Paróquia Nossa Senhora Aparecida - .Informativo paroquial | Ano VIIII - Edição 90 ... mundo em page 1
Paróquia Nossa Senhora Aparecida - .Informativo paroquial | Ano VIIII - Edição 90 ... mundo em page 2
Paróquia Nossa Senhora Aparecida - .Informativo paroquial | Ano VIIII - Edição 90 ... mundo em page 3
Paróquia Nossa Senhora Aparecida - .Informativo paroquial | Ano VIIII - Edição 90 ... mundo em page 4

Paróquia Nossa Senhora Aparecida - .Informativo paroquial | Ano VIIII - Edição 90 ... mundo em

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Paróquia Nossa Senhora Aparecida - .Informativo paroquial | Ano VIIII - Edição 90 ... mundo em

  • Informativo paroquial | Ano VIIII - Edio 90 | Maro 2016 | Distribuio Gratuita Mensal

    Parquia Nossa Senhora AparecidaJardim So Paulo

  • EditorialPadre ToninhoProco

    2

    Fone: (11Av

    Dra. Patrcia V. Cordeiro QuispeDERMATOLOGIA

    CRM 91836

    Av. Nova Cantareira, 1984 sala 142 Tucuruvi - So Paulo SP

    conceitodermatologia@gmail.com

    2597-874399312-6118

    O que um Ano Santo?

    Irmos e irms, paz e bem a todos!

    Estamos vivendo o Ano Santo da Misericrdia, institudo pelo santo padre, o Papa Francisco. Este um perodo especial para aprofundarmos nossa reflexo sobre o tema da Misericrdia de Deus, indispensvel para a salvao do gnero humano. Mas no pretendo falar especificamente da Misericrdia, esta deve ser experimentada em nossa relao com Deus, entendendo que Ele amor e abraa toda criatura.

    Minha inteno , em poucas palavras, falar sobre o Ano Santo, no sentido de deixar mais clara a compreenso deste tempo de graa.

    O cardeal arcebispo emrito de So Paulo, Dom Cludio Hummes, em sua obra ANO SANTO DA MISERICRDIA, um jubileu extraordinrio, diz que a origem do Ano Santo est na Bblia Sagrada, onde Deus estabeleceu, para o povo judaico, a celebrao de um Ano Santo a cada cinquenta anos. (cf. Lv,25)

    O nmero cinquenta tem a ver com a criao. De acordo com a Bblia, Deus criou o mundo em seis dias e no stimo descansou. Da surgiu a semana de sete dias: seis de trabalho e o stimo de descanso, que para ns o domingo, dia do Senhor. Como se chegou ao nmero cinquenta? Multiplica sete dias da semana pelos sete dias da criao, que igual a quarenta nove anos; o ano seguinte, cinquenta, o dia de descanso, portanto, o Ano Santo.

    Este Ano Santo da Misericrdia est sendo chamado de Ano Santo extraordinrio, por qu? Justamente porque o Ano Santo a cada cinquenta anos como citado acima. O ltimo Ano Santo que tivemos foi o de dois

    mil, todos, creio eu, esto lembrados. Por no ter completado cinquenta anos do ltimo Ano Santo, este de agora chamado de extraordinrio.

    Ao instituir o Ano Santo da Misericrdia, o Papa quer estimular os fiis a espalharem a Misericrdia de Deus. Como pedras vivas e escolhidas, devemos entender que ela o ponto central do ensinamento da Igreja de Jesus Cristo. Somos convidados por essa mesma Igreja a fazer exerccios de misericrdia ao longo deste perodo, intensificando as obras de misericrdias.

    Durante o Ano Santo devemos fazer peregrinaes s igrejas que tenham a porta santa, de acordo com as orientaes da igreja local. Aqui na Arquidiocese, temos porta santa nas seis regies episcopais e na Catedral da S. Em nossa regio episcopal Santana, temos a porta santa na Igreja Matriz de Santana.

    Evidentemente, existem muito mais coisas sobre o Ano da Misericrdia, mas no possvel falar tudo aqui. Para mais informaes, principalmente de ordem prtica, procurem o padre da parquia onde voc participa e ele lhe orientar melhor.

    Misericrdia quero, e no sacrifcio. (cf. Mt 9,13)

  • 3

    Palavra do Bispo

    Dom Sergio de Deus BorgesBispo Auxiliar de So PauloVigrio Episcopal para a Regio Santana

    Tratamento dos PsTRATAMENTOS DE CALOS, CALOSIDADES, UNHAS

    ENCRAVADAS, ORTONIQUIA (CORREO DE UNHAS), TRATAMENTO AUXILIAR P/ MICOSE DE

    UNHA, ESPECIALIZADO EM P DIABTICO.

    Marcos S. GarciaP O D L O G O

    Instrumental Esterilizado a 180CRua Paulo Maldi, 183 - Sala 3 - Parada InglesaCEP 02303-050 - So Paulo / SP

    Tes.: (11) 2283-1576Cel.: (11) 99688-1969

    marcossgarcia@uol.com.br

    A orao, fora de Deus em ns...Estamos percorrendo o tempo da quaresma

    em direo paixo, morte e ressurreio do Senhor Jesus, Sua Pscoa e nossa Pscoa. O tempo da quaresma um tempo dedicado ao jejum, caridade e orao, como vimos na liturgia da quarta-feira de cinzas.

