NÚMERO-ÍNDICE: UMAVISÃ viali/estatistica/mat2006/.../Numero_  · nÚmero-Índice:umavisÃogeral|sinduscon-mg

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of NÚMERO-ÍNDICE: UMAVISÃ viali/estatistica/mat2006/.../Numero_  ·...

  • NMERO-NDICE: UMA VISO GERAL

    2 EDIO

  • 2 NMERO-NDICE: UMA VISO GERAL | SINDUSCON-MG

    Ficha Tcnica

    REALIZAOSindicato da Indstria da Construo Civil no Estado de Minas Gerais - Sinduscon-MG

    Rua Marlia de Dirceu, 226 - 3 e 4 andares - LourdesCEP 30170-090 - Belo Horizonte-MG

    Telefone (31) 3253-2666 - Fax (31) 3253-2667www.sinduscon-mg.org.br

    e-mail: sinduscon@sinduscon-mg.org.br

    ELABORAOAssessoria Econmica

    COORDENAO DO PROJETOEconomista Daniel talo Richard Furletti

    Economista Ieda Maria Pereira Vasconcelos

    PROJETO GRFICOInterativa Comunicao

    REVISORosnea de Freitas

    Responsvel pela catalogao: Juliana de Azevedo e Silva CRB1412 6 Regio

    S616n

    Sindicato da Indstria da Construo Civil no Estado de Minas Gerais.Nmero-ndice: uma viso geral. 2. ed. Belo Horizonte:

    SINDUSCON-MG, 2009.72p. il.

    1. ndice Econmico 2. Construo Civil I. Ttulo

    CDU: 338.246.025:69

  • NMERO-NDICE: UMA VISO GERAL | SINDUSCON-MG 3

    Diretoria Sinduscon-MG Binio 2007-2009

    PresidenteWalter Bernardes de Castro

    1 Vice-PresidenteBruno Rocha Lafet

    Vice-PresidentesAdministrativo-Financeiro: Eduardo Kuperman

    rea Imobiliria: Jackson CamaraComunicao Social: Jorge Luiz Oliveira de Almeida

    Materiais, Tecnologia e Meio Ambiente: Eduardo Henrique MoreiraObras Pblicas: Luiz Fernando Pires

    Poltica, Relaes Trabalhistas e Recursos Humanos: Ricardo Cato Ribeiro

    DiretoresAdministrativo-Financeiro: Felipe Filgueiras Valle

    rea Imobiliria: Brulio Franco GarciaComunicao Social: Marcelo Magalhes MartinsIncorporao de Terrenos: Felipe Pretti Monte-MorMateriais e Tecnologia: Cantdio Alvim DrumondMeio Ambiente: Geraldo Jardim Linhares JniorObras Industriais: Luiz Alexandre Monteiro PiresObras Pblicas: Joo Bosco Varela Canado

    Programas Habitacionais: Andr de Sousa Lima CamposRelaes Institucionais: Werner Canado Rohlfs

    Coordenador Sindical:Daniel talo Richard Furletti

    Equipe TcnicaCoordenao: Econ. Daniel talo Richard Furletti (Coordenador Sindical)Elaborao: Econ. Ieda Maria Pereira Vasconcelos (Assessora Econmica)

  • NMERO-NDICE: UMA VISO GERAL | SINDUSCON-MG 5

    APRESENTAO 7COMENTRIOS INICIAIS 9PALAVRA DO PRESIDENTE 11ACESSO AO CONHECIMENTO 13

    1 INTRODUO 152 CONCEITO DE NMERO-NDICE E TAXA 172.1 NMEROS-NDICES SIMPLES E PONDERADOS 182.2 CONCEITO DE NDICES DE PREOS, NDICES DE CUSTOS E NDICES GERAIS DE PREOS 202.3 PERCENTUAL MULTIPLICADOR NMERO-NDICE 212.4 CLCULO DA VARIAO PERCENTUAL DE UM NMERO-NDICE 222.5 COMO ACUMULAR TAXAS 262.6 COMO ACUMULAR TAXAS NEGATIVAS 282.7 MUDANA DE BASE DE NMERO-NDICE 302.8 CLCULO PRO RATA TEMPORE 332.9 DEFLACIONAMENTO DE SRIES MONETRIAS 34

