of 41/41
Costs and implications of food safety flaws O Curso de Auto- Desenvolvimento Grundtvig: É sempre um bom momento para aprender

O Curso de Auto- Desenvolvimento - epralima.com · vencer para continuar a sua "viagem" e quais as medidas a implementar para superá-lo? A preguiça pode ser uma grande ... preguiça

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of O Curso de Auto- Desenvolvimento - epralima.com · vencer para continuar a sua "viagem" e quais as...

  • Costs and implications of food safety flaws

    O Curso de Auto-

    Desenvolvimento

    Grundtvig:

    sempre um bom momento

    para aprender

  • 1 O Curso de Autodesenvolvimento

    ndice

    INTRODUO 2

    PAPEL DO FACILITADOR 4

    MDULO 1 7

    SUPERAR LIMITES 7

    MDULO 2 15

    AUTOESTIMA 15

    MDULO 3 21

    ZONAS DE CONFORTO 21

    MDULO 4 27

    MOTIVAO 27

    BIBLIOGRAFIA ERRO! MARCADOR NO DEFINIDO.

    4 BIBLIOGRAFIA 39

    file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800350file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800351file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800352file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800353file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800354file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800355file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800356file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800357file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800358file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800359file:///C:/Users/Cu%20Branco/Tradues/Self_Development%20Course_PT.doc%23_Toc327800360

  • 2 O Curso de Autodesenvolvimento

    Introduo

  • 3 O Curso de Autodesenvolvimento

    Introduo ao Curso

    Um dos principais objetivos do

    projeto "Engaging the Learner"

    desenvolver e testar um

    programa para orientar e

    apoiar os alunos no seu prprio

    autodesenvolvimento e para

    ajud-los a realizar o seu

    prprio potencial. O programa

    foi concebido de forma a dar

    aos alunos oportunidades para

    participar num ambiente de

    aprendizagem positivo e sem

    julgamentos. Vo ser

    confrontados com as vrias

    formas de assumir

    responsabilidade, exercer

    julgamento, e utilizar a

    imaginao, assim como

    melhorar e aplicar as suas

    habilidades sociais. O

    programa oferece um valioso

    passo inicial no sentido de

    abraar a aprendizagem ao

    longo da vida, demonstrando

    que a aprendizagem pode ser

    divertida e relevante.

    O desenvolvimento pessoal

    desenvolve-se ao longo do

    tempo e funciona melhor

    quando os alunos recebem as

    ferramentas para:

    -Pensar profundamente e de

    forma estruturada sobre a sua

    vida e as suas ambies, e

    entender o que o sucesso

    pessoal significa;

    -Fazer boas escolhas de vida,

    utilizando informao

    apropriada como meio de

    suporte para fazer essas

    escolhas;

    -Desenvolver relaes de

    confiana que permitam a

    discusso e partilha de

    reflexes, angstias e

    ambies individuais;

    -Experimentar e testar novas

    reas para que tenham uma

    melhor compreenso dos seus

    limites e habilidades;

    -Desenvolver competncias e

    conhecimentos com o intuito

    de atingir ambies.

    O programa composto por

    quatro mdulos que podem ser

    aplicados como um programa

    completo, ou como tpicos

    "individuais". Ao testar os

    mdulos, a parceria descobriu

    que poderia facilmente

    adaptar o programa no sentido

    de incluir as atividades e

    exerccios adequados s suas

    prprias culturas, quando

    necessrio.

    H muito espao para o programa ser expandido, com amplo potencial para o desenvolver num projeto de Transferncia de Inovao.

    Os comentrios dos alunos sobre o programa encontram-se no Relatrio de Avaliao.

  • 4 O Curso de Autodesenvolvimento

    Papel do Facilitador

  • 5 O Curso de Autodesenvolvimento

    Papel do

    facilitador

    O facilitador deve mostrar

    respeito por todos os

    participantes. Cabe ao

    facilitador acreditar que os

    participantes tm talentos,

    competncias e

    potencialidades que esto

    escondidos. Cabe ao facilitador

    ajudar os participantes a

    acreditarem em si mesmos, e

    capacit-los para alcanarem o

    seu potencial.

    Como facilitador, no tenha

    medo das ambies que tem

    acerca do grupo. No se

    preocupe em ter expectativas

    muito elevadas.

    Parte do material pode parecer

    estranho para os participantes,

    ou estes podem estar com

    receio de participar ou de se

    expressar. Por isso deve

    enfatizar que o grupo um

    grupo seguro e que ningum

    vai fazer juzos de valor, assim

    como enfatizar que tudo o que

    acontece permanece

    confidencial. Para fazer isso,

    deve criar um grupo amigo e

    prximo, mostrando respeito e

    compreenso perante cada

    participante. Deve permitir

    tempo e espao, mas saber

    "gerir" o grupo de forma a no

    ultrapassar o tempo, e no

    deix-los afastar-se muito do

    assunto.

    Algumas qualidades de um facilitador de sucesso...

    Seja inspirador

    Respeite as pessoas por quem

    so e por quem querem ser.

    Conhea o seu grupo. Crie

    empatia com eles

    Seja um bom contador de

    histrias - tenha um "leque" de

    exemplos pessoais e

    profissionais

    Tenha boas competncias

    administrativas. Seja

    organizado. Seja capaz de

    delegar, quando necessrio

    Tenha confiana em si

    mesmo

    Conhea o seu grupo.

    Conhea bem os objetivos,

    desafios e barreiras do grupo.

    Tente descobrir o mximo

    possvel sobre o grupo, antes

    do curso iniciar

    Seja flexvel

    Seja entusiasta e energtico

    Esteja atento sua

    linguagem corporal

    Seja efetivo. Use o tempo

    sabiamente. Seja uma pessoa

    que obtm resultados

    Esteja familiarizado com o

    material

    Considere outros artigos,

    desenhos, e ilustraes que

    possam ser utilizados no curso,

    ou seja, que possam fornar o

    curso mais interessante e mais

    fcil de entender.

    O trabalho com pessoas

    apresenta desafios

    interessantes, por isso

    importante que os facilitadores

  • 6 O Curso de Autodesenvolvimento

    mantenham o objetivo final em

    mente. Essa meta implica

    "cultivar" pessoas que j

    aprenderam a autorregulao e

    autodeterminao, ou seja,

    indivduos que aprenderam

    atravs do programa a fazer

    escolhas e regular o seu

    prprio comportamento, e que

    aprenderam a exercer a

    liberdade pessoal de uma

    forma responsvel.

  • 7 O Curso de Autodesenvolvimento

    Mdulo 1 Superar Limites

  • 8 O Curso de Autodesenvolvimento

    Mdulo 1 Superar Limites

    "Pontos cegos"

    - Identificar afirmaes sobre

    si que o impeam de fazer

    algo, por exemplo: "Eu sou um

    zero a Matemtica"

    O que gostaria de fazer mas

    tem medo de tentar, porque

    acha que no capaz. Por

    exemplo, operar um

    computador, tocar piano

    O que o levou a acreditar

    nestas coisas sobre si?

    A quem que deu ouvidos

    no passado?

    Compartilhe um exemplo de

    um dos seus "pontos cegos"

    D um exemplo de quando

    teve que pensar de forma

    diferente ou com criatividade

    para fazer algo ou resolver um

    problema

    Aprender a assumir o

    controlo sobre si.

    Pensar de forma eficaz, no

    sentido de no ficar preso s

    suas prprias crenas

    Mdulo 1 Fichas

    A carta F

    O Superdotado

    Como me sinto hoje?

    Mdulo 1 Discusso

    Quem assume o controlo? Est

    fora ou dentro de mim?

  • 9 O Curso de Autodesenvolvimento

    til iniciar cada sesso com

    um pequeno exerccio que

    promove a unio entre si e o

    grupo.

    Use a ficha "Como me sinto

    hoje", e pea aos participantes

    para preencher uma das faces

    que melhor descreve os seus

    sentimentos.

    Pode pedir ao grupo para

    anotar as suas prprias

    definies de "sucesso".

    Introduzir o conceito de

    "barreiras". Ns todos temos

    barreiras que so formadas

    atravs das nossas atitudes,

    hbitos, crenas e

    expectativas. Essas barreiras

    impedem-nos de concretizar o

    nosso potencial. O que vai

    fazer neste mdulo olhar

    alm dessas barreiras e

    descobrir algumas tcnicas

    para as quebrar.

