes mesmos parmetros, comparados com os registros de rotina, devem servir de subsdio para aelaborao dos programas de manuteno.

    4.3.4 Os instrumentos, controles e sistemas de intertravamentos das caldeiras devem estar calibrados e em boascondies operacionais, no sendo permitido o emprego de artifcios que neutralizem os sistemas de controle esegurana da caldeira.

    4.3.5 Devem ser registradas todas as alteraes e ocorrncias anormais, provocadas por fatores internos ou externos,tais como vazamentos, contaminaes da gua de alimentao (leo, produtos e outros), abertura de vlvulas de segu-rana, nveis anormais, temperaturas de trabalho acima daquelas recomendadas, etc.

    4.3.6 A qualidade da gua deve ser controlada e seu tratamento deve ser implementado, quando necessrio, paracompatibilizar suas propriedades fsico-qumicas com os parmetros de operao recomendados para a caldeira.

    4.3.7 Todos os reparos ou alteraes em caldeiras devem seguir o respectivo cdigo do projeto de construo e asprescries do fabricante conforme prescrito na NR-13.

    NOTA - As aes relevantes do programa executado devem ser registradas e arquivadas.

  • NBR 12177-1:19994

    5 Condies especficas

    5.1 Condies de segurana

    Nenhuma caldeira pode ser colocada ou mantida em operao se no apresentar condies satisfatrias de segurana,conforme 5.1.1 a 5.1.4.

    5.1.1 Resistncia e estabilidade

    A caldeira, em seu todo e em ca

Recommended

View more >