Pesquisa Operacional 2013.2 Módulo 1

  • View
    28

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

pesquisa

Text of Pesquisa Operacional 2013.2 Módulo 1

  • UNIVERSIDADE CATLICA DE PERNAMBUCO

    CENTRO DE CINCIAS SOCIAIS

    CURSO:

    ADMINISTRAO DE EMPRESAS

    PESQUISA OPERACIONAL MDULO 1

    2013.2

    Prof.: Egenilton Rodolfo de Farias

    Email: [email protected]

  • Pesquisa Operacional em Administrao Mdulo 1 Pgina 1

    UNIVERSIDADE CATLICA DE PERNAMBUCO PR-REITORIA ACADMICA

    CENTRO DE CINCIAS SOCIAIS

    PLANO DE ENSINO

    Semestre

    2013.2

    CDIGO: ADM1407 DISCIPLINA: Pesquisa Operacional

    TURMA: CURSO: Administrao

    HORA/AULA 72 PROFESSOR: Egenilton Rodolfo de Farias

    EMENTA Apresentar os principais mtodos de otimizao e algoritmos de pesquisa operacional e a prtica correspondente, aplicveis s principais funes da gesto organizacional, numa perspectiva de interdisciplinaridade com as principais funes da gesto organizacional e de interao da teoria com a prtica.

    CONTEXTUALIZAO

    O curso visa integrao contnua entre a teoria e as aplicaes dos conceitos de Pesquisa Operacional fornecendo assim,

    aos alunos, o instrumental necessrio para entender e manusear os principais modelos de aplicao e/ou anlise de dados.

    OBJETIVO GERAL

    Proporcionar aos alunos uma viso prtica e objetiva da utilizao dos recursos da Pesquisa Operacional no dia a dia da

    empresa.

    OBJETIVOS ESPECFICOS

    Oferecer, atravs de bases conceituais e desenvolvimento de frmulas, as ferramentas de anlise de dados que contribuem

    para uma tomada de deciso consciente e estratgica.

    CONTEDO Definio de pesquisa operacional e construo de modelos. Programao linear: formulao e mtodo grfico; diretrizes para a formulao de modelos de programao linear; problema de maximizao e minimizao da funo objetivo; soluo grfica e problemas com duas variveis de deciso; alguns casos especiais; formulao geral do

    problema de programao linear e sua anlise e soluo via o mtodo simplex. Os problemas de transporte e

    designao e seus casos especiais. Teoria da deciso: problemas de deciso. Deciso tomada sob risco e rvores

    de deciso. Deciso tomada sob incerteza e seus critrios. Simulao: o mtodo de Monte Carlo. Casos particulares

    de simulao terica. Introduo teoria dos jogos: jogos com dois jogadores e somo zero. Estratgias puras e

    mistas. Equilbrio de Nash e exemplos aplicados s empresas. Introduo teoria das filas. A estrutura bsica de

    uma fila: a distribuio exponencial e a distribuio de Poisson. Modelo de fila com um ou mltiplos servidores.

    Modelos de deciso de fila: custo e nvel de aspirao.

    METODOLOGIA/RECURSOS DIDTICOS

    Aulas expositivas. O plano de ensino da disciplina contemplar metodologia direcionada a realizao de trabalhos prticos,

    desenvolvidos no ambiente organizacional e/ou com dados e informaes reais, visando a interao da teoria com a prtica.

    AVALIAO DA APRENDIZAGEM:

    A prtica ser obtida atravs de exerccios que, aps cada assunto ministrado, sero resolvidos detalhadamente e propostos

    outros, acompanhados das respostas de modo que o aluno efetue o treinamento fora do horrio de aula, pois para se

    dominar a Estatstica as aulas s no bastam, h que se exercitar bastante. Todos os alunos devem portar uma calculadora

    durante o curso sem a qual no ser possvel o acompanhamento na resoluo dos problemas em sala de aula. As

    avaliaes, em nmero de duas, escritas, uma em cada unidade de aprendizagem, com notas variando de zero a dez.

    BIBLIOGRAFIA BSICA ANDRADE, E. L. Introduo pesquisa operacional: mtodos e modelos para anlise de decises. 4.ed. Rio de

    Janeiro: LTC, 2009. MOREIRA, D. A. Pesquisa operacional: curso introdutrio. So Paulo: Thomson Learning, 2007. TAHA, H. A. Pesquisa operacional: uma viso geral. So Paulo: Pearson Prentice Hall, 2008.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR EHRLICH, P. J. Pesquisa operacional: um curso introdutrio. So Paulo: Atlas, 1991. ELLENRIEDER. A. VON. Pesquisa operacional. Rio de Janeiro: Almeida Neves, 1971. LACHTERMACHER, G. Pesquisa operacional na tomada de decises: modelagem em Excel. Rio de Janeiro:

    Elsevier,2007. RAGSDALE, C. T. Modelagem e anlise de deciso. So Paulo: Cengage Learning, 2009. SILVA, E. M. et al. Pesquisa operacional: programao linear. So Paulo: Atlas, 1999.

  • Pesquisa Operacional em Administrao Mdulo 1 Pgina 2

    CRITRIOS DE AVALIAO DO 1 GQ

    CRITRIO DE AVALIAO DA PROVA DO 1 GQ

    Primeiramente feita uma anlise geral da prova: O aluno tentou responder a todas as questes?

