Novo(a) Texto OpenDocument

  • View
    21

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

\3S. y

Paulo Paixo

Csar S a n t o s Silua

J o r g e Luiz Brand

He nipnosesem Mania

Remodelada e ampliada

EMENDE E ACRESCENTE QUEM SOUBER, APRENDA QUEMNO SOUBER, MAS TODOS DEM GLRIA AO SENHOR

1.7,'. , "77RIipe Nunes. Arte da Pintura - apud Histria dasl i

BitlllOteCa Pftld ^$01 Literaturas de Manuel Bandeira).cmb. fvacedc Soares

"BPM EM"M. SoaresGrfica e Editora Padre BerthierPasso Fundo - RS - Brasil CATANDUVA-SP1995Copyright by Paulo PaixoCsar Santos Silva eJorge Luiz Brand, 1995

Direitos de propriedade reservada para os autores.Interdita qualquer transcrio, no todo ou em parte, sem citao dafonte de origem e permisso dos autores.

Endereo para correspondncia:Dr. Paulo PaixoR. Vise. Cabo Frio, 3020510-160. Rio de Janeiro-RJTel.: (021) 268-4753

Pedidos para:Dr. Jorge Luiz BrandR. Rocha Pombo, 311Toledo-PRCEP: 85904-030Tel.: (045) 277-1473

Impresso nas oficinas daGrafica e Editora Padre BerthierCaixa postal 202Tel.: 054-313-3255Passo Fundo - RS - BrasilCEP: 99070-220NDICE:

Explicao necessria ........... 9

Cap. I - Letargia 11ap. II - Respirao Culturista 17ap. III - Exerccios Letrgicos , 23Cap. IV - Bases da Letargia 33Cap. V - Resumo da Tcnica Letrgica 45Cap. VI - Acupuntura e Letargia 53Cap. VII - Estados Letrgicos 63Cap. VIII - Regresso de Memria 71Cap. IX - O caso Bridey Murphy , 75Cap. X - A Igreja Catlica e a Hipnose 81ap. XI - Prtica da Hipnose , 83Cap. XII - Auto-hipnose 93Cap. XIII - Sugestes Noturnas para corrigir maushbitos infantis r . . . . 99Cap. XIV - Que o Tratamento Autgen? 105Cap. XV - Liberte sua Personalidade. ............. 109Cap. XVI - Letargia nos Esportes ,.,, 115Cap. XVII - IBRAP 123

Apndice 125

O Livro de San Michele 127

Glossrio 135

Agradecimentos , 142

Bibliografia 143

Referncias . 147MAX D E S S O I R , grande cientistaa l e m o , c r i a d o r do n e o l o g i s m o -P A R A P S I C O L O G I A - em junho de1SS9. E s t e v e no B r a s i l , f a z e n d oconferncias, em 1927, e ofereceu estafotografia com dedicatria ao eminentemdico brasileiro, prof. A. da SilvaMello. Max Dessoir nasceu em 1867 efaleceu em 12 j u n h o de 1947 emKonigstein, Alemanha.

R O B E R T AMADOU autor da obraconsagrada mundialmente - AP A R A P S I C O L O G I A - traduzida para6 idiomas. E apontado como o maiorparapsiclogo vivo. Foi SecretrioG e r a l do I C o l q u i o de E s t u d o sParapsicolgicos realizado em Utrecht(Holanda), em agosto de 1953. O prof.A m a d o u Doutor em T e o l o g i a eEtnologia.

