of 8 /8
ÓRGÃO OFICIAL PREFEITURA DE BETIM TERÇA-FEIRA 16 DE DEZEMBRO DE 2014 ANO 7 - NÚMERO 1036 TRANSBETIM INICIA OPERAÇÃO NATALINA A Transbetim intensificou, nessa se- gunda-feira (15), as ações de fiscalização de trânsito em diversos pontos da cidade. A medida, denominada “Operação Natalina”, busca priorizar a segurança de pedestres, já que, com a aproximação das festas de fim de ano, registra-se aumento do fluxo de pessoas em áreas comerciais. Além disso, a iniciativa quer manter a fluidez do trânsito, como também coibir o desrespeito de mo- toristas quanto ao uso indevido das vagas regulamentadas. A operação será realizada até o dia 31 de dezembro. Para garantir a eficácia da operação, agentes de trânsito serão designados para pontos estratégicos da cidade, com ênfase em faixas de travessia de pedestres, como no cruzamento das avenidas Governador Valadares e Amazonas, e nas imediações das praças do Ceabe e Tiradentes. Além disso, as viaturas irão realizar rondas e promover atendimento aos chamados de emergência na cidade. Outras informações podem ser obtidas pelo call center da Transbetim (0800 283 5993), que opera de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h / das 13h às 17h, e também aos sábados, das 8h às 17h.

ÓRGÃO OFICIAL ANO 7 - NÚMERO 1036 PREFEITURA DE … · SOLICITAÇÃO DE DISPONIBILIDADE ORÇAMENTÁRIA - SDO ... para execução das obras de manutenção da quadra esportiva no

Embed Size (px)

Text of ÓRGÃO OFICIAL ANO 7 - NÚMERO 1036 PREFEITURA DE … · SOLICITAÇÃO DE DISPONIBILIDADE...

  • RGO OFICIALPREFEITURA DE BETIM TERA-FEIRA 16 DE DEZEMBRO DE 2014ANO 7 - NMERO 1036

    TRANSBETIM INICIA OPERAO NATALINA

    A Transbetim intensificou, nessa se-

    gunda-feira (15), as aes de fiscalizao

    de trnsito em diversos pontos da cidade.

    A medida, denominada Operao Natalina,

    busca priorizar a segurana de pedestres, j

    que, com a aproximao das festas de fim

    de ano, registra-se aumento do fluxo de

    pessoas em reas comerciais. Alm disso, a

    iniciativa quer manter a fluidez do trnsito,

    como tambm coibir o desrespeito de mo-

    toristas quanto ao uso indevido das vagas

    regulamentadas. A operao ser realizada

    at o dia 31 de dezembro.

    Para garantir a eficcia da operao,

    agentes de trnsito sero designados para

    pontos estratgicos da cidade, com nfase

    em faixas de travessia de pedestres, como

    no cruzamento das avenidas Governador

    Valadares e Amazonas, e nas imediaes das

    praas do Ceabe e Tiradentes. Alm disso,

    as viaturas iro realizar rondas e promover

    atendimento aos chamados de emergncia

    na cidade.

    Outras informaes podem ser obtidas

    pelo call center da Transbetim (0800 283

    5993), que opera de segunda a sexta-feira,

    das 8h s 12h / das 13h s 17h, e tambm aos

    sbados, das 8h s 17h.

  • GABINETE DO PREFEITOSECRETARIA MUNICIPAL DE GABINETEPROCURADORIA GERAL DO MUNICPIOSECRETARIA MUNICIPAL DE FINANAS

    PLANEJAMENTO E GESTOSECRETARIA ADJUNTA DE PLANEJAMENTO

    E ORAMENTOSECRETARIA MUNICIPAL DE SADE

    SECRETARIA MUNICIPAL DE AUDITORIA ECONTROLADORIA

    SECRETARIA ADJUNTA DE ADMINISTRAOSECRETARIA ADJUNTA DA FAZENDA

    DECRETO N 37.345, DE 12 DE DEZEMBRODE 2014

    REGULAMENTA A ABERTURA DO EXERCCIO DE 2015 E D

    OUTRAS PROVIDNCIAS.

    O Prefeito Municipal de Betim e a Junta de Execuo Oramentria

    e Financeira - JEOF, no uso de suas atribuies legais e tendo em

    vista a necessidade de estabelecer procedimentos para abertura do

    exerccio de 2015 dos rgos da Administrao Direta e Indireta,

    Fundaes, Fundos, Instituto e Empresas Pblicas;

    DECRETA:

    Art. 1 As unidades que gerenciam contratos e convnios que dis-

    criminam valores para 2014 e 2015, devero proceder da seguinte

    forma:

    I - para os que tiverem clusula discriminando valor para 2015,

    dever ser emitida Solicitao de Disponibilidade Oramentria

    SDO (ver Anexo I) no valor disponibilizado na Liberao de Cota

    Trimestral LCO (ver Anexo II), solicitando empenho, citando a

    clusula e o objeto;

    II - os que tiverem saldo remanescente do exerccio de 2014 para o

    exerccio de 2015 dever ser emitida Solicitao de Disponibilida-

    de Oramentria SDO no valor disponibilizado na Liberao de

    Cota Trimestral LCO, solicitando empenho, citando a clusula

    e o objeto;

    III - os que no tiverem clusula discriminando recursos para 2015 e

    tiverem saldo remanescente do exerccio de 2014 e tiver necessidade

    de utilizar, deve ser transferido atravs de termo aditivo e ser anali-

    sado dentro da programao anual;

    IV - dever preencher o cronograma de desembolso mensal, para o

    prazo e valor do contrato e do convnio, previsto na Solicitao de

    Disponibilidade Oramentria SDO;

    V - preencher o formulrio da Liberao de Cota Oramentria

    LCO, disponvel em www.betim.mg.gov.br/planilhas, programando

    por dotaes oramentrias as despesas previstas como: contratos,

    convnios, assinatura de jornais, sentenas judiciais, etc., mantendo

    os valores das cotas estipuladas;

    VI -as despesas provenientes de abertura de PAC ou celebrao de

    convnios e seus respectivos Termos Aditivos/ Apostilamentos, no

    exerccio de 2015 devero seguir de sua origem com o formulrio da

    LCO, devidamente preenchido com as programaes trimestrais,

    obedecendo o valor disponibilizado.

    Art. 2 As unidades responsveis pelos pagamentos dos servios de

    fornecimento de gua, energia eltrica, telefonia, dvida fundada e

    outros, inclusive as despesas com pessoal e encargos, devero soli-

    citar empenho estimativo, por um perodo de 03 (trs) meses, respei-

    tando o valor da cota trimestral.

    Art. 3 Dever indicar um servidor para ser o representante do rgo

    junto a Diviso de Oramento - Secretaria Adjunta de Planejamento

    e Oramento - SEAPLANO, que ficar responsvel pela execuo

    oramentria.

    Art. 4 Todos os rgos devero apresentar a reprogramao de des-

    pesa por dotao oramentria at 17 de dezembro de 2014, respei-

    tando o valor da cota trimestral.

    Art. 5 As solicitaes de empenho referente a contratos e convnios

    devero ser com data de 02 de janeiro de 2015.

