Click here to load reader

PDDE - FUNCIONAMENTO DO PROGRAMA - Prof. Noe Assunção

  • View
    1.824

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Material disponibilizado pelo FNDE - MEC para o Curso de PDDE- 2013.

Text of PDDE - FUNCIONAMENTO DO PROGRAMA - Prof. Noe Assunção

  • 1. Unidade III Entendendo o funcionamento do PDDE
  • 2. Entendendo o funcionamento do PDDE Para que voc entenda como funciona o PDDE, necessrio saber que os recursos transferidos conta desse programa destinam- se a contribuir, supletivamente, para a melhoria fsica e pedaggica dos estabelecimentos de ensino beneficiados. Agora, voc ir conhecer os tipos de recursos do PDDE que so destinados s comunidades escolares e no que permitido ou no utilizar o dinheiro. Diferenciar os tipos de recursos uma maneira eficiente de identificar em quais tipos de bens e servios investir. Objetivos da unidade III :: identificar os tipos de recursos recebidos por meio do programa e como utiliz-los; :: apresentar o funcionamento do PDDE; :: definir quais instituies/entidades podem receber os recursos; :: explicar como, onde e de que maneira a comunidade escolar pode se organizar para definir a utilizao dos recursos; :: indicar como so efetuados os clculos para se saber quanto a sua escola poder receber de recursos do PDDE. 3.1. Os tipos de recursos Quais so os tipos de recursos utilizados no PDDE? Os recursos utilizados no PDDE so, conforme estabelecido na portaria 448 da STN, de dois tipos: a) Recursos de custeio: destinados aquisio de materiais de consumo e contratao de servios para funcionamento e manuteno da escola. Veja alguns exemplos: :: materiais didticos e de expediente: jogos pedaggicos, blocos lgicos, papel, cartolina, giz, entre outros; :: materiais de limpeza e de manuteno da rede fsica, como: tinta de parede, material para manuteno e pequenos reparos das instalaes eltrica, hidrulica ou sanitria e outros; :: contratao de mo-de-obra para pequenas pinturas, pequenos reparos das instalaes eltrica, hidrulica ou sanitria, reparo de equipamentos e outros servios, desde que no sejam contratados, para os fins aqui especificados, servidores ativos das administraes pblicas municipal, estadual, distrital ou federal. b) Recursos de capital: destinados a cobrir despesas com aquisio de equipamentos e material permanente para as escolas, que resultem em reposio ou elevao patrimonial. Programa Dinheiro Direto na Escola Unidade III 58
  • 3. Exemplos: :: aquisio de bebedouro, fogo, armrio, ventilador, geladeira, mesa, cadeira e outros; :: equipamento de informtica, retroprojetor, projetor de slides e outros. Agora que voc j sabe quais os tipos de recursos do PDDE, deve querer saber: Quanto de recursos de custeio e de capital as escolas podem receber do valor a ser repassado pelo PDDE? No! Essa possibilidade vlida tambm para os polos do apoio presencial da UAB e escolas privadas de educao especial sem fins lucrativos beneficirias do PDDE. Para isso, basta que a UEx, representativa do polo da UAB, e a EM, mantenedora da escola de educao especial, informem, tambm, no PDDEWeb os percentuais de custeio e de capital que desejaro receber no ano seguinte. E se a escola no informar ao FNDE quanto quer receber de recursos de custeio e quanto quer receber de recursos de capital, o que acontece? A resposta a sua indagao : depende da situao. Fique atento! Observe: Se a UEx ou a EM no informarem os percentuais, o FNDE repassar s escolas e polos da UAB que elas representam: Escolas com UEx podem definir o quanto desejam receber em cada uma das categorias (custeio e capital). Para isso, basta informar por meio do PDDEWeb quais os percentuais de custeio e de capital que querem receber no ano seguinte. :: Escolas pblicas e polos da UAB 80% dos recursos na categoria econmica de custeio e 20% na categoria econmica de capital. Mas, essa possibilidade de escolha do percentual de custeio e de capital vale somente para as escolas pblicas? :: Escolas privadas de educao especial 50% em cada uma das categorias econmicas (custeio e capital). Programa Dinheiro Direto na Escola Escolas com at 50 alunos que no possuem UEx recebem recursos por meio da EEx, apenas na categoria econmica de custeio. 59
