Click here to load reader

Notas de Aulas de Adubação e Nutrição de Plantas - 1ª Parte

  • View
    35

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apostila da disciplina Adubação e nutrição de plantas

Text of Notas de Aulas de Adubação e Nutrição de Plantas - 1ª Parte

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHO

CENTRO DE CINCIAS AGRRIAS E AMBIENTAIS

CAMPUS IV CHAPADINHA MA

Notas de aulas de

Adubao e Nutrio de

Plantas

Prof. Jos Maria do Amaral Resende

CHAPADINHA MA

Maro 2009

CAPTULO I

CONCEITOS E CLASSIFICAO DOS FERTILIZANTES

As palavras adubo e fertilizante so palavras sinnimas, podendo ser usadas indistintamente. Os conceitos seguintes so dados pela legislao vigente:

Fertilizante: Substncia mineral ou orgnica, natural ou sinttica, fornecedora de um ou mais nutrientes para as plantas;

Corretivo: Todo material capaz de, quando aplicado ao solo, corrigir-lhe uma ou mais caractersticas desfavorveis s plantas;

Condicionador: Produto que promove a melhoria das propriedades fsicas (porosidades, aerao, capacidade de reteno de gua...) ou fsico-qumicas (CTC) do solo. Exemplo: Vermiculita, serragem e etc. CLASSIFICAO DOS FERTILIZANTES De acordo com a legislao vigente, os fertilizantes so assim classificados:

I - Classificao dos fertilizantes do ponto de vista qumico

1. Fertilizantes minerais: So fertilizantes constitudos de compostos inorgnicos. So tambm considerados fertilizantes minerais aqueles constitudos por compostos orgnicos, obtidos artificialmente ou sinteticamente. Exemplos: Uria, Caciocianamida e os fertilizantes quelatizados.

Os fertilizantes minerais se subdividem em trs classes:

1.1. Fertilizantes simples: So fertilizantes formados por um nico composto qumico, contendo um ou mais nutrientes vegetais.Exemplos: = Contm um nico nutriente KCl = Contm dois nutrientes

1.2. Fertilizantes mistos ou misturas: So fertilizantes resultantes da mistura fsica de dois ou mais fertilizantes simples, complexos ou ambos. So tambm conhecidos como frmulas ou formulaes.Exemplos: 04-14-08; 04-20-20; 20-00-201.3. Fertilizantes complexos: So misturas de fertilizantes resultantes de processos tecnolgicos em que se formam dois ou mais compostos qumicos. So misturas produzidas com a participao de matrias-primas (amnia -NH3, cido sulfrico H2SO4, cido fosfrico H3PO4), as quais do origem a compostos qumicos.Exemplos: Sulfato de amnio: NH4SO4;

Fosfato monoamnico MAP: NH4H2PO4;

Fosfato diamnico DAP: (NH4)2HPO4

2. Fertilizantes orgnicos: So constitudos de compostos orgnicos de origem natural, vegetal ou animal, contendo um ou mais nutrientes para as plantas.

Exemplo: Farinha (de ossos, de sangue); Tortas (de mamona de algodo etc.); Estercos, Palhas e etc. Quando se mistura dois ou mais fertilizantes orgnicos, obtm-se um fertilizante orgnico misto.

2.1 Fertilizante orgnico composto: Produto obtido por processo fsico, qumico, fisco-qumico ou bioqumico, natural ou controlado, a partir de matria prima de origem industrial, urbana ou rural, animal ou vegetal, isoladas ou misturadas, podendo ser enriquecido de nutrientes minerais, princpios ativos ou agente capaz de melhorar suas caractersticas fsicas, qumicas ou biolgicas, sendo includos o lodo de esgoto, vermicomposto e compostos de lixo.

2.2 Fertilizante organo-minerais: So resultantes da mistura de fertilizantes orgnicos e minerais. O objetivo dessas misturas enriquecer os materiais orgnicos com nutrientes.

II Classificao dos fertilizantes do ponto de vista fsico 1. Fertilizantes slidos: Produto constitudo de partculas ou fraes slidas

Esto subdivididos em:

1.1. P ou farelado: Quando as partculas so de pequenas dimensesP: 100% das partculas devem passar em peneira de 2mm de abertura (ABNT 100); 70% em peneira de 0,84mm de abertura (ABNT 20) e 50% em peneira com abertura de 0,3mm de abertura (ABNT 50);

Farelado: 95% deve passar em peneira ABNT 6 (3,36mm); 25% em peneira ABNT 35 (0,5mm);

Farelado grosso: 100% em peneira ABNT 4 (4,8mm); 20% em peneira ABNT 18 (1mm)

1.2. Granulado: Quando as partculas so de dimenses que permitem caracteri-

zar um grnulo. Apresenta as seguintes dimenses:

Microgranulado: 90% deve passar em peneira ABNT 7 (2,8mm); 10% em pe-

neira ABNT 18 (1mm).

Granulado: 95% passa em peneira ABNT 5 (4mm) e 5% em peneira ABNT 18 (1mm).