    Art.6 Ficar contingenciado em 20% (vinte por cento) em todas

    as dotaes oramentrias oriundas de recurso prprio, livres para

    aplicao, exceto despesas de pessoal, encargos, sentenas judiciais,

    obrigaes constitucionais e legais.

    Art. 7 Este Decreto entra em vigor na data de sua publicao.

    Art. 8 Revogam-se as disposies em contrrio.

    Prefeitura Municipal de Betim, 12 de dezembro de 2014.

    Carlaile de Jesus Pedrosa

    Prefeito Municipal

    Cllia Patrcia Figueiredo Coura Horta

    Procuradora-Geral do Municpio

    Gustavo Horta Palhares

    Secretrio Municipal de Finanas, Planejamento e Gesto

    Mauro Silva Reis

    Secretrio Municipal de Gabinete

    Rasvel dos Reis Santos Junior

    Secretrio Municipal de Sade

    Davson do Prado

    Secretrio Municipal de Auditoria e Controladoria

    Vnia Alves Estevo

    Secretria Adjunta de Planejamento e Oramento

    Presidente da JEOF

    Wagner Lara Braga

    Secretrio Adjunto de Administrao

    Luiz Paulo Barros

    Secretrio Adjunto de Fazenda

    RGO OFICIALATOS DO EXECUTIVOTERA-FEIRA 16 DE DEZEMBRO DE 2014

    2

    CIRCULAO NAS TERAS, QUINTAS E SBADOS. VERSO ONLINE NO SITE WWW.BETIM.MG.GOV.BR - INFORMAES SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAO (31) 3539-4606

    Secre tar ia Mun ic ipa l de ComunicaoDiv iso de Imprensa Of ic ia l

    Rua Par de Minas , 640, Bras i le iaBet im - MG

    Tele fone: (31) 3539-4606Pub l icaes : iobe t [email protected] l .com

    Prefe i to de Bet imCar la i le Pedrosa

    Pres idente da Cmara Mun ic ipa l de Bet imMarcos Antn io da Paz

    Procurador Gera l do Mun ic p ioCle l ia Pat r i c ia F Coura Hor ta

    Secre tar ia Mun ic ipa l de ComunicaoHugo Marc io Lemos Te ixe i ra

    ORGO OFICIALacesse nosso portal

    www.betim.mg.gov.br

    DATA:

    N

    Bairro: Cidade:

    Estado: Fone:

    Ano:N:

    Obs.:

    JAN ABR JUL OUTFEV MAI AGO NOVMAR JUN SET DEZ

    TOTAL TOTAL TOTAL TOTAL

    Data: / /

    Data:

    Cronograma Mensal de Despesas

    Disponibilidade Oramentria:

    Emitente: (carimbo e assinatura autorizada) Autorizao: (carimbo e assinatura autorizada)

    Secretaria Adjunta de Planejamento e Oramento

    -

    zero reais

    zero reais

    - zero reais

    Valor a Ser Bloqueado/Empenhado

    N do Contrato: Data Assinatura:N do ltimo Termo Aditivo:

    Histrico

    Dados do Contrato (Obrigatrios para atendimento ao SICOM)

    Modalidade Licitao:N do PAC:

    / /

    Cumpridas as formalidades legais, solicitamos providenciar emisso da Nota de Empenho, cuja(s) despesa(s) ser(o) debitada(s) na(s) atividade(s) abaixo mencionada(s).

    Dados da Unidade Oramentria

    Dados do FavorecidoFavorecido:

    Inscrio Estadual:Inscrio Municipal:

    CEP:

    Endereo:

    Valor Remanescente

    SOLICITAO DE DISPONIBILIDADE ORAMENTRIA - SDOEMISSO DE NOTA DE EMPENHO

    Valor Exerccio Atual

    VALOR TOTAL

    Unidade Solicitante:Dotao Oramentria:

    Cdigo Credor:CNPJ/CPF.:

    Registro Profissional:

    / / (carimbo e assinatura autorizada)

    - -

    Data: / /

    - Despachos

    DATA:

    N

    Orgo Solicitante: Unidade Solicitante:

    Conting. 20%

    -

    Data: / /Data: / /

    Autorizao: (carimbo e assinatura autorizada)

    Autorizao: (carimbo e assinatura autorizada)Emitente: (carimbo e assinatura autorizada)Secretaria Adjunta de Planejamento e Oramento

    Obs.: Anexar cronograma de desembolso financeiro quando for o caso.

    -

    Dotaes Oramentrias: 1 Trim/15 2 Trim/15 3 Trim/15 4 Trim/15

    ANEXO II

    Data: / /

    Distribuio das Cotas Oramentrias

    LIBERAO DE COTA ORAMENTRIA - LCO

    Dados da Unidade Oramentria

    Total - Despachos

    - -

  • PORTARIA GAPR N 071, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2014

    NOMEIA MEMBROS PARA COMPOR A COMISSO DE CON-

    FERNCIA DOS VALORES EXISTENTES EM CAIXA EM 30 DE

    DEZEMBRO DE 2014, DA ADMISTRAO PBLICA MUNICI-

    PAL DE BETIM.

    O Prefeito Municipal de Betim, no uso de suas atribuies, e Consi-

    derando o Decreto n 37.098, de 07 de outubro de 2014;

    RESOLVE:

    Art. 1 Ficam nomeados, neste ato, para compor a Comisso de Con-

    ferncia dos Valores Existentes em caixa em 30 de dezembro de dois

    mil de quatorze da Administrao Pblica Municipal de Betim, os

    seguintes servidores:

    I - ngelo Borges do Prado, lotado na Diviso de Tesouraria da Se-

    cretaria Adjunta da Fazenda;

    II - Eliene Jos Viriato Gomes, lotada na Secretaria Adjunta da Fa-

    zenda;

    III - Herli Maria Silva Martins, lotada na Secretaria Adjunta da Fa-

    zenda.

    Art. 2 A comisso ter como presidente o servidor ngelo Borges

    do Prado, lotado na Diviso de Tesouraria da Secretaria Adjunta da

    Fazenda.

    Art. 3 So gratuitos e considerados de natureza relevante os servios

    prestados pelos membros da Comisso de Conferncia dos Valores

    Existentes em Caixa em 30 de dezembro de 2014 da Administrao

    Pblica Municipal de Betim, no cabendo remunerao de qualquer

    espcie.

    Art. 4 Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicao, retro-

    agindo seus efeitos a 15 de outubro de 2014.

    Art. 5 Revogam-se as disposies em contrrio.

    Prefeitura Municipal de Betim, 03 de dezembro de 2014.

    Carlaile de Jesus Pedrosa

    Prefeito Municipal de Betim

    Neive Machado de Lima

    Procurador-Geral do Municpio

    Luiz Paulo Barros

    Secretrio Adjunto da Fazenda

    SECRETARIA MUNICIPAL DE SADE

    SMS/FMS DE BETIM - MG - ATO DE RATIFICAO Inexigibi-

    lidade de Licitao n. 32/2014 - PAC n 353/14, Fundamento: arts.

    26 e 25, I da Lei 8666/93, com a empresa SISNAC PRODUTOS

    PARA SAUDE LTDA, no valor global de R$ 4.585,00 (Quatro mil

    e quinhentos e oitenta e cinco reais) para prestao de servio de

    manuteno corretiva e preventiva de equipamento de unitarizao

    de medicamentos marca DINIEPER, modelo Unidose, com prazo de

    execuo imediata. (a) Secretaria Municipal de Sade - Gestor do

    SUS. Betim MG, 12/12/2014.

