Click here to load reader

Paes 3 2012

  • View
    570

  • Download
    5

Embed Size (px)

Text of Paes 3 2012

  • 1. 3 NOME: N INSCRIO:CURSO: TURNO: ASSINATURAN DO PRDIO: SALA: Ficha de Identificao

2. ORIENTAES IMPORTANTES 01 - Este caderno contm 50 questes do tipo mltipla escolha e 5 questes do tipo discursiva. 02 - Verifique se o caderno contm falhas: folhas em branco, m impresso, pginas trocadas, numerao errada, etc. Encontrando falhas, levante a mo. O Fiscal o atender e trocar o seu caderno. 03 - Cada questo tem 4 (quatro) alternativas (A - B - C - D). Apenas 1 (uma) resposta correta. No marque mais de uma resposta para a mesma questo, nem deixe nenhuma sem resposta. Se isso acontecer, a questo ser anulada. 04 - Para marcar as respostas definitivas na sua Folha de Respostas, use caneta esferogrfica com tinta azul ou preta. NO utilize caneta com tinta vermelha ou lpis. Assinale a resposta certa, preenchendo toda a rea da bolinha 05 - Todos os candidatos podero ser identificados pela impresso digital. 06 - Ao receber a Folha de Respostas, confira: Se a sua Folha (ela est personalizada). Se os dados do cabealho conferem com os seus dados (nome, n de identidade, n de inscrio, opo de lngua estrangeira, data de nascimento, etc.). 07 - Tenha cuidado na marcao da Folha de Respostas, pois ela no ser substituda em hiptese alguma. 08 - Confira e assine a Folha de Respostas, antes de entreg-la ao Fiscal. NA FALTA DA ASSINATURA, A SUA PROVA SER ANULADA. 09 - No se esquea de assinar a Lista de Presenas. 10 - Preencha corretamente a Ficha de Identificao colocada na capa. 11 - DUAS HORAS aps o incio das provas, voc poder retirar-se da sala, SEM LEVAR ESTE CADERNO. NO poder levar nem mesmo a ltima folha do caderno de provas (folha de rascunho) ou anotaes referentes s provas e suas respostas. 12 - Em nenhuma hiptese, o candidato poder levar o Caderno de Provas de Mltipla Escolha e/ou a Folha de Respostas. 13 - Somente durante os 30 (trinta) minutos que antecedem o trmino das provas, podero os candidatos copiar, em formulrio prprio a ser entregue pelo fiscal, as anotaes/marcaes feitas na sua Folha de Respostas das Provas de Mltipla Escolha. 14 - No encerramento das provas, h necessidade de pelo menos dois candidatos presentes na sala. Isso faz parte das normas para transparncia na fiscalizao do Processo Seletivo. 15 - Se o Carto de Inscrio estiver com algum erro (nome, n de documento, endereo, etc.), pea ao Fiscal de Sala para providenciar as correes necessrias no Requerimento de Correes. DURAO DESTAS PROVAS: QUATRO HORAS OBS.: Candidatos com cabelos longos devero deixar as orelhas totalmente descobertas durante a realizao das provas. proibido o uso de bon. 3. PROVA DE LNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Questes numeradas de 01 a 10 INSTRUO: Para responder s questes de 01 a 05, leia o texto a seguir. AS MENTIRAS QUE O SEU CREBRO CONTA PARA VOC Voc no toma as prprias decises e boa parte do que v no real. apenas uma iluso criada pelo seu crebro, que passa pelo menos 4 horas por dia enganando voc. Conhea os truques que ele aplica e saiba o que realmente acontece dentro da mente. Voc fica cego 4 horas por dia. J foi enganado por um rtulo nesta semana. Tem preconceitos sobre todos os assuntos (por mais que ache que no). Toma decises irracionais, que vo contra os seus interesses. Voc no est no controle da prpria mente. Mas no se preocupe; voc normal. No maluco e possui um crebro perfeito, como o de qualquer outra pessoa. S que ele inventa coisas para iludir voc. No por mal. s uma maneira de economizar energia. S que isso tem um preo. O seu crebro no consegue analisar as situaes de forma completamente racional, avaliando todas as variveis envolvidas em cada caso. Para fazer isso, ele precisaria de ainda mais circuitos e muito mais energia. Mas, ao longo da evoluo, a natureza encontrou uma soluo: o crebro pode mentir para seu dono. Sim, mentir. Descartar informaes, manipular raciocnios e at inventar coisas que no existem. Dessa forma, possvel simplificar a realidade e reduzir drasticamente o nvel de processamento exigido dos neurnios. "So efeitos colaterais do funcionamento normal do crebro", diz Suzana Herculano-Houzel, neurocientista da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Tudo comea pela viso. Voc no percebe, mas o crebro edita o que voc v. Das 16 horas por dia que uma pessoa passa acordada, em mdia, 4 horas so preenchidas por imagens "artificiais" que no foram captadas pelos olhos, e sim criadas pelo crebro. O olho humano s capta imagens com clareza em uma pequena parte, a fvea, que tem 1 milmetro de dimetro e fica no centro da retina. Tem mais: o que voc enxerga no o que est acontecendo e sim o que vai acontecer no futuro. srio. Isso acontece porque a informao captada pelos olhos no processada imediatamente. Ela tem de passar pelo nervo ptico e s depois chega ao crebro. O processo leva fraes de segundo, e voc no pode esperar um atraso na viso pode fazer com que voc seja atropelado ao atravessar a rua, por exemplo. Ento, o que faz o crebro? Inventa. Analisa os movimentos de todas as coisas e fabrica uma imagem que no real, contendo a posio em que cada coisa dever estar 0,2 segundo no futuro. Voc no v o que est acontecendo agora, e sim uma estimativa do que ir acontecer daqui a 0,2 segundo. Para Kahneman, psiclogo israelense, o crebro tem dois tipos de pensamento. O primeiro rpido e intuitivo e confia na experincia, na memria e nos sentimentos para tomar decises. O segundo lento e analtico e serve como uma espcie de guardio do primeiro. Esse duelo entre os dois tipos de pensamento, o rpido-intuitivo e o lento-analtico, tambm tem uma explicao evolutiva. O crtex pr-frontal, regio do crebro responsvel pelo processamento lgico, surgiu relativamente tarde na evoluo da espcie humana j as emoes e os instintos estavam com nossos ancestrais h muito mais tempo. Por isso eles so to fortes e nos influenciam tanto. "A filosofia considera o ser humano um animal racional. Mas o que sabemos que apenas em certas circunstncias e custa de muito