    Pergunte ao grupo duas

    questes gerais:

    1. Quem que j ouviu dizer

    que tem potencial, mas no o

    usa - e em que reas isso se

    aplica?

    2. Quais so as coisas que

    dizemos que no somos

    capazes de fazer?

    til dar alguns exemplos de

    coisas que pensou que no era

    capaz de fazer, mas

    ultrapassou a barreira para as

    fazer.

    Explicao sobre Barreiras

    A barreira mais comum no

    crescimento e desenvolvimento

    pessoal a prpria mente do

    indivduo. Aquilo que uma

    pessoa pode realizar apenas

    limitado devido viso e

    determinao da pessoa. Se

    pensa que no pode realizar

    algo, ento vai falhar. Se

    pensa que o pode realizar, e

    faz o esforo, ter sucesso. O

    crescimento e/ou

    desenvolvimento pessoal so

    na maioria dos casos muito

    simples.

    Os processos ou eventos do

    passado constituem outra

    barreira comum ao

    crescimento e desenvolvimento

    pessoal. Muitas vezes os erros

    ou eventos ruins do passado

    atravessam-se no caminho do

    crescimento e desenvolvimento

    pessoal. natural matutar

    sobre tais eventos, e somente

    quando conseguimos

    ultrapass-los que realmente

    crescemos como pessoas e

    como profissionais. Estes

    incidentes devem ser postos de

    lado para que possamos atingir

    os nossos objetivos.

    Os nossos sistemas de apoio

    social ou a falta de apoio

    podem ser grandes barreiras

    para ter sucesso na vida. Por

    vezes, as mensagens negativas

    de familiares, amigos e colegas

  • 10 O Curso de Autodesenvolvimento

    de trabalho s servem para nos

    derrubar, envs de levantar.

    Estar cercado por pessoas

    positivas, que se esforam para

    ter sucesso em termos pessoais

    e profissionais, ajud-lo- a

    fazer o mesmo. Este apoio

    pode ser de um grupo

    organizado, amigos ou famlia.

    O apoio que recebe, as

    conversas estimulantes,

    motivacionais, e um ombro

    para chorar quando as coisas

    no do certo, ajud-lo- a

    realizar todos os seus objetivos

    e a superar obstculos de

    crescimento e desenvolvimento

    pessoal.

    Uma das barreiras mais comuns

    a falta bsica de

    planeamento. Muitas pessoas

    contentam-se com aquilo que

    lhes entregue, nunca

    estabelecem metas ou fazem

    esforo para superar

    expectativas. Definir metas,

    descobrir como atingir essas

    metas, e elaborar um

    cronograma, so passos vitais

    para o sucesso. Deveria ignorar

    a barreira que impede o

    crescimento e desenvolvimento

    pessoal.

    O medo uma barreira comum

    para atingir o sucesso. Todos

    temos medo de alguma coisa.

    Pode ser o medo do fracasso,

    medo do sucesso, medo de ser

    rejeitado, medo de estar

    preparado, medo de no ser

    suficientemente inteligente ou

    bom, medo de ser muito velho

    (ou muito jovem), medo de

    no ter as competncias

    adequadas. Qual o medo que

    o prende? O que pensa sobre

    superar esse medo? Precisa de

    contratar algum ou de pedir

    ajuda? Que medo tem que

    vencer para continuar a sua

    "viagem" e quais as medidas a

    implementar para super-lo?

    A preguia pode ser uma

    grande barreira. Ns todos

    temos momentos em que

    ficamos preguiosos, mas a

    melhor maneira de superar isso

    mexermo-nos e fazer algo -

    nem que seja algo muito

    pequeno. No nos podemos dar

    ao luxo de nos sentarmos e ser

    preguiosos. Se no est a

    atingir o sucesso que acha que

    merece, talvez tenha a

    barreira da preguia

    firmemente enraizada.

    Aproveite os momentos quando

    se sente realmente enrgico

    para trabalhar em metas

    importantes e faa as coisas.

    Esteja preparado para quando

    sente que tem preguia para

    fazer tarefas simples e chatas.

    Simplesmente no pare, nem

    fique preso ao modo de

    preguia por muito tempo. A

    vida tem um jeito engraado

    de deixar as pessoas

    preguiosas para trs. Voc

    no quer ficar para trs, pois

    no?

  • 11 O Curso de Autodesenvolvimento

    Costuma culpar os outros?

    Se tem tendncia para culpar

    os outros pelas coisas que no

    do certo na sua vida, ou pelas

    prprias circunstncias da

    vida, ento est a abdicar do

    seu prprio poder. As pessoas

    mal sucedidas tm sempre

    desculpas, e sempre culpa

    dos outros. No momento em

    que ultrapassar a barreira de

    desculpas e parar de culpar os

    outros, estar a assumir

    responsabilidade por tudo na

    sua vida. Voc o responsvel

    pelo seu prprio sucesso.

    Desistir outra barreira

    comum para no atingir

    sucesso. H tantas pessoas que

    esto to perto de finalmente

    ver os frutos dos seus trabalhos

    e, em vez de perseverar

    decidem desistir dos seus

    sonhos. Com mais um pouco de

    esforo e tempo, poderiam ter

    sucesso nas suas vidas. Sabia

    que os sonhos simplesmente

    no acontecem durante a

    noite, certo. preciso muito

    trabalho duro, dedicao,

    empenho, energia, para no

    mencionar a perseverana para

    tornar o sonho uma realidade.

    S os vencidos que desistem.

    Pessoas bem-sucedidas no

    desistem quando algo no

    funciona de imediato. Tentam

    de novo e de novo e continuam

    a tentar. Claro, h vrios

    momentos das nossas vidas que

    parece muito mais fcil

    simplesmente ceder,

    especialmente quando muito

    mais difcil do que aquilo que

    pensvamos inicialmente. Mas,

    ultrapassamos essas barreiras

    momentneas e continuamos a

    acreditar nos nossos sonhos.

    Sabemos que vamos encontrar

    uma maneira de ter sucesso,

    apenas pode demorar mais

    tempo do que pensvamos. O

    sucesso est muitas vezes no

    virar da esquina.

    No ter Viso As pessoas

    bem-sucedidas sabem onde vo

    e como vo l chegar. Sabem

    onde vo estar daqui a vrios

    meses e nos prximos anos.

    Podem no saber a rota exata

    que os vai levar ao destino

    final, mas tm a capacidade de

    olhar em frente para o seu

    futuro e sabem o que querem

    (e no querem). Tm uma

    viso clara sobre o que tm de

    fazer na vida para ter sucesso.

    Sim, s vezes muito difcil

    ver o caminho frente. Pode

    ser bastante nublado,

    especialmente quando no

    sabemos se estamos no

    caminho certo, mas acreditar

    na viso de um futuro de

    sucesso ir motiv-lo a

    encontrar o caminho certo a

    tomar. Quando permite que a

    falta de viso atue como uma

    barreira para o sucesso, ento

    precisa de parar e analisar o

    que quer fazer com a sua vida.

  • 12 O Curso de Autodesenvolvimento

    Precisa de fazer o que

    necessrio para tornar o

    caminho claro e para ter uma

    viso do seu futuro. Aproveite

    o tempo e trabalho ao ver o

    seu futuro. Certifique-se de

    que se v a si mesmo como

    uma pessoa bem-sucedida.

    Quais as barreiras que esto no

    seu caminho? E o que vai fazer

    para ultrapass-las?

    Pode terminar atravs de alguns exemplos, solicitando ao grupo exemplos pessoais ou pedir-lhes para identificarem alguns exemplos de barreiras. Pode definir algumas questes reflexivas, por exemplo:

    O que que tem medo de

    tentar porque acha que no

    consegue?

    O que fez com que

    acreditasse que no consegue

    fazer isso?

    A quem deu ouvidos no

    passado?

    Quais so os seus "pontos

    cegos"? (declaraes que o

    impedem de fazer as coisas,

    por exemplo: "Eu sou um zero

    a Matemtica.")

    Discuta algumas das respostas

    a estas perguntas com o

    grupo. Pode usar a ficha

    "Quem so os Superdotadas".