    2.9.1 TAXA REAL OU TAXA DEFLACIONADA 37

    REFERNCIAS 40

    ANEXOS 41A - IGP-DI/ FGV 43B - IGPM/FGV 44C - IPA-DI/ FGV 46D - IPC-DI/ FGV 48E - INCC-DI/ FGV 50F - CUB/m 53G - CUB MDIO BRASIL 59H - SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E NDICES DA CONSTRUO CIVIL (SINAPI) 62I - SISTEMA NACIONAL DE NDICES DE PREOS AO CONSUMIDOR (SNIPC) 64J - IPCA/ IPEAD E IPCR/ IPEAD 67K - QUADRO-RESUMO - CARACTERSTICAS DE ALGUNS NDICES DE PREOS E DE CUSTOS 69

    SUMRIO

  • NMERO-NDICE: UMA VISO GERAL | SINDUSCON-MG 7

    Foi novamente um grande prazer receber o convite da Assessoria Econmica doSinduscon-MG para apresentar a segunda verso do seuNmero-ndice: Uma Viso Geral.

    Falar sobre o valor do trabalho como um instrumento gerencial para os profissio-nais do mercado imobilirio torna-se inteiramente desnecessrio luz do fato de queesta verso justifica-se exatamente pela grande acolhida da primeira e consequentedemanda por parte do setor imobilirio. Em outros termos, o prprio mercado incum-biu-se da tarefa de validar o estudo como um manual bastante til para todos os quenecessitam aplicar a ferramenta constituda pelos nmeros-ndices ao seu dia-a-dia.

    Cumpre, porm, enfatizar novamente que, a despeito da tentativa de evitar o her-metismo acadmico, no se procedeu a qualquer simplificao grosseira do instru-mento apresentado e que, por via de consequncia, preservou-se o seu rigor conceitual.

    O trabalho se desenvolve sempre por meio de aplicaes que facilitam a explicita-o dos conceitos apresentados. Adicionalmente, os autores fornecem anexos resumosatualizados das metodologias mediante as quais so obtidos os ndices mais utilizadosno pas. Desse modo, os profissionais das diversas reas podem escolher, de modomais fundamentado, os ndices mais adequados aos seus diversos campos de atuao.

    Justifica-se afirmar, portanto, que o trabalho desenvolvido representa uma snteseconsistente dos conceitos e aplicaes concernentes aos nmeros-ndices, valiosa, con-sequentemente, como material de consulta recorrente.

    Wanderley RamalhoCoordenador do Setor de Pesquisa e Desenvolvimento da Fundao IPEAD/UFMG

    Professor aposentado de Estatstica Econmica na UFMG

    APRESENTAO

  • NMERO-NDICE: UMA VISO GERAL | SINDUSCON-MG 9

    COMENTRIOS INICIAISO Conselho Regional de Economia de Minas Gerais (Corecon-MG) tem a honra de

    ser parceiro na divulgao da cartilha Nmero-ndice: Uma Viso Geral, elaborada pelaAssessoria Econmica do Sindicato da Indstria da Construo Civil no Estado deMinas Gerais (Sinduscon-MG).

    A cartilha apresenta linguagem clara e precisa, permitindo a qualquer cidado ofcil entendimento do conceito dos nmeros-ndices, que, por serem nmeros puros,tornam-se eficientes tanto para o acompanhamento da evoluo inflacionria comopara a anlise do desempenho da indstria da construo civil.

    O Sinduscon-MG sai na frente, mais uma vez, ao criar a cartilha que se tornar umaferramenta indispensvel para o dia-a-dia das construtoras, no trato de seus negciosimobilirios. Por sua importncia e facilidade de leitura, ser tambm um guia tilpara todas as atividades econmicas.

    Como parceiro na divulgao desta cartilha, o Corecon-MG vai disponibiliz-la paradownload no Portal do Economista de Minas Gerais (www.portaldoeconomista.org.br)e recomend-la tambm aos sites dos Conselhos Estaduais de outros Estados.