esforo conseguimos ser racionais", afirma Vitor Haase, mdico e professor de psicologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O pensamento intuitivo est sempre presente, at nas situaes em que a racionalidade supremamente importante. Toda pessoa sempre tende ao otimismo, mesmo quando no h motivos para isso. A pesquisadora Tali Sharot, da University College London, gravou a atividade cerebral de voluntrios enquanto eles imaginavam situaes banais como tirar uma carteira de identidade. Ela tambm pediu que os voluntrios pensassem em coisas do passado. Os testes mostraram que as mesmas estruturas cerebrais so ativadas para recordar o passado e imaginar o futuro. S que, ao imaginar o futuro, os voluntrios criavam cenrios magnficos era o crebro tentando colorir os eventos sem graa. "Cerca de 80% das pessoas tm tendncia ao otimismo, algumas mais do que outras", diz ela. Para Tali, autora do livro Optimism Bias (O Vis do Otimismo, ainda sem verso em portugus), o otimismo sempre mais comum que o pessimismo seja qual for a faixa etria ou o grupo socioeconmico da pessoa. 1 5 10 15 20 25 30 35 40 45 4. As manipulaes criadas pelo crebro afetam at a capacidade mais essencial do ser humano: tomar as prprias decises. Quando voc decide alguma coisa, na verdade o crebro j decidiu com uma antecedncia que pode chegar a 10 segundos. "O indivduo no livre para escolher", afirma Renato Zamora Flores, professor de gentica do comportamento da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O crebro restringe previamente as suas possveis opes e, pior ainda, escolhe uma delas antes mesmo que voc se d conta. possvel lutar contra isso. Lembra-se daquele outro tipo de pensamento, o lento-analtico? Basta coloc-lo em ao. E isso voc consegue tendo calma, refletindo sobre as coisas e duvidando das suas escolhas e opinies. Os truques do crebro so poderosos, mas no invencveis. Agora que voc sabe como funcionam, est muito mais preparado para lidar com eles e se tornar realmente livre para tomar as prprias decises. (SANTI, Alexandre de. As mentiras que o seu crebro conta para voc. Revista Superinteressante, So Paulo, p. 54-59, junho de 2012. Texto adaptado.) QUESTO 01 De acordo com o texto, quanto mais exercitamos o pensamento lento-analtico A) mais estamos sujeitos a no tomar as nossas prprias decises. B) mais estamos sujeitos s manipulaes e iluses do nosso crebro. C) mais exercitamos de forma eficiente o nosso livre arbtrio. D) mais exercitamos o nosso pensamento intuitivo. QUESTO 02 Assinale a alternativa INCORRETA, de acordo com o texto. A) caracterstico das emoes predominarem completamente sobre a razo. B) Em situaes em que o nosso crebro prefigura imagens do futuro, tendemos a conferir mais expressividade nossa imaginao. C) Em termos de funcionamento cerebral, mais fcil que o otimismo predomine sobre o pessimismo. D) O autor do texto utiliza o enunciado srio.(linha 21), a fim de precaver-se da possvel incredulidade do leitor. QUESTO 03 O 1 pargrafo desenvolve-se como uma forma de, EXCETO A) despertar o interesse do leitor, pelas afirmaes inusitadas que faz. B) provocar um certo espanto no leitor, no que diz respeito ao poder do crebro. C) mostrar que os truques do nosso crebro so poderosos, mas no invencveis. D) preparar toda a argumentao defendida sobre as formas de manipulao do nosso crebro e das formas de fugir a essa manipulao. QUESTO 04 Observe o trecho: A filosofia considera o ser humano um animal racional. Mas o que sabemos que apenas em certas circunstncias e custa de muito esforo conseguimos ser racionais, afirma Vitor Haase, mdico e professor de psicologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). (Linhas 34-37) Tendo em vista a organizao sinttica desse trecho, NO se pode afirmar: A) Verifica-se a presena de um elemento de coeso que introduz uma ideia de adversidade. B) Em sua primeira ocorrncia, a palavra que apresenta-se como uma conjuno integrante, e na segunda, como termo expletivo. C) A ocorrncia do sinal indicativo de crase deve-se ao uso de uma locuo prepositiva feminina. D) Constata-se que h um pronome relativo funcionando como termo anafrico, retomando um pronome substantivo demonstrativo. 55 50 5. QUESTO 05 Considere a orao: Cerca de 80% das pessoas tm tendncia ao otimismo, algumas mais do que outras... (Linhas 44-45) Em relao concordncia verbal feita nessa orao, INCORRETO afirmar: A) Se o termo das pessoas for substitudo pelo termo da populao o verbo permanecer no plural. B) Com esse tipo de sujeito, o verbo concordar com o nmero plural. C) Se a expresso Cerca de, for retirada do contexto, o verbo dever permanecer no plural tanto se a concordncia for gramatical, como se for com o ncleo mais prximo. D) O verbo ter poder ficar no singular, fazendo a concordncia gramatical com o ncleo do sujeito, que o nmero da porcentagem. QUESTO 06 Assinale o contexto em que o verbo ter foi usado, coloquialmente, como impessoal, substituindo o verbo haver e, portanto, no dever ser flexionado. A) Voc fica cego 4 horas por dia. J foi enganado por um rtulo nesta semana. Tem preconceitos sobre todos os assuntos (por mais que ache que no). (Linhas 4-5) B) Tem mais: o que voc enxerga no o que est acontecendo... (Linhas 20-21) C) Ela tem de passar pelo nervo ptico e s depois chega ao crebro. (Linhas 22-23) D) Para Kahneman, psiclogo israelense, o crebro tem dois tipos de pensamento. (Linha 28) QUESTO 07 Em relao ao livro de poemas Claro enigma, de Carlos Drummond de Andrade, INCORRETO afirmar: A) O livro apresenta uma poesia com densidade crepuscular e melanclica. B) H, na obra, contemplaes de cidades do interior de Minas Gerais. C) O autor recorre ao soneto como umas das formas para a composio potica. D) Os versos retratam o esprito combativo e grandiloquente do eu lrico. QUESTO 08 Sobre a obra Cartas para Mariana, de Osmar Pereira Oliva, correto afirmar, EXCETO A) O livro contm narrativas em prosa, assinaladas pela subjetividade potica. B) As narrativas epistolares primam pelas temticas crticas, didticas e polticas. C) Os contos possuem contedo varivel, com