    Esta ficha demonstra que

    estas pessoas no se deixam

    reprimir por causa das

    opinies que os outros tm

    sobre elas.

    Ficha - A carta "F". Pea-lhes

    para contar quantas vezes

    aparece a letra "F".

    Alguns no viram todos os "F's"

    - no porque no esto

    atentos, ou porque so

    estpidos, mas porque

    vivenciaram um "ponto cego".

    Todos temos "pontos cegos" e

    estes so baseados em

    condicionamentos do passado.

    Se o nosso condicionamento e

    a situao atual no

    coincidem, no conseguimos

    ver. Simplesmente afirmamos

    que " mesmo assim" e dizemos

    que j conhecemos toda a

    verdade. No caso da carta "F"

    tinha um ponto cego para

    alguns dos "F's". O ponto cego

    surgiu devido forma como

    est condicionado a ler,

    impedindo a viso de toda a

    verdade.

    Aquilo que vai aprender neste

    curso como pensar de forma

    eficaz para no ficar preso s

    prprias crenas. Uma vez que

    aprende a usar eficientemente

    estas competncias de

    pensamento, vai romper

    barreiras, ir mais alm, e

    tentar coisas que nunca pensou

    possvel.

    Vamos comear por presumir:

  • 13 O Curso de Autodesenvolvimento

    Eu sou inteligente, eu sou

    perspicaz e sou capaz, e isto

    a verdade"

    "Eu quero encontrar os meus

    pontos cegos e ver a verdade

    como esta realmente "

    importante gastar tempo a

    refletir sobre si, a fim de

    entender as coisas que diz

    sobre si prprio.

    Ficha O exerccio ponto 9

    Como este o primeiro

    mdulo, os participantes

    podem precisar de alguma

    ajuda e encorajamento com

    este exerccio. Tente colocar

    as pessoas em pares

    O que podemos aprender com

    este exerccio que colocamos

    barreiras, autoimpostas, em

    ns prprios.

    - Dissemos a ns prprios que

    no podemos sair fora dos

    pontos

    - Dissemos a ns prprios que

    no podemos cruzar as linhas

    Locus de Controlo

    Locus - do latim, significa

    "lugar"

    Controlo - quem est no

    comando? Est dentro ou fora

    de mim? A maioria das pessoas

    felizes e bem-sucedidas

    acredita que o "locus de

    controlo" est, em grande

    medida, dentro deles.

    Pode querer discutir o

    conceito de Locus de

    Controlo com o grupo, por

    isso pode comear por

    perguntar:

    -Conhece algum que tem um

    lcus de controlo interior?

    -Porque acha isso?

    -Ser que iria benefici-lo ter

    um Locus de Controlo interior?

    Para podermos crescer, mudar,

    alcanar o nosso potencial,

    preciso primeiro mudar alguns

    dos nossos pensamentos. A

    maioria de ns, at agora,

    acredita que algumas pessoas

    nascem assim, enquanto outros

    no. Conforme crescemos, h

    alturas em que aceitamos os

    comentrios que os adultos

    fazem sobre as nossas

    competncias e potenciais.

    (Podia dar alguns exemplos -

    professores, famlia).

    Neste curso vai adquirir

    algumas competncias de

    pensamento eficientes para

    orientar a sua vida ao seu

    jeito. Vai ver que o

    pensamento que faz a

    diferena.

    Pensadores eficazes sabem que

    tm muita influncia sobre o

    mundo que os rodeia,

    enquanto pensadores

    ineficazes imaginam que o

    mundo exterior controla o que

    fazem. Colocam outras pessoas

  • 14 O Curso de Autodesenvolvimento

    no comando do seu

    pensamento e crescimento. O

    que vai aprender que muito

    mais bem-sucedido quando diz

    para si prprio:

    Eu sou responsvel por mim.

    Depende de mim ser aquilo

    que quero ser.

    Vai aprender a assumir

    responsabilidade, e

    internalizar o locus de controlo

    e dizer:

    O Processo de Pensamentos

    Autoimagem - as atitudes,

    ideias e crenas que tem sobre

    si

    Perceo - a maneira como

    v as coisas com base na

    interpretao da sua mente,

    muitas vezes de forma

    incompleta ou imprecisa.

    Associaes - "Ser que j vi

    algo assim antes?"

    Avaliao -

    Inconscientemente avaliar os

    riscos

    Deciso - Com base na nossa

    avaliao. Adultos tomam

    decises baseadas sobretudo

    no que j aconteceu

    Mdulo 2 Fichas

    Quem sou eu?

    Mdulo 2 Discusso

    Quem a pessoa mais feliz

    que conhece?

    Como se v e porqu?

    Se pudesse mudar algo sobre

    si, o que mudaria?

  • 15 O Curso de Autodesenvolvimento

    Mdulo 2 Autoestima

  • 16 O Curso de Autodesenvolvimento

    Mdulo 2

    Autoestima

    Sentimentos de dignidade e valor Quo bem se sente acerca de si Alterar os ciclos negativos em ciclos positivos Aceitar elogios de modo gracioso "Rebobinar/Inverter" (Flick-back/flick-up) - Rebobine para o momento em que fez algo muito bem (um teste, uma entrevista) e reviva a emoo que sentiu. Rebobine na sua mente para onde quer estar no seu melhor - pense sobre o teste ou a entrevista e sinta as emoes positivas que sentiu quando rebobinou para aquele momento. Controle o seu prprio crescimento e pinte o quadro ao seu jeito, como quer que as coisas sejam. Desenvolva o seu potencial atravs destas ferramentas.

  • 17 O Curso de Autodesenvolvimento

    Pergunte aos participantes se:

    Fala sozinho(a)?

    J fez alguma coisa

    embaraosa e depois ficou a

    pensar sobre o assunto durante

    horas? Fica suado(a) e

    ruborizado(a) s em pensar no

    assunto?

    Algum j o criticou e apenas

    aceitou a crtica?

    As respostas mostram o nvel de

    autoestima.

    A autoestima o nosso

    sentimento de dignidade e

    valor, ou seja, se nos sentimos

    bem sobre ns prprios e o tipo

    de pessoa que somos a nossa

    autoconfiana. a nossa

    prpria avaliao acerca do

    nosso valor.

    A introspeo refora a nossa

    autoimagem, boa ou mau,

    uma conversa que temos

    connosco. A nossa autoimagem

    controla o nosso desempenho

    em todas as reas das nossas

    vidas.

    H uma ligao direta entre a

    nossa autoestima e nosso nvel

    de desempenho. Ns

    desenvolvemos a autoestima

    atravs dos seguintes:

    Ser bom em alguma coisa

    Controlar a introspeo

    O ato de nos rebaixar a ns

    prprios, diminui a nossa

    autoestima. Quando nos

    desgastamos, o nosso

    desempenho diminui, e quando

    somos construtivos em relao

    a ns prprios, este aumenta. O

    que acontece que as pessoas

    atraem para si o que sentem

    que so dignas de receber. Ns

    somos atrados por aqueles que

    possuem o mesmo nvel de

    autoestima.

    Pense bem de si prprio

    Muitas pessoas mal conseguem

    funcionar sem a aprovao de

    outra pessoa. Tm um lcus

    de controlo externo. Oua-os.

    Esto cheios de se

    desvalorizarem, humilharem, e

    de praticarem uma introspeo

    autodestrutiva. Permitem que

    outros magos negativos

    estabeleam as suas normas.

    Para se sentirem melhor,

    quando se referem aos outros,

    fazem-no de uma forma

    rebaixante, ou seja, rebaixa-os

    at chegarem ao mesmo nvel.

    No faa isso a si mesmo.

    Assuma o controlo do seu

    futuro. Tenha pensamentos

    positivos e construtivos sobre si

    mesmo. Sabe que digno, por

    isso deveria demonstr-lo.

    Perguntas Refletivas

    Como avalio a minha

    autoestima?

    (1 = menor. 10 = elevado)

    como um cnjuge ou parceiro(a)___ como um pai/me ___

    como um amigo(a) ___

    como um empregado(a) ___

  • 18 O Curso de Autodesenvolvimento

    Que tipo de autoimagem estou

    a construir atravs dos meus

    pensamentos atuais?

    Atividades e Discusso

    Discuta como a nossa linguagem

    corporal, tom de voz e atitudes

    refletem a nossa autoimagem.

