Novo(a) Documento Do Microsoft Word

  • View
    66

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Novo(a) Documento Do Microsoft Word

1. INTRODUO.................................................................................................................3 2 ARRANJO FSICO - CONCEITOS GERAIS..................................................................5

2.1 Conceito de Arranjo Fsico......................................................................... ...........................52.2 Como Surge o Problema do Arranjo Fsico................................................. .........................52.3 Objetivos do Arranjo Fsico............................................................................................ .......62.4 Princpios do Arranjo Fsico................................................................................ ..................62.5 A Chave dos Problemas de Arranjo Fsico........................................................ ....................7

3. FATORES A SEREM ESTUDADOS NA ELABORAO DO ARRANJO FSICO...124 ESTUDO DO FLUXO.....................................................................................................14 5 DIMENSIONAMENTO DE REAS..............................................................................18

5.1 Dimensionamento do Centro de Produo................................................... .......................185.2 Dimensionamento de Escritrios............................................................. ............................215.3 Circulao........................................................................................................... ..................22

6 REGRAS BSICAS DE ERGONOMIA NA ORGANIZAO DO LAYOUT..............27 7 MTODOS PARA ELABORAO DO ARRANJO FSICO (LAYOUT).....................287.4 Mtodo Dos Elos...........................................................................................................31

P1......................................................................................................................................... ..... ...31P1.................................................................................................................................. ............ ...32Centro/rea.............................................................................................................. ...................32

8 COR E SINALIZAO NA SEGURANA....................................................................34 9 REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS............................................................................42

1. INTRODUO

Ao se iniciar o processo de implantao de uma indstria, um dosproblemas fundamentais a ser resolvido a definio do local onde se instalar aindstria. A localizao da indstria pode ser analisada em duas etapas: amacrolocalizao e a microlocalizao.A macrolocalizao a etapa mais ampla pois visa definir a regioonde se dever implantar a indstria, levando em considerao fatores de ordemeconmica e fatores de ordem tcnica.Os fatores de ordem econmica so : matria-prima, mercado,transporte e mo de obra. Do ponto de vista da Higiene e Segurana, asrecomendaes so :- minimizar a probabilidade de ocorrer um acidente por manuseio etransporte;- evitar distrbios funcionais, intoxicaes ou morte aosconsumidores, no caso de serem perecveis os produtos ou matrias primas;- evitar que a empresa comece a operar sem que a mo de obrareceba um treinamento de Segurana e Higiene Industrial.Os fatores de ordem tcnica so: gua, energia, resduos,comunicao, clima, leis e impostos. Em relao a estes itens, para garantir queos agentes no atuem sobre a integridade fsica e psquica do homem,aconselha-se verificar a disponibilidade atual e futura, temperatura efetiva,variaes sazonais, composio qumica, velocidade, direo e sentido do vento,leis e iseno de impostos.Uma vez definida a regio, parte-se para a escolha do local efetivode implantao da indstria, definindo-se assim sua microlocalizao. Nestaetapa prevalecero os fatores tcnicos. Para tal, a fim de evitar que as condiesinseguras surjam a partir das prprias caractersticas do terreno, deve-se analisar uma srie de fatores. As condies inseguras podero ser provenientes de:deslizamento de terra, deslizamento de pedras, riscos de inundao, dimensesinsuficientes para atender as expanses futuras, no existncia de gua potvel,no existncia de meios de comunicao e de um sistema rodo-ferrovirio, fluviale areo, no existncia de um plano atual e futuro de coleta de lixo, transportecoletivo, esgoto sanitrio, etc.Tendo especificado o terreno, a prxima etapa definir o arranjomais adequado de homens, equipamentos e materiais sobre uma determinadarea fsica, dispondo esses elementos de forma a minimizar os transportes,eliminar os pontos crticos da produo e suprimir as demoras desnecessriasentre vrias atividades.Entra-se assim, na fase de elaborao do layout ou arranjo fsico das instalaes da empresa.Nesta fase, estabelece-se a posio relativa entre as diversasreas. Os modelos de fluxo e as inter-relaes entre as diversas reas sovisualizadas, tendo-se a noo clara do fluxo industrial, desde a entrada dasmatrias-primas at a sada do produto. Depois, defini-

se claramente alocalizao de cada mquina, posto de trabalho.Dito de uma forma simples, definir o arranjo fsico decidir ondecolocar todas as instalaes, mquinas, equipamentos e pessoal da produo.

