PC MG - INVESTIGADOR - Informática - 1ª parte.pdf

  • View
    245

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of PC MG - INVESTIGADOR - Informática - 1ª parte.pdf

  • APOSTILAS OPO A Sua Melhor Opo em Concursos Pblicos

    Informtica A Opo Certa Para a Sua Realizao 1

    NOES DE INFORMTICA:

    5. PROGRAMA DE NOES DE INFORMTICA 5.1. Equipamentos e Sistemas Operacionais Windows e Linux. 5.1.1. Arquitetura bsica de computadores. 5.1.2. Principais perifricos. 5.1.3. Mdias para armazenamento de dados. 5.1.4. Conceitos gerais de sistemas operacionais. 5.2. Manipulao de arquivos em sistemas Windows e Linux. 5.2.1. Arquivos: conceito, tipos, nomes e extenses mais comuns. 5.2.2. Estrutura de diretrios e rotas. 5.2.3. Cpia e movimentao de arquivos. 5.2.4. Atalhos. 5.2.5. Permisses de arquivos e diretrios. 5.3. Conceitos bsicos de redes locais. 5.3.1. Endereamento TCP/IP. 5.3.2. Mascara de rede. 5.3.3. Gateway. 5.3.4. DNS. 5.3.5. Autenticao e login. 5.3.6. Contas e grupos de usurios em ambiente Windows e Linux. 5.3.7. Compartilhamento de recursos e permisses de leitura e escrita de arquivos e pastas na rede Windows. 5.4. Conceitos bsicos e modos de utilizao de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados Inter-net e intranet. 5.4.1. Tipos de URL. 5.4.2. Tipos de domnio. 5.4.3. Navegador Mozilla Firefox. 5.4.4. Aplicaes. 5.4.5. Cookies. 5.4.6. Segurana. 5.4.7. Controles Active X. Plugins. 5.4.8. Configurao de proxy. 5.5. Correio eletrnico. 5.5.1. Endereos de e-mail. 5.5.2. Campos de uma mensagem. 5.5.3. Organizao de mensagens em pastas. 5.5.4. Backup e compactao dos emails. 5.5.5. Envio, resposta, encaminhamento e recebimento de emails, anexos. 5.5.6. Endereos e formas de endereamento de correio eletrnico, webmail, Outlook Express, Mozilla Thunderbird. 5.5.7. Garantindo o sigilo e a autenticidade de um email atra-vs de criptografia PGP, chaves pblicas e privadas. 5.6. Ferramentas de automao de escritrio. 5.6.1. Conceitos e principais recursos de editores de textos, planilhas eletrnicas e editores de apresentaes Microsoft Office e BrOffice.org 5.6.1.1.Powerpoint e Impress: estrutura bsica de apresenta-es, edio e formatao, criao de apresentaes, confi-gurao da aparncia da apresentao, impresso de apre-sentaes, multimdia, desenho e clipart, uso da barra de ferramentas, atalhos e menus. 5.6.1.2. Word e Writer: estrutura bsica dos documentos; operaes com arquivos, criao e uso de modelos; edio e formatao de textos; cabealhos e rodap; pargrafos; fontes; colunas; marcadores simblicos e numricos; tabelas e texto multicolunados; configurao de pginas e impres-so; ortografia e gramtica; controle de quebras; numerao de pginas; legendas; ndices; insero de objetos; campos predefinidos, caixas de texto e caracteres especiais; dese-nhos e cliparts; uso da barra de ferramentas, rgua, janelas, atalhos e menus; mala direta e proteo de documentos.

    5.6.1.3. Excell e Calc: estrutura bsica das planilhas, concei-tos de clulas, linhas, colunas, pastas e grficos, elaborao de tabelas e grficos, uso de frmulas, funes e macros, impresso, insero de objetos, campos predefinidos, contro-le de quebras, numerao de pginas, obteno de dados externos, classificao, uso da barra de ferramentas, atalhos e menus. 5.7. Segurana 5.7.1. Tipos de vrus, cavalos de Tria, worms, spyware, phishing, pharming, spam. 5.7.2. Riscos de segurana no uso de correio eletrnico e internet. 5.7.3. Backup de arquivos digitais em mdias de armazena-mento, drives virtuais e pastas compartilhadas na rede. 5.8. Certificao digital 5.8.1. Conceitos e legislao. 5.8.2. Aplicativos de segurana. 5.8.3. Criptografia PGP. 5.8.3.1. Chaves pblicas e privadas. 5.8.3.2. Consulta e envio de chaves pblicas a um servidor de chaves utilizando interface web ou aplicativos prprios. 5.9. Software livre 5.9.1. Conceito, distribuio e modificao. 5.9.2. Licenas GPLv2 e GPLv3. 5.9.3. Planejamento Estratgico do Comit Tcnico de Im-plementao do Software Livre no Governo Federal.

    Definio A informtica a cincia que tem como objetivo estudar o tratamento

    da informao atravs do computador. Este conceito ou esta definio ampla devido a que o termo informtica um campo de estudo igualmente amplo.