    Divide-se o grupo em grupos

    pequenos. Cada pessoa, vez,

    informa o grupo de cinco coisas

    que gosta sobre as outras

    pessoas do grupo.

    Como se sentiu? Qual foi a sua

    introspeo?

    D um exemplo de uma

    situao onde:

    Sentiu-se bem sobre si mesmo

    Sentiu-se mal sobre si mesmo

    Pense num exemplo onde a

    roupa diferente pode

    influenciar a forma como os

    outros pensam de si (ex.:

    formam uma imagem de si).

    Como podemos ver, somos

    orientados por imagens.

    Pensamos em forma

    tridimensional, em palavras,

    imagens e emoes.

    necessrio para

    compreendermos neste

    momento, que o que dizemos

    para ns prprios, e o que

    imaginamos, a direo em

    que nos direcionamos. Ns

    moldamos o nosso futuro

    atravs dos nossos

    pensamentos, por isso no

    devemos gastar tempo a pensar

    sobre as nossas deficincias ou

    sobre o que no queremos ser.

    Em vez disso, devemos comear

    com introspees positivas e

    autoafirmaes.

    Eu no sou assim

    Na prxima vez

    Eu no sou assim

    Eu pretendo

    Pessoas de alto desempenho

    praticam uma introspeo

    positiva. So auto construtivas,

    em relao a si e aos outros.

    No fazem isso por vanglria,

    mas de forma forte, silenciosa

    e confiante. Aprendem a

    aceitar elogios corretamente,

    do crdito onde o crdito

    devido.

    Para crescer, no devemos

    afastar os elogios. Se fizermos

    isso, eles no sero gravados.

    E, portanto, no crescemos.

    bom, para saber que estamos

    bem, aceitar elogios

    graciosamente. Elimine o

    sarcasmo, crtica, provocao e

    menosprezo que se tornou

    parte da sua autoimagem. Oua

    opinies de outras pessoas, mas

    saiba que aquela opinio

    apenas uma opinio. No a

    verdade.

  • 19 O Curso de Autodesenvolvimento

    Mapeamento do Tesouro

    Rebobinar/Inverter

    (Flick-back/flick-up)

    Ao rebobinar/inverter est

    simplesmente a utilizar uma

    situao onde atuou/agiu com

    sucesso e sentiu-se muito bem

    sobre o que realizou. O

    processo funciona da seguinte

    forma:

    1. Rebobine na sua mente para

    uma situao onde atuou/agiu

    muito bem e sinta a emoo

    que sentiu naquele momento.

    2. Na sua mente pense em

    situaes onde quer estar no

    seu melhor. Pense no teste ou

    entrevista de trabalho e sinta

    as emoes boas e positivas que

    sentiu quando rebobinou para

    aquela situao positiva. O que

    est a fazer a construir

    confiana.

    Ao utilizar estas ferramentas

    vai controlar o seu prprio

    crescimento e pintar um quadro

    da forma como quer que as

    coisas sejam. Vai ser capaz de

    desenvolver o seu potencial.

    Pode desejar que os

    participantes faam um

    Mapeamento do Tesouro (ver

    o seguinte).

    Visualizar o seu objetivo para

    maior sucesso

    Trace a imagem daquilo que

    quer.

    Quando realmente quer

    conseguir algo, j

    experimentou fechar os olhos e

    imaginar que conseguiu?

    Consegue tocar, sentir e ver

    claramente. Estude todos os

    detalhes na sua mente.

    Esta uma tcnica poderosa e

    importante para se motivar e

    construir a autoconfiana

    necessria para alcanar os

    seus objetivos. No entanto,

    quando abrir os olhos, a

    imagem viva comea a

    desaparecer, e pode ser

    necessrio muita concentrao

    para recriar aquela visualizao

    todas as vezes que deseja

    alguma inspirao.

    E se pudesse manter

    apreendida aquela imagem

    vivida e consult-la sempre que

    precisa de um pouco de

    motivao, ou um lembrete

    daquilo que quer alcanar?

    Fazer um mapeamento do

    tesouro uma ferramenta

    simples para lhe ajudar a fazer

    exatamente isso. A visualizao

    uma tcnica muito poderosa,

    e o mapeamento do tesouro

    pode ser considerado a

    cereja no topo do bolo da

    visualizao.

    uma ideia muito simples, mas

    eficaz: Mapeamento do Tesouro

    envolve a criao de uma

    representao dos seus

    objetivos, intensificando os

    efeitos de visualizao, que

    atua no seu subconsciente para

  • 20 O Curso de Autodesenvolvimento

    Motiv-lo e encoraj-lo a

    conseguir atingir os seus

    objetivos.

    Suponhamos que a sua ambio

    ficar em forma e correr uma

    maratona: O seu mapa do

    tesouro pode incluir imagens

    de atletas, pessoas a

    atravessarem a linha final da

    maratona, e atletas a

    treinarem de forma dura,

    talvez poderia tambm incluir

    imagens dos alimentos que

    precisa comer (e aqueles que

    precisa evitar).

    Como Utilizar a Ferramenta

    O seu mapa do tesouro ir

    representar como visualiza a

    realizao dos seus objetivos e

    a sua jornada em direo a essa

    conquista.

    O primeiro passo para criar o

    seu mapa do tesouro

    esclarecer quais os seus

    objetivos e, em seguida,

    visualizar o que vai acontecer,

    ou o que ter, depois de ter

    alcanado o objetivo.

    Uma vez que o que quer

    alcanar est claro, faa uma

    anotao detalhada e comece a

    visualiz-lo realizado: faa as

    seguintes perguntas?

    O que verei ao alcanar o

    meu objetivo?

    O que receberei? Quem serei?

    Como vou comemorar a

    realizao de tal objetivo?

    Que imagens tero os outros

    de mim e daquilo que realizo?

    Agora desfrute da coleo de

    imagens que representam esta

    visualizao e organize-as em

    papel como uma colagem. Estas

    imagens fundamentais so

    colocadas na posio mais

    importante no seu mapa do

    tesouro no topo ou no meio.

    O prximo passo visualizar o

    caminho para a consecuo dos

    objetivos. O que tem que fazer?

    O que que tem que deixar de

    fazer para atingir os seus

    objetivos? Pode haver marcos

    importantes que precisam de

    ser registados.

    Pendure este quadro num stio

    proeminente, isto , num lugar

    onde diariamente o v,

    proporcionado a motivao e a

    inspirao necessrias para

    atingir os seus objetivos.

  • 21 O Curso de Autodesenvolvimento

    Mdulo 3 Zonas de Conforto

  • 22 O Curso de Autodesenvolvimento

    Mdulo 3

    Zonas de Conforto

    O conceito de zonas de

    conforto

    A nossa autoimagem

    corresponde as nossas zonas de

    conforto

    Visualizao - processo de

    olhar para as metas e retrat-

    las.

    Alongamento da zona de

    conforto

    Resposta ao stresse e

    ansiedade quando se sai da

    zona de conforto - regressar ao

    lugar que lhe pertence OU

    ajustar a sua imagem

    Deliberadamente levar-se

    para uma nova zona de

    conforto

    Antes da Unidade:

    - Facilitadores podem desejar

    realizar um exerccio que

    coloca os participantes fora das

    suas zonas de conforto, por

    exemplo, falar em frente do

    grupo, cantar,

    atuar/representar, resumir a

    ltima unidade.

    No final do exerccio, deveriam

    discutir a forma como os

    participantes estavam quando

    saram da sua zona de conforto.

    Descrever os detalhes da

    linguagem corporal, tom de

    voz, etc.

    Considerando a escala de

    avaliao, -5 a +5, sendo -5

    muito fora da zona de conforto

    e +5 muito dentro da zona de

    conforto, avalie os seguintes:

    Cantar em grupo

    Cantar sozinho

    Introduo

    A sua autoimagem define as

    suas zonas de conforto e atua

    como um regulador interno.

    Nesta sesso vai conseguir

    identificar em que momento h

    um afastamento da sua atual

    dominante autoimagem,

    atravs do seu prprio feedback

    psicolgico e fsico. No vai

    conseguir pensar e atuar

    normalmente. O facto de se

    sentir fora do lugar obriga-o a

    voltar aquele estado onde se

    sente mais confortvel.

