NORMAS REGULAMENTADORAS - AABIC NORMAS REGULAMENTADORAS O que sأ£o as Normas Regulamentadoras As Normas

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of NORMAS REGULAMENTADORAS - AABIC NORMAS REGULAMENTADORAS O que sأ£o as Normas Regulamentadoras As...

  • NORMAS REGULAMENTADORAS

    aabic_4_0510_4.indd 1 31/05/2010 14:05:21

  • NORMAS REGULAMENTADORAS

    O que são as Normas Regulamentadoras

    As Normas Regulamentadoras, também chamadas de NR’s, foram criadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego – MTE (Portaria no 3.214/78), para estabelecer os requisitos técnicos e legais para os aspectos mínimos de Segurança e Saúde Ocupacional dos trabalhadores e, são obrigações trabalhistas a serem cumpridas por todo empregador que contrate empregados pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), visando a prevenção de acidentes e doenças do trabalhador provocadas ou agravadas pelo trabalho.

    A observância das NR’s não desobriga as empresas do cumprimento de outras disposições contidas em códigos de obras ou regulamentos sanitários dos estados ou municípios, e outras, oriundas de convenções e acordos coletivos de trabalho em áreas específicas de atuação.

    O Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego é o órgão de âmbito nacional incumbido de criar as NR’s e fiscalizar, através das Superintendências Regionais, nos limites de sua jurisdição, o cumprimento dos preceitos legais e regulamentares sobre segurança e saúde ocupacional.

    Atualmente, existem 33 normas que são constantemente atualizadas e publicadas, podendo ser consultadas no site do Ministério do Trabalho e Emprego (www.mte.gov.br).

    A Importância das Normas Regulamentadoras

    Os acidentes do trabalho e as doenças ocupacionais causam um grande impacto social. Dados da Previdência Social relatam a ocorrência de inúmeros de acidentes de trabalho, bem como a ocorrência de mortes, motivados pelos fatores ambientais do trabalho, além do grande número de trabalhadores que não retornam ao trabalho devido a acidentes que causam invalidez temporária ou permanente.

    Este cenário pode ser amenizado pelo cumprimento estrito das Normas Regulamentadoras, cujo controle e acompanhamento podem resultar em economia para a empresa e para a Previdência Social. De um lado, pela diminuição dos acidentes e riscos, bem como de possíveis reclamações trabalhistas contra a empresa, e de outro, com relação à Previdência Social, pela diminuição dos benefícios devidos a acidentes e doenças do trabalho, somados ao pagamento das aposentadorias especiais decorrentes das condições ambientais do trabalho.

    NÚMERO 4 - ABRIL DE 2010

    AABIC Orienta é um informativo periódico da AABIC - Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo, destinado aos associados e ao mercado de administração condominial e imobiliário. A impressão será feita para fins de divulgação definidos pela Diretoria e, mediante reembolso de custos, por solicitação das associadas para distribuição a seus clientes.

    Coordenação Geral: Diretoria de Condomínios

    Tiragem Inicial: 30000 exemplares

    Endereço: Rua Estados Unidos, 89 - Jardim Paulista 01427-000 - São Paulo - SP

    Telefone / Fax: (11) 3887-3372

    Website: www.aabic.org.br

    E-mail: info@aabic.org.br

    Proibida a reprodução total ou parcial desta publicação.

    Este jornal foi impresso em papel reciclado

    aabic_4_0510_4.indd 2 31/05/2010 14:05:22

  • NO RM

    AS R

    EG UL

    AM EN

    TA DO

    RA S

    043

    NORMAS REGULAMENTADORAS

    O que são as Normas Regulamentadoras

    As Normas Regulamentadoras, também chamadas de NR’s, foram criadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego – MTE (Portaria no 3.214/78), para estabelecer os requisitos técnicos e legais para os aspectos mínimos de Segurança e Saúde Ocupacional dos trabalhadores e, são obrigações trabalhistas a serem cumpridas por todo empregador que contrate empregados pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), visando a prevenção de acidentes e doenças do trabalhador provocadas ou agravadas pelo trabalho.

    A observância das NR’s não desobriga as empresas do cumprimento de outras disposições contidas em códigos de obras ou regulamentos sanitários dos estados ou municípios, e outras, oriundas de convenções e acordos coletivos de trabalho em áreas específicas de atuação.

    O Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego é o órgão de âmbito nacional incumbido de criar as NR’s e fiscalizar, através das Superintendências Regionais, nos limites de sua jurisdição, o cumprimento dos preceitos legais e regulamentares sobre segurança e saúde ocupacional.