destaque para os aspectos memorialsticos. D) Os textos so composies expositivas e espontneas, endereadas a diferentes destinatrios. QUESTO 09 Sobre a obra Ns e os outros: histrias de diferentes culturas, organizado por Marisa Lajolo, correto afirmar, EXCETO A) Entre as temticas dos textos, encontram-se as experincias da infncia de alguns narradores. B) O livro possui textos, em prosa e em verso, de escritores de diferentes origens e nacionalidades. C) Todas as narrativas, que tm como principal tema a diversidade cultural, possuem narradores em primeira pessoa. D) A obra uma coletnea de textos de autores clssicos e contemporneos sobre as mltiplas culturas. QUESTO 10 A respeito do livro A Alma Encantadora das Ruas, de Joo do Rio, assinale a alternativa INCORRETA. A) As crnicas, escritas no sculo XIX, trazem evidncias da literatura clssica e erudita produzida no Brasil daquela poca. B) As ruas, nas narrativas, assumem, simbolicamente, a alma do homem do povo, marginalizado pela classe burguesa. C) As narrativas constroem-se de acordo com o ritmo acelerado e mltiplo que caracteriza as ruas da cidade. D) Nas crnicas, encontram-se retratadas as cenas da vida corriqueira dos homens, seus festejos, seus problemas, e toda a precariedade que os circunda. 6. PROVA DE LNGUA ESPANHOLA Questes numeradas de 11 a 14 INSTRUO: Leia o texto que se segue e depois responda s questes propostas. Volte ao texto quando necessrio. Los prncipes de Austurias viajan a Estados Unidos para promover la imagen de Espaa Los prncipes iniciaron en Nueva York su visita oficial a Estados Unidos. Un viaje de cuatro das en el que hicieron frente a una complejsima agenda que fue diseada para reforzar, en todos los mbitos, las relaciones entre ambos pases. El primer encuentro de trabajo "Global Business Colloquium" se celebr en el Instituto de Estudios Superiores de la Empresa (IESE), sede en la que don Felipe reconoci que Espaa tiene "sus propios problemas domsticos", pero que est "decidida" a superlarlos "haciendo sus deberes". Horas despus, tras compartir un almuerzo con personalidades hispanas en la residencia del cnsul general de Espaa en Nueva York, los prncipes se trasladaron al Instituto Cervantes, donde mantuvieron un encuentro con lderes hispanos de los Estados Unidos y donde Felipe se refiri una vez ms al mapa de la lengua espaola compartida por 500 millones de personas. Al da siguiente, los herederos se desplazaron a Boston (Massachusetts) para atender a una conferencia en la Harvard Kennedy School y visitar la Feria Bio 2012, el encuentro mundial ms importante en materia de biotecnologa... Y el viernes, ya de regreso a Nueva York, el prncipe se reuna con representantes de empresas espaolas en Estados Unidos, mientras doa Letizia visitaba la escuela Emily Dickinson, centro pblico bilinge en el que, da a da, se alterna el ingls y el espaol, y conoca el programa de educacin "Internacional Spanish Academies", que ya se ha puesto en marcha en ms de noventa centros educativos en Estados Unidos y Canad. Dos actos a los que sigui un almuerzo con personalidades del mundo de la ciencia y la cultura; as como la cena inaugural de XVII Foro Espaa Estados Unidos, que tuvo lugar en Hoboken (Nueva Jersey). (...) Hola!, 4 de julio de 2012. QUESTO 11 Sobre o texto, pode-se afirmar que A) o prncipe, durante sua estada nos Estados Unidos, tratou da crise econmica com implicaes globais. B) o objetivo da viagem dos prncipes de Astrias foi levar a melhor imagem da Espanha ao mundo. C) os herdeiros do trono espanhol tiveram uma reunio com lderes hipnicos, que residem nos Estados Unidos, no Instituto Cervantes. D) Letizia e Felipe, em Boston, visitaram o evento mais importante da indstria biotecnolgica dos Estados Unidos. QUESTO 12 Sobre os compromissos dos prncipes de Astrias, pode-se afirmar: A) Durante a viagem, Felipe de Astrias promove a lngua espanhola no Instituto Cervantes. B) Letizia visitou uma escola nos Estados Unidos na qual se ensina Espanhol e Ingls em dias alternados. C) Felipe, em uma conferncia no IESE, admitiu os problemas espanhis como pequenos e de fcil soluo. D) Na residncia de um cnsul, os prncipes encontraram-se com atores espanhis. QUESTO 13 A nica correspondncia INCORRETA entre a palavra ou expresso sublinhada esquerda e o seu significado direita A) ... as como la cena... (linhas 18-19) jantar. B) Y el viernes... (linha 13) quinta. C) ... que tuvo lugar en Hoboken... (linha 19) aconteceu. D) ... ya se ha puesto en marcha en ms... (linha 16) colocado em andamento. 1 5 10 15 20 7. QUESTO 14 A nica alternativa CORRETA entre o termo sublinhado esquerda e sua explicao gramatical direita A) ... imporante en materia de biotecnologa... (linhas 13-14) uma palavra llana terminada em vogal. B) El primer encuentro... (linha 4) um numeral que se encontra na forma plena. C) ... Los prncipes iniciaron... (linha 1) um verbo que est conjugado no futuro. D) ... mientras doa Letizia... (linha14) uma conjuno temporal. PROVA DE LNGUA INGLESA Questes numeradas de 11 a 14 INSTRUO: Leia o texto que se segue para responder s questes de 11 a 14. WHAT IS MODERN SLAVERY? Millions of men, women and children around the world are forced to lead lives as slaves. Although this exploitation is often not called slavery, the conditions are the same. People are sold like objects, forced to work for little or no pay and are at the mercy of their 'employers'. Slavery exists today despite the fact that it is banned in most of the countries where it is practised. It is also prohibited by the 1948 Universal Declaration of Human Rights and the 1956 UN Supplementary Convention on the Abolition of Slavery, the Slave Trade and Institutions and Practices Similar to Slavery. Women from Eastern Europe are bonded into prostitution, children are trafficked between West African countries and men are forced to work as slaves on Brazilian agricultural estates. Contemporary slavery takes various forms and affects people of all ages, sex and race. Common characteristics distinguish slavery from other human rights violations