NOVO CONSTITUCIONALISMO LATINO-AMERICANO: CONINTER 3/GT 11/13.  · americano, que por via

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of NOVO CONSTITUCIONALISMO LATINO-AMERICANO: CONINTER 3/GT 11/13.  · americano, que por via

  • NOVO CONSTITUCIONALISMO LATINO-AMERICANO: DINAMISMO E AUTO-CONSTRUO PARA ALM DO

    NEOCONSTITUCIONALISMO - FEITOSA, Heloisa de Carvalho; MENDES, Eric

    Salvador BA: UCSal, 8 a 10 de Outubro de 2014,

    ISSN 2316-266X, n.3, v. 11, p. 208-225

    208

    NOVO CONSTITUCIONALISMO LATINO-AMERICANO: DINAMISMO E

    AUTO-CONSTRUO PARA ALM DO NEOCONSTITUCIONALISMO

    FEITOSA, Heloisa de Carvalho

    Mestranda do Programa de Ps-Graduao em Direito Constitucional da Universidade Federal Fluminense.

    Especialista em Direito Penal e Direito Processual Penal pela

    Escola Superior de Advocacia de Pernambuco.

    MENDES, Eric

    Mestrando do Programa de Ps-Graduao em

    Direito Constitucional da Universidade Federal Fluminense.

    RESUMO O presente artigo tem por objeto o estudo justaposto dos fenmenos constitucionais do

    neoconstitucionalismo e do novo constitucionalismo latino-americano. Buscamos analisar cada uma dessas vertentes e suas principais caractersticas a fim de estabelecer os traos que

    distinguem essas teorias do Direito e do Estado. Para tanto faremos uma breve exposio sobre o

    neoconstitucionalismo e sobre o novo constitucionalismo latino-americano, seguida da anlise de institutos da Constituio do Estado Plurinacional da Bolvia, destacando os aspectos histricos

    e conjunturais que originaram a formao de um novo desenho institucional. O estudo da

    constituio boliviana ser feito com vistas a relacionar problemas vividos pelo povo com as respostas dadas pelo poder constituinte, ilustrando de forma concreta a diferena entre o

    neoconstitucionalismo e o novo constitucionalismo latino-americano. Por fim, faremos um

    confronto entre os dados obtidos na pesquisa encaixando a Constituio brasileira de 1988 em

    uma das vertentes tericas. Palavras-chave: neoconstitucionalismo; novo constitucionalismo latino-americano;

    Constituio do Estado Plurinacional da Bolvia.

    ABSTRACT This article aims for the joint study of the phenomena of constitutional neoconstitutionalism and

    the new Latin American constitutionalism. We analyze each of these aspects and their main features in order to establish the distinguishing traits of these theories. For this we will make a

    brief presentation on the neoconstitutionalism and on the new Latin American constitutionalism

    , followed by the analysis of institutes of the Constitution of the Plurinational State of Bolivia , highlighting the historical and economic factors that led to the formation of a new institutional

    design. The study of the Bolivian constitution will be made with a view to relate problems faced

    by the people with the answers given by the constituent power, illustrating concretely the

    difference between neoconstitutionalism and the new Latin American constitutionalism. Finally, we make a comparison between the data obtained in the study by fitting the Brazilian Constitution

    of 1988 in one of the theoretical aspects

    Key-words: neoconstitucionalism; new latin american constitucionalism; Constitution of Plurinational State of Bolivia.

  • NOVO CONSTITUCIONALISMO LATINO-AMERICANO: DINAMISMO E AUTO-CONSTRUO PARA ALM DO

    NEOCONSTITUCIONALISMO - FEITOSA, Heloisa de Carvalho; MENDES, Eric

    Salvador BA: UCSal, 8 a 10 de Outubro de 2014,

    ISSN 2316-266X, n.3, v. 11, p. 208-225

    209

    1- Introduo

    O mundo contemporneo marcado por grandes transformaes que levaram as

    sociedades a se questionarem acerca de todos os mbitos componentes da vida social.

    Assim como a diversificao e dicotomias sentida nas artes, filosofia, economia e

    ideologias, entre outros campos da vida social, o Direito tambm se refora como cenrio

    de intensos questionamentos atuais. Diversas teorias, escolas e correntes so produzidas,

    recuperadas ou rechaadas nas cincias jurdicas a fim de captar e responder

    juridicamente a autntica crise instalada no ramo cientfico em questo.

    Especificadamente, o Direito sente uma necessidade inerente de responder as

    ansiedades sociais que, at ento, permanecem frustradas. Em meio ao aprofundamento

    das violaes humanidade que fazem com que o ser humano seja tratado como mero

    objeto dentro de uma perspectiva liberal ou militar dos poderosos a falncia da

    representatividade democrtica tambm leva a questionamentos acerca da finalidade das

    cincias jurdicas. Deve o direito representar a proteo de um status quo, impedindo que

    as sociedades alcancem novos patamares ou dever assumir um protagonismo nas

    mudanas, comportando-se como veculo motriz para transformaes?