    Wilson Bencio SiqueiraPresidente do Corecon-MG

  • NMERO-NDICE: UMA VISO GERAL | SINDUSCON-MG 11

    PALAVRA DO PRESIDENTEConhecimento. Esta uma palavra mgica no mundo dos negcios. Conhecer para

    entender, aperfeioar, avanar. Foi com tal objetivo que a nossa entidade elaborou estasegunda edio do estudo Nmero-ndice: Uma Viso Geral. Trata-se de uma orientaos empresas associadas quanto ao uso dos mais diversos ndices de preos e de custosda economia nacional. Procurou-se esclarecer as principais dvidas no tocante a essamatria de forma prtica e explicativa, ampliando-se o conhecimento geral sobre oassunto, especialmente num momento em que se acompanha com muita ateno adivulgao de todos os resultados da economia mundial e, em especial, dos ndices deinflao da economia nacional.

    O Sinduscon-MG sempre buscou formas de contribuir com as empresas de cons-truo e a expanso de seus negcios e, uma delas apresentar mecanismos para faci-litar o dia-a-dia do seu trabalho. A primeira edio impressa deste estudo esgotou-serapidamente e tornou-se referncia sobre o assunto no mbito das empresas e usu-rios, de uma forma geral, dos nmeros-ndices. um importante instrumento voltadopara a rea operacional das construtoras, constituindo-se uma ferramenta indispens-vel para as empresas no trato dos seus negcios imobilirios.

    O texto apresentado, que contm uma completa atualizao em relao primeiraedio, traz exemplos que facilitam o total conhecimento sobre clculos com nmeros-ndices, alm de abordar, em seu anexo, as caractersticas principais de alguns dosndices de preos e de custos mais utilizados no pas. Destaque-se que esta edio tam-bm j apresenta a reviso metodolgica que aconteceu em alguns ndices, como noCusto Unitrio Bsico (CUB/m).

    Este mais um trabalho da nossa Assessoria Econmica, que tem buscado, atravsde constantes publicaes, abordar os temas tcnicos mais demandados por nossasempresas associadas. Procuramos, assim, estar sempre prontos ao atendimento a elesem suas mais diversas demandas na referida rea.

    Atento as transformaes e acompanhando a evoluo do setor, o Sinduscon-MG,mais uma vez, busca apresentar solues para a construo civil. Estar perto dos nos-sos associados, presente em cada fase de seus trabalhos, uma das nossas funes eque fazemos com muito orgulho e satisfao. Dessa forma, avanamos juntos nodesenvolvimento do pas.

    Walter Bernardes de CastroPresidente do Sinduscon-MG

  • NMERO-NDICE: UMA VISO GERAL | SINDUSCON-MG 13

    ACESSO AO CONHECIMENTOO Sebrae-MG apia projetos para o fortalecimento de micro e pequenas empresas

    do setor de construo civil. So capacitaes tcnicas e gerenciais que preparam osempreendedores para os desafios do mercado e contribuem para a melhoria de produ-tos e processos.

    A publicao da cartilha Nmero-ndice: Uma Viso Geral uma dessas iniciativas.A edio rene informaes prticas e didticas que orientam e esclarecem os gesto-res e empresrios do setor. Assim, eles podem acompanhar os acontecimentos domercado.

    A informao hoje um dos mais importantes diferenciais competitivos, que aju-dam as empresas a ganhar produtividade e se colocar frente dos concorrentes.Seguem o caminho da excelncia e do desenvolvimento.

    As micro e pequenas empresas de Minas Gerais precisam desse apoio. E esta amisso do Sebrae-MG: promover a competitividade e o desenvolvimento sustentveldos pequenos negcios em Minas Gerais.

    Roberto SimesPresidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-MG

  • NMERO-NDICE: UMA VISO GERAL | SINDUSCON-MG 15

    Geralmente, a utilizao de nmeros-ndices pelos mais diversos usurios cerca-da de dvidas. Como surgem e como so calculados esses nmeros to utilizados naeconomia em geral? Pensando em esclarecer as principais questes no tocante a essamatria, a Asses