Click here to load reader

Planeamento Apresentação

  • View
    73

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Planeamento Apresentação

Planeamento de ViagemCurso de Especializao Tecnolgica

Operador Martimo Turistico 2011

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Introduo

O Planeamento de Viagem, o exerccio final que rene os conhecimentos de navegao adquiridos durante o curso relacionados com a formao de Patro de Alto-Mar.

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Introduo

Este planeamento, tenta descrever os pontos mais relevantes necessrios para garantir o sucesso da viagem e a segurana da tripulao.

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Introduo Sero abordados neste trabalho, vrios tpicos de referncia, tais como, embarcao escolhida, caractersticas da viagem, portos, simulao astronmica, mars, fundeadouros, navegao costeira e em guas restritas, comunicaes e segurana.

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Embarcao

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Ficha de Identidade

NOME DO CONSTRUTOR: Chantiers Bnteau CATEGORIA DE CONCEPO: A

MOTOR: VOLVO PENTA 55HP C/ SAIL DRIVE

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Caractersticas

CATEGORIA

ALTURAS DE ONDAS (m)

FORA DO VENTO (BEAUFORT) >8

N Mximo de Passageiros 10

A

>4

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

CaractersticasBarco vazio: Material de segurana: Vela: Deslocamento vazio: Embarcao salva-vidas: Tripulao: gua: Combustvel: Equipamento pessoal: 21705 Kg 230 Kg 120 Kg 22055 Kg 80 Kg 750 Kg 1000 Kg 384 Kg 245 Kg LARGURA DO CASCO COMPRIMENTO MXIMO LARGURA MXIMA CALADO: BARCO VAZIO PTE GTE 4.93 17.80 4.98 2.10 2.60 23.20 m m m m m m COMPRIMENTO CASCO 17.20 m

ALTURA MXIMA A PARTIR DO NVEL DA GUA

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Palamenta ObrigatriaEquipamento por Classe de embarcao Agulha Magntica (desvio 5) Ajudas trmicas (X) Aparelho Azimutal Arns completo c/ cabo e ganchos Balsa / Jangada (n pessoas registo ou embarcadas) Bia c/ retenida 30m Bombas de esgoto Manual Elctrica 1(A) 1 3 1 3 Espelho sinalizao/Heligrafo Ferro de fundear (X) Lmpada sobresselente Lanterna Estanque c/ pilhas reserva Navalha ponta redonda Navtex internacional ou Rdio HF 1(a) Pirotcnicos Pra-quedas (X) Sim(c) Sinais de fumo (X) 1 Sinais de mo (X) 1 Rdio Balizas 406Mhz Sim Rdio VHF de emergncia GMDSS Sim Rdio VHF c/DSC (g) Sim Sim Reflector Radar (X) Sim Extintor de p qumico (i) Sim 1 1 2 1 1 1 1 6 2 4 1 1 1 1 Sim

Bandeira Nacional Buzina ou Sino Cabos para amarrao e reboque Caixa de 1s Socorros Cartas de Navegao (X) Coletes (n pessoas registo ou embarcadas) Escadas de acesso a bordo (f)

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Equipamentos Navegao: 2 GPS s portteis 1 GPS Plotter Laptop c/ MaxSea Radar Sonda 2 Pilotos automticos Bssola Cartas e publicaes nuticas oficiais Compasso, rgua, esquadro de navegao Crongrafo de alta preciso Comunicaes: VHF fixo VHF porttil Radiobaliza Navtex AIS Telefone satlite Iridium Heliografo Reflector de radar Bandeiras do C.I.S. Epirb

Equipamentos Outros: Barmetro Relgio Sextante Anemmetro Odmetro Agulha de marcar Binculos Jogo de luzes de navegao e sinais suplentes Buzina / apitos Lanterna Ferro de fundear principal e suplente Drogue Arns de segurana Linha de vida Cabos de reboque e amarrao

SeguranaSadas de emergncia

E Localizao dos extintores C Cobertor anti-fogo D Evacuao cabine traseira

Ponto de encontro

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Meios de Salvamento Jangada Pneumtica com capacidade para 10 pessoas - Localizao: Popa - 4 Fachos de mo - 2 Sinais fumgenos - 6 Sinais pra-quedas Embarcao auxiliar Mercury 15HP: 6 pessoas - Localizao: Proa

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Meios de Salvamento 1 Bia com retenida 1 Caixa estanque de emergncia com alimentos: 1 Bia com sinal luminoso - Alimentos secos 10 Coletes - gua 3 Ajudas trmicas 3 Arneses 1 Bomba manual 1 Bomba elctrica 1 Caixa estanque primeiros socorros 1 Caixa estanque junto mesa de cartas com: - VHF porttil - Epirb - GPS porttil

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Meios de Salvamento1 Ancoragem linha de vida 2 Salva-vidas 3 Escada

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Incndio Os principais riscos esto ligados motorizao, ao sistema elctrico e ao circuito gs. Extintores portteis: O barco est equipado com 1 extintor: - a menos de 5m de cada beliche; - a menos de 2m do fogo; - a menos de 1m do posto de comando Sistema de extino fixa: O barco est equipado com sistema de extino fixo para proteco do compartimento do motor

