Opera£§£µes com Mercadorias FRETES E SEGUROS SOBRE COMPRAS CobradospeloFORNECEDOR Est££o inclu£­dos

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Opera£§£µes com Mercadorias FRETES E SEGUROS SOBRE COMPRAS...

  • Operações com Mercadorias

    Prof: Fernando Aprato

  • 1. Introdução

  • As operações com mercadorias, produtos ou serviços são, em essência, o objetivo da existência de uma empresa. Mercadoria é tudo aquilo que é adquirido com a finalidade de revenda, as operações com mercadorias constituem-se na atividade principal de grande parte das empresas comerciais (sociedades empresárias).

    Mercadoria é todo bem móvel destinado as operações de compra e venda por um estabelecimento comercial ou industrial.

  • Na venda de mercadoria surge uma RECEITA (que é a venda bruta realizada), composta pelo valor total das notais fiscais, excluído o valor do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), quando incidir. A apuração do custo dessa mercadoria vendida é obtida a partir do valor das compras de mercadorias que estão em estoque.

    Apuramos o valor do estoque de mercadorias a partir do valor das compras e demais custos envolvidos na operação.

  • 2. Custos dos Estoques – CPC 1 R1

  • 10. O valor de custo do estoque deve incluir todos os custos de aquisição e de transformação, bem como outros custos incorridos para trazer os estoques à sua condição e localização atuais.

    11. O custo de aquisição dos estoques compreende o preço de compra, os impostos de importação e outros tributos (exceto os recuperáveis junto ao fisco), bem como os custos de transporte, seguro, manuseio e outros diretamente atribuíveis à aquisição de produtos acabados, materiais e serviços. Descontos comerciais, abatimentos e outros itens semelhantes devem ser deduzidos na determinação do custo de aquisição.

    Apuramos o valor do estoque de mercadorias a partir do valor das compras e demais custos envolvidos na operação.

  • Sempre o valor das compras será igual ao valor dos estoques? NÃO. Porque todos os gastos efetuados pela empresa para colocar a mercadoria disponível para venda devem ser integrados ao custo das mercadorias que serão estocadas.

    Ainda, devem ser excluídos do custo de aquisição das mercadorias: os impostos e contribuições recuperáveis.

  • 3. Da Apuração do Resultado Com Mercadorias (lucro ou prejuízo bruto)

  • O resultado com mercadorias (lucro ou prejuízo bruto) de uma empresa é obtido a partir da seguinte estrutura: Faturamento bruto (venda bruta + IPI sobre faturamento) ( - ) IPI sobre faturamento bruto Receita Bruta de Vendas e Serviços ( - ) Deduções da Receita Bruta de Vendas e Serviços

    ( - ) Tributos Incidentes Sobre as Vendas (ICMS,PIS,COFINS,ISS) ( - ) Devolução de Vendas e Vendas Canceladas ( - ) Descontos Incondicionais Concedidos ( - ) Abatimentos Concedidos ( - ) Ajuste a Valor Presente Sobre Vendas

    Receita Líquida de Vendas ( - ) Custo das Mercadorias Vendidas – CMV Resultado Operacional Bruto ou Lucro Bruto ou Resultado com Mercadorias

  • 4. Tipos de Atividades

  • O tipo de uma atividade da empresa tem vinculação direta com os tributos de que ela é contribuinte. Ser contribuinte de um tributo define a capacidade de recuperar o mesmo quando adquire mercadorias ou matérias-primas, e a respectiva obrigação de recolhimento quando há venda de mercadoria ou prestação de serviço.

  • 4.1. Empresas Industriais

  • É o tipo de empresa que transforma a matéria-prima em outro tipo de matéria-prima ou uma matéria-prima em um produto acabado ou semi-acabado. Uma empresa industrial é contribuinte dos seguintes tributos (impostos e contribuições).

    ► IPI – Imposto sobre produtos industrializados; ►ICMS – Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação; ►PIS/PASEP – Programa de integração social e Formação do patrimônio do servidor público; ► COFINS – Contribuição para o financiamento da seguridade social.

  • 4.2. Empresas Comerciais

  • É o tipo de empresa que não realiza nenhuma modificação nos produtos comprados. Compra matéria-prima e a vende ou compra produto acabado e o vende exatamente como adquirido. Uma empresa comercial é contribuinte dos seguintes tributos (impostos e contribuições). ►ICMS – Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação; ►PIS/PASEP – Programa de integração social e Formação do patrimônio do servidor público; ► COFINS – Contribuição para o financiamento da seguridade social.

  • 4.3. Empresas Prestadoras de Serviços

  • É o tipo de empresa que não produz nenhum produto e eventualmente fornece ou utiliza uma mercadoria ou matéria-prima para prestar o serviço contratado. A parte referente à mão de obra é de valor predominante no custo do serviço prestado.

