Pequeno Resumo de Física Quâ FISICA QUANTI · PEQUENO RESUMO DE FÍSICA QUÂNTICA, ... necessidade…

Embed Size (px)

Text of Pequeno Resumo de Física Quâ FISICA QUANTI · PEQUENO RESUMO DE FÍSICA QUÂNTICA, ......

  • www.geomarcosmeioambiente.com.br Marcos Alves de Almeida

    1

    Pequeno Resumo de Fsica Quntica

    PREFCIO

    Este Pequeno Resumo de Fsica Quntica, inserido no meu livro

    Manual Tcnico de Geobiologia, foi escrito com a inteno de transmitir s pessoas a necessidade de interagir diversos

    conhecimentos entre si de modo que uma parte complemente a outra e assim descobre-se a sada do labirinto. Todos os livros so

    fragmentados por muitos conhecimentos que se desdobram por si mesmos. Utilizamos o conhecimento desenvolvido por muitos autores

    e com eles conseguimos expressar as nossas prprias ideias sobre a realidade subjacente, no captvel pelos cinco sentidos. No entanto,

    utilizamos esse conhecimento, escrito pelas pessoas especializadas em suas prprias reas, de forma incompleta, pois frases que

    utilizamos para referendar as nossas prprias ideias, que esses autores estudaram profundamente em um determinado

    conhecimento, nos fazem pecar na fragmentao de suas ideias, pois utilizamos algumas frases isoladas de livros complexos e que o leitor,

    obrigatoriamente, ou melhor, se quiser entender de fato as ideias que

    ventilamos sobre esses autores, deve ler os livros citados em sua totalidade. Partimos da premissa que livros so incompletos, pois no

    possvel envolver assuntos complexos de forma escrita, pois so meios restritos de divulgar, de forma sinttica, informaes

    complexas que demoraram, muitas vezes, uma dezena de anos para se compreender mesmo uma simples observao, enigmtica, da

    natureza que nos envolve.

    De certa forma este Pequeno Resumo no foi escrito inicialmente

    para divulgar um determinado conhecimento, pois um captulo do livro que acabou se autodescrevendo e a sua forma atual foi sendo

    desenvolvida de forma natural medida que eu necessitei conhecer diversos conhecimentos complementares com o intuito de eu mesmo

    entender como o meu prprio trabalho funciona.

    Comecei a estudar fsica quntica, pois verifiquei que o meu trabalho

    e da mesma forma, muitos trabalhos semelhantes, funcionam

    distncia, de forma no local, acessando o mundo invisvel atravs da utilizao de, no meu caso e de muitos, a radiestesia como

    instrumento de medio.

    As mudanas que eu realizo distncia, atravs da planta do imvel,

    se torna um enigma das interaes entre o homem e a natureza que o envolve. Essa interao entre os seres vivos e inanimados, entre os

    prprios seres vivos entre si, obtendo resultados verificveis e comprovados, mesmo que de forma indireta, nos traz luz uma

    necessidade premente de mudana de paradigma de nossa forma de

    http://www.geomarcosmeioambiente.com.br/

  • www.geomarcosmeioambiente.com.br Marcos Alves de Almeida

    2

    pensar. o caminho que comeam a trilhar muitos fsicos qunticos, que ao estudar o mundo atmico necessitam entender os reflexos

    desse mundo microvibratrio no mundo macro, do nosso dia a dia.

    Verifiquei que utilizado de forma muito superficial a palavra

    quntica, pois algum quando no compreende o que est fazendo, chama-a de quntica, sem sequer saber nada da prpria fsica

    quntica. comum falarem em geobiologia quntica, outros, de radiestesia quntica, at comida quntica vemos no mercado, e

    registram como um assunto nico. A utilizao de nomes de efeito no traduz, de fato, que o produto contenha as informaes cifradas

    no nome do prprio produto vendido. No sistematizam a venda de

    seus produtos com comprovaes realmente confiveis que justificam a propaganda. Mas, se as pessoas no exigem uma explicao

    concreta do que compram, ento, nada se pode fazer.

    Este texto, que se encontra no Manual, foi escrito inteiramente

    baseado em observaes da realidade subjacente, invisvel, utilizando, unicamente como instrumento de medio a radiestesia;

    portanto, no tm comprovaes diretas com instrumentos de medio fabricados pelo homem, pois esses instrumentos so de

    carter absoluto e do resultados nicos sobre determinada medio, restritos unicamente ao que esto medindo, enquanto que a medio

    radiestsica de carter indireto, pois ns que somos o instrumento de medio e como somos seres complexos precisamos

    utilizar de rigorosos mtodos de observao sistemtica sobre o mundo invisvel, que percebemos e captamos com o nosso prprio

    corpo, bem como, com a nossa prpria mente. Captamos anomalias

    muito dbeis que os aparelhos, ainda, no conseguem captar.

    Tambm escrevi um assunto crucial sobre a nossa forma comum de

    captar os fenmenos naturais e a forma de medio sistemtica que nos faz perceber essa natureza complexa de forma mais precisa

    utilizando mtodos adequados a cada observao, pois no se pode utilizar, sempre, o mesmo raciocnio, a mesma forma comumente

    utilizada no dia a dia para assuntos complexos observados na natureza.

