Para entender o controle social na saúde - bvsms.saude.gov. ?· A responsabilidade ... Ficha Catalográfica…

Embed Size (px)

Text of Para entender o controle social na saúde - bvsms.saude.gov. ?· A responsabilidade ... Ficha...

1

CONSELHO NACIONAL DE SADEMINISTRIO DA SADE

Para entender oControle Social

na SadeBraslia - DF

2014

2

1

Para entender oControle Social

na Sade

CONSELHO NACIONAL DE SADEMINISTRIO DA SADE

Braslia - DF2014

2

2014 Ministrio da Sade. Conselho Nacional de Sade.Todos os direitos reservados. permitida a reproduo parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que no seja para venda ou qualquer fim comercial. Venda proibida. Distribuio gratuita. A responsabilidade pelos direitos autorais de textos e imagens desta obra da rea tcnica. A coleo institucional do Ministrio da Sade pode ser acessada, na ntegra, na Biblioteca Virtual em Sade do Ministrio da Sade: .

Tiragem: 1 edio 2014 20.000 exemplares

Elaborao, distribuio e informaes:MINISTRIO DA SADE Conselho Nacional de SadeEsplanada dos Ministrios, bloco G,Edifcio Anexo, ala B, 1. andar, salas 103/115CEP: 70058-900 Braslia/DFTels.: (61) 3315-2151 / 3315-2150Faxes: (61) 3315-2414 / 3315-2472Site: www.conselho.saude.gov.brE-mail: cns@saude.gov.br

Elaborao de texto: Carla MorroneCora Dias Lucinia Moreli

Colaborao:Gleisse de Castro de OliveiraMaria Camila Borges Faccenda

Equipe de comunicao do Conselho Nacional de Sade:Denise MirandaKarla Lucena Monique MaiaRenata MendesWillian Barreto Wilany Santos

Projeto grfico:Delton Assis e Rafael Bicalho

Capa e diagramao:Rafael Bicalho e Delton Assis

Normalizao: Delano de Aquino Silva CGDI/Editora MSMaristela da Fonseca Oliveira CGDI/Editora MS

Impresso no Brasil / Printed in Brazil

Ficha Catalogrfica__________________________________________________________________________________________Brasil. Ministrio da Sade.

Para entender o controle social na sade / Ministrio da Sade, Conselho Nacional de Sade. Braslia : Ministrio da Sade, 2014.

178 p. : il.

ISBN 978-85-334-2095-3

1. Conselho Nacional de Sade. 2. Polticas Pblicas de Sade. 3. Controle Social. I. Ttulo. II. Conselho Nacional de Sade.

CDU 614.39________________________________________________________________________________________ Catalogao na fonte Coordenao-Geral de Documentao e Informao Editora MS OS 2014/0126

Ttulos para indexao:Em ingls: To understand the social control in healthEm espanhol: Para entender el control social en la salud

