Normas Abnt 2014 Modelo

  • Published on
    25-Nov-2015

  • View
    231

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

<ul><li><p>NORMAS ABNT 2014</p><p>Baseado em normas vigentes da ABNT NBR 6023, 6027, 6028, 10520, 14724.ObjetivoTem-se como objetivo estabelecer uniformidade na apresentao dos trabalhos acadmicos desta instituio e tambm ser ferramenta de auxilio no processo de elaborao dos trabalhos.1- ESTRUTURA DOS TRABALHOS ACADMICOS(teses, dissertaes, monografias, Trabalho de concluso de curso e outros)Os elementos de um trabalho acadmico possuem estrutura composta por partes pr-textuais, textuais e ps-textuais, sendo algumas dessas partes consideradas obrigatrias e outras opcionais. Devem obedecer a seguinte ordem:</p></li><li><p>1.1 PR-TEXTUAIS 1.1.1 Capa (obrigatrio)Segue abaixo modelo de capa, que deve ser apresentado no formato A4 (21 cm x 29,7 cm), o projeto grfico e de responsabilidade do autor, recomenda-se obedecer ao padro de fonte Times New Roman ou Arial. Deve obedecer a seguinte ordem:nome da instituio, faculdade e curso;nome do autor;ttulo; subttulo, se houver;local (cidade da instituio)ano da entrega</p></li><li><p>1.1.2 Folha de rosto (obrigatrio)Segue abaixo modelo de folha de rosto, que a folha que contm os elementos essenciais identificao do trabalho, deve ser apresentado no formato A4 (21 cm x 29,7 cm), o projeto grfico e de responsabilidade do autor, recomenda-se obedecer ao padro de fonte Times New Roman ou Arial. Deve obedecer a seguinte ordem: a-nome do autor; b- ttulo; c- subttulo, se houver; d- natureza (tese, dissertao, trabalho de concluso de curso, monografia e outros) e objetivo (aprovao em disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituio, faculdade, curso; rea de concentrao e- nome do orientado e, se houver, do co-orientador; f- local (cidade da instituio) g- ano da entrega</p></li><li><p>1.1.2.2 Verso da folha de rosto ou aps para verso digital - Ficha Catalogrfica (obrigatrio)No verso da folha de rosto dever constar a ficha catalogrfica que a identificao padro do trabalho a para ser catalogado na biblioteca da Metodista ou em outras, e dever seguir padres internacionais conforme o Cdigo de Catalogao Anglo-Americano AACR2. A biblioteca responsvel de fazer a ficha catalogrfica para todos os alunos da instituio procure a bibliotecria de seu campus.</p></li><li><p>1.1.3 Errata (opcional)Utiliza-se para indicao de erros porventura cometidos e sua respectiva correo, acompanhados de sua localizao no texto. Esta lista dever constar aps a folha de rosto.</p></li><li><p>1.1.4 Folha de aprovao (obrigatrio)Deve conter informaes essenciais aprovao do trabalho que constiui-se pelo nome do autor(es), ttulo e subttulo (se houver), natureza, objetivo, nome da instituio a que submetido, rea de concentrao, data de aprovao, nome, titulao e assinatura dos componentes da banca examinadora e instituio a que pertencem. A data de aprovao e assinatura dos membros da banca colocada aps a aprovao do trabalho. Esta folha no recebe ttulo.</p></li><li><p>1.1.5 Dedicatria (opcional)Pgina opcional onde o(a) autor(a) presta homenagem ou dedica seu trabalho. Esta folha no recebe ttulo e o projeto grfico fica a critrio do autor. 1.1.6 Agradecimentos (opcional)Devem ser dirigidos s pessoas ou instituies que, realmente contriburam de maneira relevante elaborao do trabalho, restringindo-se ao mnimo necessrio. Deve receber ttulo, o projeto grfico fica a critrio do autor. 1.1.7 Epgrafe (opcional)Frase, pensamento ou at mesmo versos no qual o autor apresenta citao seguida de autoria relacionada matria tratada no corpo do trabalho. Tambm podem ser apresentadas epgrafes nas folhas iniciais dos captulos ou sees. Esta folha no recebe ttulo e o projeto grfico fica a critrio do autor.