  • 4. Sim! Esse prazo estabelecido em resolues do conselho deliberativo do FNDE. Na resoluo de 2013, as UEx e a EM tm at 31 de dezembro para programarem os percentuais de custeio e de capital que desejam receber de seus recursos no ano seguinte. Esse prazo poder se manter ou ser alterado. Portanto, recomendamos que acompanhem as publicaes das resolues no site do FNDE. Ateno! Para que essa escolha do valor de custeio e de capital que a escola ir receber seja efetiva, importante que o estabelecimento de ensino e o polo de apoio presencial da UAB planejem. Na hora do preenchimento da opo a UEx e a EM precisam saber o percentual de recursos de custeio e de capital que desejam receber no ano seguinte. Por exemplo, 30% de capital e 70% de custeio, ou 100% de custeio, ou 100% de capital, ou qualquer outra combinao, de acordo com sua programao. Resumindo! Os recursos repassados pelo PDDE so do tipo: Custeio: destinados aquisio de materiais de consumo e contratao de servios. Capital: destinados aquisio de equipamentos e material permanente. Os estabelecimentos de ensino pblicos com UEx e os polos de apoio presencial da UAB, assim como as escolas privadas de educao especial podem receber recursos nas duas categorias. s UEx e s EM permitida programao e informao no PDDEWeb do quanto seus representados (escola e polo) desejam receber de cada tipo no ano seguinte. Caso no informem, o FNDE estabeleceu os percentuais de 80% e 20%, respectivamente, para custeio e capital, no caso dos estabelecimentos de ensino pblicos e os polos da UAB e 50% de cada tipo de recursos para as escolas privadas de educao especial. Para as escolas sem unidade executora prpria, os recursos so repassados s EEx apenas na categoria de custeio. Programa Dinheiro Direto na Escola Visto os tipos de recursos e as possibilidades de receb-los, voc poder estar se perguntando, h um prazo para essa programao? 60
  • 5. Toda e qualquer escola pode e deve (de preferncia) criar sua UEx. Para receber recursos do PDDE, escolas a partir de determinada quantidade de alunos matriculados, so obrigadas a possuir sua unidade executora prpria (por exemplo, a Resoluo CD/FNDE/n 10/2013 estabeleceu a obrigatoriedade para as escolas com nmero superior a 50 alunos matriculados). Sendo assim, fique atento: Os estabelecimentos de ensino com uma faixa de alunos menor do que a exigida no so obrigados, mas podem (e importante que o faam) constituir UEx. A criao de unidade executora prpria permite o recebimento direto pela escola dos recursos do PDDE e o exerccio da autogesto, incluindo a, dentre outras a possibilidade de realizar inclusive a programao do recebimento desse dinheiro nas categorias de custeio de capital. Voc conhece escolas que no tm unidade executora prpria? Que tal ajudar a comunidade escolar a criar a UEx dessas escolas? Pense nisso. 3.2. Em que permitido investir os recursos do PDDE Os recursos do programa destinam-se cobertura de despesas de custeio, manuteno e pequenos investimentos que concorram para a garantia do funcionamento e melhoria da infraestrutura fsica e pedaggica dos estabelecimentos de ensino e polo de apoio presencial da UAB beneficirios, devendo ser empregados: :: na implementao de projetos pedaggicos; :: no desenvolvimento de atividades educacionais; :: na avaliao de aprendizagem; :: na aquisio de material de consumo; :: na aquisio de material permanente, quando recebidos recursos de capital; :: na manuteno, conservao e pequenos reparos da infraestrutura fsica da escola;. Tambm permitida a utilizao de recursos de custeio para cobrir despesas cartorrias decorrentes de alteraes nos estatutos das UEx e das relativas a recomposies de seus membros. Fique atento! Essas despesas com cartrios somente podem ser feitas com UEx j existentes. Ah! No se esqueam de registrar essas despesas na prestao de contas. Programa Dinheiro Direto na Escola Nesse ponto, importante chamarmos a ateno novamente para um detalhe. A UEx uma forma de promover a autogesto, inclusive dos recursos da escola. 61
  • 6. Convocar a participao da comunidade para definir as prioridades da escola o primeiro passo para a boa utilizao dos recursos. Os passos seguintes so: verificar se as prioridades selecionadas esto de acordo com os objetivos do programa (que voc conheceu na unidade I deste curso) e examinar se os recursos necessrios se so de custeio e/ou de capital, bem como o percentual desses recursos que cada escola optou por receber. 3.3. O que vedado adquirir com os recursos do PDDE Os recursos do PDDE no podem ser utilizados: a) Na realizao de aes financiadas por outros programas executados pelo FNDE. Voc saberia dizer qual o sentido dessa vedao? Pois bem, vejamos. Vrias so as aes e programas educacionais que j recebem recursos do FNDE. Ento, no faz sentido destinar o dinheiro do PDDE para a aquisio de gneros alimentcios, de combustveis, de peas e materiais para manuteno de veculo e transporte, de livros didticos e de literatura distribudos. Para atender a essas necessidades, o FNDE desenvolve o Programa Nacional de Alimentao Escolar (Pnae), o Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate), o Programa Nacional do Livro Didtico (PNLD), o Programa Nacional da Biblioteca Escolar (PNBE). Ateno! Os exemplos cit

Search related