    Foi utilizado as frmulas, a HP 12C ou ambas ( opcional ao aluno o mtodo de resoluo)? A prova est

    esmerada ou o aluno fez vrias tentativas para resolver as questes? Qual a ordem escolhida pelo aluno

    para resoluo do problema, da mais difcil para a mais fcil ou o contrrio?

    Em seguida feito a anlise de cada questo. No mtodo tradicional, as questes so corrigidas

    de acordo com a ordem numrica, o que no permite fazer um estudo mais aprofundado do porqu o

    aluno errou. Por isso a opo da ordem de correo da que o aluno desenvolveu melhor para a que ele

    menos desenvolveu. Esse mtodo ajuda a esclarecer os seguintes aspectos: O aluno chegou resposta

    correta? O resultado final foi direto ou ele desenvolveu os dados para chegar na resposta correta? Caso

    no tenha chegado resposta correta, at que ponto ele avanou no desenvolvimento da resposta? O

    aluno identificou os dados corretamente? A frmula usada estava correta? Houve erro no clculo? (O

    aluno informado por escrito e verbalmente diversas vezes que o uso de calculadora individual, no

    podendo ser divida entre colegas durante a prova. Se o aluno esqueceu ele tem que arcar com a

    responsabilidade) O aluno errou por falta de ateno ou porque no sabia o mtodo de resoluo? O

    mesmo erro foi verificado em todas as questes? Em algum momento o aluno tentou usar meio ilcito

    para responder, olhou para a prova do colega ou estava com memria auxiliar?

    Para que o aluno possa comparar a sua prova com o de outro colega necessrio que ele analise

    as questes pela metodologia de correo supramencionada, escalonado as questes que o aluno

    melhor respondeu at a que menos respondeu. A comparao pela ordem numrica desconsidera todos

    os aspectos que foram mencionados acima.

    CRITRIO DE AVALIAO DO TRABALHO DO 1 GQ

    Em relao a avaliao do trabalho so analisados os seguintes aspectos: O aluno seguiu o roteiro

    do trabalho? Houve fraude? O aluno copiou parcialmente ou totalmente de algum site ou livro? Levando

    em considerao o tema designado, o aluno se aprofundou ou tratou o assunto superficialmente? Como

    est a organizao do trabalho?

  • Pesquisa Operacional em Administrao Mdulo 1 Pgina 3

    BNUS ACRESCICO NOTA DO 1 GQ

    No primeiro dia de aula o aluno informado que, a critrio do professor, o aluno pode receber

    algum bnus de acordo com o grau de comprometimento com a disciplina. Nessa ocasio a turma

    informada que o valor desse bnus adicionado a soma dos pontos das questes respondidas.

    Essa bonificao apenas um incentivo participao do aluno e comportamento disciplinar

    exemplar em sala de aula.

    Ela construda ao longo do semestre e se torna crescente ao passo que o aluno observado

    respondendo as questes, tirando dvidas ao final da aula ou por email, participando ativamente da aula,

    oferecendo sugestes para o aperfeioamento contnuo da metodologia utilizada.

    Por outro lado, a bonificao se torna decrescente medida que o aluno demonstra pelas suas

    atitudes descomprometimento com a aula.

    O quantitativo de faltas no tem sido um bom indicador desse comprometimento, pois alguns

    alunos tm enfrentados problemas delicados de ordem estritamente pessoais, como parentes

    gravemente doentes, perdas de familiares, problemas no emprego, que tem geral um nmero de faltas

    prximo ao limite aceitvel de 25% da carga horria. H alunos que tem uma quantidade de faltas acima

    da mdia, digamos 12 ou mais faltas at 18 no mximo, mas que por email tem sido muito participativo,

    mostrando o quanto desenvolveu de determinados exerccios, tirando dvidas, etc, o que demonstra um

    certo grau de comprometimento com a disciplina.

  • Pesquisa Operacional em Administrao Mdulo 1 Pgina 4

    CONCEITOS DE DECISO E O ENFOQUE GERENCIAL DA PESQUISA

    OPERACIONAL A expresso Pesquisa Operacional foi utilizada pela primeira vez durante a Segunda Guerra Mundial, quando pesquisadores buscavam mtodos para facilitar decises estratgicas de operaes militares. Uma deciso um curso de ao escolhido pela pessoa, como o meio mais efetivo sua disposio, para alcanar os objetivos pretendidos.

    Principais caractersticas do processo de deciso Processo seqencial: conseqncia de uma srie de fatores anteriores que criaram asa bases

    para se chegar a ela. Processo complexo: envolve uma inter-relao entre pessoas, responsabilidades pelo servio,

    comunicao e sistemas de informaes, cdigos de tica e moral e, s vezes, interesses e objetivos dos participantes. Alm disso, os processos podem variar dentro da empresa quanto ao(s):

    Tamanho do grupo de deciso Tipos de sistemas de informaes gerenciais Tipos de decises que devem ser tomadas Estilo de liderana dos administradores Nvel da deciso dentro da empresa

    Processo que implica em valores subjetivos: o mtodo pelo qual o valor de julgamento do gestor colocado na deciso estritamente pessoal.

    Processo em ambiente institucional: todas as empresas tm uma estrutura organizacional personalizada que influencia e muitas vezes condiciona o processo de tomada de deciso.

    Classificao das decises Nvel estratgico: quanto mais as a