O Efeito da Inclinação Sobre o Consumo Máximo de Oxigênio ...· O EFEITO DA INCLINAÇÃO SOBRE

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of O Efeito da Inclinação Sobre o Consumo Máximo de Oxigênio ...· O EFEITO DA INCLINAÇÃO SOBRE

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI

FACULDADE DE CINCIAS BIOLGICAS E DA SADE

DEPARTAMENTO DE EDUCAO FSICA

O EFEITO DA INCLINAO SOBRE O CONSUMO MXIMO DE OXIGNIO

MEDIDO DURANTE O PROTOCOLO DE RAMPA

Paula Fernandes Aguiar

Diamantina

2011

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI

FACULDADE DE CINCIAS BIOLGICAS E DA SADE

O EFEITO DA INCLINAO SOBRE O CONSUMO MXIMO DE OXIGNIO

MEDIDO DURANTE O PROTOCOLO DE RAMPA

Paula Fernandes Aguiar

Orientador:

Fabiano Trigueiro Amorim

Trabalho de Concluso de Curso apresentado

ao Departamento de Educao Fsica, como

parte dos requisitos exigidos para a concluso

do curso.

Diamantina

2011

O EFEITO DA INCLINAO SOBRE O CONSUMO MXIMO DE OXIGNIO

MEDIDO DURANTE O PROTOCOLO DE RAMPA

Paula Fernandes Aguiar

Orientador:

Fabiano Trigueiro Amorim

Trabalho de Concluso de Curso apresentado ao

Departamento de Educao Fsica, como parte dos

requisitos exigidos para a concluso do curso.

APROVADO em 20/06/2001

_______________________________

Prof. Fernando Joaquim Gripp UFVJM

_______________________________

Ms. Nbia Carelli Pereira de Avelar UFVJM

_______________________________

Prof. Fabiano Trigueiro Amorim UFVJM

DEDICATRIA

Dedico esse trabalho ao meu paizinho e minha

mezinha por serem as pessoas mais fiis

minha vida e ao meu amor!

AGRADECIMENTOS

Agradeo Deus acima de tudo, por iluminar minha vida sempre, por ter me

ajudado a ter foras nesses anos de luta, alm de colocar inmeras chances incrveis no meu

caminho e pessoas super especiais que ficaro comigo para o resto da vida.

Aos meus papai e mame, pois sem eles no estaria onde estou, nem seria quem

sou, porque foram eles que com sacrifcio, luta e muito trabalho, me criaram para que eu

possa fazer tudo quilo que acredito e me ensinaram a tomar as melhores decises para

minha vida. Aos meus irmos Diego, Lucas, Isaac e Jlia pelo carinho e amor por toda vida

de convivncia. Amo muito vocs!

Aos familiares, que por serem muito no falarei os nomes para no causar

confuses, por sempre me incentivarem e quererem que eu faa o melhor para minha vida,

dando muito apoio e bons conselhos.

Ao meu amigo orientador Fabiano Amorim, pela pacincia e por ter me dedicado

tempo e ateno nessa jornada de aprendizado que est apenas comeando. Agradeo pelos

puxes de orelha, mas principalmente por tudo que me ensinou em todos os momentos que

estvamos prximos ou at mesmo por e-mail, porque essa sua essncia, ensinar em

qualquer situao!

A todos os professores da UFVJM que participaram da minha formao, em

especial Marco Fabrcio, Fernando e Etel, pois sem eles no teria crescido tanto quanto

acho que cresci nesses poucos anos de convivncia.

Aos colegas de LAFIEX: Fabrcio, Mariana, Pmela, Vincius, Lvia, Tamiris e

todos os outros membros do grupo, por me ajudarem bastante em todos os momentos de

coleta, analise e escrita desse TCC.

Aos colegas de sala, por esses quatro anos de convivncia, me ensinando novas

coisas e me ajudando sempre que precisei. Em especial ao Charlie, Hugo, Dayvit e Sidney

por serem meus irmos de Diamantina.

A todos que de forma direta ou indireta me ajudaram at aqui, como Lamon, que

foi muito importante e especial nessa fase da minha vida. Obrigada a todos vocs!

EPGRAFE

O talento precisa ser trabalhado

A vocao no sobrevive sem que nossas

Cabeas se curvem sobre livros e livros.

A coragem tem que encher o peito.

A vontade tem que pulsar na veia.

A cabea precisa estar aberta ao aprendizado.

Por mais que estudemos, sabemos pouco

Perto do que saberemos... E jamais tudo.

Tudo a nossa volta pode nos ensinar algo.

Est formando um grande contentamento,

Mas no encerra a busca

Por aperfeioamento profissional,

Muito menos o ideal da profisso:

Fazer o mximo pelo prximo.