Os fertilizantes granulados podem se apresentar em duas formas:

a) Mistura de grnulos ou mistura de granulados: So obtidas pela mistura de dois ou mais fertilizantes simples, complexos ou ambos previamente granulados. So misturas fsicas e caracterizam-se por apresentar os nutrientes contidos em grnulos distintos;

b) Misturas granuladas: So obtidas pela mistura de dois ou mais fertilizantes simples, complexos ou ambos em p ou sua posterior granulao, ou so obtidos de uma mistura complexa e posterior granulao. No primeiro caso so tambm misturas fsicas e, no segundo, misturas qumicas; mas ambas caracterizam-se por conter em cada grnulo, todos os nutrientes garantidos na mistura.

2. Fertilizantes fludos: So fertilizantes que se apresentam no estado lquido. Podem se apresentar como:2.1. Solues verdadeiras: So solues com ausncia de slidos suspensos.

2.2. Suspenses: So fertilizantes lquidos que apresentam uma fase slida dispersa em meio lquido.

As suspenses podem ser de duas formas:

a) Suspenso homognea: So disperses compostas de uma fase lquida e outra fase de slidos em suspenso, mas que fica homogeneamente dispersa na fase lquida. Pode apresentar separao de fases aps longo perodo de decantao, mas a homogeneidade da suspenso deve ser recomposta facilmente por agitao.

b) Suspenso heterognea: So disperses compostas de pelo menos uma fase lquida e uma ou mais fases de slidos em suspenso que s ficam homogeneamente dispersos sob vigorosa agitao. Cessando agitao pode ocorrer a rpida separao de fases.

3. Fertilizante gasoso: Se apresenta no estado gasoso nas condies normais de temperatura e presso. O nico fertilizante que se apresenta nesta forma a amnia anidra.

EXERCCIO 1

Os fertilizantes minerais possuem suas definies, normas especificaes garantias, tolerncias e etc., regidas pela Instruo Normativa do MAPA de n 5 de 23/02/2007, anexos de I a VII, com alteraes feitas pela Instruo Normativa do MAPA de n 21 de 16/04/2008.

Os corretivos e condicionadores do solo, so regidos pela Instruo Normativa MAPA de n 35 de 04/07/2006.

Para a edio de uma Instruo Normativa que estabelea as definies, normas, especificaes, garantias e etc, o MAPA publicou a Portaria de n 42, de 05/05/2008, que submete a consulta pblica (pede sugestes aos rgos, industrias e outras organizaes) um projeto de Instruo Normativa.

Voc deve ter conhecimento desta legislao. Consulte-a no portal do Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento, no Sislegis.

1 D os conceitos de fertilizante, corretivo e condicionador do solo;

2 Por que na grande maioria das vezes so recomendados adubos mistos e no

adubos simples;

3 D exemplos de adubos simples e de adubos mistos;

4 Qual a diferena entre um adubo misto e um adubo complexo?

5 Conceitue fertilizante orgnico.

6 Conceitue fertilizante orgnico-composto

7 D a definio de fertilizante organo-mineral.

8 Qual a diferena entre um fertilizante orgnico-composto e um fertilizante organo -mineral?

9 Em quais condies voc recomendaria um adubo em p, farelado ou granulado?

10 Qual a diferena entre mistura de grnulos e mistura granulada?

11 Tecnicamente, qual das duas seria mais recomendvel? Justifique.

12 Qual a diferena entre solues verdadeiras e suspenses?

13 Qual a diferena entre suspenses homogneas e suspenses heterogneas?

-

CAPTULO II

CARACTERTICAS DE QUALIDADE DOS FERTILIZANTES

So condies naturais ou artificiais com que esses produtos podem se apresentar, e tem relaes diretas com sua eficincia.

Estas caractersticas podem ser de natureza, fsica, qumica e fsico-qumica.

1. CARACTERSTICAS DE NATUREZA FSICA

As caractersticas de natureza fsica so:

1.1. Estado fsico: Os fertilizantes slidos ainda so os mais consumidos no Brasil, entretanto o uso de fertilizantes lquidos ou fluidos tem aumentado nos ltimos anos, sendo a cultura da cana-de-acar a responsvel pelo consumo de 90% dos fertilizantes fluidos produzidos no Brasil, alm de fazerem uso da vinhaa, um fertilizante fluido orgnico. O aumento do uso de fertilizantes fluidos est relacionado com os seguintes fatores:

a) Menor custo de produo: Muitos fertilizantes so produzidos na forma lquida, sofrendo depois processo de solidificao. Os fertilizantes fluidos, dispensam a solidificao, diminuindo este custo;

b) Menor custo de transporte e armazenamento: Os fertilizantes fluidos so concentrados, diminudo custos de transporte e armazenamento;

c) Proporcionam maior uniformidade de aplicao, o que reflete em maiores produes;

d) Maior rapidez na absoro: Os fertilizantes slidos necessitam solubilizar para serem absorvidos pela plantas. Os fertilizantes lquidos so prontamente disponveis para os vegetais.

e) Podem ser aplicados em fertirrigao, diminuindo custos de aplicao.

1.2. Granulometria: A granulometria se relaciona com o tamanho e forma das partculas dos fertilizantes.

O tamanho da partcula vai determinar a sua superfcie especfica. Quanto menor o tamanho da partcula, maior a sua superfcie especfica, e tambm maior a sua velocidade de dissoluo e de absoro de um

Search related