of 44 /44
V O JUNHO 20 Valor Referen ORTOPE 014 ncial EDIA

PACOTE ORTOPEDIA - JUNHO 2014 - siteftp.planserv.ba.gov.brsiteftp.planserv.ba.gov.br/Paginas/Documentos/PRESTADOR/INFORMACAO... · ARTROSCOPIA DO JOELHO PARA RECONSTRUÇÃO DO LCA

  • Author
    lycong

  • View
    223

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of PACOTE ORTOPEDIA - JUNHO 2014 -...

Valor Referencial

ORTOPEDIA

JUNHO 2014

Valor Referencial

ORTOPEDIA

JUNHO 2014

Valor Referencial

ORTOPEDIA

Governador do EstadoJAQUES WAGNER

Secretrio da AdministraoEDELVINO DA

COORDENADOR SONIA MAGNLIA COORDENAO DE COORDENAOCRISTIANE MRCIA COORDENAO DR. REYNALDO

EQUIPE EXECUTORADRA. LVIA NERY AUDITORA MDICA DR. MARCOS AUDITOR MDICO DR. REYNALDO COORDENADOR LDICE CONCEIO ARAJOASSESSORIA T

BAHIA Secretaria da AdministraoElaborao Valor referencial Procedimento: E ARTROPLASTIASalvador: SAEB/CGPS, 201 P. 43

Governador do Estado AGNER

Secretrio da Administrao DELVINO DA SILVA GES FILHO

REALIZAO

OORDENADOR GERAL AGNLIA LEMOS DE CARVALHO

OORDENAO DE GESTO DE SADE

OORDENAO RCIA VELOSO DE CARVALHO LOPES

OORDENAO MDICA EYNALDO ROCHA DO NASCIMENTO JUNIOR

XECUTORA ERY FRANCO GUERREIRO COSTA DICA

ARCOS SILVA ARAUJO DICO

EYNALDO ROCHA DO NASCIMENTO JUNIOR OORDENADOR MDICO

LDICE CONCEIO ARAJO TCNICA

BAHIA Secretaria da Administrao Elaborao Valor referencial Procedimento: ORTOPEDIA E ARTROPLASTIA 1 ed. Salvador: SAEB/CGPS, 2014.

1. Elaborao do Valor Referencial: ORTOPEDIA E ARTROPLASTIA/PLANSERV.

2

ORTOPEDIA ARTROSCOPIA

ORTOPEDIA ARTROSCOPIA LANSERV.

1. APRESENTAO ...........................

2. OBJETIVO ..............................................................................................................................

3. JUSTIFICATIVA ...............................................................................................................

4. MATERIAL ..............................................................................................................................

5. MTODO ......................................................................................................................

6. CRITRIOS DE HABILITAO DOS PRESTADORES ....................................................................

7. CONTROLE E AUDITORIA ........................................................................................................

8. ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS ...........................

9. CODIFICAO DO VR E PAGAMENTO DE HONORRIOS MDICOS

10. COMPOSIO DOS VALORES REFERENCIAIS

11.1. ARTROSCOPIA CIRURGICA SIMPLES..........................................................

11.2. ARTROSCOPIA EM TORNOZELO PARA FIXAO DE FRATURAS

11.3. ARTROSCOPIA DO JOELHO PARA RECONSTRUO DO LCA........................

11.4. ARTROSCOPIA EM JOELHO FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS

11.5. ARTROSCOPIA EM JOELHO PARA LUXAO/INSTABILIDADE PATELAR.

11.6. ARTROSCOPIA EM JOELHO COM SUTURA MENISCAL

11.7. ARTROSCOPIA EM COTOVELO FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS

11.8. ARTROSCOPIA DE OMBRO COM RECONSTRUO DOS LIGAMENTOS E/OU MANGUITO

E/OU GLENOIDE...........................................................................................................

11.9. ARTROPLASTIA TOTAL

11.10. ARTROPLASTIA TOTAL DE JOELHO COM PROTESE IMPORTADA

11.11. ARTROPLASTIA DE RESSECO DE QUADRIL (GIRDLESTONE)

11.12.ARTROPLASTIA TOTAL DO QUADRIL INFECTADA COM CIMENTO TRATAMENTO CIRRGICO

11.13. ARTROPLASTIA TRATAMENTO CIRRGICO

MONOPOLAR.................................................................................

11.14. ARTROPLASTIA TOTAL DE QUADRIL PRTESE IMPORTADA........

11.15. ARTROPLASTIA TOTAL DE QUADRIL PRTESE NACIONAL

12. QUADRO GERAL DOS VALOR

NDICE

......................................................................................................................

......................................................................................................

JUSTIFICATIVA ...............................................................................................................

............................................................................................................................

MTODO ......................................................................................................................

CRITRIOS DE HABILITAO DOS PRESTADORES ....................................................................

CONTROLE E AUDITORIA ........................................................................................................

ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS ...........................

CODIFICAO DO VR E PAGAMENTO DE HONORRIOS MDICOS..............................................

COMPOSIO DOS VALORES REFERENCIAIS .............................................................................

ARTROSCOPIA CIRURGICA SIMPLES..........................................................

ARTROSCOPIA EM TORNOZELO PARA FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS

ARTROSCOPIA DO JOELHO PARA RECONSTRUO DO LCA........................................

ARTROSCOPIA EM JOELHO FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS ..................

JOELHO PARA LUXAO/INSTABILIDADE PATELAR.........................

ARTROSCOPIA EM JOELHO COM SUTURA MENISCAL.........................................................

EM COTOVELO FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS ...........................

ARTROSCOPIA DE OMBRO COM RECONSTRUO DOS LIGAMENTOS E/OU MANGUITO

...........................................................................................................

ARTROPLASTIA TOTAL DE JOELHO COM PROTESE NACIONAL...........................................

ARTROPLASTIA TOTAL DE JOELHO COM PROTESE IMPORTADA ................

ARTROPLASTIA DE RESSECO DE QUADRIL (GIRDLESTONE)- TRATAMENTO CIRRGICO

ARTROPLASTIA TOTAL DO QUADRIL INFECTADA COM CIMENTO TRATAMENTO CIRRGICO

3. ARTROPLASTIA TRATAMENTO CIRRGICO - PRTESE PARCIAL DO QUADRIL BIPOLAR OU

MONOPOLAR.................................................................................................................

ARTROPLASTIA TOTAL DE QUADRIL PRTESE IMPORTADA.............................................

TOTAL DE QUADRIL PRTESE NACIONAL..........................

VALORES REFERNCIAIS............................................................

3

........................................................................................... 04

...................................................................................................... 04

JUSTIFICATIVA ....................................................................................................................... 04

............................................................................................................................ 05

MTODO ................................................................................................................................ 05

CRITRIOS DE HABILITAO DOS PRESTADORES .................................................................... 05

CONTROLE E AUDITORIA ........................................................................................................ 05

ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS ........................................

..............................................

06

09 ............................................................................. 12

.............. 12

OSTEOCONDRAIS............... 14

................... 16

............................... 18

............................... 20

........................ 22

........................... 24

ARTROSCOPIA DE OMBRO COM RECONSTRUO DOS LIGAMENTOS E/OU MANGUITO

...........................................................................................................

26

........................................... 28

......................... 30

TRATAMENTO CIRRGICO 32

ARTROPLASTIA TOTAL DO QUADRIL INFECTADA COM CIMENTO TRATAMENTO CIRRGICO 34

PRTESE PARCIAL DO QUADRIL BIPOLAR OU

................................

36

..................................... 38

................................................ 40

.............................................................. 42

VALOR REFERENCIAL EM ORTOPEDIA

1. APRESENTAO

Artroscopia (tambm chamada de

invasivo atravs do qual se examina e, por vezes, se realiza o tratamento dos danos

realizada utilizando um artroscpio, um tipo de

inciso. Os procedimentos artroscpicos podem ser realizados tanto pa

ortopdicos.

Artroplastia o tratamento cirrgico de substituio de uma articulao comprometida pelo osteoartrose

dor persistente, apesar do tratamento medicamentoso e fisioterpico, perda crtica do movimento articular, perda do

estado funcional e qualidade de vida da pessoa ou alteraes biomecnicas compensatrias na articulao com

osteoartrose nas articulaes adjacentes. Atualmente os riscos de bito nesta cirurgia so abaixo de 1%. Este tratamento

cirrgico visa melhorar a capacidade funcional da articulao afetada e a qualidade de vida do paciente, sendo uma

importante etapa do tratamento da osteo

proteses so de 10 a 15 anos.

2. OBJETIVO

Elaborar novos e revisar antigos

Esclarecer e detalhar situaes, ajudando na compreenso e apli

nos setores de auditoria e autorizao.

3. JUSTIFICATIVA

A gesto por pacote constitui-se em mecanismo regulatrio do mercado de sade suplementar que estabelece a

remunerao do prestador de servio de sade

dirias, taxas hospitalares, materiais e medicamentos especiais, alm dos eventos e custos relacionados ao procedimento.

So incontestes as vantagens da formatao de remunerao dos intern

de valor referencial, pois:

Proporciona previsibilidade oramentria;

Partilha os riscos e compromete os envolvidos no processo;

Estimula a racionalizao dos custos na sade;

Evita glosas e divergncias entre op

Agiliza os processos de autorizao, faturamento e cobrana;

Oferece isonomia e equidade na remunerao destes procedimentos;

Corrige o modelo atual e cruel de remunerao, pagando justamente o honorrio mdico e os servio

hospitalares, tirando o foco dos materiais e medicamentos.

