PNL Aplicada

  • View
    115

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of PNL Aplicada

APRESENTA

Sobre o que no sabemos que sabemos

Francisco Cordeiro Jr.

Apresentao

- Nome

- Funo na empresa- Motivo de estar aqui - Dificuldade(s) - O que trouxe - O que pretende levar

Programao Neurolingstica o estudo da estrutura da experincia subjetiva, incluindo tcnicas especficas para organizar e reorganizar a sua prpria experincia ou a de outra pessoa, com a inteno de definir e subseqentemente assegurar qualquer objetivo comportamental.

Programao Neurolingstica o estudo da estrutura da Profundo experincia subjetiva, respeito pelo incluindo tcnicas especficas indivduo e por suas para organizar e reorganizar experincias, a sua prpria experincia ou buscando a de outra pessoa, com a inteno compreender de definir e subseqentemente o processo assegurar qualquer objetivo de cada uma delas. comportamental.

PALAVRAS PROCESSUAISVISUAIS AUDITIVAS CINESTSICAS INESPECFICAS

Olhar Imaginativo Focalizado Fazer cena

Dizer Sotaque Ritmado Alto

Tocar Manusear Contato Empurrar

Pensar Decididamente Lembrar Saber

BrancoBrilhante Ver Mostrar

TomSonoro Comentar Discutir

QuenteFrio Agarrar Suave

MedirAtender Avaliar Certamente

Programao Neurolingstica

Programao NeurolingsticaRapport, o estudo da estrutura da modelagem, experincia subjetiva, acompanhamento, incluindo tcnicas especficas conduo, para organizar e reorganizar segmentao, anlise do mapa a sua prpria experincia ou mental, a de outra pessoa, com a inteno calibrao, de definir e subseqentemente resignificao, assegurar qualquer objetivo similaridades, comportamental. dentre outras.

Programao Neurolingstica

Programao Neurolingstica o estudo da estrutura da Observar e/ou, experincia subjetiva, mesmo que de incluindo tcnicas especficas forma mental, para organizar e reorganizar rever e modificar a sua prpria experincia ou as experincias a de outra pessoa, com a inteno utilizando os de definir e subseqentemente sistemas assegurar qualquer objetivo representacionais comportamental.

Programao Neurolingstica

Programao NeurolingsticaComunicao, liderana, o estudo da estrutura da esprito de equipe, experincia subjetiva, autoconfiana, pensamento incluindo tcnicas especficas sistmico, para organizar e reorganizar inteligncia emocional, a sua prpria experincia ou capacidade de a de outra pessoa, com a inteno influenciar, de definir e subseqentemente administrar, atingir objetivos e metas, assegurar qualquer objetivo encontrar solues, comportamental. ensinar, estabelecer estratgias.

Pressuposies de comunicao e relacionamento

O mapa no o territrio. As experincias possuem uma estrutura.

Pressuposies de comunicao e relacionamento

Se uma pessoa pode fazer algo, todos podem aprender a faz-lo tambm.

Corpo e mente so partes do mesmo sistema.

Pressuposies de comunicao e relacionamento

As pessoas j possuem todos os recursos de que necessitam.

impossvel NO se comunicar.

Pressuposies de comunicao e relacionamento

O significado da sua comunicao a reao que voc obtm.

Todo comportamento tem uma inteno positiva.

Pressuposies de comunicao e relacionamento

As pessoas sempre fazem a melhor escolha disponvel para elas. Se o que voc est fazendo no est funcionando, faa outra coisa.

Pressuposies de comunicao e relacionamento

No existem erros, apenas resultados.Todo comportamento til em algum contexto.

Estabelecendo Rapportuniversalmente mantida em seu original francs, sem traduo. Define uma relao de confiana e afinidade entre as pessoas.Criar laos de confiana, reconhecimento mtuo afinidade e

Rapport uma palavra

Comunicar em um nvel consciente e ao mesmo tempo inconsciente

RapportRegra bsica:PASSO 1 Observar sistema preferencial;PASSO 2 Espelhamento: Fisiologia; Tom, ritmo e volume de voz; Respirao PASSO 3 Acompanhar, acompanhar, acompanhar PASSO 4 Conduzir PASSO 5 Calibrar

PASSO 6 Continuar conduzindo ou voltar a acompanhar

Experincia, estrutura e flexibilidade

Experincia, estrutura e flexibilidade

Hierarquia de CritriosMOTIVOS

Motivos

OPES

OPES

OPES

Opes

DETALHES

DETALHES

DETALHES

Detalhes

Os 4 arqutiposGuerreiro: aparecer ou escolher estar presente: credibilidade, poder, presena, liderana, disciplina. Expressamos o guerreiro na nossa capacidade de liderana, de manter viva a necessidade de atingir as metas e objetivos planejados.

Os 4 arqutiposVisionrio: dizer a verdade sem culpa ou julgamento: inspirao autenticidade, intuio, viso. Expressamos o visionrio atravs da nossa criatividade pessoal e atravs da habilidade em colocar nossos sonhos e vises do mundo.

Os 4 arqutiposCurador: prestar ateno ao que tem corao e

significado: receptivo, amor,gratido, reconhecimento. Expressamos o curador

atravs de nossas atitudespara manter nossa sade e a sade do meio ambiente, o amor incondicional nos pequenos gestos, a expresso da espiritualidade.