    Neste diapaso, podemos ver na Amrica Latina, regio marcada por densas

    desigualdades sociais, intensos desrespeitos aos direitos humanos e fragilidades de

    representao democrtica, a manifestao de duas grandes teorias do Direito, forjadas a

    partir da necessidade de satisfao dos anseios por transformaes. De um lado, sob forte

    influncia das tradies europeias e norte-americana, encontramos o

    neoconstitucionalismo, que busca, a partir da superao do positivismo clssico,

    referendar um novo sistema jurdico protetivo, cujo cerne se encontra na nova tica

    normativa ensejada pela Constituio e sua preponderncia. Por outro, buscando maior

    representatividade de sociedades marcadas pela desigualdade e assim superar o

    predomnio histrico de elites abastadas, vemos o novo constitucionalismo latino-

    americano, que por via de percepes sociais e do respeito diversidade, procura

    estabelecer novos caminhos jurdicos e polticos no alcanados materialmente pelo

    neoconstitucionalismo.

    justamente este debate entre propostas jurdicas to divergentes que

    pretendemos realizar. Primeiramente, verificaremos os principais delineamentos de cada

    teoria, compondo suas proposies, de acordo com seus juristas mais eminentes, para

  • NOVO CONSTITUCIONALISMO LATINO-AMERICANO: DINAMISMO E AUTO-CONSTRUO PARA ALM DO

    NEOCONSTITUCIONALISMO - FEITOSA, Heloisa de Carvalho; MENDES, Eric

    Salvador BA: UCSal, 8 a 10 de Outubro de 2014,

    ISSN 2316-266X, n.3, v. 11, p. 208-225

    210

    ento estabelecermos o contraste, reforando diferenas e limites. Em momento posterior,

    analisaremos alguns institutos inovadores da Constituio Boliviana de 2009, com a

    finalidade de exemplificar a diferena entre as constituies do Neoconstitucionalismo e

    as constituies do Novo Constitucionalismo Latino-americano.

    Nosso intuito possibilitar novas reflexes acerca da Teoria do Direito

    contempornea, demonstrando que o experimentalismo e abertura originalidade

    institucional tambm podem ser enriquecedores para a cincia jurdica e, meio hbil

    capacitao para o pensamento e elaborao de um novo patamar normativo, frente crise

    jurdica instaurada.

    2- O neoconstitucionalismo e a constitucionalizao do Direito

    2.1- A superao do positivismo e a viragem jurdica

    O fim da segunda guerra mundial, em meados da dcada de quarenta do sculo

    passado, representou uma viragem jurdica no cenrio europeu. Os traumas trazidos pelas

    experincias fascistas levaram os pases a se questionar quais os limites da democracia e

    dos poderes representativos, uma vez que em nome das maiorias ocasionais e com a

    beno destas as minorias foram violadas em seus direitos mais elementares, como a vida.

    Era necessria uma nova estratgia jurdica para proteger o ser humano e assim garantir

    a integridade de sua dignidade, sob todas as perspectivas e quaisquer ameaas.

    Neste contexto, a constituio ganhou uma nova receptividade, sendo o grande

    instrumento de proteo das minorias e dos direitos humanos. No mais tratada como

    documento meramente poltico, no qual sua importncia era apenas programtica e no

    vinculativa, a Constituio ganhou o reconhecimento de principal elemento jurdico dos

    ordenamentos polticos, gerando plena subordinao a seus preceitos e uma nova era de

    reconstitucionalizao. Foi a tentativa de apaziguar os possveis conflitos entre

    democracia e constitucionalismo, que tanto afetou o continente europeu e fez repensar a

    necessidade de construo no de meros Estados democrticos, mas sim Estados

    democrticos de Direito.

  • NOVO CONSTITUCIONALISMO LATINO-AMERICANO: DINAMISMO E AUTO-CONSTRUO PARA ALM DO

    NEOCONSTITUCIONALISMO - FEITOSA, Heloisa de Carvalho; MENDES, Eric

    Salvador BA: UCSal, 8 a 10 de Outubro de 2014,

    ISSN 2316-266X, n.3, v. 11, p. 208-225

    211

    A principal referencia desta nova fase constitucional foi dada pela Lei

    Fundamental de Bonn em 1949 e a sucessiva criao do Tribunal Constitucional Federal

    em 1951, na Alemanha Ocidental. Esse foi o estopim para o desenvolvimento de uma

    jurisprudncia riqussima de redimensionamento da superioridade da Constituio e seu

    advindo resguardo pelo Poder judicirio. Alm, claro, de ter sido o prprio fecundo

    terico da disciplina de direito constitucional nos pases de tradio romano-germnico.

    Guastini adverte que o processo de constitucionalizao para a conformao de

    uma constituio intensamente valorativa, preconizada pela defesa dos direitos

    fundamentais e por isso fundamentalmente invasora de todo o ordenamento jurdico e

    poltico de um pas enseja a observao de certos parmetros. Sete seriam as condies

    imprescindveis para a observao do grau de constitucionalizao de uma dada realidade

    e seu compromisso satisfatrio com a concordncia e impregnao do sistema jurdico

    com os preceitos normativos constitucionais.

    Os primeiros preceitos s