ORTOPEDIA

(tambm chamada de cirurgia artroscpica) um procedimento cirrgico

invasivo atravs do qual se examina e, por vezes, se realiza o tratamento dos danos do interior de uma

, um tipo de endoscpio que inserido dentro da articulao atravs de uma pequena

inciso. Os procedimentos artroscpicos podem ser realizados tanto para avaliar como para tratar muitos problemas

Artroplastia o tratamento cirrgico de substituio de uma articulao comprometida pelo osteoartrose

dor persistente, apesar do tratamento medicamentoso e fisioterpico, perda crtica do movimento articular, perda do

estado funcional e qualidade de vida da pessoa ou alteraes biomecnicas compensatrias na articulao com

ticulaes adjacentes. Atualmente os riscos de bito nesta cirurgia so abaixo de 1%. Este tratamento

cirrgico visa melhorar a capacidade funcional da articulao afetada e a qualidade de vida do paciente, sendo uma

importante etapa do tratamento da osteoartrose e deve continuar com um programa de reabilitao

e revisar antigos valores referenciais em CIRURGIA ORTOPDICA;

Esclarecer e detalhar situaes, ajudando na compreenso e aplicao dos valores referenciais, principalmente

nos setores de auditoria e autorizao.

se em mecanismo regulatrio do mercado de sade suplementar que estabelece a

remunerao do prestador de servio de sade em valores globais, estando a contemplados os honorrios mdicos,

dirias, taxas hospitalares, materiais e medicamentos especiais, alm dos eventos e custos relacionados ao procedimento.

So incontestes as vantagens da formatao de remunerao dos internamentos e procedimentos mdicos sob a forma

Proporciona previsibilidade oramentria;

Partilha os riscos e compromete os envolvidos no processo;

Estimula a racionalizao dos custos na sade;

Evita glosas e divergncias entre operadoras, prestadores e mdicos;

Agiliza os processos de autorizao, faturamento e cobrana;

Oferece isonomia e equidade na remunerao destes procedimentos;

Corrige o modelo atual e cruel de remunerao, pagando justamente o honorrio mdico e os servio

hospitalares, tirando o foco dos materiais e medicamentos.

4

endoscpico minimamente

do interior de uma articulao.

que inserido dentro da articulao atravs de uma pequena

ra avaliar como para tratar muitos problemas

Artroplastia o tratamento cirrgico de substituio de uma articulao comprometida pelo osteoartrose que levou a

dor persistente, apesar do tratamento medicamentoso e fisioterpico, perda crtica do movimento articular, perda do

estado funcional e qualidade de vida da pessoa ou alteraes biomecnicas compensatrias na articulao com

ticulaes adjacentes. Atualmente os riscos de bito nesta cirurgia so abaixo de 1%. Este tratamento

cirrgico visa melhorar a capacidade funcional da articulao afetada e a qualidade de vida do paciente, sendo uma

artrose e deve continuar com um programa de reabilitao. A durao das

cao dos valores referenciais, principalmente

se em mecanismo regulatrio do mercado de sade suplementar que estabelece a

em valores globais, estando a contemplados os honorrios mdicos,

dirias, taxas hospitalares, materiais e medicamentos especiais, alm dos eventos e custos relacionados ao procedimento.

amentos e procedimentos mdicos sob a forma

Corrige o modelo atual e cruel de remunerao, pagando justamente o honorrio mdico e os servios

4. MATERIAL

Foram utilizadas as seguintes fontes de pesquisa:

Banco de dados do TOP SADE

Tabela CBHPM 4 Edio

Pesquisa de preos: Cotao, Simpro, Brasndice

Tabela Sinttica Planserv;

Tabela de Procedimentos Mdicos Planserv (que faz referncia tabela AMB 92).

5. MTODO

Foi utilizada a mesma metodologia do projeto VALOR REFERENCIAL, cuja composio segmentada por:

Servios Hospitalares (Dirias, Taxas, Gases): Composta por Dirias Agregadas ou Sintticas, que resumem

a cobrana do conjunto de servios e estrutura da hotelaria e da assistncia. Foi precificada conforme a

nova Tabela Sinttica Planserv;

Honorrios Mdicos: Foi utilizada a tabela

proporcionalizado pela carteira de beneficirios (

SADT: Tabela Planserv de Procedimentos (AMB);

Materiais e Medicamentos:

rede de prestadores;

OPME: Pesquisa de preo, cotao e avaliao sobre preo de compra e venda do mercado.

6. CRITRIOS DE HABILITAO DOS PRESTADORES

Todos os prestadores contratado

Os prestadores que no puderem ou quiserem realizar estes valores referenciais, tero que comunicar

oficialmente ao Planserv, entretanto no podero mais realizar estes procedimentos

Prestadores habilitados, contratados ou referenciados, que no encaminhar

podero se negar a realizar estes procedimentos.

7. CONTROLE E AUDITORIA

O Planserv realizar controle tcnico e administrativo atravs da utilizao d

podendo ser solicitados os seguintes registros:

Relatrio de cirurgia descrevendo a tcnica utilizada com referncia

especiais (legveis);

O Planserv poder realizar pr

O Planserv poder realizar ps

Contato e percia em beneficirio antes e/ou aps os procedimentos;

Acompanhamento intra-operatrio (quando devidamente e previamente acordado com equipe e hospital).

Foram utilizadas as seguintes fontes de pesquisa:

Banco de dados do TOP SADE Planserv;

CFM;

Pesquisa de preos: Cotao, Simpro, Brasndice e informaes do Mercado Suplementar;

Tabela de Procedimentos Mdicos Planserv (que faz referncia tabela AMB 92).

Foi utilizada a mesma metodologia do projeto VALOR REFERENCIAL, cuja composio segmentada por:

Servios Hospitalares (Dirias, Taxas, Gases): Composta por Dirias Agregadas ou Sintticas, que resumem

a cobrana do conjunto de servios e estrutura da hotelaria e da assistncia. Foi precificada conforme a

nova Tabela Sinttica Planserv;

Foi utilizada a tabela CBHPM 4 Edio com banda de +20%.

proporcionalizado pela carteira de beneficirios (80% plano bsico- enfermaria; 2

SADT: Tabela Planserv de Procedimentos (AMB);

Materiais e Medicamentos: Estudos sobre as contas destes procedimentos processadas ao Planserv pela

OPME: Pesquisa de preo, cotao e avaliao sobre preo de compra e venda do mercado.

CRITRIOS DE HABILITAO DOS PRESTADORES

Todos os prestadores contratados por edital de credenciamento na especialidade de

no puderem ou quiserem realizar estes valores referenciais, tero que comunicar

oficialmente ao Planserv, entretanto no podero mais realizar estes procedimentos

Prestadores habilitados, contratados ou referenciados, que no encaminharem ofcio de no aceitao, no

podero se negar a realizar estes procedimentos.

O Planserv realizar controle tcnico e administrativo atravs da utilizao de ferramentas de auditoria mdica,

podendo ser solicitados os seguintes registros:

Relatrio de cirurgia descrevendo a tcnica utilizada com referncia utilizao das prteses e materiais

O Planserv poder realizar pr-auditoria mdica in loco;

O Planserv poder realizar ps-auditoria mdica;

Contato e percia em beneficirio antes e/ou aps os procedimentos;

operatrio (quando devidamente e previamente acordado com equipe e hospital).

5

e informaes do Mercado Suplementar;

Foi utilizada a mesma metodologia do projeto VALOR REFERENCIAL, cuja composio segmentada por:

Servios Hospitalares (Dirias, Taxas, Gases): Composta por Dirias Agregadas ou Sintticas, que resumem

a cobrana do conjunto de servios e estrutura da hotelaria e da assistncia. Foi precificada conforme a

com banda de +20%. Tambm foi

20% plano especial- quarto)

Estudos sobre as contas destes procedimentos processadas ao Planserv pela

OPME: Pesquisa de preo, cotao e avaliao sobre preo de compra e venda do mercado.

alidade de cirurgia ortopedica;

no puderem ou quiserem realizar estes valores referenciais, tero que comunicar

oficialmente ao Planserv, entretanto no podero mais realizar estes procedimentos;

ofcio de no aceitao, no

e ferramentas de auditoria mdica,

utilizao das prteses e materiais

operatrio (quando devidamente e previamente acordado com equipe e hospital).

8. ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS:

o Os valores referenciais so segmentados por: dirias, taxas, gases, SADT, honorrios mdicos, medicamentos,

materiais e OPME;

o Para elaborao destes valores referenciais

levando em considerao parmetros como

utilizados nestes procedimentos (entre outros assuntos);

o Os Valores Referenciais tm mesmo preo para planos bsicos (enfermarias) e planos espec

Os preos de servios hospitalares esto proporcionalizados de acordo com a carteira de planos do Planserv,

sendo Planos Bsicos (80% da carteira) e Planos Especiais (

diferenciada dos planos especiais, conforme demonstrativo abaixo:

o Para as dirias de unidade aberta foi usada uma diria denominada Diria de unidade composta, que

formada por = (Valor da Diria de Enfermaria x

Desta forma, quando o paciente for de plano bsico, dever ser acomodado em enfermaria, e quando

for de plano especial, dever ser acomodado em apartamento. Assim, apesar de ter um nico preo

para o Valor Referencial, o prestador de servio ter assegurado o valor

(proporcionalmente) da unidade de apartamento. Esta proporo (

carteira de planos do Planserv, que tem

o Para precificao de Honorrio Mdico foi u

o As contas de pacotes no podem ser cobradas juntamente com perodos de conta em formatao

aberta. Se o perodo da internao for superior ao perodo de dirias contempladas no pacote, a

cobrana deve separar as contas, sendo o perodo do

e os demais perodos em conta aberta;

o Composio: Cada Valor Referencial tem um quadro Composio do Valor Referencial com descrio

dos itens de incluso, contudo todos os Valores Referenciais apresentam

de incluso e excluso:

o Itens de Incluso:

Todos os valores referenciais encerram o conjunto de procedimentos, servios e insumos

necessrios a realiz

Dentre os itens de incluso esto: dirias, taxas, gases, SADT, ho

equipe de cirurgia, anestesiologia e demais profissionais envolvidos na assistncia

descartveis e de consumo, medicamentos (inclusive antibioticoprofilaxia)

OPMEs).