" O que havia em todos esses homens era unia confiana mpar no que faziam.Uma convico poderosa de que teriam xito. Uma segurana absoluta no seum o d o de o p e r a r . Sem isso, no h modelo conceituai, reflexolgico,ciberntico, X ou Y, que funcione".Dr. George Alakija em Hipnose Pitoresca, pgina 76.LIVROS DE PAULO PAIXOIRMO V I T R C I O E A LETARGIAaColetnea - 4 Edio - Rio, 1960 (Esgotado)Ed. Grfica UruguaiNOES DE LETARGIARio de Janeiro, 1961 (Esgotado)Ed. Grfica UruguaiM I S T R I O S E MISTIFICADORES DA LETARGIAPorto Alegre, 1962 (Esgotado)P R O B L E M A DA P R O S T I T U I O (tese)Rio de Janeiro, 1946 (Esgotado)LETARGIA E HIPNOSE MODERNAC o m a colaborao de Csar Santos SilvaEd. Andrei, So Paulo, 1990PASES BAIXOS O PAS DAS FLORES?Crnicas de viagens pela Holanda - Curitiba, 1957 (Esgotado)C A R C E L SIN R E J A S (Priso sem Grades)Buenos AirSj 1952 (Esgotado)L E T A R G I A PASSADA A L I M P OaEd. Andrei, 8 Edio, So Paulo, 1964 (Esgotado)P A R A P S I C O L O G I A , CINCIA OU MAGIA?C o m a colaborao do Dr. Csar dos Santos da SilvaaEd. IBRAP, 15 Ed., Rio de Janeiro, 1978 (Esgotado)E L H I P N O T I S M O DE H O Yada Dra. Galina Solovey, 4 ed.Ed. Hachette, Buenos Aires, 1988Prefcio, atualizao e ampliao de Csar Santos Silva e Paulo Paixo.A HIPNOSE DE H O J Eade Galina Solovey, 5 ed.Ed. 1995Prefcio, atualizao ampliao de Paulo Paixo, Csar Santos Silva eJorge Luiz BratidL E T A R G I A E HIPNOSE SEM MAGIAde Paulo Paixo, Csar Santos Silva e Jorge Luiz Brand.a8 d. Editora Padre BerthierPasso Fundo - RS - Brasil, 1995Fig. 2 - IRMO VITRCIO - Introdutor da Letargia no Brasil.Atualmente, Padre Luiz Benjamim Henrique Rech. Vide resumobiogrfico na pgina 12.Fig. 3 -- Vestido com a camisa JESUS, o excelente cirurgio brasileiro radi-cado nos Estados Unidos Dr. JOSE NERI exemplo de verdadeiro cristo.Antes de cada cirurgia ele invoca a ajuda de DEUS. Em 1994, fez 82 transplan-tes de fgado com ABSOLUTO SUCESSO. Ele segue as palavras de WundtWilhelm, fundador da Moderna Psicologia Experimental: "Todo Mdicodeveria ser Pastor e todo Pastor deveria ser Mdico ". O Mdico consciencioso,que emprega todas as suas energias na luta contra a doena, no pode ignorara mensagem Daquele que se chamou Senhor da Vida e da morte e que provouessa afirmao com numerosos prodgios, especialmente o da Ressurreio.No pode ignorar, sobretudo, que Cristo promete a todos os homens, dceis sua palavra, faz-los participar um dia de seu triunfo definitivo. O Dr. Neripratica a hipnologia educacional. Ainda nafoto, esquerda doDr. NERI: CsarSantos Silva, operado por ele; atrs, sua esposa Dbora, Maria Helena, PauloPaixo e Henriquez Michele. Foto tirada em Miami (USA) em 9 de junho de1994.EXPLICAO NECESSRIANo se sabe ainda quantas supersties h naCincia nem quanta Cincia h nas supersties.Padre Maximiliano Hell