Os 4 arqutiposMestre: estar receptivo ao resultado, sem estar ligado

ao resultado: aceitao,sabedoria, objetividade, desprendimento.

Expressamos o mestreatravs da comunicao construtiva e das ferramentas de informao, da transmisso do conhecimento.

Questes de da Liderana

1. O que ser lder hoje? 2. Quais as caractersticas do lder de hoje? 3. Qual a caracterstica preponderante que o lder deve desenvolver para mobilizar o pessoal em sua organizao ou ambiente?

Questes de da Liderana

1. O que ser lder hoje? 2. Quais as caractersticas do lder de hoje? 3. Qual a caracterstica preponderante que o lder deve desenvolver para mobilizar o pessoal em sua organizao ou ambiente?

Alicerces da LideranaTraos de carter sustentam o exemplo: A Integridade, o valor que atribumos a ns mesmos, desenvolvimento da autoconscincia e autoestima, assumir e manter compromissos. Maturidade que se traduz no equilbrio entre a coragem de dizer a verdade e a considerao e o respeito para expressar sentimentos e convices. A mentalidade de abundncia que se expressa pela gentileza, receptividade, capacidade de refletir, ponderar e exercitar a mente e o corpo.

Liderana e CompetnciaFonte: Men at Work, Paulo Gaudncio

Pessoas tm o valor dignidade. Coisas tm preo. Quando desrespeitada em sua dignidade, a pessoa se coisifica.

PESSOA COISIFICADA participa dependente heternoma menor coisas preo

PESSOA DIGNIFICADA compromete-se independente autnoma maior pessoas dignidade

Os 7 pilares da colabora o universalUm propsito abrangente, uma viso, uma meta

O comprometimento das pessoasO processo dos clientes internos Desenvolver habilidades de colaborao Ambientes de equipe favorveis Estrutura organizacional

Infra-estruturaO SEGREDO FAZER COM QUE O OBOSTA OUA O FLAUTISTA Ben ZanderFonte: Richard Whiteley

Orquestra Sinfnica de Boston

Necessidades de MotivaoPODER Controla, domina, comanda ORGULHO Realizao, reconhecimentoPARTICIPAO Afiliao, aprovao social

POTENCIAL Aprendizado, desenvolvimento

PAZ SeguranaRENDIMENTOS Motivo financeiro

Fonte: Criando e Gerenciando uma Equipe de Vendas, Neil R. Sweeney - Ed. Makron, 1989.

Necessidades de MotivaoEu quero A empresa oferece

ORGULHO reconhecimento PODER domina, comanda PARTICIPAO aprovao social POTENCIAL desenvolve

Realizao, Controla, Afiliao, Aprende,

RENDIMENTOS financeiroPAZ

MotivoSegurana

Fonte: Criando e Gerenciando uma Equipe de Vendas, Neil R. Sweeney - Ed. Makron, 1989.

Inspirao da Liderana preciso haver uma alma de empresa pequena num corpo de empresa grande. Jack Welch

Viso de Walt Disney Criar um lugar onde todos ns possamos ser crianas.

Inspirao da Liderana

Aqui jaz um homem que colocou outros, melhores que ele, a seu servio.Camilo Cola

Estrutura Egica

Ira

O PERFECCIONISTA

Melhor possvel

Corretos, formais, perfeccionistas, voltados para o dever e no para o prazer. Exigentes e crticos em relao a si. O pecado raiz a IRA ou a RAIVA, traduzida pelo ressentimento, excessiva racionalizao e controle na expresso verbal da raiva. Costumam esconder a tendncia destrutiva aparentando uma atitude bem intencionada.Tipo Perfeccionista Fixao A organizao Vcio Ira Idia Sagrada Perfeio Compulso Neurtica Crtica

IraIrritam-se com os erros dos outros, vigiam e so impulsionados a reprovar. Costumam ser indulgentes e humildes. Impressionam pela meticulosidade, pela ordem e acham que podem fazer tudo melhor que os outros. Vivem de acordo com um padro preconcebido e irrevogvel, ruminativo e desconfiado. Preocupados sempre em fazer o correto, os possuidores do Trao 1 acreditam que existe uma forma ideal de perceber e atuar no mundo, por isso, so extremamente crticos consigo mesmos e com os outros. A renncia das suas necessidades gera o ressentimento e a raiva, que so constantemente reprimidas pela seu modelo de ser humano perfeito. Tipos 1 so fieis e so capazes de projetar um idealismo tico, alm da satisfao de realizar um trabalho bem-feito.

IraPARA O ENEATIPO 1, SIMBOLICAMENTE, TEMOS: PECADO DE RAIZ - ira ou raiva. ANIMAIS: Fox terrier - (por ser um co agressivo). Formiga e abelha , (por serem muito ativas, ocupadas e fazerem as coisas sempre esquematizadas). COR- Prata , por ser uma cor refrescante, sbria, clara. PAIS- Sua - Tudo certinho, andando como um relgio CONVITE- Menos dever e mais prazer. PERSONALIDADE- Obsessiva/compulsiva ALGUNS COMPANHEIROS DE JORNADA. Bernard Shaw, Charles Dickens, Martinho Lutero, Hillary Clinton, Al Gore, Lilian Witte Fibe...

Orgulho

Sempre a postos

O DOADOR

Generosos, excntricos