    Esta unidade fornece

    informaes valiosas, sobre

    como a sua autoimagem

    determina qual a sua zona de

    conforto. Vai ver como a sua

    autoimagem um regulador

    que lhe permite correr riscos e

    confortavelmente passar para

    uma situao nova e diferente.

    Pea aos participantes para

    apontarem cinco reas que

    atualmente evitam porque se

    sentem fora do lugar, e depois

    pea-lhes para apontar mais

    cinco reas que sentem que so

    zonas de conforto.

    Pergunte-lhes como que a sua

    prpria zona de conforto os

    impede de fazer as coisas e

    posteriormente deixe-os

  • 23 O Curso de Autodesenvolvimento

    discutir sobre reas nas quais

    gostariam de alargar a sua zona

    de conforto.

    Faa com que o grupo discuta a

    sensao de estar fora do

    lugar.

    Exemplos de feedback fsicos e

    emocionais negativos:

    incapacidade de pensar

    claramente

    incapacidade de se lembrar

    aperto das cordas vocais voz

    pode parecer incomum

    dor de estmago

    sentir-se suado, trmulo,

    desajeitado.

    Quando nos sentimos fora do

    lugar no aprendemos.

    Afastamo-nos e no fazemos

    perguntas, bloqueando a nossa

    memria e as nossas

    competncias.

    Inconscientemente,

    simplesmente queremos voltar

    ao estado onde ns pensamos

    que pertencemos. Podemos

    mudar o nosso modo de pensar

    sobre ns prprios por meio de

    imagens e visualizao.

    Podemos alargar as nossas

    zonas de conforto de modo a

    sentirmo-nos confortveis em

    situaes novas e mais

    desafiantes. Quando

    propositadamente alcanamos

    uma nova zona de conforto com

    segurana, a vida torna-se uma

    aventura. Comeamos a ver-nos

    como pessoas maiores, mais

    brilhantes, mais aventureiras e

    aproximamo-nos do nosso

    verdadeiro potencial.

    Pode pedir aos participantes

    para nomear e descrever

    algum que est sempre

    confiante e pedir-lhes para

    discutir qual o motivo de

    acreditarem que uma pessoa

    capaz de ser to confiante.

    O Conceito de Zonas de

    Conforto

    Todos ns, s vezes, sentimo-

    nos fora de lugar. Em algumas

    situaes ns sentimos

    ansiedade, desconforto e

    tenso, enquanto outros

    sentem-se relaxados e -

    vontade. Porqu que isso

    acontece? A resposta simples.

    Formamos o que designado

    por zona de conforto. Todos ns

    temos zonas de conforto

    grupos, instituies, naes,

    indivduos.

    Para entender como essas zonas

    de conforto nos controlam,

    temos de perceber que, para

    cada autoimagem que temos de

    ns prprios, h uma zona de

    conforto que combina com essa

    corrente. Enquanto

    conseguimos operar perto do

    quadro da nossa autoimagem,

    na nossa zona de conforto,

    estamos relaxados e livre de

    tenses e stresse. Quando nos

    afastamos do quadro da nossa

    autoimagem, daquilo que

    confortvel e samos das nossas

  • 24 O Curso de Autodesenvolvimento

    zonas de conforto, o stresse

    ocorre.

    Respondemos ao stresse de

    duas formas:

    Regressamos ao lugar que nos

    pertence

    OU

    Ajustamos a imagem

    Benefcios na expanso das

    nossas zonas de conforto

    Melhora o prazer e

    experincia de vida

    Estimula a atividade cerebral

    e, portanto, aumenta a sade

    mental

    Aumenta a autoconfiana

    Torna-nos mais resistentes

    Ajuda a evitar ficar preso num

    barranco ou ficar deprimido

    Desafia-nos a melhorar a ns

    prprios

    Explicao sobre medo e

    zonas de conforto

    Zonas de conforto nem sempre

    so ms.

    s vezes podem impedir-nos de

    fazer algo estpido ou

    imprudente. Na maioria das

    vezes, no entanto, as nossas

    zonas de conforto so

    construdas sobre uma crena

    subjacente de que vamos ser

    rejeitados novamente e esse

    o problema.

    Talvez no esteja ciente da

    maioria das suas zonas de

    conforto. D uma olhada sua

    vida como ela agora. Est a

    ganhar o dinheiro que gostaria

    de ganhar? Sente-se feliz no

    trabalho?

    Gosta de conhecer pessoas

    novas? capaz de definir novas

    metas para si e consegue

    alcana-las? Se respondeu sim a

    estas perguntas, provavelmente

    no est a ser prejudicado, de

    forma alguma, pelas suas zonas

    de conforto.

    Se respondeu no a alguma

    destas perguntas, pode ter

    alguns problemas para resolver.

    Aqui est uma maneira simples

    de descobrir se os seus medos

    esto a prend-lo: faa uma

    lista das coisas piores que pode

    imaginar acontecer. Quais so

    os seus medos profundos? Quais

    so os aspetos da sua vida que

    no gosta? E porqu?

    Se no gosta de conhecer novas

    pessoas, questione-se porqu?

    Qual a pior coisa que pode

    imaginar acontecer em relao

    ao facto de conhecer algum

    novo? Seja honesto consigo

    prprio. No tem que mostrar

    esta lista a ningum.

    Depois de identificar aquilo que

    realmente lhe provoca medo,

    questione-se sobre quais seriam

    as consequncias se o seu pior

    medo fosse realizado. E se pode

    viver com as consequncias.

    Usando o exemplo de rejeio,

    quais seriam as consequncias

    de ser rejeitado novamente?

  • 25 O Curso de Autodesenvolvimento

    Seria capaz de viver com isso?

    Acha que se vai surpreender

    com o quo pequenas a maioria

    destas consequncias so, e

    como facilmente poderia viver

    com estas se o tivesse que

    fazer?

    O medo tem uma forma de se

    tornar muito maior nas nossas

    mentes do que na realidade!

    Conseguimos pr-nos num

    estado em que comeamos a

    transpirar, e ficamos

    aterrorizados com os e se

    quando na verdade, o resultado

    realmente poderia no ser

    grande coisa. Como na maioria

    das outras coisas, ns

    simplesmente levantamo-nos e

    continuamos o nosso caminho.

    Depois de saber quais so os

    seus medos, e entender e

    aceitar as consequncias,

    imediatamente faa a coisa que

    mais teme. Eu estou a

    encoraj-lo a sair da sua zona

    de conforto! Recuse-se a deixar

    o medo control-lo.

    Diga ao seu medo, Obrigado

    por tentar proteger-me, mas

    vou faz-lo de qualquer

    maneira. E em seguida, basta

    faz-lo. E sucessivamente,

    faz-lo novamente. E mais uma

    vez. As primeiras vezes que sai

    da sua zona de conforto, vai ser

    desconfortvel. Espere isso e

    aceite-o. O medo no

    desaparecer durante a noite.

    Mas ele vai embora depois da

    sua mente entender que o

    medo insustentvel.

    Agora, s porque conquistou os

    seus medos e expandiu a sua

    zona de conforto no significa

    que deve tornar-se imprudente

    tambm. H uma grande

    diferena entre saltar

    cegamente para o

    desconhecido, e assumir um

    risco calculado.

    Antes de agir, pense sobre a

    ao que pretende adotar

    durante alguns minutos,

    considerando as consequncias,

    e pergunte se est disposto a

    aceit-los. Se o caso for sim, v

    em frente. Se no, tudo bem!

    No se sinta como quem tem

    que se empurrar para alm

    daquilo que est disposto a

    aceitar. Pode colocar a questo

    em segundo plano por algum

    tempo e reconsidera-la mais

    tarde.

    O ponto parar de deixar que o

    medo tome conta das suas

    decises, e comear a faz-las

    por si. Vai levar algum tempo

    para se acostumar a essa nova

    maneira de pensar, mas em

    pouco tempo vai

    automaticamente comear a

    questionar o seu medo e parar

    de deixar que o controle.

  • 26 O Curso de Autodesenvolvimento

    Atividade

    Selecionar 2 ou 3 pessoas para

    resumir o que foi discutido em

    frente do grupo.

    Pergunte-lhes como se sentiram

    quando foram selecionados

    para realizar o exerccio.