Todos os OPMEs solicitados ao Planserv

respectivo cdigo na tabela de cobertura do Planserv, visto ser esta tabela divulgada

mensalmente e

no contidos nesta lista de p

COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS:

Os valores referenciais so segmentados por: dirias, taxas, gases, SADT, honorrios mdicos, medicamentos,

Para elaborao destes valores referenciais em Ortopedia o Planserv usou como base o

parmetros como: dirias, taxas, cdigos CBHPM e tipos e quantidades de OPME

utilizados nestes procedimentos (entre outros assuntos);

Os Valores Referenciais tm mesmo preo para planos bsicos (enfermarias) e planos espec

Os preos de servios hospitalares esto proporcionalizados de acordo com a carteira de planos do Planserv,

0% da carteira) e Planos Especiais (20% da carteira), de forma a garantir a remunerao

planos especiais, conforme demonstrativo abaixo:

Para as dirias de unidade aberta foi usada uma diria denominada Diria de unidade composta, que

formada por = (Valor da Diria de Enfermaria x 80%) + (Valor da Diria de Apartamento x

ma, quando o paciente for de plano bsico, dever ser acomodado em enfermaria, e quando

for de plano especial, dever ser acomodado em apartamento. Assim, apesar de ter um nico preo

para o Valor Referencial, o prestador de servio ter assegurado o valor

(proporcionalmente) da unidade de apartamento. Esta proporo (80% / 20%) est relacionada com a

carteira de planos do Planserv, que tem 81% de planos bsicos e 19% de planos especiais;

Para precificao de Honorrio Mdico foi usada CBHPM 4 Edio;

As contas de pacotes no podem ser cobradas juntamente com perodos de conta em formatao

aberta. Se o perodo da internao for superior ao perodo de dirias contempladas no pacote, a

cobrana deve separar as contas, sendo o perodo do pacote com cobrana nica e exclusiva do pacote

e os demais perodos em conta aberta;

: Cada Valor Referencial tem um quadro Composio do Valor Referencial com descrio

dos itens de incluso, contudo todos os Valores Referenciais apresentam interseo dos seguintes itens

de incluso e excluso:

Todos os valores referenciais encerram o conjunto de procedimentos, servios e insumos

necessrios a realiz-los;

Dentre os itens de incluso esto: dirias, taxas, gases, SADT, ho

equipe de cirurgia, anestesiologia e demais profissionais envolvidos na assistncia

descartveis e de consumo, medicamentos (inclusive antibioticoprofilaxia)

Todos os OPMEs solicitados ao Planserv devero ser sinalizados, pelo prestador, com seu

respectivo cdigo na tabela de cobertura do Planserv, visto ser esta tabela divulgada

mensalmente e conter de forma clara o Rol de cobertura assistencial

no contidos nesta lista de produtos no sero cobertos por esta assistncia.

6

Os valores referenciais so segmentados por: dirias, taxas, gases, SADT, honorrios mdicos, medicamentos,

usou como base o publicado em 2006,

e tipos e quantidades de OPME

Os Valores Referenciais tm mesmo preo para planos bsicos (enfermarias) e planos especiais (apartamentos).

Os preos de servios hospitalares esto proporcionalizados de acordo com a carteira de planos do Planserv,

0% da carteira), de forma a garantir a remunerao

Para as dirias de unidade aberta foi usada uma diria denominada Diria de unidade composta, que

0%) + (Valor da Diria de Apartamento x 20%).

ma, quando o paciente for de plano bsico, dever ser acomodado em enfermaria, e quando

for de plano especial, dever ser acomodado em apartamento. Assim, apesar de ter um nico preo

para o Valor Referencial, o prestador de servio ter assegurado o valor diferenciado

0%) est relacionada com a

% de planos especiais;

As contas de pacotes no podem ser cobradas juntamente com perodos de conta em formatao

aberta. Se o perodo da internao for superior ao perodo de dirias contempladas no pacote, a

pacote com cobrana nica e exclusiva do pacote

: Cada Valor Referencial tem um quadro Composio do Valor Referencial com descrio

interseo dos seguintes itens

Todos os valores referenciais encerram o conjunto de procedimentos, servios e insumos

Dentre os itens de incluso esto: dirias, taxas, gases, SADT, honorrios mdicos (inclui

equipe de cirurgia, anestesiologia e demais profissionais envolvidos na assistncia), materiais

descartveis e de consumo, medicamentos (inclusive antibioticoprofilaxia) e OPME (todos

devero ser sinalizados, pelo prestador, com seu

respectivo cdigo na tabela de cobertura do Planserv, visto ser esta tabela divulgada

assistencial do Planserv. Materiais

rodutos no sero cobertos por esta assistncia.

No sero aceitas cobranas adicionais aos valores referenciais, salvo quando no prprio corpo

do documento j estiver prevista esta condio.

o Itens de Excluso:

complementarmente:

Processos dialticos, suporte nutricional

antibioticoterapia, exames de anatomia patolgica e imunohistoqumica, hemoderivados, e

intercorrncias

o Intercorrncias:

o As intercorrncias so agravos no esperados na evoluo do paciente, e que alteram a

conduta teraputica e o prprio curso da evoluo. Frequentemente as intercorrncias

demandam por procedimentos, servios e insumos no previstos, alm de habitualmente

prolongar a internao, promovendo um incremento de custo no esperado. Por este motivo,

as intercorrncias devem ser tratadas de forma excepcional, saindo dos parmetros do pac

e evoluindo para uma cobrana em formatao de conta aberta;

o As intercorrncias referidas nestes itens, capazes de alterar o pacote so:

cirrgicas ou clnicas que alterem de forma significativa o custo do procedimento e/ou da

internao. Intercorrncias de pequena complexidade sem impacto relevante no custo da

internao no sero objetos para alterar o modelo de cobrana em pacote, to pouco alterar

o valor do mesmo, devendo ser consideradas um risco inerente do modelo de remu

pacote;

o Quando houver intercorrncias aps o ltimo dia contemplado no perodo do pacote, o

prestador deve fragmentar a cobrana, ficando: Uma primeira conta com valor integral do

pacote e uma segunda conta em formatao aberta, a partir da 1

contemplado no pacote;

o Quando houver intercorrncia no mesmo dia do procedimento que demande por grandes

distores na evoluo clnica e nos custos hospitalares, o prestador deve converter o pacote

em conta aberta integralmente (o

Planserv para promover a alterao dos cdigos autorizados;

o Quando houver intercorrncias entre o 1 dia ps

pacote, o prestador deve segmentar a cobrana em du

formatao aberta referente s dirias ocorridas a partir da intercorrncia e outra conta em

formato de pacote, onde deve ser cobrado o valor do pacote subtrado do valor de desconto

(dos servios e insumos previstos e no rea

tabela de desconto por dia de intercorrncia de cada pacote. Esta tabela subtrai apenas os

itens inclusos especificamente nas dirias no utilizadas;

o As contas abertas obedecem aos critrios de cobrana vige

prestador e o Planserv (valores de dirias, honorrios, CH, etc.);

No sero aceitas cobranas adicionais aos valores referenciais, salvo quando no prprio corpo

do documento j estiver prevista esta condio.

Itens de Excluso: No esto inclusos nos valores referenciais e podero ser cobrados

Processos dialticos, suporte nutricional enteral e parenteral (exclui

antibioticoterapia, exames de anatomia patolgica e imunohistoqumica, hemoderivados, e

intercorrncias (ver a seguir condies especficas sobre intercorrncias).

As intercorrncias so agravos no esperados na evoluo do paciente, e que alteram a

conduta teraputica e o prprio curso da evoluo. Frequentemente as intercorrncias

dam por procedimentos, servios e insumos no previstos, alm de habitualmente

prolongar a internao, promovendo um incremento de custo no esperado. Por este motivo,

as intercorrncias devem ser tratadas de forma excepcional, saindo dos parmetros do pac

e evoluindo para uma cobrana em formatao de conta aberta;

As intercorrncias referidas nestes itens, capazes de alterar o pacote so:

cirrgicas ou clnicas que alterem de forma significativa o custo do procedimento e/ou da

internao. Intercorrncias de pequena complexidade sem impacto relevante no custo da

internao no sero objetos para alterar o modelo de cobrana em pacote, to pouco alterar

o valor do mesmo, devendo ser consideradas um risco inerente do modelo de remu

Quando houver intercorrncias aps o ltimo dia contemplado no perodo do pacote, o

prestador deve fragmentar a cobrana, ficando: Uma primeira conta com valor integral do

pacote e uma segunda conta em formatao aberta, a partir da 1

contemplado no pacote;

Quando houver intercorrncia no mesmo dia do procedimento que demande por grandes

distores na evoluo clnica e nos custos hospitalares, o prestador deve converter o pacote

em conta aberta integralmente (o pacote ser cancelado), sendo necessrio comunicar ao

Planserv para promover a alterao dos cdigos autorizados;

Quando houver intercorrncias entre o 1 dia ps-operatrio e o ltimo dia contemplado no

pacote, o prestador deve segmentar a cobrana em duas contas, sendo uma conta em

formatao aberta referente s dirias ocorridas a partir da intercorrncia e outra conta em

formato de pacote, onde deve ser cobrado o valor do pacote subtrado do valor de desconto

(dos servios e insumos previstos e no realizados). O valor do desconto est atribudo na

tabela de desconto por dia de intercorrncia de cada pacote. Esta tabela subtrai apenas os

itens inclusos especificamente nas dirias no utilizadas;

As contas abertas obedecem aos critrios de cobrana vigentes praticados entre cada

prestador e o Planserv (valores de dirias, honorrios, CH, etc.);

7

No sero aceitas cobranas adicionais aos valores referenciais, salvo quando no prprio corpo

s e podero ser cobrados

e parenteral (exclui-se suplementos),

antibioticoterapia, exames de anatomia patolgica e imunohistoqumica, hemoderivados, e

(ver a seguir condies especficas sobre intercorrncias).

