Click here to load reader

Orientações Gerais para a elaboração de material didático ... · PDF file ELABORAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO IMPRESSO PARA ... Passo a passo do Ambiente Virtual de ... promover

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Orientações Gerais para a elaboração de material didático ......

ELABORAO DE MATERIAL DIDTICO IMPRESSO PARA PROGRAMASELABORAO DE MATERIAL DIDTICO IMPRESSO PARA PROGRAMAS

DE FORMAO A DISTNCIA: ORIENTAES AOS AUTOREDE FORMAO A DISTNCIA: ORIENTAES AOS AUTORES

Conhecer no um ato isolado, individual. Conhecer envolveintercomunicao, intersubjetividade. por meio dessa intercomunicao

mediada pelos objetos a serem conhecidos que os homens mutuamente seeducam, intermediados pelo mundo real.

Paulo Freire

Equipe da Coordenao Pedaggica Equipe da Coordenao Pedaggica Cleide Leito

Gustavo FigueiredoHenriette dos Santos

Maria Leonor LealMarisa Teixeira

Sheila NunesSuely Rocha

Valria Fonseca

Ministrio da SadeFundao Oswaldo Cruz

Escola Nacional de Sade PblicaPrograma de Educao a Distncia

EAD/ENSP/FIOCRUZ

1

Rio de JaneiroRio de JaneiroDezembro de 2005Dezembro de 2005

APRESENTAOAPRESENTAO

com grande satisfao que a Coordenao Pedaggica do Programa de Educao a

Distncia, da Escola Nacional de Sade Pblica Sergio Arouca EAD/ENSP apresenta o

documento Elaborao de material didtico impresso para programas de formao a distncia:

orientaes aos autores.

O presente documento, destinado aos grupos de trabalho envolvidos no processo de

produo do material didtico dos diferentes cursos do Programa, integra um conjunto de

muitos outros que a Coordenao vem construindo, dentre os quais destacamos:

Pressupostos do Programa EAD/ENSP; Orientaes para os Coordenadores de Curso; Programa de

formao de tutores; O papel do tutor no ensino a distncia; Passo a passo do Ambiente Virtual de

Aprendizagem - AVA.

Todas essas produes esto sendo desenvolvidos com a finalidade de discutir a

qualidade na ao dos atores envolvidos nos processos de planejamento, construo,

execuo e avaliao dos programas de formao a distncia.

Equipe de Coordenao Pedaggica

Programa de Educao a Distncia EAD

2

I. INTRODUOI. INTRODUO

O avano no campo das tecnologias da informao e da comunicao, iniciado na

segunda metade do sculo passado e impulsionado pelo desenvolvimento acelerado de

novos instrumentos e recursos da informtica, tem causado grande impacto em todos os

mbitos da atividade humana: na cultura, na economia, nos meios de comunicao, na

gesto de empresas, na direo dos servios pblicos e no funcionamento do sistema

poltico.

A anlise do uso dessas tecnologias, nos diversos mbitos, e as transformaes

profundas que elas imprimem so a chave para compreender as caractersticas marcantes da

sociedade atual e para desenvolver, de forma competente, qualquer atividade profissional.

No campo da Educao, a conexo promovida por essas tecnologias, entre os

diversos sistemas sociais, econmicos, polticos e culturais nos impulsiona a superar as

barreiras disciplinares tradicionais, integrando diversas perspectivas tericas, ferramentas

metodolgicas e experincias profissionais.

O Programa de Educao a Distncia, da Escola Nacional de Sade Pblica Sergio

Arouca EAD/ENSP uma iniciativa estratgica de formao e qualificao em sade,

que oferece oportunidades de alto nvel aos profissionais, de forma integrada ao seu

processo de trabalho. Com isso, visa colaborar para a construo e consolidao do Sistema

nico de Sade SUS com mais eficcia, eficincia e eqidade, fundamentando-se em trs

dimenses interdependentes: o material didtico, o sistema de gesto acadmica e a

tutoria/orientao da aprendizagem.

Este documento tem como objetivo orientar o desenvolvimento de parte de uma

dessas trs dimenses a do material didtico impresso , estabelecendo princpios para a

sua construo pelos autores e garantindo a uniformidade da poltica pedaggica e da

filosofia educacional adotada pelo EAD/ENSP.

Podemos afirmar que o sucesso de um curso a distncia diretamente proporcional

sua qualidade pedaggica. E no caso especfico dos materiais didticos impressos de que

trata este documento compreendemos a qualidade pedaggica no s no sentido da forma,

do contedo e do alcance dos objetivos, mas, fundamentalmente, na possibilidade de

utilizao de materiais interativos, estimulantes, compreensveis e atraentes.