    Em grupo, discutir o desafio

    acerca da zona de conforto a

    linguagem corporal, voz, etc.

  • 27 O Curso de Autodesenvolvimento

    Mdulo 4 Motivao

  • 28 O Curso de Autodesenvolvimento

    Mdulo 4

    Descries teis, facilitadores:

    Motivao

    Como criar um fio condutor

    interior e energia para "atacar

    os objetivos"

    Conseguimos as coisas

    quando visualizamos um valor

    pessoal

    Os dois tipos de motivao

    RESTRITIVA e CONSTRUTIVA

    Tomar plena

    responsabilidade pela vida

    Ter conscincia de que a

    nica motivao verdadeira a

    interna - vem de dentro de si

    Permitir que as opinies dos

    outros sejam assumidas a partir

    das suas prprias opinies

    Motivao: Como criamos o fio

    condutor interno e energia para

    "atacar as nossas metas", ou

    seja, qual o fio condutor ou as

    emoes que nos levam a fazer

    algo. Ns conseguimos as coisas

    quando vemos o valor pessoal.

    Existem dois tipos diferentes de

    motivao, restritiva e

    construtiva, e para cada caso

    falamos para ns prprios de

    forma diferente.

    Construtiva: ver o que

    queremos. Ns falamos para

    ns prprios sobre a opo de

    fazer algo, porque "queremos".

    Vemos o valor pessoal e

    fazemos as coisas com livre-

    arbtrio.

    Com a motivao construtiva

    fazemos o que escolhemos

    fazer, porque visualizamos o

    valor pessoal que advm de

    fazer algo.

    Pessoas construtivamente

    motivadas sabem que tm uma

    escolha e aceitam as

    consequncias das suas

    decises. Tm um "lcus de

    controlo interno".

    Restritiva: Motivao atravs

    de ameaas. Tentamos cumprir

    um objetivo para evitar algo

    ruim: "ter que fazer". A maioria

    das pessoas no gosta que lhes

    digam o que fazer. No importa

    se o prprio, ou outra pessoa,

    a dizer para fazer algo, o facto

    que no vai gostar e sente

    stresse e tenso. O

    subconsciente to poderoso

    que vai encontrar maneiras de

    evitar a ordem.

    Quando os seres humanos so

    empurrados, vo

    inconscientemente retribuir

    com outro empurro: criao

    de tcnicas de evaso;

    produzem mau trabalho, ou

    fazem apenas o suficiente para

    sobreviver; evitam fazer as

    coisas. As pessoas que

    respondem motivao

    restritiva no se sentem

    responsveis pelas suas

    decises e aes.

  • 29 O Curso de Autodesenvolvimento

    Esto constantemente a culpar

    os outros e encontram

    desculpas para no serem bem-

    sucedidos e felizes. A Auto

    conversa que acompanha esta

    motivao geralmente

    caracterizada por palavras de

    medo, ou seja, "faz isso ou

    ento".

    H muito poucos tm que

    fazer na vida. Na maioria dos

    casos, uma questo de

    escolha.

    Temos que assumir plena

    responsabilidade pelas nossas

    escolhas. Quanto mais

    assumimos a plena

    responsabilidade pela nossa

    vida, mais alegre, emocionante

    e bem-sucedida a nossa vida se

    tornar. A atitude projetada

    perante a vida vai se tornar

    mais positivo.

    Aqui esto algumas boas

    prticas para ajudar os alunos a

    se motivarem:

    1. Seja positivo: No h

    remdio melhor do que ter um

    sentimento positivo sobre si e a

    sua vida.

    2. Esteja preparado: A maioria

    das pessoas que perdem o seu

    nvel de desempenho,

    provavelmente, no esto

    preparados, isto , estar

    preparado e focar num

    objetivo, seja ele qual for,

    vital.

    3. Seja decidido: Para alcanar

    o seu objetivo, cada ao deve

    ser planeada e intencional.

    Seja assertivo com cada

    movimento, pois cada segundo

    conta. Ns no podemos

    recuperar o "tempo perdido".

    4. Enfrente a Presso: A

    presso aparece na nossa vida

    profissional e pessoal de muitos

    ngulos e em diferentes

    formas. No entanto, a presso

    muitas vezes o maior

    motivador. Se no tem desafios

    na sua vida profissional ou

    pessoal, tente pensar como

    pode tirar maior partido das

    suas competncias, onde pode

    encontrar mais demandas ou

    desafios.

    Os instrutores que recebem as

    melhores avaliaes dos alunos-

    adultos relacionam-se com

    outros alunos com empatia,

    usam um estilo de ensino

    flexvel, e ensinam no modo

    Tenho que frequentar esta formao ou vou Quero frequentar a formao para ter um bom emprego

    Tenho que frequentar esta formao ou Quero frequentar a formao para ter

    ento um bom empego

    Tenho que ir trabalhar, seno, no recebo Quero trabalhar porque quero comprar posso perder o meu auxilio-desemprego. um carro.

    Restritivo Construtivo

  • 30 O Curso de Autodesenvolvimento

    10 Razes para os alunos se

    tornarem mais positivos.

    "adulto para adulto". Estudos

    mostram que os alunos-adultos

    tm melhor desempenho nos

    cursos nos quais os instrutores:

    - Criam um ambiente relaxado

    e seguro;

    - Implementam diferentes

    estilos de aprendizagem;

    - Apresentam informaes

    utilizando mtodos visuais e

    auditivos;

    - Conversam com os alunos,

    no se limitando a discursar;

    - Reconhecem o carcter

    nico dos alunos;

    - Validam as diferenas

    culturais;

    - Deixam os alunos influenciar

    a forma como o curos

    "coberto";

    - Conjugam o mtodo de

    ensino com os contedos;

    - Construem a partir das

    experincias dos alunos;

    - Estimulam uma

    aprendizagem Auto

    motivada;

    - Incluem projetos de

    aprendizagem em equipa;

    - Evitam gerar competio;

    - Apoiam a teoria com

    exemplos da vida real;

    - Fazem sesses interativas;

    - Frequentemente fornecem

    "feedback" positivo

    - Cria um mundo melhor ao

    seu redor porque o ambiente

    mudar em consequncia

    dos seus pensamentos

    positivos e aes.

    - Cria uma impresso inicial

    melhor. Todos tm

    tendncia em estereotipar,

    propositadamente ou no.

    Uma primeira impresso

    positiva pode significar

    muito em muitas situaes e

    ter um efeito duradouro

    relativamente sua relao

    com uma pessoa.

    - Vai concentra-se nas coisas

    boas que as pessoas

    possuem, e no nos

    defeitos. No geral, torna as

    coisas muito melhores e

    melhora todos os tipos de

    relacionamento.

    - mais fcil tornar-se mais

    produtivo quando deixa de

    colocar obstculos no meio

    da estrada, na forma de

    pensamentos negativos. O

    trabalho torna-se mais

    divertido, alis tudo se torna

    mais divertido.

    - Torna-se mais atraente. As

    pessoas gostam de pessoas

    positivas. As pessoas

    positivas fazem com que as

    outras pessoas se sintam

    bem consigo prprias. Alm

    disso, uma atitude positiva

    um indicador - e fonte - de

    elevada autoconfiana, uma

    qualidade que atrai quase

    todo o mundo.

    - Ser negativo no tem muitas

    vantagens concretas e no

    uma maneira muito

    estimulante de ver a vida.

  • 31 O Curso de Autodesenvolvimento

    - Abre a mente e ajuda a

    focar noutras formas de ver

    as coisas, ou seja, novas

    formas maravilhosas que

    podia nunca ter pensado ou

    experimentado antes.

    - Utiliza melhor a Lei da

    Atrao. A Lei da Atrao

    basicamente diz: o que

    pensa sobre si o que atrai

    para a sua vida. Quando

    substituir os pensamentos

    negativos por pensamentos

    positivos, comea a atrair

    mais oportunidades positivas

    e pessoas na sua vida.

    - Perde menos tempo. A

    negatividade pode ser como

    um lao autoalimentado.

    Primeiro pensa num

    pensamento negativo, e isto

    leva para mais trs. Depois

    comea a examinar a sua

    vida com mais detalhes

    atravs de uma lente

    deprimente. Quando entra

    num ciclo vicioso, este pode

    "comer" horas, semanas e

    anos da sua vida. Pode

    drenar uma grande

    quantidade da sua energia,

    enquanto o prende em

    paralisia por anlise, e

    provavelmente no vai ficar

    muito mais sbio no

    processo.