    Abraos Marcos

    PEQUENO RESUMO DE FSICA QUNTICA, COMO ESTUDO E ENTENDIMENTO DA NOSSA MENTE HOLOGRFICA QUNTICA, POIS

    A RADIESTESIA UMA FORMA DE PERCEBERMOS UMA REALIDADE SUBJACENTE, INVISVEL E QUE ACESSAMOS INFORMAES

    CIFRADAS, DESDE QUE TENHAMOS O CONHECIMENTO DESSA

    REALIDADE QUE ESTAMOS PESQUISANDO OU ESTUDANDO.

    http://www.geomarcosmeioambiente.com.br/

  • www.geomarcosmeioambiente.com.br Marcos Alves de Almeida

    3

    A MENTE HOLOGRFICA QUNTICA ATUA EM UMA QUARTA E QUINTA DIMENSES, SE LIBERTANDO DAS AMARRAS DA TERCEIRA

    DIMENSO.

    ESTA LTIMA, NO PASSA DE UMA PROJEO HOLOGRFICA DE

    UMA REALIDADE VERDADEIRA DE UMA DIMENSO SUPERIOR, POIS SOMOS SERES QUADRIDIMENSIONAIS E VIVEMOS PRESOS

    TERCEIRA.

    PARA NOS LIBERTARMOS DESSA PROJEO HOLOGRFICA, QUE EU

    DENOMINO ESPAOLNDIA, QUE A RAZO DE NOSSA EXISTNCIA TEMPORAL-ESPACIAL TRIDIMENSIONAL, MAS, NO ENTANTO, A

    NOSSA REALIDADE VERDADEIRA QUE SOMOS SERES DA QUARTA-

    TEMPO-ESPAOLNDIA. TRECHO DO LIVRO: MANUAL TCNICO DE GEOBIOLOGIA (ainda no prelo).

    Gelogo, Radionicista, Radiestesista e Gemetra Marcos Alves de Almeida.

    RADIESTESIA TRANSCENDENTAL OU RADIESTESIA QUNTICA:

    UMA NOVA SEMITICA ou NO NADA DISSO, MUITO PELO CONTRRIO.

    Referncia: A fsica quntica aplicada radiestesia ou a radiestesia aplicada fsica quntica, ou, muito pelo contrrio,

    no uma coisa nem outra.

    Escrever um livro sobre radiestesia transcendental demanda coragem, pois trilhamos um espao delicado e com passagem estreita

    para um novo mundo, onde os conceitos aplicados no so

    conhecidos pelas pessoas e pela cincia atual.

    primeira vista, esse termo transcendental sugere algo esotrico,

    mas na verdade um termo utilizado na fsica quntica, onde comeamos a trilhar.

    Antes de iniciarmos essa trajetria devemos definir os conceitos fundamentais que nortearam os primeiros passos rumo ao

    desconhecido.

    Algumas definies de Amit Goswami, fsico quntico - O universo

    autoconsciente - Como a conscincia cria o mundo material e bibliografia complementar.

    Viso quntica. Mundo microvibratrio. No visvel ou compreensvel por ns. Este captulo fundamentalmente baseado em Amit

    Goswami, fsico quntico e filsofo da fsica quntica (O Universo autoconsciente e Janela Visionria).

    http://www.geomarcosmeioambiente.com.br/

  • www.geomarcosmeioambiente.com.br Marcos Alves de Almeida

    4

    Mecnica Quntica: Teoria da Fsica baseada na ideia do quantum (uma quantidade distinta de energia) e nos saltos qunticos (uma

    transio descontnua descoberta inicialmente em conexo com objetos atmicos).

    Domnio transcendental: Pertinente a um reino da realidade que se situa paradoxalmente dentro e fora do espao-tempo fsico. Segundo

    o modelo proposto, o reino transcendente deve ser interpretado como no local ele pode influenciar eventos no espao-tempo, ao tornar

    possveis conexes sem comunicao, pelos sinais, atravs do espao-tempo.

    Experincia transcendental: Experincia direta da conscincia

    alm do ego.

    Mente Quntica: Estados mentais que surgem do mecanismo

    quntico do crebro-mente. E mente: a organizao e funes do crebro no macronvel, incluindo a macroestrutura quntica ainda no

    mapeada, responsvel pelas caractersticas no locais da mente.

    No localidade: Uma influncia ou comunicao instantnea, sem

    qualquer troca de sinais atravs do espao-tempo; uma totalidade intacta ou no-separabilidade que transcende o espao-tempo.

    Potentia: O domnio transcendente das ondas de probabilidade da fsica quntica.

    Self: O sujeito da conscincia.

    Self quntico: A modalidade do sujeito primrio do self, alm do

    ego, do qual reside a autntica liberdade, a criatividade e a no localidade da experincia humana.

    Objetividade fraca: A ideia de que os objetos no so

    independentes do observador, mas que eles devem ser os mesmos, pouco importando quem seja o observador. A objetividade defendida

    pela mecnica quntica a objetividade fraca.

    Viso clssica, baseada na fsica newtoniana, conhecida por ns.

    Observvel no mundo macro vibratrio. O nosso mundo cotidiano.

    Mecnica Clssica: Sistema de fsica baseada nas leis do

    movimento de Isaac Newton. Atualmente, ela permanece apenas aproximadamente vlida para a maioria dos macrobjetos como um

    caso especial da mecnica quntica.

    Dualismo: Ideia de que a mente (incluindo conscincia) e o crebro

    pertencem a dois reinos separados da realidade. Esta filosofia, contudo, no consegue explicar como os dois reinos interagem, sem

    negar a lei da conservao da energia, que se mantm neste mundo. Lei da conservao d