As intercorrncias so agravos no esperados na evoluo do paciente, e que alteram a

conduta teraputica e o prprio curso da evoluo. Frequentemente as intercorrncias

dam por procedimentos, servios e insumos no previstos, alm de habitualmente

prolongar a internao, promovendo um incremento de custo no esperado. Por este motivo,

as intercorrncias devem ser tratadas de forma excepcional, saindo dos parmetros do pacote

As intercorrncias referidas nestes itens, capazes de alterar o pacote so: intercorrncias

cirrgicas ou clnicas que alterem de forma significativa o custo do procedimento e/ou da

internao. Intercorrncias de pequena complexidade sem impacto relevante no custo da

internao no sero objetos para alterar o modelo de cobrana em pacote, to pouco alterar

o valor do mesmo, devendo ser consideradas um risco inerente do modelo de remunerao por

Quando houver intercorrncias aps o ltimo dia contemplado no perodo do pacote, o

prestador deve fragmentar a cobrana, ficando: Uma primeira conta com valor integral do

pacote e uma segunda conta em formatao aberta, a partir da 1 diria aps o perodo

Quando houver intercorrncia no mesmo dia do procedimento que demande por grandes

distores na evoluo clnica e nos custos hospitalares, o prestador deve converter o pacote

pacote ser cancelado), sendo necessrio comunicar ao

operatrio e o ltimo dia contemplado no

as contas, sendo uma conta em

formatao aberta referente s dirias ocorridas a partir da intercorrncia e outra conta em

formato de pacote, onde deve ser cobrado o valor do pacote subtrado do valor de desconto

lizados). O valor do desconto est atribudo na

tabela de desconto por dia de intercorrncia de cada pacote. Esta tabela subtrai apenas os

ntes praticados entre cada

o Materiais complementares aos pacotes: Em algumas situaes podero ser solicitados,

complementarmente ao pacote, materiais j previstos, com condies e preos p

sendo importante verificar se o material tem cobertura assistencial pelo Planserv

o Critrios de indicaes e orientaes especficas: Os critrios de indicao dos procedimentos

ou da escolha de uma tcnica aceitos pelo Planserv so habitual

padronizados pelas sociedades das especialidades ou rgos colegiados afins. Em situaes

especficas o Planserv poder estabelecer critrio personalizado para autorizao de

procedimento ou insumos. Estas informaes estaro registradas em

definido;

o Quando houver a necessidade de realizao de mais de um procedimento no mesmo ato

cirrgico:

o Dois Valores Referenciais

procedimento (ou mesmo

previstos por valor referencial (completo), o Planserv avaliar a possibilidade de manter a

autorizao por pacote, promovendo um desconto no segundo pacote. NOTA: Em

hiptese nenhuma podero ser cobrados integralmente os dois pacote

pagando em duplicidade os itens de interseo entre ambos (dirias

medicamentos, etc.). Tambm no pode ser aplicada a esta situao a proporcionalizao

de 70% ou 50% (utilizada na tabela AMB para procedimentos de mesma

vias de acessos diferentes), pois neste caso no esto sendo avaliados apenas os

honorrios mdicos, mas sim um conjunto de elementos que compem a internao. Na

impossibilidade de manter o formato de pacote, o Planserv poder autorizar o

procedimentos em formato de conta aberta;

o Dois Valores Referenciais Associados:

Valores Referenciais com o propsito de serem autoriz

- Exemplos: N

ser necessrio a solicitao de um outro valor referencial KIT DE PROTESE METLICA

ou KIT DE PROTESE METLICA, pois o primeiro no tem em seu contedo a vlvula,

sendo necessrio a solicitao do valor referencial

prestador deve cobrar ambos os pacotes de forma integral (o principal e o associado).

o Valor Referencial + Procedimento AMB

mas apenas um deles estiver previsto como valor referencial, o prestador poder cobrar o

valor referencial para o procedimento previsto e para o procedimento no previsto por

pacote poder ser cobrado adicional ou c

conta) o honorrio mdico conforme tabela Planserv (AMB 92) e os OPMEs necessrios

para este segundo procedimento. Caso haja muitos elementos incomuns aos dois

procedimentos, dificultando a identificao dos itens

Materiais complementares aos pacotes: Em algumas situaes podero ser solicitados,

complementarmente ao pacote, materiais j previstos, com condies e preos p

sendo importante verificar se o material tem cobertura assistencial pelo Planserv

Critrios de indicaes e orientaes especficas: Os critrios de indicao dos procedimentos

ou da escolha de uma tcnica aceitos pelo Planserv so habitual

padronizados pelas sociedades das especialidades ou rgos colegiados afins. Em situaes

especficas o Planserv poder estabelecer critrio personalizado para autorizao de

procedimento ou insumos. Estas informaes estaro registradas em

Quando houver a necessidade de realizao de mais de um procedimento no mesmo ato

Dois Valores Referenciais (No Associados): Quando houver mais de um

procedimento (ou mesmo bilateralidade), onde ambos os

previstos por valor referencial (completo), o Planserv avaliar a possibilidade de manter a

autorizao por pacote, promovendo um desconto no segundo pacote. NOTA: Em

hiptese nenhuma podero ser cobrados integralmente os dois pacote

pagando em duplicidade os itens de interseo entre ambos (dirias

medicamentos, etc.). Tambm no pode ser aplicada a esta situao a proporcionalizao

de 70% ou 50% (utilizada na tabela AMB para procedimentos de mesma

vias de acessos diferentes), pois neste caso no esto sendo avaliados apenas os

honorrios mdicos, mas sim um conjunto de elementos que compem a internao. Na

impossibilidade de manter o formato de pacote, o Planserv poder autorizar o

procedimentos em formato de conta aberta;

Dois Valores Referenciais Associados: Em situaes especficas o Planserv

Valores Referenciais com o propsito de serem autorizados complementarmente a outros

xemplos: No valor referencial de CIRURGIAS DE MULTIPLAS TROCAS VALVULARES

ser necessrio a solicitao de um outro valor referencial KIT DE PROTESE METLICA

ou KIT DE PROTESE METLICA, pois o primeiro no tem em seu contedo a vlvula,

sendo necessrio a solicitao do valor referencial que a contem.

prestador deve cobrar ambos os pacotes de forma integral (o principal e o associado).

Valor Referencial + Procedimento AMB: Quando houver mais de um procedimento,

mas apenas um deles estiver previsto como valor referencial, o prestador poder cobrar o

valor referencial para o procedimento previsto e para o procedimento no previsto por

pacote poder ser cobrado adicional ou complementar ao valor referencial (na mesma

conta) o honorrio mdico conforme tabela Planserv (AMB 92) e os OPMEs necessrios

para este segundo procedimento. Caso haja muitos elementos incomuns aos dois

procedimentos, dificultando a identificao dos itens que podero ser cobrados

8

Materiais complementares aos pacotes: Em algumas situaes podero ser solicitados,

complementarmente ao pacote, materiais j previstos, com condies e preos pr-definidos,

sendo importante verificar se o material tem cobertura assistencial pelo Planserv;

Critrios de indicaes e orientaes especficas: Os critrios de indicao dos procedimentos

ou da escolha de uma tcnica aceitos pelo Planserv so habitualmente os mesmos

padronizados pelas sociedades das especialidades ou rgos colegiados afins. Em situaes

especficas o Planserv poder estabelecer critrio personalizado para autorizao de

procedimento ou insumos. Estas informaes estaro registradas em cada valor referencial

Quando houver a necessidade de realizao de mais de um procedimento no mesmo ato

Quando houver mais de um

), onde ambos os procedimentos estariam

previstos por valor referencial (completo), o Planserv avaliar a possibilidade de manter a

autorizao por pacote, promovendo um desconto no segundo pacote. NOTA: Em

hiptese nenhuma podero ser cobrados integralmente os dois pacotes, pois estaria se

pagando em duplicidade os itens de interseo entre ambos (dirias, taxas de sala,

medicamentos, etc.). Tambm no pode ser aplicada a esta situao a proporcionalizao

de 70% ou 50% (utilizada na tabela AMB para procedimentos de mesma via de acesso ou

vias de acessos diferentes), pois neste caso no esto sendo avaliados apenas os

honorrios mdicos, mas sim um conjunto de elementos que compem a internao. Na

impossibilidade de manter o formato de pacote, o Planserv poder autorizar os

Em situaes especficas o Planserv publica

ados complementarmente a outros

GIAS DE MULTIPLAS TROCAS VALVULARES

ser necessrio a solicitao de um outro valor referencial KIT DE PROTESE METLICA

ou KIT DE PROTESE METLICA, pois o primeiro no tem em seu contedo a vlvula,

que a contem.. Nestas situaes o

prestador deve cobrar ambos os pacotes de forma integral (o principal e o associado).

: Quando houver mais de um procedimento,

mas apenas um deles estiver previsto como valor referencial, o prestador poder cobrar o

valor referencial para o procedimento previsto e para o procedimento no previsto por

omplementar ao valor referencial (na mesma

conta) o honorrio mdico conforme tabela Planserv (AMB 92) e os OPMEs necessrios

para este segundo procedimento. Caso haja muitos elementos incomuns aos dois

que podero ser cobrados

complementarmente, o Planserv poder optar por no manter o pacote e autorizar ambos

os procedimentos em formato de conta aberta.

o Pacientes com alta antes de completar o perodo previsto no pacote (sem intercorrncias), o prestad

cobrar o valor integral do mesmo, no devendo ser descontado pela auditoria as dirias no utilizadas;

o Pacientes com alta aps o perodo de dirias previsto

prestador dever cobrar o valor tota

excedentes, sendo considerado o risco do pacote;

o Os prestadores no podero solicitar autorizao ou realizar cobrana de valores referenciais por analogia para

um procedimento que no tem

avisadas e analisadas previamente pelo Planserv;

o Os hospitais que no dispem de UTI no podero realizar os procedimentos que prevem a utilizao desta

acomodao;

9. CODIFICAO DO VR E PAGAMENTO DE HONORRIOS MDICOS

Com o propsito de criar ferramentas que permitam a remunerao dos honorrios mdicos por suas respectivas

empresas credenciadas, fez-se necessrio promover uma estruturao diferenciada na codificao

referenciais. Desta forma, a nova codificao dos Valores Referenciais obedecer seguinte lgica:

O ltimo dgito de cada valor referencial identificar para quem ser creditado aquele valor referencial, sendo:

Quando o ltimo dgito for 9,

Quando o ltimo dgito for 8, o cdigo faz referncia remunerao dos honorrios de anestesiologia;

Quando o ltimo dgito for 7, o cdigo faz referncia remunerao das unidade

(Hospitais).

i. NOTA: Diferente da estrutura de codificao anterior, onde cada unidade prestadora (hospital)

tinha cdigos diferentes de acordo sua classificao hospitalar da Tabela Sinttica (o ltimo dgito

diferenciava a classi

prestadores classe F), esta nova estrutura de classificao permite que o Planserv remunere com

valores diferentes o mesmo cdigo de procedimento. Portanto, todas as unidades prestado

utilizaro o mesmo cdigo, inclusive as unidades de Hospital Dia (Todos tero o ltimo dgito 7);