    - Ns vivemos em mdia cerca

    de 24-28 000 dias, no devia

    desperdi-los.

    Como faz-lo - um desafio

    para os seus alunos

    O Desafio da Positividade

    esta: Durante 7 dias vai tentar

    s ter pensamentos positivos.

    Acontea o que acontecer olhe

    para o lado bom, e para as

    coisas positivas dos quais pode

    tirar proveito. At ao final da

    semana, ter comeado a

    descobrir os benefcios reais do

    pensamento positivo, a

    quantidade de pensamentos

    negativos que possui e que

    existem no mundo (poder ficar

    surpreendido) e da dever

    comear a estabelecer um novo

    hbito que substitui o antigo,

    que era menos construtivo.

    Pode continuar a partir deste

    ponto.

    Foque naquilo que poder ser

    uma soluo mais positiva e til

    para si. Ou, ainda melhor, o

    que poder ser uma situao

    com benefcios recprocos, se a

    situao envolver outras

    pessoas (muitas situaes

    importantes normalmente

    envolvem outros). Uma soluo

    com benefcios recprocos

    maioritariamente mais

    satisfatrio e benfica do que

    aquela em que s o prprio

    ganha.

    Agora, como faz-lo? Aqui esto

    trs dicas para a primeira

    semana.

    Corte os "fios condutores"

    negativos rapidamente. S

  • 32 O Curso de Autodesenvolvimento

    permita a existncia de um fio

    condutor negativo por um

    determinado perodo de tempo,

    talvez 30 segundos ou um

    minuto.

    Em seguida, basta cort-lo,

    deix-lo cair e pensar sobre as

    coisas positivas que podem

    surgir desta situao. No gaste

    muita energia a alimentar os

    pensamentos negativos, ou

    pode prender a sua mente

    numa espiral descendente

    durante algum tempo. Se

    comear a alimentar

    pensamentos negativos,

    importante cortar este fio

    condutor rapidamente.

    Perceba que possvel escolher

    os seus pensamentos e as suas

    reaes. No tem que viver a

    sua vida num recuo. Reagir a

    tudo, nem sempre proporciona

    apoio fsico ou moral. Tem

    sempre uma escolha, mas isto

    poder demorar algum tempo a

    fazer "clique" na sua mente.

    Concentre-se no intervalo entre

    os estmulos e a reao. Quanto

    mais pensa no assunto para

    fazer uma escolha consciente,

    maior parece o intervalo e isto

    torna o processo mais fcil.

    Aceite os seus sentimentos, no

    os negue nem os recuse -

    Embora seja possvel em muitos

    casos cortar os pensamentos

    negativos de forma repentina,

    por vezes, este pode no ser o

    suficiente. As emoes

    negativas podem acumular-se

    dentro de si ao longo do tempo

    ou ento pode sentir-se

    estupefacto devido a uma

    determinada situao, da que

    pode tentar o modo

    contraintuitivo e no impedir

    uma emoo ao tentar

    combat-la. Faa o contrrio,

    aceite o sentimento. Diga sim,

    renda-se e sinta a emoo.

    Observe a sensao no seu

    corpo e mente, sem fazer

    juzos de valor. Se no ignorar

    a sensao, e a observar

    durante um ou dois minutos,

    algo maravilhoso acontece. O

    sentimento simplesmente

    desaparece. Parece estranho,

    mas experimente. Alm disso,

    aqui esto mais algumas

    sugestes para facilitar este

    desafio e melhorar a sua vida -

    pode no ser capaz de usar

    todas plenamente dentro de

    uma semana, mas somente aps

    um longo perodo de tempo.

    Domine os fundamentos fsicos.

    Se no tem tempo para dormir

    um sono saudvel durante umas

    horas, comer corretamente e

    fazer exerccio fsico, ento

    precisa de reestabelecer

    prioridades, seno tornar-se

    mais difcil permanecer

    positivo. Se reestabelecer

    prioridades, a

  • 33 O Curso de Autodesenvolvimento

    noo geral de bem-estar vai

    aumentar, ir se sentir mais

    forte e mais energtico.

    Sorria para se sentir mais feliz.

    Mova-se lentamente para

    relaxar. Use uma linguagem

    positiva. Haja como uma pessoa

    positiva e vai comear a sentir-

    se e tornar-se mais positivo.

    Pode parecer estranho no

    incio, mas realmente funciona.

    Comece o dia de uma maneira

    melhor. Limite o tempo que

    passa com pessoas que so

    realmente negativas - Algumas

    pessoas alimentam-se de

    energia negativa e

    independentemente daquilo

    que faz, nunca lhes agrada,

    nem lhes altera o humor, so

    mentes azedas. Se nada

    funciona, ter que

    eventualmente exclu-los da

    sua vida, ou, pelo menos

    limitar o tempo que passa com

    estas pessoas.

    Modele pessoas positivas.

    Encontre pessoas positivas no

    seu meio ou em qualquer

    espao e tempo (atravs de

    documentrios, biografias,

    etc.) e aprenda com estas

    pessoas. Descubra como estes

    lidam com a vida quotidiana, os

    problemas, contratempos, e

    compare-os com os seus

    prprios pensamentos e com a

    forma como lidaria com

    situaes semelhantes.

    Concentre-se no agora e no

    futuro, no no passado. A

    maioria das pessoas gasta muito

    tempo a pensar nos erros que

    cometeram no passado, mas a

    melhor maneira , ao pensar

    sobre o erro cometido, pensar

    em como pode aprender com

    este. Deixa de desperdiar o

    tempo e comea a focar-se no

    presente e no futuro, nos quais

    pode realmente fazer

    alteraes.

    Redefinir "fracasso" e "prova".

    No preciso aprender muito

    sobre as pessoas bem-sucedidas

    para perceber que um dos seus

    pontos-fortes est relacionado

    com a forma como encaram o

    fracasso, que muito diferente

    da forma como a maioria da

    sociedade o encara. Como

    Michael Jordan disse:

    "Durante a minha carreira perdi

    mais de 9000 lances. Perdi

    quase 300 jogos e 26 vezes fui

    encarregue de lanar a bola

    que poderia ganhar o jogo e

    falhei. Falhei repetidamente

    durante toda a minha vida, mas

    foi por isso que consegui."

    Um exerccio de motivao

    para os seus alunos:

    (Isto ir criar confiana entre

    os alunos, incentiv-los a

    pensar de forma criativa e

    fornecer-lhes um sentimento de

    sucesso).

  • 34 O Curso de Autodesenvolvimento

    Aps um naufrgio, encontram-

    se abandonados numa ilha

    deserta, mas podem levar uma

    coisa. Pode ser qualquer coisa

    de que gostam - no tem que

    ser "prtico". (por exemplo,

    algum que gosta de msica

    poder escolher uma guitarra,

    ou se tiverem preferncia por

    um alimento podem levar uma

    pizza). Cada aluno diz ao grupo

    qual a sua escolha e o porqu

    da escolha. Aps esta fase,

    quando todos j revelaram a

    sua escolha, informe-os que

    tm que sobreviver durante

    uma semana, at serem

    resgatados, utilizando todos os

    objetos escolhidos por cada

    membro do grupo. Para alm

    daqueles objetos, podem

    adicionar outros que os possam

    ajudar a sobreviver durante a

    semana, mas apenas coisas que

    podero ser encontradas numa

    ilha deserta.

    Este exerccio funciona melhor

    se houver alunos suficientes

    para os dividir em grupos (3 o

    nmero mnimo).

    Cada grupo explica como

    utilizou os objetos para

    sobreviver a semana.

    Estabelecer Metas para Alunos

    1. Use um dirio para registar

    o rumo dos seus objetivos

    atravs de registos dirios ou

    semanais do seu progresso,

    incluindo afirmaes, sucessos,

    apreciaes do seu rduo

    trabalho, recompensas,

    resistncias, obstculos, etc.

    Use o dirio de metas para

    inicialmente apontar objetivos

    e tornar a apont-los ao longo

    do tempo. Use-o para repartir

    as metas em etapas, rever

    progresso regularmente e

    adicionar notas se quiser.