(Autor desconhecido)

O EFEITO DA INCLINAO SOBRE O CONSUMO MXIMO DE OXIGNIO

MEDIDO DURANTE O PROTOCOLO DE RAMPA

Resumo

A utilizao do protocolo de rampa tem aumentado nas ltimas dcadas, uma vez que o

mesmo tem uma relao mais linear entre carga de trabalho e consumo de oxignio e a

possibilidade de individualizao da intensidade. At hoje, nenhum estudo avaliou o efeito

da inclinao no VO2max, no protocolo de rampa. O objetivo desse estudo foi comparar o

VO2max medido durante o protocolo de rampa em esteira sem inclinao (0%) e com

inclinao fixa (6%), mas com incrementos de velocidades iguais. Participaram deste

estudo 11 homens jovens, fisicamente ativos, saudveis, que foram submetidos a trs

sesses de exerccios progressivos mximos, utilizando o protocolo de rampa, em esteira,

numa sequncia balanceada. Foram mensurados o lactato sanguneo (La), frequncia

cardaca mxima (FCmax), consumo de oxignio (VO2), produo dixido de carbono

(CO2), volume expiratrio (VE) e quociente respiratrio (RER). O consumo pico de

oxignio (VO2pico) foi maior a 6% (52,7 8,1 mLkg-1

min-1

) do que a 0% (49,2 6,3

mLkg-1

min-1

) (p=0,03). O tempo total de exerccio e a velocidade final at a fadiga foram

maiores em 0% (11:34 1:40 min e 15,4 2,1 Kmh-1

) do que em 6% (08:51 02:09 min e

12,2 1,4 Kmh-1

) (p0,05). Conclui-se que a presena da inclinao a 6% induz

maiores valores do consumo pico de oxignio do que 0% de inclinao.

SUMRIO

TTULO.................................................................................................................... 8

RESUMO.................................................................................................................. 9

INTRODUO....................................................................................................... 10

MATERIAIS E MTODOS................................................................................... 12

Amostra......................................................................................................... 12

Procedimentos.............................................................................................. 12

Anlise estatstica......................................................................................... 14

RESULTADOS........................................................................................................ 16

DISCUSSO E CONCLUSO.............................................................................. 17

REFERNCIAS..................................................................................................... 20

AGRADECIMENTOS.......................................................................................... 23

LEGENDA PARA FIGURAS.............................................................................. 24

FIGURAS............................................................................................................... 25

ANEXO A............................................................................................................... 27

AUTORIZAO....................................................................................................51

8

O EFEITO DA INCLINAO SOBRE O CONSUMO MXIMO DE OXIGNIO

MEDIDO DURANTE O PROTOCOLO DE RAMPA

P.F. Aguiar1, F. Paula

2, M. A. Matos

2, P. F. Sampaio

3, V.O. Ottoni

3, M. F. Dias- Peixoto

1,

E. Rocha- Vieira4, F. T. Amorim

1

1 Departamento de Educao Fsica, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e

Mucuri, Diamantina, Minas Gerais, Brasil.

2 Programa Multicntrico de Ps-Graduao em Cincias Fisiolgicas, Universidade

Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Diamantina, Minas Gerais, Brasil.

3 Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri,

Diamantina, Minas Gerais, Brasil.

4 Departamento de Cincias Bsicas, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e

Mucuri, Diamantina, Minas Gerais, Brasil.

Autor Correspondente: P. F. Aguiar, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e

Mucuri, Laboratrio de Fisiologia do Exerccio, Campus JK - Diamantina/MG Rodovia

MGT 367 - Km 583, n 5000 - Alto da Jacuba Telefone: +55 (38) 3532-1200 e (38) 3532-

600. E-mail: aguiar.paula89@gmail.com

Palavras-Chave: exerccio, consumo mximo de oxignio, protocolo de rampa

Ttulo corrente: Protocolo de rampa e inclinao

http://livre.ufvjm.edu.br/portal?r=http://livre.ufvjm.edu.br/portal?r=mailto:aguiar.paula89@gmail.com

9

Resumo

A utilizao do protocolo de rampa tem aumentado nas ltimas dcadas, uma vez que o

mesmo tem uma relao mais linear entre carga de trabalho e consumo de oxignio e a

possibilidade de individualizao da intensidade. At hoje, nenhum estudo avaliou o efeito

da inclinao no VO2max, no protocolo de rampa. O objetivo desse estudo foi comparar o

VO2max medido durante o protocolo de rampa em esteira sem inclinao (0%) e com

inclinao fixa (6%), mas com incrementos de velocidades iguais. Participaram