A slave is: forced to work through mental or physical threat; owned or controlled by an 'employer', usually through mental or physical abuse or threatened abuse; dehumanised, treated as a commodity or bought and sold as 'property'; physically constrained or has restrictions placed on his/her freedom of movement. What types of slavery exist today? Bonded labour affects millions of people around the world. People become bonded labourers by taking or being tricked into taking a loan for as little as the cost of medicine for a sick child. To repay the debt, many are forced to work long hours, seven days a week, up to 365 days a year. They receive basic food and shelter as 'payment' for their work, but may never pay off the loan, which can be passed down for generations. Early and forced marriage affects women and girls who are married without choice and are forced into lives of servitude often accompanied by physical violence. Forced labour affects people who are illegally recruited by individuals, governments or political parties and forced to work usually under threat of violence or other penalties. Slavery by descent is where people are either born into a slave class or are from a 'group' that society views as suited to being used as slave labour. Trafficking involves the transport and/or trade of people women, children and men from one area to another for the purpose of forcing them into slavery conditions. Worst forms of child labour affects an estimated 126 million children around the world in work that is harmful to their health and welfare. (Disponvel em: http://www.antislavery.org/english/slavery_today/what_is_ modern_slavery.aspx, acesso em: 23 ago. 2012 com adaptaes.) QUESTO 11 Nesse texto, em se tratando do trabalho escravo, podemos afirmar que A) as pessoas se apoiam em leis, como a Declarao Universal dos Direitos Humanos, que so infalveis quanto disseminao dessa prtica. B) h um tipo de escravido, hoje, o qual afeta pessoas de gneros, raas e idades distintos. C) a escravido a que as pessoas so submetidas atualmente no proibida por leis que, no passado, aboliram a escravatura e a discriminao social. D) a escravido continua existindo, embora no se tenha registro oficial desse tipo de prtica, no mundo. 1 5 10 15 20 25 30 8. QUESTO 12 Esse texto revela, acerca da escravido ocorrida na atualidade, que A) h uma mudana relativamente ao trabalho escravo, o qual deixou de ter os homens como alvo, pois o trfico de mulheres e crianas mais lucrativo. B) essa prtica atinge um nmero cada vez menor de pases, tendo em vista o fato de os Direitos Humanos preverem penas cada vez mais severas a essa atitude. C) no h indcios de que no Brasil essa atividade seja exercida. D) o trabalho escravo, uma atividade ilegal, uma atitude praticada at mesmo pelos governantes. QUESTO 13 Por meio desse texto, pode-se afirmar, sobre as pessoas escravizadas, que A) recebem nenhum ou pouco dinheiro, com valor incompatvel com o trabalho que produzem, vivendo em condies subumanas. B) se deixam enganar pelas vantagens oferecidas por empregos em pases desenvolvidos, onde o trabalho escravo ainda no foi detectado pelas autoridades ou pelo cidado comum. C) fazem a diferena na economia de pases em desenvolvimento como o Brasil, que no poderiam sobreviver sem essa mo de obra. D) esto entregues prpria sorte, pois os governantes desconhecem que essa prtica seja comum em todo o mundo. QUESTO 14 Slavery exists today despite the fact that it is banned in most of the countries where it is practised. (Linha 4) It, em destaque nesse trecho, faz referncia a A) today. B) fact. C) slavery. D) most. PROVA DE BIOLOGIA Questes numeradas de 15 a 18 QUESTO 15 O esquema a seguir ilustra uma pesquisa recentemente desenvolvida pela UnB (Universidade de Braslia). De acordo com a metodologia, o efeito de duas substncias sobre o comportamento fisiolgico de animais comparado. Observe-o. Considerando o esquema e o assunto abordado, analise as alternativas abaixo e assinale a que melhor REPRESENTA a doena que pode ser controlada pela GQ-16. A) Anemia. B) Leptospirose. C) Osteoporose. D) Diabetes. 9. QUESTO 16 A evoluo das plantas induziu o aparecimento de vrios tipos de caules modificados, os quais podem desempenhar funes especiais. As figuras a seguir ilustram alguns deles. Observe-as. De acordo com a figura e o assunto abordado, analise as alternativas abaixo e assinale a que CORRESPONDE ao caule conhecido como rizoma. A) I. B) II. C) III. D) IV. QUESTO 17 A Sndrome da Tenso Pr-menstrual, tambm conhecida por TPM, um conjunto de sintomas fsicos e comportamentais que ocorrem na segunda metade do ciclo menstrual. Em algumas mulheres, pode ser to severo a ponto de interferir significativamente no seu comportamento, como representado na tirinha a seguir. (www.mentirinhas/hormonios.com.br) Considerando o assunto abordado e o seu conhecimento sobre ciclo menstrual, a TPM coincide com a elevao do hormnio denominado A) progesterona. B) FSH. C) LH. D) testosterona. I II III IV 10. QUESTO 18 Os aneldeos so os primeiros animais da escala evolutiva zoolgica a apresentarem o corpo segmentado. Os animais desse grupo se reproduzem sexuadamente. A figura a seguir ilustra a forma como as minhocas se reproduzem. Analise-a. Considerando a figura e o assunto abordado, so caractersticas dos animais representados, EXCETO A) So hermafroditas. B) Apresentam desenvolvimento indireto. C) Fazem fecundao cruzada. D) Os dois animais so fecundados. PROVA DE FSICA Questes numeradas de 19 a 22 QUESTO 19 Duas esferas metlicas idnticas, carregadas com cargas de 3 C e 9 C, repelem-se com uma fora de intensidade F quando esto a uma distncia d uma da outra. Essas esferas so postas em contato e, em seguida, afastadas novamente, permanecendo agora a uma distncia de 60cm uma da outra. Nessa ltima configurao, as esferas repelem-se com uma fora de intensidade igual a F/3. A distncia d A) 20cm. B) 10cm. C) 30cm. D) 60cm. QUESTO 20 Ao mudar-se para uma nova casa, em outra cidade, Joo comprou um chuveiro para ser instalado numa rede eltrica de 220 