O arranjo fsico , portanto, uma das etapas finais, e s pode ser elaborado depois de definida uma srie de itens como o volume de produo,seleo do equipamento produtivo.O principal campo do arranjo fsico internamente a empresa,definindo e integrando os elementos produtivos. No somente uma disposioracional das mquinas mas tambm, o estudo das condies humanas detrabalho (iluminao, ventilao, etc.), de corredores eficientes, de como evitar controles desnecessrios, de armrios e bancadas ao lado das mquinas, dequal meio de transporte vai ser utilizado para movimentao da pea.O planejamento de um arranjo fsico recomendvel a qualquer empresa, grande ou pequena. Com um bom arranjo fsico obtm-se resultadossurpreendentes na reduo de custos de operao e no aumento daprodutividade e eficincia. Na implantao de uma nova empresa, esseplanejamento imprescindvel. Naquelas j montadas, uma mudana noprocesso de produo ou fluxo do servio introduo de novos produtos ouservios, a necessidade de reduo de custos, a expanso de uma seo, etc.necessitam de uma modificao no arranjo.O estudo do layout pode ser feito para : fbricas em gerais,escritrio, lojas, supermercados, bancos, etc.

4

2 ARRANJO FSICO - CONCEITOS GERAIS

2.1 Conceito de Arranjo Fsico

Dentro do quadro geral de uma empresa, um papel importante estreservado ao arranjo fsico (layout). Fazer o arranjo fsico de uma rea qualquer planejar e integrar os caminhos dos componentes de um produto ou servio, a fimde obter o relacionamento mais eficiente e econmico entre o pessoal,equipamentos e materiais que se movimentam.

Dito de uma forma simples, definir o arranjo fsico decidir ondecolocar todas as instalaes, mquinas, equipamentos e pessoal daproduo.

O arranjo fsico procura uma combinao tima das instalaesindustriais e de tudo que concorre para a produo, dentro de um espaodisponvel. Visa harmonizar e integrar equipamento, mo de obra, material, reasde movimentao, estocagem, administrao, mo de obra indireta, enfim todosos itens que possibilitam uma atividade industrial.Ao se elaborar, portanto, o arranjo fsico deve-se procurar adisposio que melhor conjugue os equipamentos com os homens e com as fa-ses do processo ou servios, de forma a permitir o mximo rendimento dosfatores de produo, atravs da menor distncia e no menor tempo possvel.

2.2 Como Surge o Problema do Arranjo Fsico

O problema do arranjo fsico essencialmente dinmico.Basicamente, o arranjo fsico busca integrar material, mo de obra eequipamento. A modificao de qualquer um

deles pode tornar inadequado oarranjo fsico existente. Dessa forma, importante que o setor responsvel peloarranjo fsico possua um sistema de informao adequado que fornea com adevida antecedncia as alteraes a serem verificadas.Devem ser questionados os seguintes itens para verificar se umlayout necessita ou no de alteraes so :

OBSOLESCNCIA DAS INSTALAES -Novos produtos ou novos servios esto sendo projetados ?-Estes produtos exigiro modificaes no mtodo de trabalho, fluxo demateriais ou equipamentos empregados ?-Haver utilizao de novas reas de estocagem ?

REDUO DOS CUSTOS DE PRODUO -Haver corte de pessoal e/ou paradas de equipamentos e diminuiode movimentao de materiais ?VARIAO NA DEMANDA-A produo atual satisfaz as estimativas de vendas ?-Os equipamentos de transporte e manuseio sero suficientes?

5

AMBIENTE DE TRABALHO INADEQUADO

-As condies de iluminao, ventilao e temperatura sosatisfatrias?-Pode o rudo ser isolado?-Os locais para lavatrios so adequados?

CONDIES INSEGURAS -Existe excesso de material ao lado da mquina? -A rea adequada para o posto de trabalho? Existncia de rea quecomporta apenas um equipamento, onde na realidade h dois ?-Os materiais inflamveis esto colocados em rea Segura?-Existem muitos acidentes de trabalho? -H espao para trfego e operao de mquinas? -O tipo de piso adequado para a atividade? -A faixa demarcatria protege o trabalhador dos meios utilizados para omanuseio de materiais?

MANUSEIO EXCESSIVO

- Os materiais percorrem grande distncias ? 2.3 Objetivos do Arranjo Fsico MELHORAR A UTILIZAO DO ESPAO DISPONVEL: -menor quantidade de material em processo; -distncias minimizadas de movimentao de materiais, servios epessoas; -disposio racional das sees.AUMENTAR A MORAL E A SATISFAO DO TRABALHO: -ordem no ambiente e limpeza;

-sanitrios .INCREMENTAR A PRODUO:- fluxo mais racional.REDUO DE MANUSEIO:- utilizao da movimentao no processoprodutivo.REDUO DO TEMPO DE MANUFATURA: -reduzindo demoras e distncias.REDUO DOS CUSTOS INDIRETOS: -menos congestionamento e confuso; -menos manuseio (menor perda