o USO DE PLANILHA ELETRÔNICA NA ADMINISTRAÇÃO RURAL: UM MODELO DE ... ?· o USO DE PLANILHA ELETRONICA…

Embed Size (px)

Text of o USO DE PLANILHA ELETRÔNICA NA ADMINISTRAÇÃO RURAL: UM MODELO DE ... ?· o USO DE PLANILHA...

  • ISSN 0101-5494

    () Empresa Brasileira de Pesquisa AgropecuriaVinculada ao Ministrio da AgriculturaO) Centro Nacional de Pesquisa de Soja - CNPSoLondrina, PR

    - EMBRAPA

    o USO DE PLANILHA ELETRNICA NA ADMINISTRAO RURAL:UM MODELO DE CUSTOS DE PRODUO

    o O O O

    .__ .......6fT ."""'~._ .._-,..~

    Londrina, PR

    1987

  • REPBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

    Presidente: Jos SarneyMinistro da Agricultura: Iris Rezende Machado

    ~EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECURIA - EMBRAPA

    Presidente: Ormuz Freitas Rivaldo

    Diretores: Ali Aldersi SaabDerli Chaves Machado da SilvaFrancisco Frrer Bezerra

    CENTRO NACIONAL DE PESQUISA DE SOJA - CNPSo

    Chefe: Dcio Luiz GazzoniChefe Adjunto Tcnico: Norman NeumaierChefe Adjunto Administrativo: Rubens Jos Campo

    As informaes contidas neste documento somente podero serreproduzidas com a autorizao expressa do Comit de Publ i-caes do CNPSo.

  • () Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuria - EMBRAPA~ Vinculada 'o M'",,.,,o da Aodeul,",'V Centro Nacional de Pesquisa de Soja - CNPSoLondrina, PR

    o USO DE PLANILHA ELETRONICA NA ADMINISTRAO RURAL:UM MODELO DE CUSTOS DE PRODUO

    Derli Dossa

    Serafim Vieira Dias

    Reginaldo Sanches Gonalves

    Londrina, PR1987

  • EMBRAPA-CNPSo. Documentos, 27

    Exempl ares desta publl c a c o podemCOMITE DE PUBLICACOES DO CNPSoRodovia Celso Garcla Cld, km 375Telefone: (0432) 26-1917Telex: (0432) 208Caixa Postal, 106186001 - Londrina, PR

    Comit de Publicaes:Lo Pires Ferrelra (Presidente)Alvaro M.R. de AlmeldaBeatrlz S. Corra FerrelraClovis Manuel BorkertJos F.F. de ToledoOr I va I G. MenossoIvanla A.L. Donadlo (Secretria)

    Normallzaco: Ivanla A.L. Donadlo

    Dlgltaco: Reglnaldo Sanches Gonalves

    ser solicitado ao:

    Equipe Grfica:Supervlsao: Hlvlo B. ZemunerCapa e Arte F I na I: Dan II o EstevoImpresso: Dcio de AssisAcabamento: Flvio J. Oliveira

    o s s a , o e r r tO uso de p I an I I n a e I etrOn I ca na adml n t e t r a c o

    rural: um modelo de custos de p r o o u c o por DerllDossa, Seraflm Vlelra Dias e Reginaldo SanchesGoncalves. Londrina, EMBRAPA-CNPSo, 1987.

    19 P. (EMBRAPA-CNPSo.Documentos,27)

    1.Admlnlstrao rural - Mlcrocomputadores - Uso.2.Mlcrocomputadores-Admlnlstraco rural. 3.Admlnlstra-o rural - Automaco. 4.Automao - Administrao ru-ral. 5.Admlnlstrao rural - Planejamento. 6.Mlcrocom-putadores - Programas - SUPERCALC-4. 7.AgrlculturaAspectos econOml c o s . 8. Economl a agr r c o I a. I. EmpresaBrasl I e I ra de Pesqu t s a Agropecur I a. Centro Nac lona Ide Pesquisa de Soja, Londrina, PR. II.Dlas, SerafimVlelra, colab. III.Gonalves,Reglnaldo s e n c n e s , c o r a o ,IV.Trtulo. V.Srle.