V. Ao instalar o aparelho, descobriu que a rede eltrica da casa era de 110 V, porque a potncia eltrica fornecida pelo chuveiro era A) quatro vezes menor que a esperada. B) metade da esperada. C) o dobro da esperada. D) quatro vezes maior que a esperada. testculos ovrio espermiducto oviducto vescula seminaltroca de esperma clitelo 11. QUESTO 21 Feixes de partculas de alta energia, como eltrons e prtons, tm sido imensamente teis para os estudos de tomos e ncleos, cujo objetivo conhecer a estrutura fundamental da matria. Para trabalhar com os feixes, porm, preciso produzi-los e control-los e, para tal, so usados os aceleradores de partculas. Resumidamente, o esquema de funcionamento de um desses aceleradores consiste em estabelecer uma diferena de potencial para que as partculas carregadas entrem em movimento e, em seguida, faz-las passar por um campo magntico que as desvia, direcionando-as, de modo que suas trajetrias as faam passar novamente pela mesma diferena de potencial, por repetidas vezes. Dessa maneira, elas adquirem uma energia cintica extremamente elevada. Em um experimento de fsica nuclear, um prton acelerado a partir do repouso por uma diferena de potencial que o faz adquirir uma velocidade v = 1,5 106 m/s. Em seguida, o prton entra numa regio de campo magntico uniforme de mdulo 250 mT, com uma velocidade perpendicular ao campo. O prton, ento, passar a percorrer uma trajetria circular de raio A) 8cm. B) 6cm. C) 5cm. D) 4cm. QUESTO 22 Considere o pargrafo abaixo. A grande fonte de energia que abastece o nosso planeta o Sol. Sem ele, muito provavelmente a vida na Terra no existiria. Por muito tempo, cientistas e pensadores foram curiosos a respeito da origem da energia irradiada pelo Sol. Com a unificao entre o eletromagnetismo e a tica, no final do sculo XIX, e, posteriormente, com o surgimento da Fsica Moderna e das teorias sobre evoluo estelar, que foi possvel encontrar muitas explicaes. Sabe-se hoje que a energia irradiada provm de processos de ....................... que ocorrem no interior do Sol, envolvendo ncleos de istopos leves. Sabe-se tambm que a radiao luminosa emitida por ele (em vrias faixas do espectro eletromagntico) composta de ................., que apresentam um comportamento dual (onda ou partcula) ao interagirem com a matria. Assinale a alternativa cujas palavras preenchem corretamente as lacunas do pargrafo acima. A) fisso nuclear, nutrons. B) combusto, eltrons. C) fotossntese, psitrons. D) fuso nuclear, ftons. Considere: mP = 1,6 1027 kg (massa do prton); e = 1,6 1019 C (carga eltrica elementar). 12. PROVA DE GEOGRAFIA Questes numeradas de 23 a 26 QUESTO 23 O espao geogrfico um produto da atividade criadora das sociedades sobre a superfcie terrestre. Contudo, a superfcie terrestre no um cenrio inerte: um meio natural ativo, cuja dinmica decorre dos fluxos de energia originados do interior do planeta ou da radiao solar. A atividade humana modifica profundamente o meio natural, mas tambm se adapta aos limites e potencialidade do relevo, dos solos, dos climas e biomas. Fonte: MAGNLIO, D. GIA: Fundamentos da Geografia. So Paulo: Moderna, 2002. Considerando o texto, numa anlise para o continente europeu, INCORRETO afirmar: A) As atividades humanas que mais alteraram o meio ambiente europeu so desenvolvidas nos pases setentrionais, a exemplo do que aconteceu na Islndia, Noruega e Sucia. B) As paisagens europeias denotam minuciosa interveno humana, onde manchas florestais se encontram associadas com campos agrcolas, compondo verdadeiros jardins. C) O eurotnel sob o Canal da Mancha, ligando o continente ao arquiplago britnico, constitui um marco significativo do avano tecnolgico europeu, rompendo barreiras naturais. D) As florestas temperadas decduas, cuja queda e colorido das folhas indicam o outono, foram largamente derrubadas, constituindo reas densamente povoadas. QUESTO 24 A quebra da safra americana do tamanho da safra brasileira, que uma safra que abastece o mercado interno com fartura e com excedente exportveis tambm com fartura, diz o coordenador do Centro de Agronegcio da FGV, Roberto Rodrigues. Fonte: Jornal da Globo, 20/8/2012. Sobre a crise na agricultura dos Estados Unidos, assinale a alternativa INCORRETA. A) A escassez de chuva foi a principal causa da crise na agricultura dos Estados Unidos. B) O preo de determinados produtos agrcolas, principalmente milho e soja, apresentou aumento no mercado internacional. C) Os Estados Unidos passaram a comprar a maior parte da produo brasileira, provocando o crescimento recorde do PIB agrcola. D) A reduo na produo de milho afeta a oferta de combustvel, haja vista que o etanol nos Estados Unidos proveniente desse produto. 13. QUESTO 25 Observe a figura. Considerando a anlise da figura e seus conhecimentos da regio mostrada, INCORRETO afirmar: A) Trata-se de uma regio plotada pelas coordenadas geogrficas de 45 latitude norte e 60 longitude leste, compreendendo um mar fechado. B) Constitui-se em rea de ponto crtico da Terra, considerando abastecimento de gua, degradao e eroso do solo e processo acelerado de desertificao. C) Compreende poro territorial geograficamente localizada na sia Central, abrangendo terras do Cazaquisto e Uzbequisto, integrantes da Comunidade dos Estados Independentes. D) Sabe-se que a reduo do volume hdrico do Mar de Aral, no perodo evidenciado, est associada diminuio da alimentao nival proveniente da Cordilheira do Himalaia. QUESTO 26 Observe a figura. Fonte: SILVEIRA, I. Geografia da Gente: gua, Meio Ambiente e Paisagem. So Paulo: tica, 2003. A figura acima representa uma A) paisagem de Savana, com espcies animais e vegetais tpicas do Saara. B) floresta Tropical, caracterizada de forma equivocada devido presena de cactceas. C) floresta de Conferas, devido grande variedade da fauna e flora. D) paisagem de regio temperada, com plantas decduas adaptadas aos longos invernos. 