3

Os ambientes de aprendizagem a distncia, compostos pelas diversas mdias

material impresso, udio-visual, CD-Rom etc. , precisam favorecer o desenvolvimento do

conhecimento interdisciplinar, da intuio e da criatividade.

II. PRESSUPOSTOS TERICO-CONCEITUAISII. PRESSUPOSTOS TERICO-CONCEITUAIS

O referencial poltico-pedaggico adotado pelo EAD/ENSP fundamenta-se nos

princpios bsicos do construtivismo, cuja premissa essencial a de que o indivduo agente

ativo de seu prprio conhecimento. Isto , ele constri significados e define sentidos de

acordo com a representao que tem da realidade, a partir de suas experincias e vivncias

em diferentes contextos.

Estas representaes sobre a realidade, no entanto, esto constantemente abertas a

mudanas e suas estruturas formam as bases sobre as quais novos conhecimentos so

construdos.

Esse pressuposto assume a perspectiva de que o processo de formao tem como eixo

fundamental o pensamento crtico e produtivo, e parte do conceito de atividade consciente,

em que a ao intencional do aluno, na resoluo de problemas do mundo real, em diversas

instncias tcnica, interpessoal, poltica, social etc. construda a partir de uma enorme

gama de conhecimentos e metodologias que ele articula, mobiliza e usa, quando se depara

com um problema que precisa ser resolvido no exerccio de sua atividade.

O programa de formao a distncia da EAD/ENSP desenvolvido em um ambiente

de interao que busca oferecer uma srie de materiais e atividades: textos bsicos, listas,

fruns, exerccios, situaes-problema geradas a partir do contexto e do processo de trabalho

do aluno. Portanto, um programa de educao a distncia em sade, com o uso de redes,

deve ser compreendido como um novo paradigma para a organizao social de um campo de

conhecimentos e prticas com perspectivas de formao, intercmbios de experincias, acesso

a materiais e informaes.

Configura-se, assim, como um espao aberto, permitindo a participao ativa de todos

os seus integrantes em condies de igualdade, migrando-se, progressivamente, da noo de

curso (pontual) para a de programa de formao, estruturado em unidades de

aprendizagem/mdulos que possibilitam ao aluno estabelecer sua trajetria, baseado na

realidade de seu processo de trabalho.

4

O EAD/ENSP assume como prerrogativa, no processo de construo do material

educativo, uma postura descentralizadora e participativa, buscando uma aproximao com a

realidade local vivenciada pelos alunos/profissionais. Compreendemos que, ao estabelecer

uma relao de informalidade e cordialidade, estamos estimulando e favorecendo o processo

de construo coletivo e possibilitando a construo de materiais didticos com uma

concepo interdisciplinar, que busca personalizar os estudos a partir de casos, relatos de

experincias e exemplos contextualizados em termos geogrficos, e no somente o

conhecimento cientfico clssico. Na educao a distncia, o material didtico assume o

papel de fio condutor, j que organiza o desenvolvimento e a dinmica de todo o processo

de ensino-aprendizagem.

No desenvolvimento de materiais didticos pelos autores, a interdisciplinaridade

pode ser alcanada na apresentao de problemas reais enfrentados pelos alunos em seu

cotidiano e no desenvolvimento do seu processo de trabalho. exatamente na resoluo de

problemas concretos, oriundos da vida real, que as diversas disciplinas interagem entre si e

possibilitam ao aluno o desenvolvimento de novas competncias profissionais.

, portanto, um desafio, oferecer metodologias que estimulem a busca de novos

conhecimentos pelo aluno. Nesta perspectiva, o material didtico no precisa conter todos os

contedos e todas as possibilidades de aprofundamento da informao oferecida, j que a

lgica de organizao enciclopdica dos conhecimentos vem perdendo fora a cada dia em

nossa sociedade, uma vez que as tecnologias de comunicao e de informao possibilitam

acesso rpido e difuso a contedos de alta qualidade.

Deste modo, mais importante que ofertar todos os contedos de um curso em seu

material didtico, oferecer aportes tericos e estratgias metodolgicas, em uma

perspectiva interativa, que motive o aluno busca de conhecimentos e o estimule a resolver

as estratgias pedaggicas, possibilitando, assim, o desenvolvimento de competncias

profissionais.

IV. ORIENTAES GERAISIV. ORIENTAES GERAIS

Procurando subsidiar, de modo mais especfico, a produo de material didtico

impresso destinado aos programas de formao a distncia promovidos pela EAD/ENSP,

destacamos algumas orientaes relacionadas aos seguintes aspectos:

- objetivos do material didtico

- Termo de Referncia

- princpios pedaggicos

5

- linguagem

- articulao forma-contedo

- abordagem baseada em problemas/c

Search related