    COO: 657.86300285425

    ( c )EMBRAPA-1987

    (Conforme Lei 5988 de 14/12/73)

  • A G R A O E C I M E N TOS

    Os autores deste trabalno agradecem aos Ors. Lo PiresFerrelra e Jos Francisco Ferraz de Toledo e a Sra. Ivanla A. L.Oonadlo pela leitura, correces e sugestes que tornaram o texto maisclaro e agradavel.

  • SUMIIRIO

    pgina

    I NTRODUCllO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7

    2 OBJETiVOS ......... 8

    3 PLANILHA ELETRONICA ..... 8

    'I O MODELO CUSTO DE PRODUCllO................................... 9

    5 CONCLUSOES ....... 13

    B COMENTIIRIO . 13

    7 REFERENCIAS BIBLIOGRlIFICAS 14

    ANEXOS. . . . . . . . . . . . 1~

  • o USO DE PLANILHA ELETRONICA NA ADMINISTRAcao RURAL:UM MODELO DE CUSTOS DE PRODucao.

    ,Der I I Dossa

    2Seraflm Vlelra Dias

    3Reglnaldo Sancnes Gonalves

    I N T R O O U C a O

    Os produtores rurais, como empresrios, tm a dlfrcl Itarefa de planejar, organizar, dirigir e controlar a sua empresadentro da maior ra c r o n a t t c a d e p o s s v e t , Para Isto, Importante queusem todo o Instrumental terico c r e e o n rv e t da Admlnlstrallo Rural,visando apol-IOS na tomada de declsllo e para mlnlmlzar os riscos declima e de mercado, gerindo seu negcio com competncia. Para estatarefa, exigem-se InformaOes sobre todos os recursos escassos queconstituem a empresa rural como: terra, recursos numanos, mquinas eequipamentos, Instalaes, benfeltorlas, Insumos, recursosfinanceiros, tecnologla adequada, entre outros.

    Entretanto, a real Idade que enfrentamos no setor ruralbrasileiro o baixo n rv e t de escolaridade, o pequeno ndmero deprodutores rurais com acesso aos canais de comunlcallo, a quaseInexlstncla de fontes de Informales flded(gnaS sobre comerclallza-llo agr(cola ou de tendncias de mercado, ou at mesmo odesconneclmento sobre os (tens que compOem os custos de produllo. Istoainda agravado quando verificamos que os tcnicos que atuam Juntoaos produtores rurais tm I ImltaOes sobre as ferramentas como:oramentallo parcial ou total, programao matemtica, programallolinear, taxa Interna de retorno, entre outras. O prpriodesconneclmento sobre coeficientes tcnicos e econmicos dificulta odebate sobre tecnologlas alternativas ou o custo/benef(clo da adollode determinados sistemas de produllo. Assim, verificamos que a tomadade deciso dos produtores rurais ocorre quase sempre num quadro compoucas InformaOes dlspon(vels ou existentes, fazendo com que oporcentual de risco seja ainda maior na empresa agr(cola.

    Por dltlmo, cabe ainda destacar o pequeno ndmero detcnicos que trabalnam Junto com os produtores rurais, tambm com suasprprias carncias, tornando o quadro mais problemtico. Assim,verificamos a necessidade dos tcnicos terem maior apoio atravsdo uso da Informtlca, para diminuir as dificuldades de todosconnecldas. O computador surge como uma opo para que os tcnicos decampo consigam superar determinadas IlmltaOes pessoais, Instrumentaisou Instltuclonals.

    Eng.Agr.,M.Sc.,CREA NO.850B-D, EMBRAPA/Centro Nacional de Pesquisade Soja (CNPSO), Caixa postal 10B1, CEP 8BOD1 - Londrina, Pr.

    2 Ana II s t a de Sistemas, Fundao ABC3 Programador, Fundao ABC

  • 8

    Neste aspecto, num primeiro momento, verificamos aposslbll idade do uso da Planllha EletrOnlca. como ferramenta deJpolo tomada de deciso. Isto porque os softwares dispon(veis nomercado, como o SUPERCALC-4, tm condies de atender algumas rease s p e c (f ic a s , pe rm ti n o o que os tcn Icos e os produtores ru ra Is , mesmosem conhecimentos de informtlca, utll t z em a base t e o r t c a da rea deAdml n is t r a c o Rura I.