    2. Ponha-se num estado

    positivo antes de apontar os

    seus objetivos: muito

    importante estar num estado

    inspirado, positivo e

    descontrado antes de apontar

    metas - ouvir msica de que

    gosta, ver um bom filme, fazer

    uma boa caminhada.

    MOTIVATION Sometimes There Just Isnt Any

  • 35 O Curso de Autodesenvolvimento

    3. Iniciar brainstorming:

    Depois de estar num bom

    estado mental e emocional,

    inicie o brainstorming. Aponte

    todos os objetivos possveis,

    rapidamente, sem qualquer

    edio ou crtica. Pode analisar

    e priorizar mais tarde, neste

    momento o importante ser

    criativo e grandioso na viso

    que tem sobre si prprio.

    4. reas da sua vida a

    considerar para a fixao de

    metas: Aqui esto uma srie de

    possveis reas da sua vida a

    pensar sobre quando est a

    elaborar a sua lista de

    objetivos: carreira,

    relacionamento, financeiro,

    familiar, casa, amigos,

    desenvolvimento pessoal,

    sade, aparncia, posses,

    diverso e recreao, viagens,

    espiritual, a autoestima e

    servio/comunidade. Alguns

    tipos de objetivos incluem:

    desenvolvimento pessoal, como

    emocional, mental, fsica e

    espiritual.

    Depois, h objetivos sobre

    "coisas", como frias, carros,

    casas, etc. Outra rea o

    objetivo financeiro, poupana,

    ganhar mais dinheiro, etc.

    Certifique-se que tambm

    inclui algumas metas de sade

    e energia, porque estes so a

    base de uma vida bem-sucedida

    e satisfatria.

    5. Metas-Quadros de tempo:

    Objetivos caem em diferentes

    intervalos de tempo, tais como:

    Metas imediatas, objetivos de

    30 dias, de 6 meses, de 1 ano, 5

    anos, 10 anos ou mais.

    Certifique-se de que pode

    realizar o que quer no tempo

    que definir. Existem opinies

    diferentes sobre os prazos de

    datas especficas para alcanar

    metas. As pessoas usam

    mtodos diferentes, algumas

    pessoas geralmente colocam

    prazos especficos, outros usam

    quadros de tempo gerais (ou

    seja, alguns meses ou dentro de

    um ano), mas as datas exatas

    no. Ambos obtm bons

    resultados.

    6. Aqui esto quatro dicas

    para escrever declaraes de

    metas eficazes:

    * Faa afirmaes, como j

    aconteceu: ao apontar o seu

    objetivo, diga-o como se j

    aconteceu. Coloque os

    objetivos em palavras que

    pressupem que j os alcanou.

    Por exemplo, "Eu tenho um

    novo BMW - prata"

    * Use linguagem motivadora:

    para o entusiasmar,

    comprometer e motivar,

    adicione uma linguagem

    emocional as suas metas

    escritas. Aqui est um exemplo

    "Eu amo e estou absolutamente

    animado com a minha bela casa

  • 36 O Curso de Autodesenvolvimento

    nova, beira-mar", que muito

    mais apaixonante do que "Eu

    gosto da minha nova casa junto

    ao mar".

    * Seja especfico e aponte os

    detalhes: Como o seu

    subconsciente manifesta coisas

    literalmente, deveria escrever

    objetivos especficos

    detalhados. Use uma linguagem

    que seja clara quando

    descrever exatamente o que

    quer.

    * Escrever em termos positivos,

    em vez de negativo: Exemplos

    de afirmaes positivas: "Eu

    agora estou livre do hbito de

    fumar", ou "Eu sou agora uma

    pessoa livre de fumo".

    Exemplos negativos: "Eu no

    fumo mais" ou "Eu no sou um

    fumador."

    7. Certifique-se que estes

    realmente so os seus

    objetivos: Faa uma

    introspeo para se certificar

    que mesmo aquilo que quer.

    Muitas vezes tentamos agradar

    aos outros s nossas prprias

    custas. No ser bem-sucedido

    se tentar atingir as metas que

    os seus pais, parceiros ou

    outros amigos ou parentes

    querem para si.

    8. Seja fiel a si mesmo na

    criao de metas: Considere os

    seus valores e crenas mais

    importantes na formulao dos

    seus objetivos (por exemplo,

    honestidade, segurana,

    integridade, liberdade,

    responsabilidade, respeito

    pelos outros, amor, liderana,

    etc.) Por exemplo, se valoriza a

    liberdade, o seu objetivo pode

    ser trabalhar por conta-prpria.

    9. Escolha objetivos racionais:

    Escolha objetivos que pode

    realmente atingir durante um

    perodo de tempo razovel. Um

    exemplo de um objetivo

    racional pode ser: "Eu tenho 55

    anos e quero cantar pera com

    um grupo local de atuao de

    luz de pera, um coro, ou

    contos mensais com os alunos

    do meu professor de canto"

    (dado, claro que tem um boa

    voz). Uma meta irracional pode

    ser: "Eu tenho 55, nunca tive

    aulas de canto, e quero ser um

    cantor de pera de classe

    mundial, desempenhar funes-

    chave com a pera

    Metropolitana de Nova Iorque".

    improvvel que qualquer

    pessoa a partir de 55 anos de

    idade posso fazer isso, mesmo

    com uma voz excelente e

    rigoroso treino.

    10. Priorize os seus objetivos:

    Depois de um brainstorm, uma

    forma de priorizar atribuir

    uma pontuao aos seus

    objetivos, numa escala de 1 a

    10, ou seja, s metas de maior

    prioridade atribuir 10 e s de

    menor importncia atribuir 1.

  • 37 O Curso de Autodesenvolvimento

    Escolha 3-7 das metas com

    pontuaes altas e concentre os

    seus esforos somente sobre

    estas durante os prximos

    meses. Tente no se focar em

    muitas metas ao mesmo tempo,

    pois pode diluir a sua energia e

    tornar difcil atingir os

    resultados que deseja.

    11. Criar um plano passo-a-

    passo: Divida cada objetivo

    em blocos manegveis,

    criando um plano passo-a-

    passo para os conseguir

    atingir. Por exemplo, se quer

    um carro novo, primeiro

    decida exatamente qual a cor,

    modelo, ano e marca que

    quer. Escreva isto no seu

    dirio de metas.

    Em seguida, aponte as etapas

    especficas para atingir o seu

    objetivo, tais como: Ver vrios

    modelos e fazer um test-

    drive, escrever afirmaes e

    visualizar-se a conduzir o

    carro, etc.

    Definir Objetivos pode parecer

    um caminho idiota ou

    "antiquado" de motivao, mas

    funciona e um bom facilitador

    vai incentivar os alunos a

    definir metas, e vai conversar

    com o grupo sobre os seus

    objetivos. Quanto mais falar

    sobre os objetivos, mais

    provvel que os vai alcanar.

    Reforo contante do positivo

    transforma-se em realidade.

    E no se esquea que muitas

    vezes a melhor motivao a

    AUTO motivao.

  • 38 O Curso de Autodesenvolvimento

  • 39 O Curso de Autodesenvolvimento

    4 Bibliografia

    Adams, M.R. and Moss, M.O.;

    Food Microbiology; The Royal

    Society of Chemistry. Guildford;

    UK;1995

    On-line:

    http://www.cfsan.fda.gov/~mow

    /intro.html; Julho de 2006

  • 40 O Curso de Autodesenvolvimento

    Parceiros

    Bumps Babes and

    Beyond C.I.C. (U.K.)

    Local Government

    Training Centre of

    Southern Latgale

    (Latvia)

    Ordu niversitesi

    Srekli Egitim

    Merkezi (Turkey)

    Kaunas Vocational

    Training Centre for

    Service Business

    Specialists (Lithuania )

    Adriatica Consulting

    SRL (Italy)

    EPRALIMA - Escola

    Profissional do Alto

    Lima, C.I.P.R.L.

    (Portugal)

    traval Kzhaszn

    Alaptvny (Hungary)

    Este projeto foi financiado com o apoio da Comisso Europeia. Esta publicao reflete apenas as opinies do

    autor, e a Comisso no pode ser responsabilizada por

    qualquer uso que possa ser feita das informaes nele

    contido.