A Hipnose sempre teve o condo de atrair o grande pblico. Contudo,at m e s m o pessoas instrudas desconhecem o assunto. As bibliotecas con-tinuam cheias de livros que no fazem mais do que repetir conceitosfantasiosos e absurdos. Muitas pessoas nunca viram ningum hipnotizado,salvo em cinema, teatro ou novela.Este livro, de modo especial, visa a fornecer ao leitor interessado nosfenmenos hipnticos - uma sntese atualizada - do desenvolvimentocientfico dos modernos estudos sobre a matria.Pretendemos, apenas, fazer um esquema dos diversos matizes dahipnose, e no um tratado exaustivo de qualquer de seus aspectos.Alm da prtica, da observao e produo experimental dos fenme-nos hipnticos, estudamos e compilamos os diversos mestres no assunto,empregando todo esforo para resumir-lhes as lies com possvel simpli-cidade e clareza. Nem sempre citamos, no correr dos textos, os autores deque nos aproveitamos. Os nmeros que aparecem entre parnteses - no finalde alguns pargrafos, correspondem obra - encontrada na bibliografia -e de cujo texto foi extrada a citao. Nossa inteno ao publicar estevolume, foi colocar, ao alcance da inteligncia e do bolso dos estudantes,u m conjunto de noes que s esparsas se encontram em numerosos livrosgrossos e caros. Este resumo no se destina aos doutos ou cientistas, mas,sim, ao grande pblico - mesmo porque - de outro m o d o no exerceria oseu papel de divulgar. Pretendemos resumir fontes, no expandi-las. Buscara verdade, no ferir adversrios. Comparar idias, no julgar pessoas. Terleitores amantes da verdade, no fanticos de suas prprias opinies, errose preconceitos. Distinguir religio e cincia, no confundi-las e nem divor-ci-las, porque a verdadeira Cincia conduz a Deus.Este um trabalho despretensioso e essencialmente prtico, visaapenas a traar um roteiro para os que se iniciam no estudo da Letargia eda Hipnose. Pretende, ainda, estimular o interesse de cada um, na medidadas suas possibilidades, a fim de que todos possam praticar os exercciosletrgicos, reconhecidamente benficos e salutares, incentivar a pesquisapessoal e alargar os horizontes de seus conhecimentos sobre fenmenostidos c o m o misteriosos. J disse acertadamente, h mais de duzentos anos,

M. SoaresCAIANDUVA-SPo Padre Maximiliano Hell: "no se sabe ainda quantas supersties h naCincia e quanta Cincia h nas supersties".Para os crticos apressados e, por isso m e s m o , expostos superficiali-dade no julgamento, esclarecemos que os vrios senes existentes, resulta-ram da rapidez c o m que foram elaboradas estas pginas. Os erros serofacilmente corrigidos pelo leitor honesto e inteligente.C o n v m frisar u m a palavra que nos apraz repetir, convencido queestamos da sua profunda verdade psicolgica: o melhor mtodo, o melhorc o m p n d i o e os melhores processos muito pouco, e m rigor quase nadavalem, sem a contribuio pessoal, decisiva e sempre meritria do prprio"iniciado".Cada u m a das questes indicadas poderia dar m a r g e m a interminveisdebates. A conceituao dos estudos letrgicos, magnticos e hipnticosno se mostram, de fato, definida de m o d o pacfico.Entregamos publicidade e crtica dos doutos este modesto trabalhode equipe, no olvidando, porm, a sentena de Chateaubriand: "quand lacritique est juste, j e me corrije: quand le mot est plaisant, j e ris; quand il estgrossier, j e Foublie."Pedimos aos interessados que nos escrevam apontando as falhas edeficincias, enviando suas sugestes para que sejam aproveitadas numaprovvel e futura edio.At l, repetimos as palavras que se encontram na primeira pginadeste livro: "Emende e acrescente quem souber, aprenda quem no souber,mas todos dem glria ao Senhor".

Paulo PaixoCsar Santos SilvaJorge Luiz BrandCAPITllO I

LETARGIA

1 - RESENHA HISTRICA fato incontestvel que a introduo da Letargia, ou Tcnica Letrgi-ca, no Brasil, pelo internacionalmente famoso - Irmo Vitrcio (Padre LuizBenjamim Henrique Rech) - superou a toda e qualquer expectativa. Resu-midamente, relataremos os fatos.E m 1956, em visita Casa Provincial dos Irmos Maristas em Bruxe-las, pelo marista Frre Mdard, ouvimos falar das proezas realizadas peloFrre Vitrcio. E m 1957, tivemos conhecimento que o Prof. lecionava noColgio Marista de Santa Maria (RS). Fomos at l e assistimos primeirademonstrao de Letargia. L mesmo, fizemos um curso intensivo c o m oIrmo Vitrcio. Posteriormente, assistimos a diversos cursos por ele minis-trados. E m dezembro de 1957, o convidamos a fazer uma demonstrao noColgio So Jos, no Rio de Janeiro. O Jornal O Globo (Rio, 2