A OPERACIONALIZAO:

i. As Autorizaes Prvias (APs) sero sempre autorizadas para o CNPJ do Hospital ou prestador de

servio onde o procedimento ser exe

ii. A solicitao de autorizao deve ser encaminhada ao Planserv identificando claramente qual ser

o CNPJ para cada segmento do valor referencial, conforme exemplo abaixo:

Exemplo (fictcio

O procedimento de Oftalmologia ser realizado por um oftal

de sua pessoa jurdica juntamente ao Planserv num hospital de classe

anestesiologia tem cooperativa credenciada ao Planserv. A cobrana seria:

complementarmente, o Planserv poder optar por no manter o pacote e autorizar ambos

os procedimentos em formato de conta aberta.

antes de completar o perodo previsto no pacote (sem intercorrncias), o prestad

cobrar o valor integral do mesmo, no devendo ser descontado pela auditoria as dirias no utilizadas;

s o perodo de dirias previsto no pacote (sem que tenha havido intercorrncias), o

prestador dever cobrar o valor total do pacote e no poder fazer cobranas adicionais pelas dirias

excedentes, sendo considerado o risco do pacote;

Os prestadores no podero solicitar autorizao ou realizar cobrana de valores referenciais por analogia para

um procedimento que no tem previsto um valor referencial. Situaes de similaridade e analogia devem ser

avisadas e analisadas previamente pelo Planserv;

Os hospitais que no dispem de UTI no podero realizar os procedimentos que prevem a utilizao desta

CODIFICAO DO VR E PAGAMENTO DE HONORRIOS MDICOS:

Com o propsito de criar ferramentas que permitam a remunerao dos honorrios mdicos por suas respectivas

se necessrio promover uma estruturao diferenciada na codificao

referenciais. Desta forma, a nova codificao dos Valores Referenciais obedecer seguinte lgica:

de cada valor referencial identificar para quem ser creditado aquele valor referencial, sendo:

Quando o ltimo dgito for 9, o cdigo faz referncia remunerao dos honorrios da equipe cirrgica;

Quando o ltimo dgito for 8, o cdigo faz referncia remunerao dos honorrios de anestesiologia;

Quando o ltimo dgito for 7, o cdigo faz referncia remunerao das unidade

Diferente da estrutura de codificao anterior, onde cada unidade prestadora (hospital)

tinha cdigos diferentes de acordo sua classificao hospitalar da Tabela Sinttica (o ltimo dgito

diferenciava a classificao do prestador, sendo 1 para classe A, 2 para Classe B, at 6 para

prestadores classe F), esta nova estrutura de classificao permite que o Planserv remunere com

valores diferentes o mesmo cdigo de procedimento. Portanto, todas as unidades prestado

utilizaro o mesmo cdigo, inclusive as unidades de Hospital Dia (Todos tero o ltimo dgito 7);

A OPERACIONALIZAO:

As Autorizaes Prvias (APs) sero sempre autorizadas para o CNPJ do Hospital ou prestador de

servio onde o procedimento ser executado;

A solicitao de autorizao deve ser encaminhada ao Planserv identificando claramente qual ser

o CNPJ para cada segmento do valor referencial, conforme exemplo abaixo:

fictcio):

O procedimento de Oftalmologia ser realizado por um oftalmologista que tem credenciamento

de sua pessoa jurdica juntamente ao Planserv num hospital de classe

anestesiologia tem cooperativa credenciada ao Planserv. A cobrana seria:

9

complementarmente, o Planserv poder optar por no manter o pacote e autorizar ambos

antes de completar o perodo previsto no pacote (sem intercorrncias), o prestador poder

cobrar o valor integral do mesmo, no devendo ser descontado pela auditoria as dirias no utilizadas;

no pacote (sem que tenha havido intercorrncias), o

l do pacote e no poder fazer cobranas adicionais pelas dirias

Os prestadores no podero solicitar autorizao ou realizar cobrana de valores referenciais por analogia para

previsto um valor referencial. Situaes de similaridade e analogia devem ser

Os hospitais que no dispem de UTI no podero realizar os procedimentos que prevem a utilizao desta

Com o propsito de criar ferramentas que permitam a remunerao dos honorrios mdicos por suas respectivas

se necessrio promover uma estruturao diferenciada na codificao dos valores

referenciais. Desta forma, a nova codificao dos Valores Referenciais obedecer seguinte lgica:

de cada valor referencial identificar para quem ser creditado aquele valor referencial, sendo:

o cdigo faz referncia remunerao dos honorrios da equipe cirrgica;

Quando o ltimo dgito for 8, o cdigo faz referncia remunerao dos honorrios de anestesiologia;

Quando o ltimo dgito for 7, o cdigo faz referncia remunerao das unidades prestadoras de servios

Diferente da estrutura de codificao anterior, onde cada unidade prestadora (hospital)

tinha cdigos diferentes de acordo sua classificao hospitalar da Tabela Sinttica (o ltimo dgito

ficao do prestador, sendo 1 para classe A, 2 para Classe B, at 6 para

prestadores classe F), esta nova estrutura de classificao permite que o Planserv remunere com

valores diferentes o mesmo cdigo de procedimento. Portanto, todas as unidades prestadoras

utilizaro o mesmo cdigo, inclusive as unidades de Hospital Dia (Todos tero o ltimo dgito 7);

As Autorizaes Prvias (APs) sero sempre autorizadas para o CNPJ do Hospital ou prestador de

A solicitao de autorizao deve ser encaminhada ao Planserv identificando claramente qual ser

o CNPJ para cada segmento do valor referencial, conforme exemplo abaixo:

mologista que tem credenciamento

de sua pessoa jurdica juntamente ao Planserv num hospital de classe B (2), cuja equipe de

anestesiologia tem cooperativa credenciada ao Planserv. A cobrana seria:

84.70.110-7

84.70.110-8

84.70.110-9

Comentrio: No exemplo acima, o Planserv ir creditar a parte hospitalar referente ao primeiro cdigo (ltimo dgito

a 2) para o CNPJ do hospital; j o segundo cdigo que trata do honorrio de anestesiologia (ltimo dgito 8) ser

creditado para a Cooperativa de anestesiologia; Enquanto que o ltimo cdigo que trata de honorrios da equipe cirrgica

(ltimo dgito 9) ser creditado para a pessoa jurdica da equipe cirrgica.

NOTA: Se no mesmo exemplo acima, no for informado o CNPJ do oftalmologista ou da cooperativa de

anestesiologia, o Planserv autorizar todos os trs cdigos para o CNPJ do hospital (ver exemplo

neste caso o repasse do honorrio mdico ser da inteira responsabilidade do hospital.

84.70.110-7

84.70.110-8

84.70.110-9

iii. Desta forma, toda autorizao de um valor referencial ter pelo menos 3 cdigos autorizados em

cada AP;

iv. As solicitaes tero de vir corretamente preenchidas. O Planserv no se responsabi

no preenchimento das solicitaes;

v. Solicitaes com campos de equipe cirrgica e/ou anestesiologia em branco ou ilegvel, a

autorizao ser preenchida com o CNPJ do Hospital (conforme exemplo comentado);

vi. O cdigo referente parte

hospital (CNPJ da AP);

vii. As solicitaes de correes ou re

que no tenha ocorrido a cobrana da AP. Caso j tenha ocorrido a cobrana

poder mais ser alterada;

viii. O recebimento dos honorrios cirrgicos s poder ser realizado atravs de Pessoa Jurdica (CNPJ)

da equipe mdica

realizao do procedime

1. Observao 1: Caso a equipe mdica no tenha pessoa jurdica credenciada ao Planserv, a

mesma no poder realizar a cobrana diretamente ao Planserv. Neste caso, o cdigo

correspondente a estes honorrios ser autorizado para o CNPJ do hospital e es

responsabilizar pelo repasse dos honorrios ao profissional;

2. Observao 2: No poder ser autorizado o cdigo referente aos honorrios da equipe

cirrgica, para um CNPJ de um profissional outro, que no faa parte da equipe cirrgica e

que no tenha

3. Observao 3: O valor da equipe mdica cirrgica (Cirurgio e auxiliares) ser autorizado

em bloco para um nico CNPJ. O Planserv no segmentar a autorizao dos honorrios

mdicos cirrgicos (cirurgio separado de cada

cada membro da equipe da total responsabilidade do representante legal da pessoa

jurdica que efetuou a cobrana destes honorrios ao Planserv;

CNPJ 111.222.333/0001-1 Hospital Celestial

CNPJ 999.888.777/0001-1 Cooperativa de Anestesiologista Brasil

CNPJ 666.555.444/0001-1 Clnicas Cirrgicas Caymi

Comentrio: No exemplo acima, o Planserv ir creditar a parte hospitalar referente ao primeiro cdigo (ltimo dgito

a 2) para o CNPJ do hospital; j o segundo cdigo que trata do honorrio de anestesiologia (ltimo dgito 8) ser

creditado para a Cooperativa de anestesiologia; Enquanto que o ltimo cdigo que trata de honorrios da equipe cirrgica

9) ser creditado para a pessoa jurdica da equipe cirrgica.

NOTA: Se no mesmo exemplo acima, no for informado o CNPJ do oftalmologista ou da cooperativa de

anestesiologia, o Planserv autorizar todos os trs cdigos para o CNPJ do hospital (ver exemplo

neste caso o repasse do honorrio mdico ser da inteira responsabilidade do hospital.

CNPJ 111.222.333/0001-1 Hospital Celestial (Parte do Hospital)

CNPJ 111.222.333/0001-1 Hospital Celestial (H.M. Anestesiologia)

CNPJ 111.222.333/0001-1 Hospital Celestial (H.M. Cirrgicos)

Desta forma, toda autorizao de um valor referencial ter pelo menos 3 cdigos autorizados em

As solicitaes tero de vir corretamente preenchidas. O Planserv no se responsabi

no preenchimento das solicitaes;

Solicitaes com campos de equipe cirrgica e/ou anestesiologia em branco ou ilegvel, a

autorizao ser preenchida com o CNPJ do Hospital (conforme exemplo comentado);

O cdigo referente parte HOSPITALAR (ltimo dgito 7) ser sempre autorizado para o CNPJ do

hospital (CNPJ da AP);

As solicitaes de correes ou re-anlises s podero ser feitas no prazo de at 30 dias, desde

que no tenha ocorrido a cobrana da AP. Caso j tenha ocorrido a cobrana

poder mais ser alterada;

O recebimento dos honorrios cirrgicos s poder ser realizado atravs de Pessoa Jurdica (CNPJ)

da equipe mdica CREDENCIADA ao Planserv quando esta equipe for a equipe

procedimento.