    SECRETARIA ADJUNTA DE ADMINISTRAO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE BETIM/MG. Ato Decisrio - PA

    227579/14 da empresa Horizonte e Consultoria e Pesquisa Eireli-

    -ME, referente deciso de julgamento do Prego Presencial n

    33/14 - PAC n 74/14 Contratao de empresa especializada para

    execuo do Projeto de Interveno do Trabalho Tcnico Social-PT-

    TS do Programa Federal Minha Casa Minha Vida, Empreendimento

    Residencial Vila Verde I, II e III, de acordo com os Anexos I, I-A,

    I-B e II. O Municpio de Betim torna pblico que o Sr. Wagner Lara

    Braga - Secretaria Municipal de Administrao, negou provimento

    ao recurso interposto pela empresa citada acima, mantendo a deciso

    anteriormente proferida na ata de abertura. O processo encontra-se

    com vistas franqueadas aos interessados. - Pregoeira. 15/12/2014.

    SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL

    Pauta da 364 Reunio do CODEMA

    Prezado (a) Conselheiro (a):

    O Presidente do CODEMA Conselho Municipal de Desenvolvi-

    mento Ambiental do Municpio de Betim MG, tem o prazer de

    convidar Vossa Senhoria para reunio ordinria do Conselho.

    Data: 18 de dezembro de 2014 (Quinta Feira).

    Horrio: 14:00 horas

    Local: Local: CEA Centro de Educao Ambiental Geraldo Henri-

    que Neves Parque Natural Municipal Felisberto Neves

    Pauta da 364 reunio ordinria do Conselho Municipal de Desenvol-

    vimento Ambiental do Municpio de Betim CODEMA:

    1.EXAME E ASSINATURA DA ATA 363 DO CODEMA REALI-

    ZADA EM 13/11/2014;

    2.LICENA AMBIENTAL SIMPLIFICADA;

    2.1 Posto Campo Florido Ltda- PA. 4.061/2014

    3.LICENA DE OPERAO CORRETIVA;

    3.1 TW Espumas Ltda. - PA. 16.001/2014

    3.2 - LEAFER Ferro e Ao Ltda. EPP PA. 27.168/2012

    4.JULGAMENTO DE RECURSO CONTRA INDEFERIMENTO

    DE SOLICITAO DE LICENA AMBIENTAL E SOLICITAO

    DE TERMO DE AJUSTAMENTO MUNICIPAL TAM

    4.1 BETFER Ltda. - PA. 9.486/2010

    5.APRESENTAO DOPLANO DE FORMAO DA BRIGADA

    DE INCNDIO SUPERINTENDNCIA MUNICIPAL DE DEFE-

    SA CIVIL

    Obs.: Conforme plenria CODEMA o prazo de tolerncia para o

    incio da reunio ser de 30 (trinta) minutos. Como a convocao

    somente encaminhada para o Conselheiro efetivo, no podendo o

    mesmo comparecer, solicitamos que entre em contato com suplente

    para comparecer reunio.

    Sua presena fundamental. Favor confirm-la pelo telefone 3512-

    3035, com Elaine Andrade.

    Atenciosamente,

    Luciano Flrio da Silveira

    Secretrio Municipal de Meio Ambiente

    e Desenvolvimento Sustentvel

    Presidente do CODEMA

    SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS PBLICAS

    PREFEITURA MUNICIPAL DE BETIM/MG - Torna pblico, para

    conhecimento dos interessados, que far realizar licitao na moda-

    lidade Convite n 02/2014, PAC 145/2014. Objeto: Contratao sob

    o regime de empreitada a preos unitrios de empresa de engenharia

    para execuo das obras de manuteno da quadra esportiva no bair-

    ro Vila Boa Esperana, no municpio de Betim MG, com a abertura

    marcada para as 10:00 (dez) horas do dia 05 de Janeiro de 2015. Os

    interessados podero ler e obter a ntegra do Convite e seus Anexos

    que estaro disponveis a partir da primeira publicao da seguinte

    maneira: por meio magntico, mediante apresentao de um CDR

    virgem e pedido formal para o respectivo Edital, dirigido a Comisso

    Permanente de Licitao para Obras e Servios de Engenharia, atra-

    vs de carta com os seguintes dados: razo social ou denominao

    completa da empresa, CNPJ/MF, endereo completo, telefone, fax e

    nome da pessoa para contato no seguinte endereo: no Centro Admi-

    nistrativo Papa Joo Paulo II, na Rua Par de Minas, 640 2 andar,

    Bairro Brasilia, Betim/MG, Sala da Comisso Permanente de Lici-

    tao para Obras e Servios de Engenharia, de segunda sexta-feira,

    no horrio de 9:00 s 12:00 e 14:00 s 17:00 horas. CPL/SEMOP

    SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO

    PORTARIA N 01, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014.

    O Comandante da Guarda Municipal de Betim/MG, usando das atri-

    buies que lhe conferem os artigos 12, e demais determinaes da

    Lei n 5.343 de 31 de maio de 2012, e Decreto n 37.341de 09 de

    dezembro de 2014.

    RESOLVE:

    Art. 1 - Regulamentar os servios operacionais relacionados ao

    treinamento, utilizao, manuteno e armazenamento de armas de

    menor potencial ofensivo (Arma de Eletrochoque e Espargidor de

    Gs Pimenta).

    I O treinamento, o emprego, a manuteno e o armazenamento de

    Armas de Eletrochoque;

    II - O treinamento, o emprego, a manuteno e o armazenamento de

    Espargidores de Gs Pimenta.

    Art. 2 - Para aplicao desta instruo normativa reguladora, so

    estabelecidas as seguintes definies:

    I Armas no letal: so armas especificamente projetadas e em-

    pregadas para incapacitar temporariamente um corpo agressor, ao

    mesmo tempo em que minimizam mortes e ferimentos permanentes;

    II Arma de eletrochoque: arma que emite pulsos eltricos com

    efeito paralisante mediante lanamento de contatos (eletrodos)

    distncia;

    III Espargidor de gs pimenta: Corpo cilndrico de alumnio con-

    tendo soluo de agente pimenta pressurizada, que ao atingirem um

    corpo agressor, causam desorientao e limita a reao, mediante

    efeitos de fortes sensaes de queimaduras e irritao dos olhos, pele

    e membranas.

    Art. 3 - Para o uso de armas e munies no-letais o Guarda Mu-

    nicipal deve possuir treinamento especfico, este com emisso de

    certificado de concluso de curso aos aprovados.

    1 - O certificado dever ser emitido pela Guarda Municipal de

    Betim ao profissional de segurana pblica que concluir o curso e

    obtiver aproveitamento porcentual igual ou superior a 60% (sessenta

    por cento).

    2 - O certificado dever ser assinado pelo Comandante da Guar-

    da Municipal de Betim, pelo Instrutor ou Instrutor coordenador do

    curso, caso haja mais de um instrutor, e pelo Guarda Municipal apro-

    vado ao trmino do curso.

    Art. 4 - O curso de Emprego de Tecnologias No Letais; possuir

    carga horria de 14 h/a, contendo preferencialmente as disciplinas de

    Uso Progressivo da Fora e Equipamentos No Letais, com cargas

    horrias respectivas de 04 h/a e 08 h/a.

