PIBID FILOSOFIA UNIOESTE NOME DO BOLSISTA: .em meados de fevereiro, ocorreu em dois colégios; primeiramente

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of PIBID FILOSOFIA UNIOESTE NOME DO BOLSISTA: .em meados de fevereiro, ocorreu em dois colégios;...

PIBID FILOSOFIA UNIOESTE

NOME DO BOLSISTA: GustavoHenrique Rondis

Cruvinel

RELATO DE EXPERINCIA NO PIBID

Acadmico do 4 ano.

Previso de termino do curso: Dezembro de 2018.

Perodo de participao no programa:setembro de 2016/2018

Escola conveniada: Colegio Estadual Ayrton Senna Da Silva.

O desenvolvimento das atividades do PIBID em 2017, que tiveram incio

em meados de fevereiro, ocorreu em dois colgios; primeiramente no Colgio

Estadual Augusto Morais Rego, no qual eu j fazia parte no ano anterior e

posteriormente no Colgio Estadual Ayrton Senna da Silva onde fiz parte at o

final do ano letivo. O ano de 2017 foi o meu 3 ano do curso de filosofia.

Colgio Estadual Luiz Augusto Morais Rego: oficina didtica

As atividades no Colgio Estadual Augusto Morais Rego resumiram-se na

finalizao, preparao e apresentao da oficina didtica Alice no Pas da

Filosofia O que isto a Filosofia?, que foi apresentada previamente ao grupo

geral do PIBID Filosofia da Unioeste e posteriormente alguns alunos do prprio

colgio, sendo repetida algumas vezes em diferentes turmas. A oficina consistia

numa juno entre Filosofia e Literatura, e visava primordialmente mostrar como

a Filosofia uma atividade prpria de todo e qualquer ser humano e de como

ela fundamental para o cotidiano. Semelhante busca incansvel em descobrir

sobre si mesma e sobre as coisas que a rodeiam, feita pela personagem de

Lewis Carroll (Alice no Pas das Maravilhas), a busca que cada um deve

empreender pelo conhecimento, pela filosofia. Para tanto, a atividade foi

realizada em forma de teatro do comeo ao fim e, em uma sala previamente

preparada com cenrio1 visando inserir de forma ldica os participantes no

mundo da Filosofia.

A oficina seguia os seguintes passos: em um primeiro momento os alunos,

que se encontravam fora da sala, eram recepcionados por um dos bolsistas ID

caracterizado como coelho; ele os instiga por meio de algumas perguntas (Quem

so vocs? O que a filosofia? E o filosofar?) e os convida a entrar no mundo

da filosofia (dentro da sala). Os alunos ento entram na sala e se deparam com

a personagem Alice, perturbada em seus pensamentos, querendo respostas

para perguntas como: Quem sou? De onde vim? O que so as coisas, o mundo?

O que a filosofia?. Alice percorre um caminho no qual se depara com alguns

pensadores23, os quais expem suas teorias acerca do mundo e das coisas.

Ainda cheia de dvidas Alice encontra por fim Martin Heidegger4 com quem tem

uma conversa na qual descobre que a prpria busca por respostas j uma

filosofia, que ela tambm filsofa na medida em que busca reposta para as

perguntas do cotidiano. Por fim, os alunos so convidados a examinarem alguns

fragmentos do filsofo Heidegger e discuti-los em grupo com o auxlio dos

bolsistas ID, e em seguida partilhar sobre as discusses em um grande grupo5.

O perodo em que atuei no Colgio Estadual Luiz Augusto Morais Rego

foi de grande crescimento e aprendizado, especialmente no planejamento e

realizao da oficina acima citada, haja visto que possibilitou-me enxergar novas

formas de trabalhar com os estudantes e de instig-los realmente participao

na aula. Percebo que trabalhar de maneira mais ldica na aplicao das aulas

talvez cative mais os alunos, fazendo com que participem efetivamente no

desenvolvimento da aula de filosofia. No obstante foi um perodo onde tambm

houveram contratempos e dificuldades a serem superadas em grupo,

principalmente no que tange a comunicao e compreenso das diferenas.

Colgio Estadual Ayrton Senna da Silva

A partir do ms de Maio fui remanejado para o grupo do PIBID do Colgio

Estadual Ayrton Senna da Silva. As atividades concentraram-se no planejamento

e aplicao do Projeto de Extenso Prtico Universitrio; observaes de

1 Anexo 1 (Confeco de materiais para o cenrio da oficina) 2 Plato; Aristteles; Ren Descartes; John Locke. 3 Anexo 2 (Aplicao da oficina didtica) 4 Anexo 3 (Aplicao da oficina didtica) 5 Anexo 4 (Aplicao da oficina didtica)

aulas; intervenes; e reunies de planejamento. A transferncia para outra

escola, mais distante do lugar onde moro, para outro grupo, diferente daquele

que acabara de sair foram desafiadoras, contudo a adaptao foi rpida.

Encontrei no grupo a acolhida necessria para me sentir bem no

desenvolvimento das atividades.