Observao 1: Caso a equipe mdica no tenha pessoa jurdica credenciada ao Planserv, a

mesma no poder realizar a cobrana diretamente ao Planserv. Neste caso, o cdigo

correspondente a estes honorrios ser autorizado para o CNPJ do hospital e es

responsabilizar pelo repasse dos honorrios ao profissional;

Observao 2: No poder ser autorizado o cdigo referente aos honorrios da equipe

cirrgica, para um CNPJ de um profissional outro, que no faa parte da equipe cirrgica e

que no tenha participado do ato operatrio;

Observao 3: O valor da equipe mdica cirrgica (Cirurgio e auxiliares) ser autorizado

em bloco para um nico CNPJ. O Planserv no segmentar a autorizao dos honorrios

mdicos cirrgicos (cirurgio separado de cada auxiliar). O repasse dos honorrios de

cada membro da equipe da total responsabilidade do representante legal da pessoa

jurdica que efetuou a cobrana destes honorrios ao Planserv;

10

1 Cooperativa de Anestesiologista Brasil

Clnicas Cirrgicas Caymi

Comentrio: No exemplo acima, o Planserv ir creditar a parte hospitalar referente ao primeiro cdigo (ltimo dgito igual

a 2) para o CNPJ do hospital; j o segundo cdigo que trata do honorrio de anestesiologia (ltimo dgito 8) ser

creditado para a Cooperativa de anestesiologia; Enquanto que o ltimo cdigo que trata de honorrios da equipe cirrgica

NOTA: Se no mesmo exemplo acima, no for informado o CNPJ do oftalmologista ou da cooperativa de

anestesiologia, o Planserv autorizar todos os trs cdigos para o CNPJ do hospital (ver exemplo abaixo), e

neste caso o repasse do honorrio mdico ser da inteira responsabilidade do hospital.

Hospital Celestial (Parte do Hospital)

Hospital Celestial (H.M. Anestesiologia)

Hospital Celestial (H.M. Cirrgicos)

Desta forma, toda autorizao de um valor referencial ter pelo menos 3 cdigos autorizados em

As solicitaes tero de vir corretamente preenchidas. O Planserv no se responsabilizar por erros

Solicitaes com campos de equipe cirrgica e/ou anestesiologia em branco ou ilegvel, a

autorizao ser preenchida com o CNPJ do Hospital (conforme exemplo comentado);

) ser sempre autorizado para o CNPJ do

anlises s podero ser feitas no prazo de at 30 dias, desde

que no tenha ocorrido a cobrana da AP. Caso j tenha ocorrido a cobrana da conta, a AP no

O recebimento dos honorrios cirrgicos s poder ser realizado atravs de Pessoa Jurdica (CNPJ)

quando esta equipe for a equipe responsvel pela

Observao 1: Caso a equipe mdica no tenha pessoa jurdica credenciada ao Planserv, a

mesma no poder realizar a cobrana diretamente ao Planserv. Neste caso, o cdigo

correspondente a estes honorrios ser autorizado para o CNPJ do hospital e este se

Observao 2: No poder ser autorizado o cdigo referente aos honorrios da equipe

cirrgica, para um CNPJ de um profissional outro, que no faa parte da equipe cirrgica e

Observao 3: O valor da equipe mdica cirrgica (Cirurgio e auxiliares) ser autorizado

em bloco para um nico CNPJ. O Planserv no segmentar a autorizao dos honorrios

auxiliar). O repasse dos honorrios de

cada membro da equipe da total responsabilidade do representante legal da pessoa

4. Observao 4: As equipes mdicas ainda no credenciadas ao Planserv pod

credenciamento conforme os padres dos editais de credenciamento publicados pelo

Planserv. Depois de credenciadas as equipes podero encaminhar as novas solicitaes

apontando o CNPJ de sua empresa credenciada. Autorizaes j emitidas no p

corrigidas retroativamente.

Observao 4: As equipes mdicas ainda no credenciadas ao Planserv pod

credenciamento conforme os padres dos editais de credenciamento publicados pelo

Planserv. Depois de credenciadas as equipes podero encaminhar as novas solicitaes

apontando o CNPJ de sua empresa credenciada. Autorizaes j emitidas no p

corrigidas retroativamente.

11

Observao 4: As equipes mdicas ainda no credenciadas ao Planserv podero solicitar

credenciamento conforme os padres dos editais de credenciamento publicados pelo

Planserv. Depois de credenciadas as equipes podero encaminhar as novas solicitaes

apontando o CNPJ de sua empresa credenciada. Autorizaes j emitidas no podero ser

11. COMPOSIO DOS VALOR

COMPOSIO DO VALOR REFERENCIALNOME DO PROCEDIMENTO

Cdigo Principal (Parte Hospitalar) Cdigo

85.22.590-7 DIRIAS UTI 0 UNIDADE COMPOSTA (ABERTA)

Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em unidades de enfermaria, enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodado

HONORRIOS MDICOS CDIGO/CBHPM NOME DO PROCEDIMENTO

52250083 Artroscopia P/ Cirurgia

SADT Todos os SADTs foram contemplados, entre eles:

TAXAS Todas as taxas e servios foram contemplados, entre eles:

Porte 05, etc; Taxa de vdeo-Artroscpio

MEDICAMENTOS E MATERIAIS DE CONSUMO Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial.

Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstas O clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

OPME Todos os OPMEs foram contemplados dentro do valor referencial, entre eles:

bomba para artroscopia; Cnula rosqueada para artroscopia; Todos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

OBS

COMPOSIO DOS VALORES REFERENCIAIS

COMPOSIO DO VALOR REFERENCIAL

ARTROSCOPIA CIRURGICA SIMPLES

Cdigo - Honorrios Cirrgicos Cdigo - Honorrios de Anestesiologia

85.22.590-9 85.2

UNIDADE COMPOSTA (ABERTA) 1 Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em

enfermaria, enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodado

NOME DO PROCEDIMENTO Porte %

Artroscopia P/ Cirurgia 8C 100%

foram contemplados, entre eles: Assistncia Fisioterpica 12 hs (01 ao dia)

servios foram contemplados, entre eles: Taxa de Sala Porte 05, Taxa de Sala Complementar Artroscpio

MATERIAIS DE CONSUMO Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial. Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstas

considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

Todos os OPMEs foram contemplados dentro do valor referencial, entre eles: Lmina de Shaver; Equipo de bomba para artroscopia; Cnula rosqueada para artroscopia; Ponteira de radiofreqncia(40%).Todos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

12

Honorrios de Anestesiologia

85.22.590-8

Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em enfermaria, enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodados em apartamentos.

AUX ANES BANDA 1 4 20%

12 hs (01 ao dia).

, Taxa de Sala Complementar

Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial. Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstas;

considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

Lmina de Shaver; Equipo de radiofreqncia(40%).

Todos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

COMPOSIO FINAL DO PACOTE

ARTROSCOPIA CIRURGICA SIMPLES -

SEGMENTO DA CONTA Classe F

Dirias Taxas SADT Gases Medicamentos Materiais OPME Sub-Total (Parte Hospitalar) Honorrios Mdicos da Equipe Honorrios Mdicos do Anestesiologista Total (Com Anestesiologista)

ARTROSCOPIA CIRURGICA SIMPLES -

SEGMENTO DA CONTA

Dirias Taxas SADT Gases Medicamentos Materiais OPME Sub-Total (Parte Hospitalar) Honorrios Mdicos da Equipe Honorrios Mdicos do Anestesiologista Total (Com Anestesiologista)

Tabela de Intercorrncias:

Caso haja intercorrncias justificadas (ver

necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Tabela de Desconto /Dia da Intercorrncia

Dia da Cirurgia

UNIDADE HOSPITALAR

Classe F Classe E Classe D Classe C 121,00 154,00 159,60 165,00

313,00 383,00 389,00 460,00

30,00 35,00 40,00 45,00

15,00 15,00 15,00 15,00

143,82 143,82 143,82 143,82

420,16 420,16 420,16 420,16

1.594,76 1.594,76 1.594,76 1.594,76

2.637,74 2.745,74 2.762,34 2.843,74

763,78 763,78 763,78 763,78

316,80 316,80 316,80 316,80

3.718,32 3.826,32 3.842,92 3.924,32

UNIDADE DAY

Day C Day B 60,00

325,00 425,00

-

15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

1.360,13 1.360,13

2.324,11 2.442,11

763,78 763,78

316,80 316,80 3.404,69 3.522,69

Caso haja intercorrncias justificadas (ver ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS) com

necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Classe E Classe D Classe C Classe B

Abre VR Abre VR Abre VR Abre VR

13

Classe B Classe A 170,60 176,00

526,00 526,00

50,00 50,00

15,00 15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

1.594,76 1.594,76

2.920,34 2.925,74

763,78 763,78

316,80 316,80

4.000,92 4.006,32

Day B Day A

78,00 88,00

425,00 525,00

- -

15,00 15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

1.360,13 1.360,13

2.442,11 2.552,11

763,78 763,78

316,80 316,80

3.522,69 3.632,69

ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS) com

necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Classe A

Abre VR

COMPOSIO DO VALOR REFERENCIALNOME DO PROCEDIMENTO ARTROSCOPIA EM TORNOZELO PARA FIXAO DE FRATURAS

OSTEOCONDRAISCdigo Principal (Parte Hospitalar) Cdigo

85.21.507-7 DIRIAS UTI 0 UNIDADE COMPOSTA (ABERTA)

Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em unidades de enfermaria, enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodado

HONORRIOS MDICOS CDIGO/CBHPM NOME DO PROCEDIMENTO

30734061 Fraturas - reduo e estabilizao de cada superfcie

SADT Todos os SADTs foram contemplados, entre eles:

TAXAS Todas as taxas e servios foram contemplados, entre eles:

Porte 05, etc; Taxa de vdeo-Artroscpio

MEDICAMENTOS E MATERIAIS DE CONSUMO Todos os medicamentos e materiais necessrios

Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstas O clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do paco

OPME Todos os OPMEs foram contemplados dentro do valor referencial, entre eles:

bomba para artroscopia; Cnula rosqueada para artroscopia; Parafusos ou ancoras (2). Todos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

OBS

COMPOSIO DO VALOR REFERENCIAL ARTROSCOPIA EM TORNOZELO PARA FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS Cdigo - Honorrios Cirrgicos Cdigo - Honorrios de Anestesiologia

85.21.507-9 85.