    1 - Para efeitos desta instruo normativa reguladora, 01 (uma)

    h/a (hora / aula) ser equivalente por a 50 (cinquenta) minutos.

    Art. 5 - O curso de Emprego de Tecnologias No Letais adotar me-

    todologia de ensino direto, utilizando mtodos e tcnicas de ensino

    individualizado, coletivo e em grupo, enfatizando ao mximo, a par-

    te prtica, no intuito de alcanar os objetivos propostos para o curso.

    1 - O curso ser realizado pelo setor de Formao, Ensino e Trei-

    namento da Guarda Municipal e /ou empresas credenciadas pela

    fbrica dos equipamentos no letais, em qualquer local que tenha

    estrutura adequada realizao de aulas tericas e Prticas.

    2 - A habilitao ser realizada preferencialmente por Guarda

    Municipal devidamente capacitado e credenciado em curso de Mul-

    tiplicador, seguindo programa de treinamento aprovado pelo setor de

    Formao, Ensino e Treinamento da Guarda Municipal e /ou empre-

    sas credenciadas pela fbrica dos equipamentos no letais.

    Art. 6 - O curso de emprego de tecnologias no letais possuir vali-

    dade de 02 anos, no qual poder ter sua validade prorrogada por igual

    perodo, mediante a realizao de curso de atualizao.

    1 - O curso de atualizao dever conter carga horria mnima de

    04 h/a, contendo preferencialmente as disciplinas de Uso Progressi-

    vo da Fora e Equipamentos No Letais.

    2 - O curso de atualizao preferencialmente ser aplicado por

    Guardas Municipais de Betim, desde que possuam certificados de

    cursos que lhe confiram o ttulo de multiplicador e sejam designados

    pelo Comandante da Guarda Municipal de Betim.

    Art. 7 - Entende se por equipamentos acessrios, o coldre, o porta

    munio, o carregador de bateria e os cabos de conexo da arma de

    eletrochoque ao computador.

    1 - Os equipamentos acessrios possuem as seguintes definies:

    I Coldre: espcie de suporte para guardar e/ ou transportar armas

    junto ao corpo, sendo um equipamento acessrio de uso obrigatrio,

    aos Guardas Municipais portadores de arma de eletrochoque.

    II Porta munio: dispositivo destinado a guardar munio para

    utilizao em armas de eletrochoque.

    III Carregador: dispositivo composto por uma base e um cabo de

    alimentao, desenvolvido especificamente para recarregar bateria

    de energia utilizada pela arma de eletrochoque.

    IV Cabo de conexo: cabeamento que interliga a arma de eletro-

    choque a um computador, visando a transferncia de dados da arma

    para o computador.

    Art. 8 - O porte a autorizao concedida ao Guarda Municipal de

    Betim, quando em servio, de portar e utilizar arma de eletrochoque,

    em caso de necessidade, sendo observado o uso progressivo da fora.

    Art. 9 - O porte do armamento de eletrochoque est condicionado a:

    I - prvia habilitao tcnica, aps aprovao em treinamento espec-

    fico no curso de emprego de tecnologias no letais;

    II - Autorizao e liberao da arma de eletrochoque pelo Coman-

    dante da Guarda Municipal de Betim;

    III - O porte permanente da arma de eletrochoque, poder ser autori-

    zado pelo Comandante da Guarda Municipal de Betim, quando hou-

    ver disponibilidade de equipamentos e for constatada a necessidade.

    1 - A autorizao e liberao do armamento de eletrochoque pode-

    r ser suspensa ou cancelada, pelo Comandante da Guarda Municipal

    de Betim, quando o Guarda Municipal for avaliado como inapto tem-

    porariamente e / ou permanentemente;

    2 - A validade do porte fica condicionada validade do curso

    previsto nesta norma.

    Art. 10 O Guarda Municipal, que responda a processo disciplinar

    administrativo, criminal, ou ainda que receba qualquer sano disci-

    plinar poder ter o seu porte suspenso ou cassado, pelo Comandante

    da Guarda Municipal durante o perodo em que perdurar o processo

    e/ou a sano aplicada, de forma fundamentada.

    1 - Cessando o perodo das restries, o Guarda Municipal, dever

    requerer em formulrio especfico, dirigido ao Comandante da Guar-

    da Municipal, nova autorizao para porte de arma de eletrochoque.

    Art. 11 - A utilizao de arma de eletrochoque ser admitida somente

    quando a ao do suspeito for agressiva, ou de resistncia ativa, ou

    quando os Guardas Municipais utilizarem todos os meios preceden-

    tes de uso progressivo da Fora, e estes se mostrarem ineficientes.

    Ficando condicionado o seu uso:

    I Utilizao com moderao e de forma proporcional ameaa e ao

    objetivo legtimo a ser alcanado;

    II Busca pela preveno, e/ou, reduo de danos e leses, preser-

    vando a vida humana;

    III Assegurar a prestao de pronto e integral socorro ao suspeito

    que perceba os efeitos da arma de eletrochoque;

    IV Comunicao imediata da ocorrncia envolvendo utilizao de

    equipamentos no letais ao superior hierrquico.

    Art. 12 - O Guarda Municipal dever levar em considerao as

    aes, a capacidade de resistncia e idade do ofensor, seguindo os

    princpios de Legalidade, Necessidade, Convenincia, Moderao

    e Proporcionalidade, a fim de caracterizar o uso legtimo da fora.

    Art. 13 - A arma de eletrochoque dever ser utilizada em pessoa com

    comportamento potencialmente perigoso, para evitar que o agressor

    se machuque, para manter a ordem em situaes de manifestao

    agressiva e para proteger o Guarda Municipal ou terceiros de riscos

    de ferimentos ou morte.

    Art. 14 - A rea a ser atingida no suspeito aps o disparo da arma

    de eletrochoque deve ser preferencialmente no centro do corpo, em

    grandes reas musculares. A cabea, a face e o pescoo devero ser

    evitados.

    Art. 15 - A arma de eletrochoque no deve ser utilizada como ele-

    mento de punio. Ao realizar procedimentos de abordagens e buscas

    pessoais devero ser observadas as normas de segurana; utilizando

    as tcnicas para as abordagens. Para no atingir pessoas inocentes

    e pares, sempre utilizar as armas travadas visando evitar disparos

    acidentais.

    Art. 16 - O Guarda Municipal que pretende utilizar a arma de ele-

    trochoque deve notificar seus parceiros que far o uso. Dever falar

    bem

    alto e claro que ir disparar. Este aviso s poder ser feito se isto

    no colocar em situao de perigo qualquer civil, Guarda Municipal

    ou o agressor.

    Art. 17 - Em caso de emprego da arma e/ou cartucho da arma de

    eletrochoque, alm da documentao operacional pertinente, dever

    ser preenchido pelo GM o relatrio de disparo.

    Art. 18 - Situaes que justificam a utilizao da arma de eletrocho-

    que como forma de contato:

    I - Quando o cartucho no funcionar corretamente;

    II - Quando 01(um) ou 02 (dois) dardos no atingir(em) o suspeito;

    III - Quando a distncia do Guarda Municipal em relao ao suspeito

    for muito pequena;

    IV - Quando o Guarda Municipal errar o disparo;

    V - Quando romper 01 (um) ou os 02 (dois) fios preso(s) aos dardos.