    2 OBJETIVOS

    O objetivo principal deste documento mostrar uma dasmltiplas possibilidades do uso da o la n ln a eletrnica na rea deAdministrao Rural para apoio aos produtores rurais na tomada dedeciso. Especificamente pretendemos:a. apresentar o SUPERCALC-4;b , desenvolver um m cu i c utilizvel de custos de produo: CUSTO-3.C. desenvolver um m cu ro ajustvel para o clculo do custo e da 1101'al

    mquina ou eqUipamentos: CUSTO-2;d. apresentar uma ferramenta de apoio aos produtores rurais para a

    tomada de decis~o na rea de Administrao Rural.

    3 P L A N I L H A ELETRONICA

    As planllhas e t e t r n t c a s so fceis de ser utilizadas eextremamente poderosas. Funcionam transformando o computador em umagrande matriz de "clulas" visuais, como um tabuleiro de xadrez, quepodem ser preenchidos com nmeros e manipulados criativamente.

    A plani lha famosa por seus recursos na rea de tomadade deciso do t re o . "o que acontecer se ... ". Por exemplo: 1) o queacontecer nos custos de produ~o se mudarem os preos dosfertl I Izantes? E uma variao na paridade dos insumos e no produto? Ouna produtividade? Ou na modificao de um sistema de prOduo? Enfim,qua Iquer a It e ra c o que mo c If Ique os va Iores quant Ificados, toda aplanl lha recalculada, apresentando Imediatamente os novos valoresconsiderados. Ento, utiliza-se a planllha eletrnica para este fim.

    Alm disto, a p t a n t t h a oferece vantagens de serrapidamente mc c rt rc av e r , protegida, acrescida, reduzida, sem perder ao p e ra c Io n a I Ida de. P o d e mo s t ra r seu s r e 5 u Ita dos n a t e Ia o u Imp r e s s os.Em mlntitos, pOde-se projetar um novo sistema de prOduo, neste caso aatividade soja, analisando custos variavels e fixos, receitas, pontode equl I (brio, taxa de retOrno sobre os custos totals, lucro bruto ouI re u t e o , p a r t lc f p a c o porcentual de cada item nos custos de produo,custo hora de mqulna(s) ou equlpamento(s), etc ... "A I Imitao dosapl icatlvos dependem do Interesse, das necessidades ou dacrlatlvidade".

  • 9

    Optou-se por desenvo Iver um ap II catl vo de "c u e t o s deproduo sobre o SUPERCALC-~. Ele multo superior aos supercalc'santeriores e roda em um mlcro computador de 16 blts compatrvel com oIBM/PC.

    3.1 Requisitos para a utilizao do a p t Ic a t t v o - CUSTOS DE PRODUllO.- um mlcrocomputador compatrvel com IBM/PC (16 blts) com no

    mrnlmo 256 Kbytes de memria principal;- uma impressora matrlclal;- no mrnlmo, um drlve para dlsquetes 5'1/~ polegadas, dupla face

    e dupla densidade;- o software SUPERCALC-~;- o a p I Icat Ivo CUSTOS DE PRODUIlD com seus trs m d u Ios

    (custo-1, custo-2 e custo-3).

    3.2 A operao deve ser feita seguindo-se os passos:- ligar o mlcrocomputador;- II gar a Impressora;- colocar o dlsquete com o software SUPERCALC-~ e dlgltar SC~;- carregar o mdulo do apl Icatlvo CUSTOS DE PRODUllO atravs do

    comando /L,nome-do-mdulo,A (nome-do-mdulo pode ser: custo-1,custo-2 ou custo-3);

    - dlgltar os valores que se deseja alterar e recalcular ap t a n l ln a dlgltando o caracter: ! (teclas (shlft> 1);

    - se desejar Imprimir a p t a n t t h a , dlgltar: /O,D,ALL,P- se desejar carregar um novo mdulo dlgltar: /Z,Y para limpar a

    planl lha e carreguar o novo mdulo atravs do comando citadoacima;

    - quando desejar sair do SUPERCALC-~, dlgltar: /O,Y;

    4 O M O D E L O C U S TOS D E P R O