UNIDADE COMPOSTA (ABERTA) 1 Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em unidades de enfermaria, enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodado

NOME DO PROCEDIMENTO Porte %

reduo e estabilizao de cada 9C 100%

Todos os SADTs foram contemplados, entre eles: Assistncia Fisioterpica 12 hs (01 ao dia)

servios foram contemplados, entre eles: Taxa de Sala Porte 05, Taxa de Sala Complementar Artroscpio

MEDICAMENTOS E MATERIAIS DE CONSUMO Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial. Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstasO clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do paco

Todos os OPMEs foram contemplados dentro do valor referencial, entre eles: Lmina de Shaver; Equipo de bomba para artroscopia; Cnula rosqueada para artroscopia; Parafusos ou ancoras (2).

foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

14

ARTROSCOPIA EM TORNOZELO PARA FIXAO DE FRATURAS

Honorrios de Anestesiologia

85.21.507-8

Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em unidades de enfermaria, enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodados em apartamentos.

AUX ANES BANDA

1 5 20%

(01 ao dia).

, Taxa de Sala Complementar

ao procedimento foram contemplados neste valor referencial. Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstas; O clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

Lmina de Shaver; Equipo de bomba para artroscopia; Cnula rosqueada para artroscopia; Parafusos ou ancoras (2).

foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

COMPOSIO FINAL DO PACOTE

ARTROSCOPIA EM TORNOZELO PARA FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS

SEGMENTO DA CONTA Classe F

Dirias Taxas SADT Gases Medicamentos Materiais OPME Sub-Total (Parte Hospitalar) Honorrios Mdicos da Equipe Honorrios Mdicos do Anestesiologista Total (Com Anestesiologista)

ARTROSCOPIA EM TORNOZELO PARA FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS

SEGMENTO DA CONTA

Dirias Taxas SADT Gases Medicamentos Materiais OPME Sub-Total (Parte Hospitalar) Honorrios Mdicos da Equipe Honorrios Mdicos do Anestesiologista Total (Com Anestesiologista)

Tabela de Intercorrncias:

Caso haja intercorrncias justificadas (ver

necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Tabela de Desconto /Dia da Intercorrncia

Dia da Cirurgia

ARTROSCOPIA EM TORNOZELO PARA FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS - UNIDADE HOSPITALAR

Classe F Classe E Classe D Classe C 121,00 154,00 159,60 165,00

328,00 482,00 493,00 592,00

30,00 35,00 40,00 45,00

15,00 15,00 15,00 15,00

143,82 143,82 143,82 143,82

420,16 420,16 420,16 420,16

3.434,73 3.434,73 3.434,73 3.434,73

4.492,71 4.684,71 4.706,31 4.815,71

980,93 980,93 980,93 980,93

489,60 489,60 489,60 489,60

5.963,24 6.155,24 6.176,84 6.286,24

ARTROSCOPIA EM TORNOZELO PARA FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS UNIDADE DAY

Day C Day B60,00

365,00 505,00

-

15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

3.434,73 3.434,73

4.438,71 4.596,71

980,93 980,93

489,60 489,605.909,24 6.067,24

intercorrncias justificadas (ver ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS) com

necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Classe E Classe D Classe C Classe B

Abre VR Abre VR Abre VR Abre VR

15

HOSPITALAR

Classe B Classe A 170,60 176,00

691,00 691,00

50,00 50,00

15,00 15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

3.434,73 3.434,73

4.925,31 4.930,71

980,93 980,93

489,60 489,60

6.395,84 6.401,24

UNIDADE DAY

Day B Day A

78,00 88,00

505,00 645,00

- -

15,00 15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

3.434,73 3.434,73

4.596,71 4.746,71

980,93 980,93

489,60 489,60

6.067,24 6.217,24

ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS) com

necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Classe A

Abre VR

COMPOSIO DO VALOR REFERENCIALNOME DO PROCEDIMENTO ARTROSCOPIA DO JOELHO PARA RECONSTRUO DO LCACdigo Principal (Parte Hospitalar) Cdigo

8521306-7 DIRIAS UTI 0 UNIDADE COMPOSTA (ABERTA)

Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em unidades de enfermaria, enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodado

HONORRIOS MDICOS CDIGO/CBHPM NOME DO PROCEDIMENTO

30733073 Reconstruo, retencionamento ou reforo do ligamento cruzado anterior ou posterior

SADT Todos os SADTs foram contemplados, entre eles:

TAXAS E GASES Todas as taxas, servios e gases foram contemplados, entre eles:

Porte 06; Taxa de vdeo-Artroscpio

MEDICAMENTOS E MATERIAIS DE CONSUMO Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial.

Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies O clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

OPME Todos os OPMEs foram contemplados dentro do valor referencial, entre eles:

bomba de artroscopia, Cnula rosqueada para artroscopia, Conjunto para reconstruo de LCAbroca; fio guia malevel, (3) parafusos de interferncia titnio)

Todos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa de cOBS

COMPOSIO DO VALOR REFERENCIAL ARTROSCOPIA DO JOELHO PARA RECONSTRUO DO LCACdigo - Honorrios Cirrgicos Cdigo - Honorrio

8521306-9

UNIDADE COMPOSTA (ABERTA) 1 Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em

enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodado

NOME DO PROCEDIMENTO Porte %

Reconstruo, retencionamento ou reforo do ligamento cruzado anterior ou posterior 10C 100%

Todos os SADTs foram contemplados, entre eles: Assistncia Fisioterpica 12 hs (01 ao dia

Todas as taxas, servios e gases foram contemplados, entre eles: Taxa de Sala Porte 0Artroscpio.

MEDICAMENTOS E MATERIAIS DE CONSUMO Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial. Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies O clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

Todos os OPMEs foram contemplados dentro do valor referencial, entre eles: Lmina de Shaver, Equipo para , Cnula rosqueada para artroscopia, Conjunto para reconstruo de LCA

broca; fio guia malevel, (3) parafusos de interferncia titnio), Ponteira de radiofreqnciaTodos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

16

ARTROSCOPIA DO JOELHO PARA RECONSTRUO DO LCA Honorrio de Anestesiologia

8521306-8

Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodados em apartamentos.

AUX ANES BANDA

1 6 20%

12 hs (01 ao dia)

Taxa de Sala Porte 06, Taxa de Sala Compl

Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial. Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstas; O clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

Lmina de Shaver, Equipo para , Cnula rosqueada para artroscopia, Conjunto para reconstruo de LCA (fio guia ponta

radiofreqncia omercializao.

COMPOSIO FINAL DO PACOTE

ARTROSCOPIA DO JOELHO PARA RECONSTRUO DO LCA

SEGMENTO DA CONTA Classe F

Dirias Taxas SADT Gases Medicamentos Materiais OPME Sub-Total (Parte Hospitalar) Honorrios Mdicos da Equipe Honorrios Mdicos do Anestesiologista Total (Com Anestesiologista)

ARTROSCOPIA DO JOELHO PARA RECONSTRUO DO LCA

SEGMENTO DA CONTA Dirias Taxas SADT Gases Medicamentos Materiais OPME Sub-Total (Parte Hospitalar) Honorrios Mdicos da Equipe Honorrios Mdicos do Anestesiologista Total (Com Anestesiologista)

Tabela de Intercorrncias:

Caso hajam intercorrncias justificadas (ver

com necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Tabela de Desconto /Dia da Intercorrncia

Dia da Cirurgia

ARTROSCOPIA DO JOELHO PARA RECONSTRUO DO LCA UNIDADE HOSPITALAR

Classe F Classe E Classe D Classe C 121,00 154,00 159,60 165,00

416,00 636,00 636,00 790,00

30,00 35,00 40,00 45,00

15,00 15,00 15,00 15,00

143,82 143,82 143,82 143,82

420,16 420,16 420,16 420,16

6.590,57 6.590,57 6.590,57 6.590,57

7.736,55 7.994,55 8.005,15 8.169,55

1.265,47 1.265,47 1.265,47 1.265,47

685,44 685,44 685,44 685,44

9.687,47 9.945,47 9.956,07 10.120,47

ARTROSCOPIA DO JOELHO PARA RECONSTRUO DO LCA UNIDADE DAY

Day C Day B 60,00

425,00 605,00

-

15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

6.590,57 6.590,57

7.654,55 7.852,55

1.265,47 1.265,47

685,44 685,44 9.605,47 9.803,47

intercorrncias justificadas (ver ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS)

com necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Classe E Classe D Classe C Classe B

Abre VR Abre VR Abre VR Abre VR

17

Classe B Classe A 170,60 176,00

911,00 911,00

50,00 50,00

15,00 15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

6.590,57 6.590,57

8.301,15 8.306,55

1.265,47 1.265,47

685,44 685,44

10.252,07 10.257,47

Day B Day A

78,00 88,00

605,00 855,00

- -

15,00 15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

6.590,57 6.590,57

7.852,55 8.112,55

1.265,47 1.265,47

685,44 685,44

9.803,47 10.063,47

ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS)

com necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Classe B Classe A

Abre VR Abre VR

COMPOSIO DO VALOR REFERENCIALNOME DO PROCEDIMENTO ARTROSCOPIA

OSTEOCONDRAISCdigo Principal (Parte Hospitalar) Cdigo

85.21.390-7 DIRIAS UTI 0 UNIDADE COMPOSTA (ABERTA)

Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em unidades de enfermaria, enquanto pacientes de plan

HONORRIOS MDICOS CDIGO/CBHPM NOME DO PROCEDIMENTO

30733081 Fratura com reduo e/ou estabilizao da superfcie articular -

SADT Todos os SADTs foram contemplados, entre eles:

TAXAS E GASES Todas as taxas, servios e gases foram contemplados, entre eles:

Porte 05, Taxa de vdeo-Artroscpio

MEDICAMENTOS E MATERIAIS DE CONSUMO Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram

Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstas O clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

OPME Todos os OPMEs foram contemplados dentro do valor referencial, entre eles:

bomba de artroscopia; Cnula rosqueada para artroscopia; parafuso Todos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa d

OBS A solicitao de maior quantidade de materiais dever ser encaminhada conjuntamente com relatrio mdico descritivo do procedimento cirrgico proposto.