    Nesse tempo somos iluminados pela riqueza dos textos da liturgia, mas dois momentos da caminhada do Senhor, presentes na liturgia do primeiro domingo da quaresma e o outro na sagrada liturgia da Sexta-feira Santa, so testemunhos do vigor e do poder da orao no meio das tentaes e das dificuldades da vida: os quarenta dias no deserto, onde o Senhor foi tentado pelo diabo, e a agonia do Senhor no Monte das Oliveiras, quando rezando suou sangue.

    Atravs da orao o Senhor Jesus reconheceu o dissimulado, o tentador, o mal disfarado em proposta atraente de bem; na orao Ele derrotou Satans e nos faz ver que a orao a primeira e a principal arma para enfrentarmos vitoriosamente o combate contra o tentador, o mal e suas armadilhas.

    A orao, alm da fora e sustento para vencer o mal, tambm caminho de purificao interior. E o tempo da quaresma especial para se vivenciar esta dimenso da orao. O Papa emrito Bento XVI nos ensina este processo atravs de um ilustrativo exemplo tirado de Santo Agostinho: Supe que Deus queira encher-te de mel (smbolo da ternura de Deus e da sua bondade). Se tu, porm, ests cheio de vinagre, onde vais pr o mel? O vaso, ou seja, o corao, deve primeiro ser dilatado e depois limpo: livre do vinagre e do seu sabor. Isto requer trabalho, faz sofrer, mas s assim se realiza o ajustamento quilo para que somos destinados (Spe Salvi, 33).

    A orao o caminho que se apresenta para dilatar, abrir o corao, onde o fiel deixa-se tocar por Deus. um trabalho lento que exige perseverana e firmeza mesmo quando difcil rezar, falta concentrao pela falta do hbito de rezar ou porque a orao superficial, ou ainda porque o tentador oferece muitas distraes sugestivas, como o consumismo (o po), o viver da aparncia (poder) e a autossuficincia (pensamento de viver sem Deus).

    Mesmo em meio s dificuldades para rezar, preciso ter claro que no h outro caminho, no h outro mtodo para a pessoa ser forte diante do tentador. Jesus foi forte e nesta quaresma continua nos convidando para retornar, para olhar o Seu exemplo de confiana no Pai e de vitria na orao.

    O tempo est correndo, a Pscoa vai chegar e no deixe passar o tempo em vo, com vinagre no corao. Nesse tempo que resta fortalea seus joelhos em orao e pea ao Senhor, vivo, ressuscitado, que limpe o corao e o preencha com o mel de sua misericrdia e sua ternura.

  • 44 Diretor espiritual:Pe. Toninho

    Secretaria:Marcia Chequer Greppi Pellegrini

    Pastoral da Comunicao: Andrezza Tronco, Daniel de Paiva Cazzoli, Mrcia Chequer Greppi Pellegrini, Francisco Santos, Carlos Perptuo Firmino.

    Projeto Grfico:Francisco Santos

    INFORMATIVO PAROQUIALRua Parque Domingos Luiz, 273 Jd. So Paulo - tel. 11 2979-9270Contato:informativonsaparecida@yahoo.com.brwww.nsaparecidajsp.com.br Mdias sociais:

    | Expediente

    nsaparecidajspnsaparecidajsp

    MARO

    Dia Dia da semana Atividade Hora Local

    1 Ter

    Reunio Geral do Clero 08h30 Cria Regional

    Entrega das cestas de alimentos 14h C. Comunitrio

    Missa de abertura do ano letivo - Escola de Teologia e

    Evangelizao20h Cria Regional

    3 Qui Encontro com os secretrios paroquiais 08h30 Cria Regional

    4 Sex

    24 horas para Deus - Orao e Ao 24 horas

    Em toda Arquidiocese

    Hora Santa e Missa do Sagrado Corao de Jesus 15h Igreja

    5 SabRecepo das crianas da

    catequese e dos pais e entrega do material

    10h Salo paroquial

    6 DomMissa em ao de graas ao

    Apostolado da Orao, Legio de Maria e Pastoral da Sade

    08h Igreja

    8 Ter Incio da nova turma de catequeseManh/tarde

    Salas de catequese

    9 Qua

    Retiro dos funcionrios da Cria 08h30 A definir

    Reunio mensal do Apostolado da Orao 15h Salo paroquial

    12 Sab

    Encontro Arquid. com todas as coordenaes 08h30 FAPCOM

    Incio da nova turma de catequese

    Manh/tarde

    Salas de catequese

    Missa em ao de graas a N. S. Aparecida 17h Igreja

    19 Sab Missa festiva de So Jos 17h Parquia

    20 Dom Dom de Ramos Parquia

    24 Qui

    Missa do Crisma e Bno dos leos 09h Catedral da S

    Ceia do Senhor 20h Parquia

    25 Sex Paixo do Senhor 15h Parquia

    26 Sab Viglia Pascal 19h Parquia

    27 Dom Ressurreio Parquia

    28 Seg Pasquela - igreja fechada

    31 Qui Ps-encontro 20h Salo paroquial

    Fone: (11Av

    moda masculina e femininaadulto e infantil

    ) 2283-1328. Lencio de Magalhes, 1236 | Jd. So Paulo

    Fone: (11) 2283-1328Av. Lencio de Magalhes, 1236 | Jd. So Paulo