    Uma empresa prestadora de serviços é contribuinte dos seguintes tributos (impostos e contribuições).

    ►ISS – Imposto sobre serviços de qualquer natureza; ►PIS/PASEP – Programa de integração social e Formação do patrimônio do servidor público; ► COFINS – Contribuição para o financiamento da seguridade social.

  • Contribuinte

    IPI

    ICMS

    PIS

    COFINS Indústria ou Equiparado a Industrial

  • Contribuinte

    ICMS

    PIS

    COFINS

    Comercial

  • 5. Os Tributos nas Operações com Mercadorias

  • Na aquisição de mercadorias com a incidência de tributos, se a empresa for contribuinte do IPI, do ICMS, do PIS Não Cumulativo e do COFINS Não Cumulativo, os referidos tributos são recuperados pela empresa para compensação no momento da venda das mercadorias. Os tributos não cumulativos também são chamados de tributos recuperáveis.

    O Princípio da Não Cumulatividade está previsto na Constituição e na legislação infraconstitucional. Por esse Princípio, os valores dos tributos recuperáveis devidos em cada operação serão compensados com o montante efetivamente cobrado nas operações anteriores.

  • IPI ICMS • Imposto por fora; • Não está incluído no valor da operação; • Deve ser acrescentado ao valor da operação; • Base de cálculo é o valor da operação.

    • Imposto por dentro; • Está incluído no valor da operação; • Não deve ser acrescentado ao valor da operação; • Base de cálculo é o valor da operação.

  • T R I B U T O S

    NÃO RECUPERÁVEIS Integram o custo das mercadorias adquiridas

    RECUPERÁVEIS Registrados em contas representativas de direitos realizáveis no Ativo

  • As contribuições do Programa de Integração Social (PIS), do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS) existem na modalidade cumulativa e não cumulativa, dependendo da forma de tributação utilizada pela empresa:

    Forma de Tributação

    Regime de incidência

    Alíquotas PIS/PASEP COFINS

    Lucro Real * Há exceções

    NÃO CUMULATIVA 1,65% 7,6%

    Lucro Presumido CUMULATIVA 0,65% 3%

  • Existe ainda o PIS sobre a folha de pagamento, na alíquota de 1%, para algumas entidades sem fins lucrativos, como por exemplo, os condomínios e os partidos políticos, e as sociedades cooperativas.

    No regime não cumulativo, a empresa tem direito a um crédito do PIS/PASEP e do COFINS incidente sobre as compras e compensa com o tributo devido pelas vendas. Já no regime cumulativo, não ocorre o aproveitamento do crédito do PIS/PASEP e do COFINS referente às compras.

    As Contribuições PIS/PASEP e COFINS são tributos por dentro, ou seja, no preço das mercadorias compradas já está incluído o valor dessas contribuições.

  • BC DO PIS/PASEP e COFINS é o faturamento mensal que compreende: 1) a receita bruta de venda de bens e serviços nas operações em conta própria ou alheia; e 2) todas as demais receitas auferidas pela pessoa jurídica.

    EXCLUSÕES DA BC DO PIS/PASEP e COFINS 1) as devolução de vendas (ou vendas canceladas); 2) os descontos incondicionais (comerciais) concedidos; 3) o IPI no caso de contribuintes desse imposto; 4) o ICMS na condição de substituto tributário; 5) as receitas de reversões de provisões; 6) os ganhos de equivalência patrimonial decorrentes de 7) investimentos avaliados pelo MEP; 8) as receitas de dividendos derivados de 9) investimentos avaliados pelo custo de aquisição; 10) as receitas decorrentes de venda dos bens do AÑC 11) Investimentos, Imobilizado e Intangível; 12) as receitas isentas; 13) as receitas sujeitas à alíquota zero;

  • Exemplo: A Cia “XYZ” adquiriu um lote de matéria-prima à prazo, por R$ 10.000,00 com incidência de ICMS de 17% e IPI de 10%.

    Como o IPI é um imposto por fora temos que somar ele ao preço da mercadoria para obtermos o valor total da nota fiscal, ou seja, o valor total a pagar ao fornecedor.

    Valor total da NF = Valor da Mercadoria + IPI Valor do IPI = R$ 10.000,00 * 10% = F$ 1.000,00 Valor total da NF = R$ 10.000,00 + 1.000,00 = 11.000,00 Valor do ICMS = R$ 10.000,00 * 17% = R$ 1.700,00

    !! ATENÇÃO !!

    Nas questões de concursos se a banca mencionar “valor total da nota fiscal” ou “valor pago”, já estará incluso o IPI.