Projeto de extenso: Prtico Universitrio

O projeto de extenso Prtico Universitrio foi idealizado pelo grupo

Ayrton Senna6 na inteno de instrumentar os estudantes do Ensino Mdio a fim

de que pudessem ter um bom desempenho no Exame Nacional do Ensino Mdio

(ENEM) e demais vestibulares atravs da interpretao correta das questes.

Dividimos o trabalho em eixos temticos (Lgica; poltica; epistemologia; e tica)

relacionados disciplinas aplicadas no curso de filosofia, o projeto buscava

assinalar aos estudantes a importncia da interpretao do enunciado das

questes, bem como de uma preparao para a realizao dos exames. Por

meio de breve explicao7, cada tema era introduzido aos alunos atravs da

apresentao oral com o auxlio de slides, posteriormente fazia-se um ligeiro

simulado8 com cerca de cinco questes de mltipla escola, retiradas do prprio

ENEM e de outros vestibulares, relacionadas ao tema aplicado; e por fim, a

explicao de cada questo com a justificativa da opo correta9.

Este projeto serviu-me como base para pensar sobre a preparao dos

estudantes para os exames que do acesso s instituies de nvel superior.

Ser que de fato o sistema educacional pblico possibilita ferramentas para que

o estudante do Ensino Mdio possa ingressar em uma universidade? Foi essa a

pergunta principal com a qual me deparei no desenvolver deste projeto. Pensar

as diferentes realidades e anseios dos jovens estudantes preciso, muito mais

que nmeros e estatsticas. Possibilitar que eles tenham chance de mudar essas

realidades, muitas vezes difcil e dura, e dever nosso enquanto futuros

professores.

Intervenes

6 Anexo 5 (Elaborao do Projeto Prtico Universitrio) 7 Anexo 6 (Aplicao do Projeto Prtico Universitrio) 8 Anexo 7 (Simulado: Prtico Universitrio) 9 Anexo 8 (Aplicao do Projeto Prtico Universitrio)

No que tange as observaes de aula, ocorriam semanalmente com fins

de possibilitar uma melhor insero na turma no intuito de colaborar por meio de

intervenes. Foram trs intervenes realizadas no ano de 2017, a saber: sobre

a vida e obra de Plato (1 C); introduo geral sobre Poltica; e introduo geral

sobre teoria do conhecimento. A interveno sobre a vida e obra de Plato foi

realizada pelos acadmicos bolsistas ID Gustavo e Ruan no 1 ano C10,

primeiramente foi feita uma abordagem sobre a vida e obra do filsofo Plato e

posteriormente apresentou-se sua Teoria do Conhecimento utilizando-se do mito

da caverna. A interveno sobre poltica consistiu em uma introduo geral e

apresentao do surgimento da polis na Grcia antiga, das diferentes formas de

governo emergidas ao longo da histria e a importncia do pensamento filosfico

para a constituio destas11. E por fim a interveno sobre Teoria do

Conhecimento tratou da explicao geral do tema e da concepo de vrios

filsofos sobre o mesmo; os alunos foram instigados por meio de atividades

como: a utilizao de uma caixa ttil12 (caixa lacrada com alguns objetos dentro,

para a identificao pelos alunos) que serviu como sensibilizao para a teoria

empirista e a utilizao de iluso de imagens13 para a sensibilizao da

concepo racionalista. Tambm foi realizada uma breve interveno com as

turmas de 2 e 3 anos do colgio com objetivo de esclarecimentos prticos

acerca do ENEM. Nesta interveno foi disponibilizado aos alunos o Guia de

sobrevivncia do Ensino Mdio elaborado pelo grupo Morais Rego e sanaram-

se algumas dvidas prticas dos estudantes a respeito do exame, bem como

foram dadas algumas dicas de como proceder nos dias da prova14. No que diz

respeito s observaes e intervees, elas foram fundamentais para a minha

insero no coditiano escolar, na realidade dos estudantes e da comunidade

escolar como um todo, servindo como preparo para a vida profissional futura

enquanto professor.

XX Semana Acadmica de Filosofia

Na XX Semana Acadmica do curso de Filosofia pude participar como

colaborador de uma oficina didtica15 com os acadmicos do 4 do curso

10 Anexo 9 (Interveno sobre Plato) 11 Anexo 10 (Interveno sobre Poltica) 12 Anexo 11 (Interveno sobre Teoria do conhecimento) 13 Anexo 12 (Interveno sobre Teoria do conhecimento) 14 Anexo 13 (Interveno sobre dicas para o ENEM) 15 Anexo 14 (Oficina didtica sobre Poltica Semana Acadmica)

aplicada para os estudantes do Ensino mdio. A oficina tratava do tema politica

de acordo com dois pensadores: Aristteles e Hanna Arendt. A mesma oficina

foi aplicada semanas depois no Colgio Estadual Esperana Covatti. A

participao nesta oficina possibilitou outra vez a constatao de diferentes

r