</p></li><li><p>1.1.8 Resumo em portugus / Resumo em ingls (obrigatrio)Deve ser um texto bastante sinttico que inclui as idias principais do trabalho, permitindo que tenha uma viso sucinta do todo, principalmente das questes de maior importncia e das concluses a que se tenha alcanado. feito normalmente na lngua de origem e numa outra de larga difuso, dependendo de seus objetivos e alcance. O ttulo deve ser centralizado, sem indicativo numrico e deve ser redigido em pargrafo nico. Em teses e dissertaes, apresentar o resumo com, no mximo, 500 palavras e em monografias e outros trabalhos acadmicos, com 250 palavras. As palavras-chave devem estar logo abaixo do resumo. Obs.: os resumos devem estar em folhas separadas, e devem obedecer a seguinte ordem: a- folha do resumo portugus. b- folha do resumo em ingls. 1.1.9 Lista de ilustraes, Tabelas, Abreviaturas e siglas, Smbolos(opcional)Enumerao de elementos selecionados do texto, como datas, ilustraes (figuras), exemplos e tabelas, cada item designado por seu nome especfico, acompanhado do respectivo nmero da pgina. O ttulo deve ser centralizado, sem indicativo numrico, obedecem ordem que aparecem no texto, exceto para Abreviaturas e siglas que devem estar relacionados em ordem alfabtica. Recomenda-se fazer lista para informaes que contenham mais de 3 itens. Obs.: as listas devem estar em folhas separadas, e deve obedecer a seguinte ordem: 1 - Lista de ilustraes ou figuras, 2 - Tabelas, 3 - Abreviaturas e siglas, 4 - Smbolos.</p></li><li><p>1.1.9.1 APRESENTAO DE ILUSTRAES NO TEXTOEntende-se como ilustrao os grficos, diagramas, desenhos, fotografias, mapas, etc. que complementam visualmente o texto. OBS: DE ACORDO COM A NBR ITEM 5.8 da NBR 14724:2011, AS FIGURAS, TABELAS E GRFICOS EM GERAL onde a fonte embaixo e a denominao acima. Item vlido at hoje, no havendo quaisquer alteraes neste sentido. FAVOR DESCONSIDERAR AS FIGURAS ILUSTRATIVAS, DESMEMBRANDO CONFORME SUGERIDO.</p></li><li><p>1.1.9.2 APRESENTAO DE TABELAS E QUADROS NO TEXTOAs tabelas apresentam informaes tratadas estatisticamente; os quadros contm informaes textuais agrupadas em colunas.</p></li><li><p>1.1.10 Sumrio (obrigatrio)Enumerao das principais divises, sees e captulos, na mesma ordem e grafia em que a matria apresentada no corpo do trabalho. Se o trabalho for apresentado em mais de um volume, em cada um deles deve constar o sumrio completo do trabalho.</p></li><li><p>1.2 TEXTUAISEssa a parte do trabalho onde exposta a matria. Deve ser apresentado no formato A4 (21 cm x 29,7 cm), recomenda-se obedecer ao padro de fonte Times New Roman ou Arial, margens iguais as partes pr-textuais, espacejamento 1,5 entre linhas. Em caso de citaes diretas com mais de trs linhas e legendas de tabelas e ilustraes, usa-se espao simples.Os ttulos e subttulos das sees e subsees que compem o texto devem ser alinhados esquerda, precedidos de seus indicativos numricos grafados em algarismos arbicos e separados entre si por um espao de caractere e os ttulos devem ser separados do texto que os precede ou que os sucede por dois espaos duplos. Cada seo primria deve ser iniciada em folha nova.Deve ter trs partes principais: introduo, desenvolvimento e concluso. 1.2.1 IntroduoA partir da pgina inicial da introduo, todas as pginas devem ser numeradas inclusive referncias, anexos etc, e o nmero deve vir no canto superior direito, a 2 cm da borda superior. A introduo a parte inicial do texto, na qual devem constar a formulao e delimitao do assunto tratado, bem como os objetivos da pesquisa. Tem por finalidade fornecer ao leitor os antecedentes que justificam o trabalho, assim como enfocar o assunto a ser abordado. A introduo pode incluir informaes sobre a natureza e importncia do problema, sua relao com outros estudos sobre o mesmo assunto, suas limitaes e objetivos. Essa seo deve preferentemente representar a essncia do pensamento do autor em relao ao assunto que pretende estudar. Deve ser abrangente sem ser prolongada. um discurso de abertura em que o pesquisador oferece ao leitor uma sntese dos conceitos da literatura; expressa sua prpria opinio - contrastando-a ou no - com a literatura; estabelece as razes de ser de seu trabalho sumariando apropriadamente comeo, meio e fim de sua proposta de estudo.