14. PROVA DE HISTRIA Questes numeradas de 27 a 30 QUESTO 27 Fonte: http://www.maniadegibi.com/loja/images/Ze%2520Carioca%2520Anos%2520de%2520Ouro%252003.jpg& imgrefurl. Acesso em 10 fev. 2012 e http://images.br.sftcdn.net/br/scrn/316000/316986/ rio-paper-blu-6.jpg&imgrefurl. Acesso em 10 fev. 2012. O papagaio Z Carioca estreava, em 1942, o filme Al Amigos. Em 2012, um espcime macho da arara azul, Blu, no filme Rio, trazido ao pblico. Nessas obras de fico, produzidas no espao da animao, esses animais esto, de certo modo, representando o Brasil. Em ambos os filmes, possvel discernir a preocupao com A) a preservao das espcies da fauna nacional em extino. B) a reflexo acerca da questo da identidade nacional. C) a aliana internacional no combate aos crimes ambientais. D) a mestiagem como empecilho ao desenvolvimento do pas. QUESTO 28 Quando vejo tanta terra Espalhada por a Eu me pergunto, ai, Com que direito Eles querem tirar A gente daqui. (Msica cantada pelo MST, com melodia de Asa Branca de Luiz Gonzaga.) Fonte: CHIAVENATO, Jlio Jos. Violncia no campo. SP: Moderna, 1977, p. 66. Acerca do Movimento dos Sem-Terra (MST) e da Reforma Agrria no Brasil, CORRETO afirmar que A) o MST no recebe o apoio da Igreja e da Pastoral da Terra por invadir e destruir laboratrios de pesquisa de empresas reflorestadoras e reas produtivas. B) organismos de pases capitalistas avanados se opem ao financiamento das marchas do MST em funo dos interesses ligados ao Fundo Monetrio Internacional. C) a imprensa e a mdia brasileira em geral no divulgam as invases, confrontos e mortes ligados luta pela terra, temendo alarmar o pblico. D) a Constituio de 1988 estabeleceu ser obrigao do governo realizar a reforma agrria e, diante da inoperncia governamental, o MST articulou aes de ocupao de terras. 15. QUESTO 29 A crise da Unio Sovitica levou o ento presidente Mikhail Gorbatchev a desencadear reformas que culminaram na derrocada dos regimes comunistas do Leste Europeu. Acerca desse assunto, assinale C (correta) ou I (incorreta) em cada uma das afirmativas. ( ) Na Polnia, em 1989, a ascenso do lder do Sindicato Independente Solidariedade, Lech Walesa, culminou com a formao de um novo governo, que tomou a direo do Estado das mos dos comunistas. ( ) Na Bulgria, ainda em 1989, o Partido Comunista deixou o poder depois de intensa mobilizao popular e de uma violenta represso aos manifestantes que, em ltima instncia, desmoralizaram completamente os comunistas. ( ) Na Romnia, a transio se deu de forma violenta. O ditador Ceausescu tentou reprimir as manifestaes de protesto e terminou deposto e executado pelo Comit de Salvao Nacional. ( ) Na Thecoslovquia, eleies levaram posse de Vaclav Ravel que, atravs de um Golpe de Estado, garantiu, entre outras coisas, a manuteno da unidade e da integridade nacional. Assinale a sequncia CORRETA. A) C, I, C, I. B) I, C, I,C. C) C, C, I, I. D) I, I, C, C. QUESTO 30 A frica o continente mais pobre do mundo, onde esto quase dois teros dos portadores do vrus HIV do planeta. Para alm desse grande problema, a continuidade dos conflitos armados, o avano de epidemias e o agravamento da misria pem em causa o seu desenvolvimento. Apesar de todas as dificuldades enfrentadas pelos habitantes desse continente, existem aes sendo desenvolvidas para tentar minimizar ou, se possvel, erradicar os problemas crnicos ali existentes. Entre essas aes, INCORRETO elencar: A) A ao dos efetivos das Misses ou Foras de Paz, sob a coordenao da ONU, que permite ajudar os pases na transio das situaes de conflito para a paz. Seus pontos fortes incluem tentativas de manuteno da legitimidade, repartio de encargos entre os grupos e lideranas locais e a capacidade de implantar e manter soldados e policiais de todo o mundo, integrando-os com tropas civis para avanar na construo ou restaurao de Estados de direito, principalmente apoiando a organizao de eleies livres, a promoo e a proteo dos direitos humanos. B) Medidas executadas pela Subsecretaria-Geral das Operaes pela Manuteno da Paz, organismo do Conselho de Segurana da ONU, tais como treinamento e desenvolvimento de infraestrutura no Burundi, capacitao para gesto e superviso das instituies de segurana na Libria e desenvolvimento de polticas de segurana e estratgias nacionais para a Somlia e Costa do Marfim. C) A aprovao, em 2005, pelo Congresso Norte-americano, de uma nova legislao, o Foreign Assistance Act, mais conhecido como Novas Aes, que reorientou a ajuda externa bilateral norte-americana. Abandonando uma viso de necessidade de reconstruo das infraestruturas locais dos pases vtimas de governos ditatoriais e de guerras intertribais, a nova lei abandonou a concepo de atendimento s necessidades humanas bsicas e conduziu a uma nova diretriz, cujo princpio foi o aumento da produtividade das indstrias locais, a fim de gerar competitividade no mercado internacional para produtos de diversas naes africanas. D) Cooperao entre o Brasil e pases africanos, dentro das propostas da Organizao das Naes Unidas para Alimentao e Agricultura (FAO), no intercmbio de conhecimentos e experincias, tanto em termos de polticas pblicas para a agricultura familiar, seja na rea da assistncia tcnica e extenso rural, abastecimento alimentar, garantia de renda, acesso terra, ou no desenvolvimento de polticas de associativismo e cooperativismo, pesquisas e tecnologias agrcolas, na prtica de formular suas prprias polticas de compras locais de alimentos ou na implantao de outras polticas de acesso a alimentos. 16. 60 z 44 4 4 PROVA DE MATEMTICA Questes numeradas de 31 a 42 QUESTO 31 Um pai quer gastar R$400,00 com a mesada de seus dois filhos. O valor da mesada ser diretamente proporcional s idades dos filhos. O mais velho tem 15 anos e seu irmo, 10 anos. Quanto vai receber o mais novo? A) R$106,00. B) R$160,00. C) R$204,00. D) R$240,00. QUESTO 32 Em um sistema de capitalizao simples, um capital de R$5.000,00, aplicado durante 2 anos, rendeu R$1.120,00 a mais do que um capital de R$7.000,00, aplicado pelo mesmo perodo de tempo, a uma taxa de 1,0% ao ms. O capital de R$5.000,00 foi aplicado a uma taxa de A) 3,0% ao ms. B) 4,0% ao ms. C) 4,5% ao ms. D) 5,5% ao ms. QUESTO 33 O nmero complexo z, indicado na figura abaixo, igual a A) .322 i+ B) . 