Número de Profissionais – Brasil - 2007 Base de Dados: SIC e IBGE 2010 RegiãoProfissionaisPopulaçãoProfissionais por 1000 habitantes Centro Oeste46614140503403,32

  • Published on
    17-Apr-2015

  • View
    104

  • Download
    2

Embed Size (px)

Transcript

  • Slide 1
  • Slide 2
  • Slide 3
  • Slide 4
  • Nmero de Profissionais Brasil - 2007 Base de Dados: SIC e IBGE 2010 RegioProfissionaisPopulaoProfissionais por 1000 habitantes Centro Oeste46614140503403,32 Nordeste103669530781371,95 Norte30040158656781,89 Sudeste422542803537245,26 Sul132233273848154,83 Total7350981907326943,85
  • Slide 5
  • Nmero de Habitantes por Profissional Brasil - 2012 Base de Dados: SIC e IBGE 2010 Centro Oeste Crea-DF16736 61671 Crea-GO21883 Crea-MS8965 Crea-MT14087 Nordeste Crea-AL6290 146209 Crea-BA52343 Crea-CE17802 Crea-MA9863 Crea-PB10111 Crea-PE25134 Crea-PI5440 Crea-RN12826 Crea-SE6400 Norte Crea-AC1797 46430 Crea-AM11760 Crea-AP1602 Crea-PA23758 Crea-RO3514 Crea-RR1078 Crea-TO2921 Sudeste Crea-ES22999 544416 Crea-MG119739 Crea-RJ149100 Crea-SP252578 Sul Crea-PR57968 154057 Crea-RS61875 Crea-SC34214 Total Geral952783 RegioProfissionaisPopulaoProfissionais por 1000 habitantes Centro Oeste61671140503404,39 Nordeste146209530781372,75 Norte46430158656782,93 Sudeste544416803537246,78 Sul154057273848155,63 Total9527831907326945,00
  • Slide 6
  • Quantitativo Profissionais Estrangeiros e Profissionais Diplomados no Exterior Nmero de Profissionais Estrangeiros Registrados no Sistema Confea/Crea 8553 Nmero de Profissionais Diplomados no Exterior (brasileiros e estrangeiros): 641 Base de Dados: SIC
  • Slide 7
  • Slide 8
  • Slide 9
  • R evalidao T raduo Juramentada P rotocolo da documentao no Crea A nlise pela Cmara Especializada competente A provao Plenrio Crea H omologao Confea Presso Internacional Morosidade no Registro
  • Slide 10
  • Lei n 5.194, de 24 de dezembro de 1966: Art. 2- O exerccio, no Pas, da profisso de engenheiro, arquiteto ou engenheiro-agrnomo, observadas as condies de capacidade e demais exigncias legais, assegurado: a) aos que possuam, devidamente registrado, diploma de faculdade ou escola superior de Engenharia, Arquitetura ou Agronomia, oficiais ou reconhecidas, existentes no Pas; b) aos que possuam, devidamente revalidado e registrado no Pas, diploma de faculdade ou escola estrangeira de ensino superior de Engenharia, Arquitetura ou Agronomia, bem como os que tenham esse exerccio amparado por convnios internacionais de intercmbio; c) aos estrangeiros contratados que, a critrio dos Conselhos Federal e Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, considerados a escassez de profissionais de determinada especialidade e o interesse nacional, tenham seus ttulos registrados temporariamente. (...) Art. 85 - As entidades que contratarem profissionais nos termos da alnea "c" do artigo 2 so obrigadas a manter, junto a eles, um assistente brasileiro do ramo profissional respectivo. Resoluo n 1.007, de 2003 (Registro de Pessoa Fsica), e Resoluo n 209, de 1972 (Registro de Pessoa Fsica) Medidas em curso no Confea: Censo Profissional Convnio Confea/MDIC (Ministrio do Desenvolvimento Indstria e Comrcio Exterior): Mapeamento dos profissionais em nvel nacional Convnio Confea/MTE (Ministrio do Trabalho e Emprego): Acesso a informaes de autorizao de registro para trabalho no Brasil (direcionamento fiscalizatrio) Reunies Confea/MRE (Ministrio das Relaes Exteriores Itamaraty): Premissas nas negociaes: a) Escassez de profissionais em reas e modalidades pontuais; b) Reciprocidade de tratamento a profissionais brasileiros em outros pases; e c) Intercmbio tcnico-cultural,
  • Slide 11
  • Ref. SESSO: Sesso Plenria Ordinria 1.390 Deciso N: PL-0569/2012 Ementa: Orienta a Ouvidoria deste Federal e os 27 (vinte e sete) Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia quanto ao acordo firmado entre o Confea e a Ordem de Engenheiros de Portugal em 26 de novembro de 2011. DECIDIU, por unanimidade: 1)(...) 2)Orientar a Ouvidoria deste Federal e os 27 (vinte e sete) Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia de que: 2.1) A Resoluo n 1.007, de 2003, encontra-se em pleno vigor, sendo aplicvel tanto para registros definitivos quanto para temporrios, de profissionais diplomados no Brasil ou no exterior. 2.2) O Acordo a que faz aluso a Deciso Plenria n 1954/2011, de 28 de novembro de 2011, no possui o condo de alterar qualquer procedimento para o registro de profissionais diplomados no exterior, haja vista apenas traar diretrizes acerca de procedimentos futuros a serem adotados, consensualmente, pelo Confea e pela Ordem dos Engenheiros de Portugal. 2.3) Nos termos da Resoluo n 1.007, de 2003, para o registro definitivo de profissionais diplomados no exterior, mostra-se imprescindvel a apresentao de diploma devidamente revalidado, em ateno ao disposto por meio do 2 do art. 48 da Lei n 9.394, de 20 de dezembro de 1996, a no ser nos casos em que reste comprovada a existncia de convnio entre a universidade brasileira e a universidade portuguesa que assegure o reconhecimento automtico dos graus e ttulos acadmicos por elas emitidos em favor dos nacionais de uma e outra, conforme disposto nos arts. 39 a 42 do Decreto n 3.927, de 19 de setembro de 2001.
  • Slide 12
  • Agradecemos pela ateno. Eng. Civ. Jos Tadeu da Silva Presidente do Confea Conselho Federal de Engenharia e Agronomia - Confea SEPN 508, Bloco A, 4 andar - Edifcio Confea 70740-541 - Braslia - DF Telefone: +55 61 2105-3700 Fax: +55 61 2105-3739/3751 E-mail: presidente@confea.org.br Site: www.confea.org.br