</p></li><li><p>1.2.2 DesenvolvimentoParte principal do texto, que contm a exposio ordenada e pormenorizada do assunto. Pode ser dividida em sees e subsees, que variam em funo do tema e da abordagem do mtodo. Portanto, a organizao do texto ser determinada pela natureza do trabalho monogrfico e respeitar a tradio da rea em que o mesmo se insere. Em trabalhos que se propem a rever e comentar a literatura, e que no relatam pesquisa de campo ou de laboratrio conduzida pelo autor, a Proposio preceder a reviso de literatura. Tambm no se justifica uma seo Resultados, porque em trabalhos dessa natureza no existe coleta de dados e respectivo tratamento estatstico. Em trabalhos nos quais se relata pesquisa de laboratrio ou de campo conduzida pelo autor, o Desenvolvimento das monografias, dissertaes ou teses apresentaro nessa ordem as seguintes partes do texto: Reviso da Literatura; Proposio; Mtodo; Resultados; Discusso. 1.2.2.1 Reviso da LiteraturaDa Reviso da Literatura devem constar trabalhos preexistentes, que serviram de subsdio s intenes de pesquisa do autor. Pode constituir um corpo nico ou ser subdividida, caso o assunto a ser tratado assim o exija. A ordem cronolgica dos fatos deve ser obedecida, permitindo uma viso histrica do desenvolvimento do conhecimento do tema.</p></li><li><p>1.2.2.2 ProposioA seo da Proposio destina-se a assentar as intenes do autor em relao ao assunto. Deve expressar coerncia recproca entre o ttulo e as sees de Reviso da Literatura e o Material e Mtodo. 1.2.2.3 MtodoA seo de Mtodo destina-se a expor os meios dos quais o autor se valeu para a execuo do trabalho. Pode ser redigida em corpo nico ou dividida em subsees. As subsees mais comuns so: Sujeitos, Material, Procedimentos. Se houver preferncia por redigir em corpo nico, a cada produto, material ou equipamento citado no texto, corresponder uma nota de rodap na qual constar no mnimo o tipo e a origem do meio empregado. 1.2.2.4 ResultadosNesta seo o autor ir expor o obtido em suas observaes. Os resultados podero estar expressos em quadros, grficos, tabelas, fotografias ou outros meios que demonstre o que o trabalho permitiu verificar. Os dados expressos no devem ser repetidos em mais de um tipo de ilustrao.</p></li><li><p>1.2.2.5 DiscussoA discusso constitui uma seo com maior liberdade. Nessa fase o autor, ao tempo que justifica os meios que usou para a obteno dos resultados, pode contrastar esses com os constantes da literatura pertinente. A liberdade dessa seo se expressa na possibilidade de constarem dedues capazes de conduzir o leitor naturalmente s concluses. Na discusso dos resultados o autor deve cumprir as seguintes etapas:a- estabelecer relaes entre causas e efeitos; b- apontar as generalizaes e os princpios bsicos, que tenham comprovaes nas observaes experimentais; c- esclarecer as excees, modificaes e contradies das hipteses, teorias e princpios diretamente relacionados com o trabalho realizado; d- indicar as aplicaes tericas ou prticas dos resultados obtidos, bem como, suas limitaes; e- elaborar, quando possvel, uma teoria para explicar certas observaes ou resultados obtidos; f- sugerir, quando for o caso, novas pesquisas, tendo em vista a experincia adquirida no desenvolvimento do trabalho e visando a sua complementao. 1.2.3 ConclusoMesmo que se tenham vrias concluses deve-se usar sempre o termo no singular, pois, se trata da concluso do trabalho em si e no um mero enunciado das concluses a que o(a) autor(a) chegou. a recapitulao sinttica dos resultados e da discusso do estudo ou pesquisa. Pode apresentar dedues lgicas e correspondentes aos objetivos propostos.