2 3 2 1 i+ C) .232 i+ D) . 2 1 2 3 i+ QUESTO 34 O valor de m, para que o produto )3)(2( imi ++ seja um nmero imaginrio puro, A) . 3 2 B) .6 C) .5 D) . 2 3 QUESTO 35 Considere o polinmio ,)( 25 cbxaxxp ++= no qual .,, IRcba Se ,0)0( =p 2)1( =p e ,4)1( =p ento A) ,3=a 1=b e .0=c B) ,1=a 3=b e .0=c C) ,1=a 3=b e .0=c D) ,1=a 3=b e .0=c 17. QUESTO 36 Ao usar o dispositivo prtico de Briot-Ruffini, na diviso de um polinmio )(xp pelo binmio ),( ax encontrou-se o esquema abaixo. Com base nessa informao, CORRETO afirmar que o nmero qp nm k = vale A) .2 B) .2 C) .8 D) .8 QUESTO 37 Considere a equao algbrica ,023 =+++ cbxaxx com .,, IRcba Sabendo-se que suas razes so nmeros inteiros positivos e consecutivos e que a soma dos quadrados dessas razes igual a 14, CORRETO afirmar que 222 3112 + + cba vale A) 11. B) 13. C) 14. D) 16. QUESTO 38 Considere os polinmios 45)( 23 ++= xxxxp e .54)( += xxq Os nmeros complexos, para os quais ),()( xqxp = so A) .,,1 ii B) .2,2,1 ii C) .21,21,1 ii + D) .2,2,2 ii + QUESTO 39 Considere os pontos ),2,1( A )1,4(B e ).5,1(C A medida da altura do tringulo ABC, relativa ao lado ,AB A) . 34 3427 B) . 34 3425 C) . 34 3429 D) . 34 3423 QUESTO 40 A equao da reta que passa pelo ponto )2,1(A e perpendicular reta 032 = xy A) .042 = xy B) .042 =+ xy C) .042 =++ xy D) .042 = yx 1 1 m 5 n p 1 q 0 18. l Abreviaturas: (s) slido (l) = lquido (g) = gs (aq) = aquoso [A] = concentrao de A em mol/L Dados: Constante de Avogadro (N) = 6,02 1023 /mol PV = nRT R = 0,082 atm L/K mol Volume molar = 22,4 L (CNTP: 273 K, 1 atm) QUESTO 41 O segmento AB dimetro da circunferncia .10: 22 xyx =+ Se ),3,1( =A CORRETO afirmar que A) ).6,9(=B B) ).3,6(=B C) ).6,3(=B D) ).3,9(=B QUESTO 42 Em certo colgio, os alunos da 7. srie tm 5 aulas semanais de Matemtica, divididas em 2 aulas de Geometria e 3 de lgebra. Por isso, combinou-se que a nota bimestral de Matemtica seria a mdia ponderada das notas de Geometria e de lgebra, cujos pesos so 2 e 3, respectivamente. Assim, o aluno que tirou 8 em Geometria e 6 em lgebra ter mdia bimestral em Matemtica de A) 6,0. B) 6,5. C) 6,8. D) 7,0. PROVA DE QUMICA Questes numeradas de 43 a 46 19. QUESTO 43 Os dados abaixo so referentes s frmulas empricas e s massas molares de dois compostos, I e II. Composto Frmula mnima Massa molar / g/mol I CH2 84 II NH2Cl 51,5 As frmulas moleculares dos compostos I e II so, respectivamente: A) CH4 e N2H4Cl. B) C3H8 e N2H2Cl. C) C12H24 e NH4Cl. D) C6H12 e NH2Cl. QUESTO 44 Quando uma soluo aquosa de permanganato de potssio adicionada a uma soluo de cido oxlico em meio cido, ocorre a seguinte reao, sem catalisador: 5H2C2O4 + 2KMnO4 + 3H2SO4 10CO2 + K2SO4 + 2MnSO4 + 8H2O A velocidade dessa reao varia em funo da presena de um catalisador como, por exemplo, o sulfato de mangans (II). Em laboratrio, foram obtidos os seguintes resultados: Procedimento Tempo (minutos) I - sem catalisador 4 II - com catalisador ( sulfato de mangans) 2 Embora o procedimento I, sem catalisador, ocorra mais lentamente, h um aumento brusco da velocidade no final da reao. Esse fato ocorre devido A) ocorrncia dessa reao em meio cido. B) formao do sal MnSO4, como produto. C) adio do catalisador no procedimento. D) liberao de gs carbnico no processo. QUESTO 45 Considere a frmula estrutural dos compostos a seguir: Em relao a esses compostos, CORRETO afirmar: A)Representam um par de ismeros geomtricos. B) Apresentam as mesmas propriedades fsicas. C) O primeiro composto o cido transbutenoico. D)Representam, na sua estrutura, a funo ster. CIDO MALEICO CIDO FUMRICO 20. QUESTO 46 A metilamina CH3NH2 uma base fraca, responsvel pelo odor de peixe em conservas de enlatado. Em uma soluo 0,100 mol/L de CH3NH2, cerca de 6,4% dessa base sofrem ionizao. Esse processo representado pela equao: CH3NH2 + H2O CH3NH3 + + OH- Considerando a ionizao percentual, pode-se afirmar que os valores aproximados de Kb e Ka da metilamina so, respectivamente: A) 4,0 x 10-7 e 2,3 x 10-4 . B) 4,3 x 10-2 e 3,3 x 10-12 . C) 4,4 x 10-4 e 2,3 x 10-11 . D) 4,4 x 10-7 e 3,3 x 10-12 . PROVA DE FILOSOFIA Questes numeradas de 47 a 48 QUESTO 47 No livro Admirvel Mundo Novo, de Aldous Huxley, as pessoas permanecem sempre jovens e so felizes porque tomam o soma, uma droga que impede a manifestao da tristeza e do sofrimento. Com relao felicidade, podemos fazer diversas consideraes. Marque a alternativa que NO condiz com a questo discutida. A) A felicidade comporta um dado caracterstico, que o sentimento de satisfao. B) A felicidade exige dois componentes chamados autonomia e deciso. C) A felicidade est nos momentos de consumo e desprezo pelo trabalho. D) A felicidade exige coerncia e responsabilidade. QUESTO 48 Durante muito tempo, os filsofos ocidentais explicaram o ser humano como composto de duas partes diferentes e separadas: o corpo (material) e a alma (espiritual). Essa tendncia recebe o nome de A) dualismo psicofsico. B) psicomaterialismo. C) monofisismo. D) somatismo. 21. PROVA DE SOCIOLOGIA Questes numeradas de 49 a 50 QUESTO 49 Em anlise sociolgica, muitos termos e conceitos so usados na definio de processos e prticas polticas, desde a Grcia antiga aos tempos atuais. Relacione as colunas correspondentes com os conceitos e respectivas definies. 