    A informtica ajuda ao ser humano na tarefa de potencializar as capa-cidades de comunicao, pensamento e memria. A informtica aplica-da em vrias reas da atividade social, e podemos perfeitamente usar como exemplo as aplicaes multimdia, arte, desenho computadorizado, cincia, vdeo jogos, investigao, transporte pblico e privado, telecomu-nicaes, robtica de fabricao, controle e monitores de processos indus-triais, consulta e armazenamento de informao, e at mesmo gesto de negcios. A informtica se popularizou no final do sculo XX, quando somente era usada para processos industriais e de uso muito limitado, e passou a ser usada de forma domstica estendendo seu uso a todo aque-le que pudesse possuir um computador. A informtica, partir de essa poca comeou a substituir os costumes antigos de fazer quase tudo a mo e potencializou o uso de equipamentos de msica, televisores, e servios to essenciais nos dias atuais como a telecomunicao e os servios de um modo geral.

    O termo informtica provm das palavras de origem francesa informa-tique (unio das palavras information, Informtica e Automatique, automtica. Se trata de um ramo da engenharia que tem relao ao trata-mento da informao automatizada mediante o uso de mquinas. Este campo de estudo, investigao e trabalho compreende o uso da computa-o para solucionar problemas vrios mediante programas, desenhos, fundamentos tericos cientficos e diversas tcnicas.

    A informtica produziu um custo mais baixo nos setores de produo e o incremento da produo de mercadorias nas grandes indstrias graas a automatizao dos processos de desenho e fabricao.

    Com aparecimento de redes mundiais, entre elas, a mais famosa e conhecida por todos hoje em dia, a internet, tambm conhecida como a rede das redes, a informao vista cada vez mais como um elemento de criao e de intercambio cultural altamente participativo.

    A Informtica, desde o seu surgimento, facilitou a vida dos seres hu-manos em vrios sentidos e nos dias de hoje pode ser impossvel viver sem o uso dela.queconceito.com.Br

    Tipos De Computadores Emerson Rezende Podemos dizer com tranquilidade que vivemos atualmente um verda-

    deiro boom no que se refere diversidade de formas, preos, tamanhos e cores de computadores pessoais. A variedade to grande que o con-sumidor pode se sentir perdido em meio a tantas opes ou, na pior das

  • APOSTILAS OPO A Sua Melhor Opo em Concursos Pblicos

    Informtica A Opo Certa Para a Sua Realizao 2

    hipteses, at mesmo enganado ou prejudicado. Afinal, j pensou adquirir determinado equipamento e descobrir que poderia ter comprado outro? E que ele s no fez isso porque no hava sido informado, seja pela impren-sa especializada, pelos amigos que manjam de informtica ou, pior, pelo vendedor da loja?

    Quem detm a informao, detm o poder, caro leitor internauta. Va-mos mostrar aqui alguns exemplos do quanto o formato dos computadores pessoais (PCs) podem variar. E detalhe: com exceo do tablet, todos os modelos esto venda por a.

    Desktops e notebooks Vamos dar uma repassada nos tipos bsicos de computador. Os desk-

    tops so os computadores de mesas. Compostos por monitor, mouse, teclado e a Unidade de Processamento Central (CPU), aquele mdulo onde ficam o drive ptico, disco rgido e demais componentes, o formato mais tradicional dos PCs. A maior vantagem dos desktops maior possibi-lidade de se fazer upgrade no hardware. Trocar o disco rgido por um mais espaoso, instalar mais memria RAM ou mesmo uma placa de vdeo mais robusta so tarefas bem mais fceis do que em outros tipos de computador. Os notebooks (termo cuja traduo literal cadernos), so a verso mvel dos desktops. E este o seu grande trunfo: poder ser levado para tudo quanto lado. E com o aprimoramento dos processadores voltados para esse tipo de equipamento, muitos notebooks tambm conhecidos como laptops ou computadores de colo no perdem em nada para os desktops quando o assunto desempenho. Alis, h mode-los portteis to poderosos e grandes que at foram classificados em outra categoria de computador: a dos desknotes, notebooks com telas de 17 polegadas ou mais, que mais servem para ficar na mesa do que na mochi-la. O lado ruim dos notes tradicionais que so mais limitados em termos de upgrade, j que alm de no contarem com a mesma diversidade de componentes que os seus irmos de mesa, uma expanso de funes em um notebook bem mais cara.

    All-in-one ou Tudo-em-um Como o prprio nome diz, esse computador de mesa ou desktop

    traz tudo dentro de uma nica pea. Nada de monitor de um lado e CPU do outro: tudo o que vai neste ltimo foi incorporado ao gabinete do moni-tor, o que inclui placa-me, disco rgido, drive ptico, portas USB e por a vai. J teclado e mouse continuam de fora. Mas o bom que diversos modelos de computador AIO vm com modelos sem fios desse acessrio. Ou seja, se voc for o felizardo comprador de um PC do tipo com uma tela de 20 polegadas ou superior, mais placa sintonizadora de TV (digital, de preferncia) poder us-lo com um televisor turbinado. Imagina poder assistir TV, gravar a programao, dar stop na transmisso de TV ao vivo e, ainda por cima, dar uma internetada na hora do intervalo? E, pra completar, sem ver a baguna de cabos tpica dos desktops convencionais e ainda contar com tela touschscreen como o modelo ao lado, o HP TouchSmart? Os pontos negativos desse equipamento so o custo, bem mais alto do que o de um desktop convencional.

    Tablet PC H anos que a indstria aposta nos tablets PCs, computadores port-

    teis que contam com tela sensvel ao toque rotacionvel. A possibil

Search related