    Art. 19 - Situaes em que deve ser evitada a utilizao da Pistola de

    Condutividade Eltrica:

    I - Em qualquer situao envolvendo lquidos e/ou gases inflam-

    veis, devido presena de centelha eltrica e conduo de energia

    que poder ocorrer um incndio;

    II - Em aes de controle de distrbios civis, pois este tipo de arma-

    mento serve para conter indivduos isoladamente e no em grupos,

    por

    conta do seu poder de ao, bem como no se deve combinar o uso

    de agentes qumicos inflamveis com a Pistola de Condutividade

    Eltrica;

    III - Veculos em movimento, pois o mesmo poder ficar desgoverna-

    do, ocasionando outros acidentes de trnsito; no ser possvel fazer

    a conteno do indivduo; o indivduo poder ser atingido em regies

    corporais de risco;

    IV - Em indivduos montados em cavalos, durante a queda, o indiv-

    duo poder sofrer uma grave leso ou mesmo perder a vida;

    V - Em indivduos posicionados em rvores, muros, beiradas de la-

    jes, ou quaisquer outros locais com altura considervel em relao ao

    solo, pois durante a queda, o indivduo poder sofrer uma grave leso

    ou mesmo perder a vida;

    VI - pessoas idosas, gestantes, crianas ou deficientes fsicos, pois,

    em indivduos que apresentem estas restries, o efeito da queda po-

    der ser fatal;

    VII - Em locais prximos a meios lquidos, pois, durante os efeitos

    da Pistola de Condutividade Eltrica, o indivduo poder se afogar

    caso no exista uma equipe de apoio pronta para resgat-lo;

    VIII - Em locais onde exista risco de exploso, como regio indus-

    trial, e postos de combustveis, devido ao alto poder inflamvel dos

    produtos perigosos utilizados nestas fbricas ou dos combustveis

    nos postos de abastecimento;

    IX - Em ocorrncias de crise onde o agressor esteja utilizando l-

    quidos corrosivos como instrumento de ameaa. Devido ao espasmo

    proporcionado pela arma de eletrochoque, onde este poder arremes-

    sar ou derramar o lquido sobre si ou sobre uma possvel vtima;

    X - Em ocorrncias de crise onde o agressor esteja utilizando lqui-

    dos inflamveis como instrumento de ameaa. Devido ao espasmo

    proporcionado pela arma de eletrochoque, onde este poder arremes-

    sar ou derramar o lquido sobre si ou sobre uma possvel vtima,

    podendo ocorrer um incndio;

    XI - em ocorrncias de crise onde o agressor esteja utilizando subs-

    tncias explosivas como instrumento de ameaa. Devido condu-

    tividade eltrica do armamento, que poder ocasionar detonao

    do explosivo;

    XII Em situaes em que o agressor se encontre com armas bran-

    cas, ou armas de fogo. Devido ao espasmo proporcionado pela

    arma de eletrochoque, que poder colocar em risco a integridade

    fsica do agressor e de terceiros;

    Art. 20 - Compete Seo Logstica da Guarda Municipal:

    I - O recebimento, a guarda, o controle, a distribuio e o acautela-

    mento do armamento e acessrios da arma de eletrochoque;

    II Manter registro dos cartuchos de cada Guarda Municipal e atua-

    liz-lo duas vezes ao ano;

    III Manter registro contendo o histrico do uso de cada arma de

    eletrochoque.

    Art. 21 - O Guarda Municipal, no incio de sua jornada de trabalho

    receber a arma de eletrochoque, devendo inspecion-la e realizar o

    teste de centelha com a arma apontada para o teto em um ngulo de

    180 (cento e oitenta graus).

    Art. 22 - A manuteno da arma de eletrochoque, bem como seus

    acessrios, dever ser realizada pelo Guarda Municipal escalado no

    setor de intendncia, seguindo normas operacionais padronizadas,

    RGO OFICIALATOS DO EXECUTIVOTERA-FEIRA 16 DE DEZEMBRO DE 2014

    3

    CIRCULAO NAS TERAS, QUINTAS E SBADOS. VERSO ONLINE NO SITE WWW.BETIM.MG.GOV.BR - INFORMAES SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAO (31) 3539-4606

  • RGO OFICIALATOS DO EXECUTIVO E LEGISLATIVO TERA-FEIRA 16 DE DEZEMBRO DE 2014

    4

    CIRCULAO NAS TERAS, QUINTAS E SBADOS. VERSO ONLINE NO SITE WWW.BETIM.MG.GOV.BR - INFORMAES SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAO (31) 3539-4606

    conforme instruo normativa interna editada pelo comandante da

    Guarda Municipal de Betim.

    Art. 23 - A utilizao de espargidor de Gs Pimenta ser admitida

    somente quando a ao do suspeito for agressiva ou de resistncia

    ativa, ou quando os Guardas Municipais utilizarem todos os meios

    precedentes de uso progressivo da Fora, e estes se mostrarem inefi-

    cientes. O uso do espargidor de Gs Pimenta ficar condicionado a:

    I - Utilizao com moderao e de forma proporcional ameaa e ao

    objetivo legtimo a ser alcanado;

    II - Busca pela preveno e/ou reduo de danos e leses, preservan-

    do a vida humana;

    III - Assegurar a prestao de pronto e integral socorro ao suspeito

    que perceba os efeitos do Gs Pimenta;

    IV - Comunicao imediata da ocorrncia envolvendo utilizao de

    equipamentos no letais ao superior hierrquico.

    Art. 24 - O Guarda Municipal que pretende utilizar o espargido de

    gs pimenta deve notificar seus parceiros que far o uso. Este aviso

    s poder ser feito se isto no colocar em situao de perigo qualquer

    civil, Guarda Municipal ou o agressor.

    Art. 25 O guarda Municipal dever evitar a utilizao de Gs Pi-

    menta nas seguintes situaes:

    I - Pessoas idosas, gestantes, crianas ou deficientes fsicos;

    II Em locais fechados e de pouca circulao de ar;

    III Em unidades de sade;

    IV - Em ameaas envolvendo armas de fogo.

    Art. 26 - O Guarda Municipal que utilizar de forma indevida as

    armas de condutividade eltrica e os espargidores de gs pimenta,

    estar sujeito a Processo Administrativos Disciplinar, conforme Lei

    Municipal n. 5343/12 (Estatuto da Guarda Municipal de Betim),

    bem como demais legislaes vigentes.

    Art. 27 - O Guarda Municipal poder ser responsabilizado Penal-

    mente, Civilmente e Administrativamente, quando comprovado dolo

    ou culpa em ao que reste comprovado excesso na atuao.

    Art. 28 - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicao.

    Art. 29 - Revogam-se as disposies em contrrio.

    Prefeitura Municipal de Betim, 12 de dezembro de 2014.

    Robson Magno Nunes Siqueira

    Comandante da GM

    CEL. Evandro Teofilo Elias

    Superintende de Segurana Pblica

    Elzilandy Aparecida Soares

    Secretaria Municipal de Governo

    CONSRCIO INTERMUNICIPAL DE SADE DO MDIO PARAOPEBA-CISMEP

    Consrcio Intermunicipal de Sade do Mdio Paraopeba - CISMEP.