1 - Oclocracia 2 - Demagogia 3 - Populismo 4 - Oligarquia ( ) O termo utilizado para designar um conjunto de prticas polticas que consiste no estabelecimento de uma relao direta entre as massas e o lder poltico, geralmente carismtico, sem intermediao de instituies como partidos polticos. ( ) O termo utilizado para designar um governo de poucos, concentrado num nmero pequeno de pessoas que, geralmente, podem distinguir-se pela nobreza, riqueza, laos familiares, empresas ou poder militar. ( ) Pode ser definido como o abuso que se instala num governo democrtico quando a multido se torna senhora dos negcios pblicos e, ao tomar o poder, tende a destruir as instituies vigentes. ( ) O termo est associado arte de conduzir o povo, atravs de propostas e declaraes que, geralmente, no podem ser postas em prtica e so feitas apenas com o intuito de se obter benefcio eleitoreiro ou simpatia daqueles a quem se promete. A sequncia CORRETA A) 3, 1, 2, 4. B) 2, 1, 3, 4. C) 1, 3, 4, 2. D) 3, 4, 1, 2. QUESTO 50 O crescimento do poder e da influncia das grandes corporaes e sua rpida ascenso a um alcance global significam que eles afetam a vida de milhes de pessoas de muitas maneiras. Alguns socilogos brasileiros, estudiosos da criminalidade, fazem referncia ao termo crime das corporaes para descrever os delitos cometidos pelas grandes corporaes na atualidade. So tipos de violaes vinculadas a essas grandes corporaes, EXCETO A) Financeiras, relacionadas fraude fiscal e de pagamentos de impostos, operaes fraudulentas de investimento. B) De conduta, relacionados a atividades criminosas como roubos, arrombamentos e agresso fsica. C) De trabalho, relacionados prtica de contratao de funcionrios e oferta de condies de trabalho insalubres. D) Ambientais, relacionadas poluio, danos biodiversidade e de permisses de explorao comercial. 22. ATENO! 1- AS QUESTES NUMERADAS DE 01 A 05 DEVEM SER RESPONDIDAS NA FOLHA DE RESPOSTAS DA PROVA DISCURSIVA DE LNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA. 2- AS RESPOSTAS DEVERO OBEDECER NUMERAO DAS QUESTES. QUALQUER RESPOSTA DADA FORA DO LOCAL RESERVADO COM IGUAL NUMERAO (1-2-3-4-5) SER ANULADA E ATRIBUDA A NOTA ZERO. PROVA DISCURSIVA ORIENTAES IMPORTANTES 01 - As questes devero ser respondidas na Folha de Respostas, com caneta esferogrfica (tinta azul ou preta), nos espaos reservados. A PROVA FEITA A LPIS SER ANULADA E ATRIBUDA A NOTA ZERO. 02 - Se usar letra de FORMA, devero ser observadas as normas de acentuao grfica. 03 - A Folha de Respostas no poder ter qualquer outra identificao do candidato, alm da Identificao j impressa. Aparecendo o nome ou nmero de inscrio fora da Ficha de Identificao, a Prova ser anulada e computada a nota zero. 04 - Todos os candidatos faro estas Provas. 05 - Ao terminar as Provas, entregue este caderno ao Fiscal. 06 - As questes que se seguem apresentam, em cada uma de suas questes, a nota com que elas sero avaliadas. 23. PROVA DE LNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA DISCURSIVA Questes numeradas de 01 a 05 QUESTO 01 VALOR: 15 PONTOS No texto As mentiras que o seu crebro conta para voc, apresentado para anlise, a pesquisadora Tali Sharot, da University College London, afirma que as pessoas tendem ao otimismo, mesmo que no haja motivos para isso, e que essa tendncia dos nossos neurnios de pender para o otimismo, ao projetar o futuro, no exclusividade de alguns poucos, j que essa a dinmica cerebral de aproximadamente 80% das pessoas. No texto A cincia do otimismo, Revista Isto, janeiro de 2012, encontramos as seguintes afirmativas: AFIRMATIVA 1 "Pesquisas mostram que 80% das pessoas tm uma tendncia natural para o comportamento positivo. E que ele protege de doenas, alimenta a autoestima e at melhora relacionamentos." AFIRMATIVA 2 "Como tudo na vida, todavia, excesso de otimismo tambm faz mal. inegvel que, na sociedade contempornea, h uma presso social muitas vezes exacerbada, exigindo que as pessoas enxerguem sempre o lado bom da vida, sejam felizes e no sofram. [...]" Raquel. A cincia do otimismo. Revista Isto. Edio 2233, 27 de janeiro de 2012. Trechos adaptados.) Tendo em vista essas duas afirmativas, redija um texto dissertativo de 15 linhas, apresentando sua argumentao sobre o otimismo na sociedade contempornea. QUESTO 02 VALOR: 10 PONTOS INSTRUO: Leia as trs charges que se seguem e responda s questes propostas. A) Quando se leem a primeira e a terceira charges, verifica-se que, em cada uma delas, h dois elementos lingusticos que se contrapem e que so determinantes para os efeitos de sentido e de humor produzidos. Cite-os. B) Na segunda charge, a ambiguidade foi usada como um recurso de expresso para produzir sentido e humor. Identifique e explicite essa ambiguidade. QUESTO 03 VALOR: 5 PONTOS Observando a conjugao do verbo 'prender', na terceira charge, conclui-se que se trata de um verbo regular. Analise os verbos que foram usados nas trs charges e identifique aqueles que no seguem o paradigma de conjugao dos verbos regulares. Justifique a sua resposta. 24. QUESTO 04 VALOR: 10 PONTOS Leia os textos abaixo, extrados do livro A alma encantadora das ruas: crnicas, de Joo do Rio. Texto I S a alma da turba consegue o prodgio de ligar o sofrimento e o gozo na mesma lei da fatalidade, s o povo diverte-se no esquecendo as suas chagas, s a populaa desta terra de sol encara sem pavor a morte nos sambas macabros do Carnaval. (RIO, 2007, p. 133.) Texto II Foi a ento que vimos o sofrer inconsciente e o ltimo grau da misria. O hospedeiro torpe dizia que por ali dormiam alguns de favor, mas pelo corredor estreito, em derredor da sentina, no trecho do quintal, cheio de trapos e de lama, nas lajes, os mendigos, faces escaveiradas e sujas, acordavam num clamor erguendo as mos para o ar. E de tal forma a treva se ligava a esses espectros da vida que o quadro parecia formar um todo homogneo e irreal. (RIO, 2007, p. 160.) A partir da leitura dos textos e da obra, responda s proposies abaixo. A) Identifique duas caractersticas que aproximam os textos da esttica realista. B) Identifique duas caractersticas que atestam um carter de contemporaneidade escrita de Joo do Rio. QUESTO 05 VALOR: 10 PONTOS Leia atentamente o fragmento extrado do livro A Hora da Estrela, de Clarice Lispector. Mas no vou enfeitar a palavra pois se eu tocar no po dessa moa esse po se tornar ouro e a jovem (ela no tem dezenove anos) e a jovem no poderia mord-lo, morrendo de fome. Tenho ento que falar simples para captar a sua delicada e vaga existncia. Limito-me a humildemente limito-me a contar as fracas aventuras de uma moa numa cidade toda feita contra ela. (LISPECTOR, 1984, p. 21.) O desafio de escrever sobre a pobreza e a carncia absolutas obriga o narrador a um exerccio de depurao lingustica, eliminando artifcios, exageros e sentimentalismo de sua escrita. Escreva um pargrafo, explicando o efeito que essa palavra sem enfeites traz histria de Macaba.