3

LISTA DE SIGLAS

4

Anvisa - Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria

CIADAIDS - Comisso Intersetorial para

Acompanhamento das Polticas em DST/AIDS

CGU - Controladoria Geral da Unio

CIAN - Comisso Intersetorial de Alimentao e

Nutrio

CIASAJ - Comisso Intersetorial de Ateno Integral

Sade da Criana, do adolescente e do Jovem

CICIS - Comisso Intersetorial de Comunicao e

Informao em Sade

CICT - Comisso Intersetorial de Cincia e Tecnologia

CIEH - Comisso Intersetorial de Eliminao da

Hansenase

CIEPCSS - Comisso Intersetorial de Educao

Permanente para o Controle Social no SUS

CIPICSUS - Comisso Intersetorial de Prticas

Integrativas e Complementares no SUS

CIRH - Comisso Intersetorial de Recursos Humanos

CISAMA - Comisso Intersetorial de Saneamento e

Meio Ambiente

CISB - Comisso Intersetorial de Sade Bucal

CISI - Comisso Intersetorial de Sade Indgena

CISM - Comisso Intersetorial de Sade Mental

5

CISMU - Comisso Intersetorial de Sade da Mulher

CISPD - Comisso Intersetorial de Sade da Pessoa

com Deficincia

CISPLGBTT - Comisso Intersetorial de Sade de

Lsbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais

CISPN - Comisso Intersetorial de Sade da Populao

Negra

CIST - Comisso Intersetorial de Sade do Trabalhador

CIVSF - Comisso Intersetorial de Vigilncia Sanitria e

Farmacoepidemiologia

CNPJ - Cadastro Nacional de Pessoa Jurdica

CNS - Conselho Nacional de Sade

COFIN - Comisso Intersetorial de Oramento e

Financiamento

CONASEMS - Conselho Nacional das Secretarias

Municipais de Sade

CONASS - Conselho Nacional de Secretrios de Sade

CONEP - Comisso Nacional de tica em Pesquisa

CIAF - Comisso Intersetorial de Assistncia

Farmacutica

CISS - Comisso Intersetorial de Sade Suplementar

DF - Distrito Federal

DNS - Departamento Nacional de Sade

6

GT - Grupo de Trabalho

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica

INAMPS - Instituto Nacional de Assistncia Mdica da

Previdncia Social

CISI - Comisso Intersetorial da Sade do Idoso

CITV - Comisso Intersetorial de Trauma e Violncia

LDO - Lei de Diretrizes Oramentrias

LGBT - Lsbicas, Gays, Bissexuais e Travestis

LOA - Lei Oramentria Anual

MPAS - Ministrio da Sade e da Previdncia Social

MS - Ministrio da Sade

NOAS - Norma Operacional da Assistncia Sade

NOB - Norma Operacional Bsica

PPA - Plano Plurianual

Prev-Sade - Programa Nacional de Servios Bsicos

de Sade

RG - Registro Geral

SIOPS - Sistema de Informaes sobre Oramentos

Pblicos em Sade

SISVAN - Sistema Nacional de Vigilncia Alimentar e

Nutricional

SUS - Sistema nico de Sade

TCU - Tribunal de Contas da Unio

7

SUMRIOApresentao

1 Introduo

2 Histria dos conselhos de sade

3 Entenda o controle social na sade

4 Competncias dos conselhos de sade

5 O Conselho Nacional de Sade (CNS)

6 Questionamentos mais frequentes ao CNS

7 O controle social na prtica

8 Guia de Legislao

Referncias

Anexos

ndice alfabtico

11

9

15

33

53

77

109

123

133

139

149

175

8

9

ApresentaoO Conselho Nacional de Sade (CNS) aprovou em sua 219

Reunio Ordinria, realizada nos dia 16 e 17 de maro de 2011, a produo de um manual de orientao aos Conselhos Estaduais e Municipais de Sade sobre encaminhamento de demandas do Controle Social. O objetivo da publicao Para entender o Controle Social na Sade justamente contribuir para que conselheiros de sade de todo o pas tenham em suas mos um guia prtico, elaborado com uma linguagem acessvel para contribuir no debate e na apropriao da atuao dos gestores, trabalhadores, prestadores e usurios do Sistema nico de Sade (SUS).

A prtica do controle social e participao social so fundamentais no desenvolvimento do Sistema nico de Sade (SUS) e ter acesso s informaes sobre histria dos conselhos, sua organizao, formas de pratic-los e legislao relacionada ao tema so alguns dos conceitos presentes na publicao. Alm disso, um roteiro de como atuar em caso de denncias, solicitaes e pedidos de orientao feitas ao Conselho Nacional de Sade tambm est disponvel no manual para ajudar os leitores em caso de dvidas.

Disponibilizar o presente trabalho mais uma ao do CNS para buscar por um Controle Social atuante e contribuitivo na construo das polticas pblicas de sade. Ao longo dos ltimos anos o CNS e parceiros tm realizado uma srie de aes na formao e capacitao de conselhos de todo o pas. Podemos ressaltar, por exemplo, organizao de seminrios (Exemplos: Seminrio Internacional: Incluso dos Cidados nas Polticas Pblicas de Sade; IV Seminrio Nacional sobre Residncia Multiprofissional e em rea Profissional da Sade; Seminrio sobre servio civil em sude e demandas judiciais no mbito do SUS; entre outros), e a implantao do Programa de Incluso Digital (PID), que est equipando conselhos municipais de todo o pas com materiais de informtica.

Nosso desejo de que a leitura deste manual contribua na construo de um controle social cada vez mais atuante, eficaz e efetivo. Que a publicao Para entender o Controle Social na Sade seja um novo instrumento de aperfeioamento da atuao dos conselheiros de sade na formulao, fiscalizao e deliberaes das polticas pblicas de sade do pas.

Uma boa leitura!

Conselho Nacional de Sade

10

11

1 INTRODUO

12

Ao longo dos anos, a participao da sociedade no setor Sade passou por processos de mudanas complexos, que resultaram em um sistema de controle social cada vez mais qualificado, deliberativo, independente e representativo. A democratizao das polticas de sade exemplo de um dos avanos viabilizados pela existncia do controle social.

Os conselhos de sade e as conferncias de sade se constituem, atualmente, nos principais espaos para o exerccio da participao e do controle social na implantao e na implementao das polticas de sade em todas as esferas de governo. Atuando como mecanismos essencialmente democrticos, atravs deles, a sociedade se organiza para a efetiva proteo da sade como direito de todos e dever do Estado. A amplitude do campo de atuao dos conselhos de sade, alm de valiosa, extensa. Como exemplo, a instituio dos conselhos de sade atende exigncia legal estabelecida para o repasse de recursos financeiros, estaduais ou federais, ao setor Sade. Sua atuao e variedade de competncias fazem com que, hoje em dia, todos os municpios brasileiros disponham de um conselho de sade.

A importncia e o valor que os conselhos e as conferncias de sade representam para a sociedade brasileira deram origem a esse manual. Ele surge com o objetivo de atender a necessidade de qualificao constante, dinmica e progressiva de todos os sujeitos

Para entender o controle social na sade | Introduo

13

envolvidos no exerccio do controle social na sade no pas. Alm disso, o manual nasce com o intuito de