    Extrato do 3 TA ao Contrato n 20/2013, oriundo ao Processo Ad-

    ministrativo de Compras n 044/2013, Convite n 001/2013, cujo

    objeto a prestao de servios com aquisio de ar condicionado

    e peas para remanejamento de condicionadores de ar. O objeto do

    termo aditivo a prorrogao do prazo contratual, no que tange aos

    servios continuados, por mais um perodo de 06 (seis) meses, sem

    qualquer acrscimo ao valor contratual. Empresa contratada: Climar

    Sistemas de Climatizao Ltda. - EPP. Signatrios: Joo Luiz Teixei-

    ra Secretrio Executivo CISMEP e representante da contratada. Data

    de assinatura do instrumento 12/12/2014. A ntegra do instrumento

    se encontra disponvel para consulta na Coordenadoria Administra-

    tiva do CISMEP, com endereo na Rua So Jorge, n 135, Bairro

    Brasilia, Betim (MG), no horrio de 10 s 16 horas. Maiores infor-

    maes, telefone (031) 2571-3026.

    Consrcio Intermunicipal de Sade do Mdio Paraopeba - CISMEP.

    Extrato do 3 (Terceiro) Termo Aditivo ao Contrato n 020/2013,

    oriundo ao Processo Administrativo de Compras n 044/2013, Lici-

    tao Convite n 001/2013, cujo objeto contratado Contratao de

    empresa especializada na Prestao de Servios com aquisio de ar

    condicionado e peas para remanejamento de condicionadores de ar.

    O objeto do Termo Aditivo Prorrogao do prazo do Contrato, por

    um perodo de 6 (seis) meses. Contratada: Climar Sistemas de Cli-

    matizao Ltda. EPP. Signatrios: Joo Luiz Teixeira Secretrio Exe-

    cutivo - CISMEP e representante da contratada. A ntegra do instru-

    mento se encontra disponvel para consulta no site do Cismep: www.

    cismep.com.br Maiores informaes, telefone (031) 3532-3066.

    Consrcio Intermunicipal de Sade do Mdio Paraopeba - CISMEP.

    Extrato do Contrato n 41/2014, oriundo do Prego Eletrnico para

    Registro de Preos n 249/2014,

    Ata de Registro de Preos n243/2014 da Secretaria de Planeja-

    mento e Gesto do Estado de Minas Gerais- SEPLAG, Processo

    Administrativo de Compras n 074/2014, cujo objeto contratado

    Contratao de Empresa Especializada na Prestao de Servios de

    Consultoria de impresso e reprografia, com assistncia tcnica e

    manuteno corretiva, preventiva e especializada, reposio de ecas

    e insumos, incluindo a instalao, configurao, operao, manuten-

    o, assistncia tcnica e fornecimento de equipamentos e insumos.

    Prazo de vigncia de 36 (Trinta e seis) meses. Empresa contratada:

    AMC Informtica LTDA.. Signatrios: Joo Luiz Teixeira Secretrio

    Executivo CISMEP e representante da contratada. Data de assinatura

    do instrumento 07/11/2014. A ntegra do instrumento se encontra dis-

    ponvel para consulta na Superintendncia Operacional do CISMEP,

    com endereo na Rua Crsega, n 318, Bairro Arquiplago Verde,

    Betim (MG), no horrio de 10 s 16 horas. Maiores informaes,

    telefone (031) 3532-3066.

    CISMEP Consrcio Intermunicipal de Sade do Mdio Paraopeba.

    Julgamento do Prego Presencial n 114/2014 - PAC n 175/2014

    Objeto: Registro de preos para futura e eventual aquisio de me-

    dicamentos. Foram julgadas vencedoras as empresas:

    ACCIA COMERCIO DE MEDICAMENTOS LTDA. nos lotes

    27 e 52; AGLON COMERCIO E REPRESENTAO LTDA. nos

    lotes 20, 54 e 55; ALFALAGOS LTDA. nos lotes 19, 25, 29 e

    48; BH FARMA COMERCIO LTDA nos lotes 35, 36 e 37; BIO-

    MIG MATERIAL MEDICO HOSPITALAR LTDA. no lote 03;

    CRISTLIA PROD. QUMICOS FARMACEUTICOS LTDA. no

    lote 53; COSTA CAMARGO COMERCIO DE PROD. HOSPITA-

    LARES LTDA. nos lotes 14, 21, 22, 34, 47 e 50; HELP FARMA

    PROD. FARMACEUTICOS LTDA nos lotes 06, 07, 08 e 13; MED

    CENTER COMERCIAL LTDA nos lotes 56 e 57; NOVARTIS

    BIOCIENCIAS S.A. nos lotes 15, 16, 40 e 42; PRATI DONADU-

    ZZI & CIA LTDA. nos lotes 28, 39, 43 e 45; PROMEFARMA REP.

    COMERCIAIS LTDA. nos lotes 02, 10, 12, 32, 38 e 41; SOLU-

    MED DIST. DE MEDICAMENTOS E PRODUTOS PARA SADE

    LTDA. nos lotes 04, 05, 17, 18 e 51; Os lotes 01, 09, 11, 23, 24,

    33, 44 e 49 restaram desertos. Os lotes 26, 30 e 46 restaram fra-

    cassados, e o lote 31 foi anulado. A ata est disponvel na ntegra

    no site do CISMEP www.cismep.com.br. O processo fica com vistas

    franqueadas aos interessados. O pregoeiro 15/12/2014.

    Rua So Jorge, 135, Bairro Brasilia, Betim/MG CEP 32600-284, Fone/fax: (31) 2571-3026

    www.cismep.com.br

    RESOLUO n 83/2014 Abre Crdito Suplementar no valor de R$ 3.369.652,70 nas dotaes do Cismep Carlaile de Jesus Pedrosa, Presidente e Joo Luiz Teixeira, Secretrio Executivo do Consrcio Intermunicipal de Sade do Mdio Paraopeba - CISMEP, no uso das atribuies que lhe so conferidas pelo Contrato do Consrcio, pelo art. Art. 7 da Lei Federal n 4.320/1964, pela Resoluo 36, de 30 de julho de 2014; RESOLVEM: Art. 1 Fica aberto Crdito Suplementar no valor de R$ 3.369.652,70 (trs milhes, trezentos e sessenta e nove mil, seiscentos e cinquenta e dois reais e setenta centavos) as seguintes dotaes do Cismep. rgo 1 Cismep Consrcio Intermunicipal de Sade do Mdio Paraopeba. Unidade 01 Recursos Prprios Sub-Unidade 00 Recursos Prprios 1.01.00.10.302.003.2.0002-3.3.90.39 Atend. Ambulatorial 3.369.652,70 Total da Sub. Unidade 00 3.369.652,70 Total Unidade 01 3.369.652,70 Total Geral 3.369.652,70 Art. 2 Para atender o que prescreve o artigo anterior, ser utilizado como fonte de recurso: Excesso de Arrecadao. Art. 3 Esta Resoluo entra em vigor na data de sua assinatura. Betim MG, 11 de dezembro de 2014. Joo Luiz Teixeira Secretrio Executivo do Cismep Carlaile de Jesus Pedrosa Presidente do Cismep

    FUNDAO ARTSTICO-CULTURAL DE BETIM-FUNARBE

    FUNDAO ARTSTICO-CULTURAL DE BETIM FUNARBE

    Retificam-se as publicaes realizadas no rgo Oficial n. 1029 de

    29/11/2014 pgina 6 e rgo Oficial n. 1030 de 02/12/2014 pgina

    6; que passam a ser como se segue: Extrato 2 Termo aditivo ao

    convnio firmado entre a FUNARBE e Misso Ramacrisna, referente

    ao PA n 050/2013. Objeto: renovao por igual prazo e o valor do

    convnio firmado em 02/01/2014 c/c 1 Termo Aditivo firmando em

    09/07/2014, conforme artigos 57 II e 65 1 c/c artigo 116 da Lei

    Federal n 8.666/93 e legislao em vigor. Valor: Com a supresso

    de 15,53% o valor anual do convnio passa a ser R$2.710.445,05.