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Abandono Ao soar o alarme, todos os tripulantes devero dirigir-se ao local de reunio devidamente equipados Lanar alerta indicando o nome da embarcao, a posio, o nmero de tripulantes Activar baliza de rdio ajuda EPIRB Importante avaliar a intensidade e direco do vento antes de utilizar-se os sinais visuais de socorro (fachos, foguetes e fumos), devendo durante o dia (com sol) utilizar-se tambm o espelho hliografo Racionar gua e alimentos Iniciar turnos de vigilncia para perscrutar o horizonte em busca de auxlio

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Viagem Partida Porto de Sines Data 29 de Outubro de 2010 ETD 1400 GWT / 1500 HLeg Chegada Puerto de la Luz (Las Palmas Gran Canaria) Data Prevista 2 de Novembro de 2010 ETA 0213 GWT / 0313 Hleg

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Tripulao 4 Tripulantes: - Comandante - Imediato - 1 Marinheiro - 2 Marinheiro

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Mantimentos 4 tripulantes x 7 dias (3 dias de segurana): - 28 refeies - 20 L de gua potvel - 5 L de sumos; - Alimentos ricos em calorias (chocolates); - Po, leite, iogurtes, manteiga, presunto, chourio, mel, fruta - Bolachas, barras de cereais e frutos secos.

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Caractersticas Viagem Navegao vela 8 ns velocidade cruzeiro Turnos de 4 horas / 2 tripulantes Navegao costeira e ocenica 4 dias de viagem

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Particularidades A viagem por ser feita num veleiro tem caractersticas especficas Quando navegamos vela, temos que ter em especial ateno a certas rotinas, nomeadamente, carregar as baterias cada 12 horas Conhecimento e domnio das tcnicas para escolher, iar, afinar velas e correspondentes manobras com o barco

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Particularidades Ter em mente que o poder de manobra reduzido A utilizao do motor completamente secundria. Sendo unicamente utilizado em situaes de emergncia, na ausncia de vento, ou com ventos de proa, ou de popa, que obriguem utilizao deste recurso por motivos de estabilidade ou velocidade

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Cartas Aproximao a Sines n26408/INT1883 Escala 1 : 30 000 2 6 4 08 Portugal Continental Grande escala Aproximao com planos dos portos Carta n8 desta srie

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Cartas Cabo de Sines a Lagos n24205/INT18171 Escala 1 : 150 000 2 4 2 05 Portugal Continental Mdia escala Costeira Carta n5 desta srie

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Cartas Lisboa to Freetown n4104/INT104 Escala 1 : 3 500 000 4 Portugal 1 Pequena escala 04 Carta n4 desta srie

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Cartas Aproaches to Puerto de la Luz n1856/WGS84 Escala 1 : 75 000 Puerto de la Luz Escala 1 : 12 500

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Climatologia As correntes predominam de NNW at ao Cabo de S. Vicente. Passam a NW/E na entrada do mediterrneo. E a NE at s Canrias O vento predomina de N/NE com intensidade de 20 ns

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Meteorologia Conforme a carta sinoptica, verifica-se um regime de altas presses para o percurso da viagem. Observa-se alguma neblusidade para o dia de sada, prevendo-se cu aberto para os dias seguintes at ao dia de chegada

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Meteorologia

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Meteorologia

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Meteorologia Dia 29 Outubro

Os dados meteorolgicos analisados apontam que a hora de sada mais favorvel ser s 14:00 GWT Com ventos a soprar entre os 10 e os 15 ns, do quadrante de Noroeste, proporcionam excelentes condies para iniciar a viagem vela, numa mareao favorvel (alheta), permitindo o uso do Spy

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Meteorologia

Dia 29 de Outubro

A ondulao vai apresentar-se do quadrante NNW, entre os dois e trs metros de altura.

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Meteorologia

Dia 02 Novembro No dia 02 o vento estar a soprar do quadrante NNE, com intensidade 20 ns.

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Meteorologia Dia 02 Novembro Continua o regime de altas presses sendo que pela proximidade entre as linhas isobricas confirma-se o aumento da intensidade do vento

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Forecast Area As zonas abrangidas pela rota so: S. Vicente Casablanca Madeira Canrias

As designaes das reas de cada METAREA provm das caractersticas topogrficas das regies ocenicas (montes submarinos e fossas abissais) ou do local da zona costeira mais prxima

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Porto de Sines Localizao: = 3757 N L = 00852 W Indicativo de chamada: Sines Port Control Frequncia VHF: Ch 73

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Descrio Situa-se a Sul do Cabo de Sines numa baa um porto amplo, com guas profundas, bons acessos e fundo rochoso Dista 60 M do Cabo de S. Vicente Wpt 1 Sendo um porto aberto ao mar o acesso normalmente feito de forma directa

Rodrigo Vasconcelos Aluno n 20090063

Batimetria A viagem comeou a partir do f