COMPOSIO DO VALOR REFERENCIAL

ARTROSCOPIA EM JOELHO FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS Cdigo - Honorrios Cirrgicos Cdigo - Honorrio

85.21.390-9 85.21.3

UNIDADE COMPOSTA (ABERTA) 1 Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em

enfermaria, enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodados

NOME DO PROCEDIMENTO Porte %

Fratura com reduo e/ou estabilizao da - um compartimento

9C 100%

Todos os SADTs foram contemplados, entre eles: Assistncia Fisioterpica 12 hs (01 ao dia)

Todas as taxas, servios e gases foram contemplados, entre eles: Taxa de Sala Porte 0Artroscpio, etc.

MEDICAMENTOS E MATERIAIS DE CONSUMO Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial. Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstasO clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

Todos os OPMEs foram contemplados dentro do valor referencial, entre eles: Lmina de Shaver; Equipo para bomba de artroscopia; Cnula rosqueada para artroscopia; parafuso ou ancora (1). Todos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

A solicitao de maior quantidade de materiais dever ser encaminhada conjuntamente com relatrio mdico descritivo do procedimento cirrgico proposto.

18

JOELHO FIXAO DE FRATURAS

Honorrio de Anestesiologia

85.21.390-8

Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em o especial devero ser acomodados em apartamentos.

AUX ANES BANDA

1 5 20%

12 hs (01 ao dia)

Taxa de Sala Porte 05, Taxa de Sala Compl

contemplados neste valor referencial. Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstas; O clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

Lmina de Shaver; Equipo para

e comercializao.

A solicitao de maior quantidade de materiais dever ser encaminhada conjuntamente com relatrio mdico

COMPOSIO FINAL DO PACOTE

ARTROSCOPIA EM JOELHO PARA FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAISSEGMENTO DA CONTA

Dirias Taxas SADT Gases Medicamentos Materiais OPME Sub-Total (Parte Hospitalar) Honorrios Mdicos da Equipe Honorrios do Anestesiologista Total (Com Anestesiologista)

ARTROSCOPIA EM JOELHO PARA FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS

SEGMENTO DA CONTA Dirias Taxas SADT Gases Medicamentos Materiais OPME Sub-Total (Parte Hospitalar) Honorrios Mdicos da Equipe Honorrios Mdicos do Anestesiologista Total (Com Anestesiologista)

Tabela de Intercorrncias:

Caso haja intercorrncias justificadas (ver

necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Tabela de Desconto /Dia da Intercorrncia

Dia da Cirurgia

JOELHO PARA FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS UNIDADE HOSPITALARClasse F Classe E Classe D Classe C

121,00 154,00 159,60 165,00

328,00 482,00 493,00 592,00

30,00 35,00 40,00 45,00

15,00 15,00 15,00 15,00

143,82 143,82 143,82 143,82

420,16 420,16 420,16 420,16

2.241,01 2.241,01 2.241,01 2.241,01

3.298,99 3.490,99 3.512,59 3.621,99

980,93 980,93 980,93 980,93

489,60 489,60 489,60 489,60

4.769,52 4.961,52 4.983,12 5.092,52

PARA FIXAO DE FRATURAS OSTEOCONDRAIS UNIDADE DAY

Day C Day B 60,00

365,00 505,00

-

15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

2.241,01 2.241,01

3.244,99 3.402,99

980,93 980,93

489,60 489,60 4.715,52 4.873,52

Caso haja intercorrncias justificadas (ver ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS) com

necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Classe E Classe D Classe C Classe B

Abre VR Abre VR Abre VR Abre VR

19

UNIDADE HOSPITALAR Classe C Classe B Classe A

165,00 170,60 176,00

592,00 691,00 691,00

45,00 50,00 50,00

15,00 15,00 15,00

143,82 143,82 143,82

420,16 420,16 420,16

2.241,01 2.241,01 2.241,01

3.621,99 3.731,59 3.736,99

980,93 980,93 980,93

489,60 489,60 489,60

5.092,52 5.202,12 5.207,52

Day B Day A

78,00 88,00

505,00 645,00

- -

15,00 15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

2.241,01 2.241,01

3.402,99 3.552,99

980,93 980,93

489,60 489,60

4.873,52 5.023,52

ORIENTAES E ASPECTOS COMUNS A TODOS OS PROCEDIMENTOS) com

necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Classe A

Abre VR

COMPOSIO DO VALOR REFERENCIALNOME DO PROCEDIMENTO ARTROSCOPIA EM JOELHO PARA LUXAO

PATELARCdigo Principal (Parte Hospitalar) Cdigo

85.21.325-7 DIRIAS UTI 0 UNIDADE COMPOSTA (ABERTA)

Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em unidades de enfermaria, enquanto

HONORRIOS MDICOS CDIGO/CBHPM NOME DO PROCEDIMENTO

30733103 Instabilidade femoropatela, retencionamento, reforo ou reconstruo do ligamento patelo

SADT Todos os SADTs foram contemplados, entre eles:

TAXAS E GASES Todas as taxas e servios foram contemplados, entre eles:

e Taxa de vdeo-Artroscpio, etc.

MEDICAMENTOS E MATERIAIS DE CONSUMO Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial.

Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado O clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

OPME Todos os OPMEs foram contemplados dentro do valor referencial, entre eles:

bomba de artroscopia, Cnula rosqueada para artroscopia, 02 parafusos com 02 arruelas ou Todos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

OBS

COMPOSIO DO VALOR REFERENCIAL

ARTROSCOPIA EM JOELHO PARA LUXAOPATELAR Cdigo - Honorrios Cirrgicos Cdigo - Honorrio de A

85.21.325-9 85.

UNIDADE COMPOSTA (ABERTA) 1 Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em unidades de enfermaria, enquanto pacientes de plano especial devero ser acomodado

NOME DO PROCEDIMENTO Porte %

Instabilidade femoro-patelar, release lateral da patela, retencionamento, reforo ou reconstruo

igamento patelo-femoral medial 10C 100%

Todos os SADTs foram contemplados, entre eles: Assistncia Fisioterpica 12 hs (01 ao dia)

servios foram contemplados, entre eles: Taxa de Sala Porte 06, Taxa, etc.

MEDICAMENTOS E MATERIAIS DE CONSUMO Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial. Nenhum medicamento ou material poder ser cobrado complementarmente, salvo em condies previstasO clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

Todos os OPMEs foram contemplados dentro do valor referencial, entre eles: Lmina de bomba de artroscopia, Cnula rosqueada para artroscopia, 02 parafusos com 02 arruelas ou odos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

20

ARTROSCOPIA EM JOELHO PARA LUXAO/INSTABILIDADE

Honorrio de Anestesiologia

85.21.325-8

Conforme as Orientaes Gerais deste documento, os pacientes de plano bsico devero ser acomodados em pacientes de plano especial devero ser acomodados em apartamentos.

AUX ANES BANDA

1 6 20%

12 hs (01 ao dia).

Taxa de Sala Compl Porte 06,

Todos os medicamentos e materiais necessrios ao procedimento foram contemplados neste valor referencial. complementarmente, salvo em condies previstas;

O clculo do valor levou em considerao a mdia histrica, gabarito de insumos e o valor do pacote anterior.

Lmina de Shaver, Equipo para bomba de artroscopia, Cnula rosqueada para artroscopia, 02 parafusos com 02 arruelas ou 02 agrafes. odos os OPMEs foram precificados com base no valor de compra + taxa de comercializao.

COMPOSIO FINAL DO PACOTE

ARTROSCOPIA EM JOELHO PARA LUXAO

SEGMENTO DA CONTA

Dirias Taxas SADT Gases Medicamentos Materiais OPME Sub-Total (Parte Hospitalar) Honorrios Mdicos da Equipe Honorrios Mdicos do Anestesiologista Total (Com Anestesiologista)

ARTROSCOPIA EM JOELHO PARA LUXAO

SEGMENTO DA CONTA

Dirias Taxas SADT Gases Medicamentos Materiais OPME Sub-Total (Parte Hospitalar) Honorrios Mdicos da Equipe Honorrios Mdicos do Anestesiologista Total (Com Anestesiologista)

Tabela de Intercorrncias:

Caso haja intercorrncias justificadas (ver

necessidade de dividir (abrir) o pacote, o prestador deve seguir a seguinte tabela de desconto:

Tabela de Desconto/Dia da Intercorrncia

Dia da Cirurgia

ARTROSCOPIA EM JOELHO PARA LUXAO/INSTABILIDADE PATELAR UNIDADE HOSPITALAR

Classe F Classe E Classe D Classe C121,00 154,00 159,60 165,00

416,00 636,00 636,00 790,00

30,00 35,00 40,00 45,00

15,00 15,00 15,00 15,00

143,82 143,82 143,82 143,82

420,16 420,16 420,16 420,16

1.471,01 1.471,01 1.471,01 1.471,01

2.616,99 2.874,99 2.885,59 3.049,99

1.265,47 1.265,47 1.265,47 1.265,47

685,44 685,44 685,44 685,444.567,91 4.825,91 4.836,51 5.000,91

JOELHO PARA LUXAO/INSTABILIDADE PATELAR UNIDADE DAY Day C Day B

60,00

425,00 605,00

-

15,00

143,82 143,82

420,16 420,16

1.471,01 1.471,01

2.534,99 2.732,99

1.265,47 1.265,47

685,44 685,444.485,91 4.683,91

Caso haja intercorrncias justificadas (ver ORIENTAES E ASPE