</p></li><li><p>1.3 PS-TEXTUAISNesta seco compreendem as informaes que complementam o trabalho acadmico. 1.3.1 Referncias (obrigatrio) Conjuntos de elementos que permitem a identificao, no todo ou em parte, de documentos impressos ou registrados em diversos tipos de materiais que foram mencionados explicitamente no decorrer do trabalho. No deve constar nas referencias elementos que no foram citados no texto.As referncias devero ser apresentadas em lista ordenada alfabeticamente por autor (sistema autor-data), usar espaamento entre linhas simples e entre as referncias, duplo espao e alinhados esquerda.O ttulo deve ser centralizado e sem indicativo numrico. 1.3.2 Obras consultadas (opcional) So materiais que foram utilizados para compor um idia e no foi citado no texto. 1.3.3 Glossrio (opcional) um vocabulrio explicativo dos termos, conceitos, palavras, expresses, frases utilizadas no decorrer do trabalho e que podem dar margens a interpretaes errneas ou que sejam desconhecidas do pblico alvo e no tenham sido explicados no texto.</p></li><li><p>1.3.4 Apndice (s) (opcional) Documentos que so anexados no final do trabalho com a finalidade de abonar ou documentar dados ou fatos citados no decorrer de seu desenvolvimento. So documentos elaborados pelo prprio autor e que completam seu raciocnio sem, prejudicar a explanao feita no corpo do trabalho.Os apndices so identificados por letra maiscula do alfabeto consecutivas, travesso e pelos respectivos ttulos. Exemplo:APNDICE A - Avaliao numrica... APENDICE B - Avaliao de clulas... 1.3.5 Anexos (opcional) Suportes elucidativos e indispensveis para compreenso do texto, so constitudos de documentos, nem sempre elaborados pelo prprio autor, que complementam a inteno comunicativa do trabalho.O ttulo deve ser centralizado e sem indicativo numrico.Se houver mais de um anexo, sua identificao deve ser feita por meio de letra maiscula do alfabeto. Exemplo:ANEXO A - Questionrio... ANEXO B - Representao grfica...</p></li><li><p>2 CITAO NO TEXTO Segundo a Associao Brasileira de Normas Tcnicas (ABNT) - NBR10520 - Citao a meno, no corpo do texto, de uma informao extrada de outra fonte". 2.1 SISTEMAS DE CHAMADA DA CITAO NO TEXTO Segundo a ABNT, as citaes devem ser indicadas no texto por um sistema de chamada: autor-data ou numrico. Qualquer mtodo adotado dever ser seguido consistentemente em todo o texto. 2.2 SISTEMA AUTOR-DATA Esse estilo de citao permite ao leitor identificar, rapidamente a fonte de informao na lista de referncias, em ordem alfabtica no final do trabalho.As citaes so feitas pelo sobrenome do autor ou pela instituio responsvel, ou ainda, pelo ttulo de entrada (caso a autoria no esteja declarada), seguido da data de publicao do documento, separados por vrgula ou entre parnteses.EX.: O discurso competente, alm de expressar significados, "representaes, ordens, injunes para fazer ou no fazer consequencias, significaes no sentido amplo do termo" (CASTORIADAS, 1991, p. 195), expressa tambm significantes cujas variveis so mais sinuosas. "Apesar das aparncias, a desconstruo do logocentrismo no uma psicanlise da filosofia " segundo, Derrida, (1963, p.123)</p></li><li><p>2.3 SISTEMA NUMRICO Neste sistema, a indicao da fonte feita por uma numerao nica e consecutiva, em algarismo arbicos, remetendo a lista de referencias no final do trabalho, na mesma ordem em que aparecem no texto. A indicao da numerao pode ser feita entre parnteses, alinhada ao texto, ou situada um pouco acima da linha do texto em expoente linha do mesmo, aps a pontuao que fecha a citaoEX.: Diz Rui Barbosa: " Tudo viver, previvendo."(15) Diz Rui Barbosa: "Tudo viver, previvendo15." 2.4 CITAO DIRETA OU TEXTUAL As citaes diretas, no texto, de at trs linhas, devem estar contidas entre aspas dup...</p></li></ul>