    Vigncia: incio em 02/01/2015 e trmino em 31/12/2015. Data da

    assinatura: 27/11/2014. Cllia Patrcia Figueiredo Coura Horta

    Presidente interina.

    A presidente interina da FUNARBE ratifica o PAC 202/2014 Ine-

    xigibilidade de Licitao 114/2014, com fundamento no art.25, III,

    da Lei 8666/93. Betim, 28/11/2014. Cllia Patrcia Figueiredo Coura

    Horta Presidente interina.

    Extrato do contrato, PAC 202/2014, entre a FUNARBE e Joo Pe-

    dro Rodrigues de Andrade. Objeto: realizao de 03 apresentaes

    musicais do Quarteto de Canto a Canto nos dias 13/12/2014 s

    19 horas na Regional Icaivera, no dia 14/12/2014 s 10 horas na

    Regional Alterosas e no dia 17/12/2014 s 19 horas no Museu Paulo

    Araujo Gontijo em Betim/MG. Dotao oramentria: 2.16.1.13.392

    .0020.2345.33903600.010000. Valor: R$3.720,00 sendo R$1.240,00

    por cada apresentao. Vigncia: a partir da assinatura do contrato e

    trmino em 19/12/2014. Assinatura do contrato: 28/11/2014. Cllia

    Patrcia Figueiredo Coura Horta Presidente interina.

    A presidente interina da FUNARBE ratifica o PAC 203/2014 Ine-

    xigibilidade de Licitao 115/2014, com fundamento no art.25, III,

    da Lei 8666/93. Betim, 05/12/2014. Cllia Patrcia Figueiredo Coura

    Horta Presidente interina.

    Extrato do contrato, PAC 203/2014, entre a FUNARBE e Mauro

    Lcio dos Santos. Objeto: realizao de apresentao musical do

    cantor Maurinho Avelar no dia 12/12/2014 s 20 horas no evento

    Festa de Confraternizao da APROMIV em Betim/MG. Dotao

    oramentria: 2.16.1.13.392.0020.2345.33903600.010000. Valor:

    R$930,00. Vigncia: a partir da assinatura do contrato e trmino em

    15/12/2014. Assinatura do contrato: 05/12/2014. Cllia Patrcia Fi-

    gueiredo Coura Horta Presidente interina.

    CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTNCIA SOCIAL

    RESOLUO CMAS N. 50/2014.

    Aprova doze (12) Planos de Trabalho.

    Considerando os objetivos, princpios e diretrizes da Poltica Nacio-

    nal de Assistncia social, bem como da NOB-SUAS;

    Considerando o que prev o Plano Municipal de Assistncia Social;

    Considerando que metas e programas foram ampliados ou criados no

    decorrer do exerccio;

    Considerando que toda ao da gesto da Poltica Municipal de

    Assistncia Social foi aprovada em conformidade com o regimento

    interno do CMAS.

    O Conselho Municipal de Assistncia Social CMAS Betim, na reu-

    nio da Mesa Diretora Ampliada, realizada em 10/12/2014, no uso da

    competncia que lhe confere a Lei 2858/96 de 15 de maio de 1996 e

    a Lei 3345/2000 de 16 de junho de 2000, resolve:

    Art. 1 Aprovar doze (12) Planos de Trabalho: 1 Ttulo do Pro-

    jeto: Restaurante Popular de Betim Unidade Alterosas. Entidade:

    MISSO RAMACRISNA. Objeto: Manuteno do Restaurante Po-

    pular Unidade Alterosas. Perodo de Execuo: 02 de Janeiro a 31

    de Dezembro de 2015. Valor Total: R$1.006.846,90 (R$634.726,90

    Municpio; R$372.120,00 Receita). 2 Ttulo do Projeto: Res-

    taurante Popular de Betim Unidade Centro. Entidade: MISSO

    RAMACRISNA. Objeto: Manuteno do Restaurante Popular

    Unidade Centro. Perodo de Execuo: Janeiro 2015 a Dezembro

    2015. Valor Total: R$2.878.111,13 (R$1.669.711,13 Municpio;

    R$1.208.400,00 Receita). 3 Ttulo do Projeto: Restaurante

    Popular de Betim Unidade Citrolndia. Entidade: MISSO RA-

    MACRISNA. Objeto: Manuteno do Restaurante Popular Uni-

    dade Citrolndia. Perodo de Execuo: 01 de Janeiro a Dezem-

    bro 2015. Valor Total: R$858.874,75 (R$687.946,75 Municpio;

    R$170.928,00 Receita). 4 Ttulo do Projeto: Restaurante Popular

    de Betim Unidade Imbiruu. Entidade: MISSO RAMACRISNA.

    Objeto: Manuteno do Restaurante Popular Unidade Imbiruu.

    Perodo de Execuo: Janeiro 2015 a Dezembro 2015. Valor Total:

    R$1.375.497,05 (R$880.737,05 Municpio; R$494.760,00 Recei-

    ta). 5 Ttulo do Projeto: Restaurante Popular de Betim Unidade

    PTB. Entidade: MISSO RAMACRISNA. Objeto: Manuteno do

    Restaurante Popular Unidade PTB. Perodo de Execuo: Janeiro

    2015 a Dezembro 2015. Valor Total: R$1.062.178,32 (R$820.138,32

    Municpio; R$242.040,00 Receita). 6 Ttulo do Projeto: Res-

    taurante Popular de Betim Unidade Terespolis. Entidade: MIS-

    SO RAMACRISNA. Objeto: Manuteno do Restaurante Popular

    Unidade Terespolis. Perodo de Execuo: Janeiro 2015 a Dezem-

    bro 2015. Valor Total: R$1.146.193,93(R$785.569,93 Municpio;

    R$360.624,00 Receita). Mercs prope a votao dos convnios

    dos Restaurantes Populares, sendo aprovados. 7 Ttulo do Projeto:

    Instituio de Acolhimento Casa de Passagem. Entidade: PONTO

    DE CONTACTO NOVA CANA PROMOO BEM ESTAR SO-

    CIAL. Objeto: Convnio para repasse de recursos financeiros ao se-

    gundo convenente, provenientes do Fundo Municipal de Assistncia

    Social FMAS, do Fundo Nacional de Assistncia Social - FNAS e

    do Fundo Estadual de Assistncia Social FEAS para manuteno

    de 01 (uma) Unidade de Acolhimento Institucional / Casa de Passa-

    gem para garantir o atendimento de crianas e adolescentes de ambos

    os sexos na faixa etria de 0 a 17anos, 11 meses e 29 dias, em situa-

    o de risco pessoal e social, vtimas de violncia, que estejam com

    os seus direitos violados, cujos vnculos familiares e comunitrios

    rompidos, aqueles que se encontram em referncia e/ou em situao

    de ameaa, necessitando ser retirados de seu ncleo familiar e/ou co-

    munitrio, atravs da aplicao da medida protetiva para acolhimen-

    to institucional, aplicada pelas autoridades competentes, em carter

    emergencial, de acordo com as Orientaes Tcnicas: Servio de

    Acolhimento para Crianas e Adolescentes. Perodo de Execuo:

    Janeiro de 2015 a Dezembro de 2015 (4 Termo Aditivo). Valor To-

    tal: R$803.205,26 (R$163.071,07 Municpio / R$117.000,00 Es-

    tado / R$420.000,00 Unio / Saldo Remanescente: R$103.134,19).