    Atualmente, existem 33 normas que são constantemente atualizadas e publicadas, podendo ser consultadas no site do Ministério do Trabalho e Emprego (www.mte.gov.br).

    A Importância das Normas Regulamentadoras

    Os acidentes do trabalho e as doenças ocupacionais causam um grande impacto social. Dados da Previdência Social relatam a ocorrência de inúmeros de acidentes de trabalho, bem como a ocorrência de mortes, motivados pelos fatores ambientais do trabalho, além do grande número de trabalhadores que não retornam ao trabalho devido a acidentes que causam invalidez temporária ou permanente.

    Este cenário pode ser amenizado pelo cumprimento estrito das Normas Regulamentadoras, cujo controle e acompanhamento podem resultar em economia para a empresa e para a Previdência Social. De um lado, pela diminuição dos acidentes e riscos, bem como de possíveis reclamações trabalhistas contra a empresa, e de outro, com relação à Previdência Social, pela diminuição dos benefícios devidos a acidentes e doenças do trabalho, somados ao pagamento das aposentadorias especiais decorrentes das condições ambientais do trabalho.

    aabic_4_0510_4.indd 3 31/05/2010 14:05:22

  • 4

    Atualmente, a incidência de acidentes de trabalho ou afastamentos influencia diretamente o cálculo do recolhimento ao INSS relativo à folha de pagamento, já que o FAP – Fator Acidentário de Prevenção, criado em 2009, é um multiplicador do percentual do RAT – Risco de Acidente de Trabalho de cada empresa (que integra o cálculo do INSS), podendo diminuí-lo ou aumentá- lo, conforme a observação da ocorrência de benefícios pelos fatores acima apontados a cada ano.

    NR´s Obrigatórias em Condomínios

    Além das Normas básicas, que servem de orientação para todas as atividades, ordenamos abaixo aquelas mais importantes e obrigatórias aos condomínios:

    NR-1 - Disposições Gerais

    A Norma Regulamentadora Nº 1 estabelece o campo de aplicação de todas as NR’s de Segurança e Saúde do Trabalho, bem como os direitos e obrigações do Governo, dos empregadores e dos trabalhadores no tocante a este tema.

    Obrigações do empregador – condomínio: 1. Cumprir e fazer cumprir as NR’s;

    2. Elaborar ordens de serviço (treinamento) sobre segurança e saúde no trabalho, dando ciência aos empregados por comunicados, cartazes ou meios eletrônicos.

    3. Informar aos trabalhadores: a. Os riscos profissionais que possam originar-se nos locais de trabalho; b. II. os meios para prevenir e limitar tais riscos e as medidas adotadas

    pela empresa; c. III. os resultados dos exames médicos aos quais os forem submetidos; d. IV. os resultados das avaliações ambientais realizadas nos locais de

    trabalho. 4. Permitir que representantes dos trabalhadores acompanhem a fiscalização dos

    preceitos legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho;

    5. Determinar procedimentos que devem ser adotados em caso de acidente ou doença relacionada ao trabalho.

    Obrigações do empregado: 1. Cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e saúde do

    trabalho, inclusive as ordens de serviço expedidas pelo empregador;

    2. Usar o EPI fornecido pelo empregador;

    3. Submeter-se aos exames médicos previstos nas NR’s;

    4. Colaborar com a empresa na aplicação das Normas Regulamentadoras – NR’s;

    aabic_4_0510_4.indd 4 31/05/2010 14:05:22

  • NO RM

    AS R

    EG UL

    AM EN

    TA DO

    RA S

    045

    Constitui ato faltoso punível com advertência, suspensão ou demissão por justa causa, a recusa injustificada do empregado ao cumprimento dos dispositivos apresentados anteriormente. O não-cumprimento das disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho acarretará por outro lado, ao empregador, a aplicação das penalidades previstas na legislação, como multas ou interdição de atividades ou máquinas com perigo ao trabalhador.

    NR-9 - Programas de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA

    O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA visa à antecipação, reconhecimento, avaliação e conseqüente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes no local de trabalho, em função de sua natureza, concentração ou intensidade e tempo de exposição, capazes de causar danos à saúde dos trabalhadores.

    Consideram-se riscos ambientais os agentes físicos, químicos e biológicos existentes nos ambientes de trabalho, em função das variações dos itens acima e limites de tolerância:

    5. Riscos físicos: As diversas formas de energia, tais como ruído, vibrações, pressões anormais, temperaturas extremas, radiações ionizantes, radiações não- ionizantes etc.

    6. Riscos químicos: As substâncias, compostos ou produtos que possam penetrar no organismo pela via respiratória, nas formas d