    Mercs prope a votao do mesmo, sendo aprovado. 8 Ttulo do

    Projeto: Instituio de Acolhimento Crianas. Entidade: PONTO

    DE CONTACTO NOVA CANA PROMOO BEM ESTAR SO-

    CIAL. Objeto: Acolhimento institucional para crianas em situao

    de risco pessoal e social (abandono, violncia fsica, psicolgica gra-

    ve), com vnculos familiares fragilizados e/ou rompidos, do munic-

    pio de Betim. Perodo de Execuo: Janeiro de 2015 a Dezembro

    de 2015 (6 Termo Aditivo). Valor Total: R$346.859,04 (Municpio).

    Mercs prope a votao do mesmo, sendo aprovado. 9 Ttulo do

    Projeto: Instituio de Acolhimento CASA ALEGRIA - Meninos.

    Entidade: PONTO DE CONTACTO NOVA CANA PROMOO

    BEM ESTAR SOCIAL. Objeto: Acolhimento institucional para

    crianas em situao de risco pessoal e social (violncia fsica, psi-

    colgica grave e abandono), com vnculos familiares fragilizados e/

    ou rompidos, do municpio de Betim. Perodo de Execuo: Janei-

    ro de 2015 a Dezembro de 2015 (6 Termo Aditivo). Valor Total:

    R$475.703,83 (Municpio). Mercs prope a votao do mesmo,

    sendo aprovado. 10 Ttulo do Projeto: Instituio de Acolhimen-

    to - Meninas. Entidade: PONTO DE CONTACTO NOVA CANA

    PROMOO BEM ESTAR SOCIAL. Objeto: Acolhimento insti-

    tucional para crianas e adolescentes em situao de risco pessoal e

    social (violncia fsica, psicolgica grave e abandono), com vnculos

    familiares fragilizados e/ou rompidos, do municpio de Betim. Pe-

    rodo de Execuo: Janeiro de 2015 a Dezembro de 2015 (6 Termo

    Aditivo). Valor Total: R$692.023,60 (Municpio). Mercs prope a

    votao do mesmo, sendo aprovado. 11 Ttulo do Projeto: Ancia-

    nato Maria Nunes. Entidade: SOCIEDADE ESPRITA MARIA NU-

    NES. Objeto: Convnio para manuteno de Instituio de Longa

    Permanncia para idosos. Perodo de Execuo: Dezembro de 2014

    a Dezembro de 2015 (2 Termo Aditivo). Valor Total: R$467.821,43

    (Municpio). Soraia informa que houve alguns problemas com esse

    convnio, inclusive o assunto foi discutido no CMAS. Informa ainda

    que a entidade conseguiu se adequar s necessidades apresentadas na

    prestao de contas e foi feita uma readequao do plano de trabalho.

    Mercs prope a votao do mesmo, sendo aprovado. 12 - Ttulo

    do Projeto: Projeto Scio Educativo de Fortalecimento dos Vnculos

    Familiares e Comunitrios da Populao Idosa de Betim. Entidade:

    ASSOCIAO DE PROTEO A MATERNIDADE, INFNCIA

    E VELHICE APROMIV. Objeto: Projeto Scio Educativo de For-

    talecimento dos Vnculos Familiares e Comunitrios da Populao

    Idosa de Betim. Perodo de Execuo: Janeiro de 2015 a Dezembro

    de 2015 (3 Termo Aditivo). Valor Total: R$305.179,90 (Municpio).

    Soraia informa que esse convnio ter um recurso federal, mas ainda

    no foi estipulado; contudo o valor total no ser alterado.

    Art. 2 Esta resoluo entra em vigor em 10/12/2014.

    Betim, 11 de dezembro de 2014.

    MARIA DAS MERCS NEVES DE ALMEIDA

    Presidente do CMAS

    CMARA MUNICIPAL DE BETIM

    Cmara Municipal de Betim - CMB - PAC 79/2014 Concorrncia

    04/2014. Objeto: prestao de servios de vigilncia desarmada. A

    Comisso Permanente de Licitao - CPL comunica aos interessa-

    dos que a reunio de abertura de proposta comercial do processo

    em epgrafe ser realizada s 14 horas do dia 17/12/2014, na sala

    de licitaes da CMB, Rua Rio de Janeiro, 330, 2 andar, Centro,

    Betim-MG. Jefferson Matos Batista Presidente da CPL-CMB.

    SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES

    Secretaria Municipal de Esportes

    Processo Seletivo Simplificado N 005/2014

    Projeto Bola Pr-Frente

    Relao de Inscritos Cargo: Coordenador de Projeto 01 Lidiane Maciel de Rezende Fagundes 02 Risoleta Santiago de Melo Silva 03 Robrio Fernandes dos Santos 04 Deyvisson Osvaldo de Oliveira

    Cargo: Educador Fsico 01 Josiane Faria Ferreira 02 Irineu Freitas Felipe

    Betim, 15 de dezembro de 2014

  • RGO OFICIALATOS DO EXECUTIVO TERA-FEIRA 16 DE DEZEMBRO DE 2014

    5

    CIRCULAO NAS TERAS, QUINTAS E SBADOS. VERSO ONLINE NO SITE WWW.BETIM.MG.GOV.BR - INFORMAES SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAO (31) 3539-4606

    SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTNCIA SOCIAL

  • RGO OFICIAL ATOS DO EXECUTIVO TERA-FEIRA 16 DE DEZEMBRO DE 2014

    6

    CIRCULAO NAS TERAS, QUINTAS E SBADOS. VERSO ONLINE NO SITE WWW.BETIM.MG.GOV.BR - INFORMAES SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAO (31) 3539-4606

  • RGO OFICIALATOS DO EXECUTIVOTERA-FEIRA 16 DE DEZEMBRO DE 2014

    CIRCULAO NAS TERAS, QUINTAS E SBADOS. VERSO ONLINE NO SITE WWW.BETIM.MG.GOV.BR - INFORMAES SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAO (31) 3539-4606

    7

  • RGO OFICIALATOS DO EXECUTIVOTERA-FEIRA 16 DE DEZEMBRO DE 2014

    CIRCULAO NAS TERAS, QUINTAS E SBADOS. VERSO ONLINE NO SITE WWW.BETIM.MG.GOV.BR - INFORMAES SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAO (31) 3539-4606

    8