Pol­tica Brasileira de Aleitamento .acesso de recem-nascidos ao leite humano com qualidade certificada,

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Pol­tica Brasileira de Aleitamento .acesso de recem-nascidos ao leite humano com qualidade...

  • Poltica Brasileira de Aleitamento Materno

  • A amamentao e a alimentao complementar saudvel conseguem reduzir a mortalidade infantil em 13% e 6%, respectivamente. Pesquisa mostra baixo percentual 41% de prevalncia na Amamentao Exclusiva at 6 meses. 71% das crianas na faixa etria de 9-12 meses consumiram bolachas, salgadinhos, biscoitos e refrigerantes. (BRASIL,2008).

    Formao de profissionais da ateno primria sade como multiplicadores/tutores.

    Estratgia Nacional para Promoo do Aleitamento Materno e Alimentao Complementar no Sistema nico de

    Sade - SUS

  • Iniciativa Hospital Amigo da Criana- IHAC

    Objetivo

    Promover, proteger e apoiar o amamentao, no mbito das maternidades, atravs do cumprimento dos 10 passos para o sucesso do aleitamento materno, e o cumprimento Norma Brasileira de Comercializao de Alimentos para Lactentes, Crianas de Primeira Infncia , Bicos Chupetas e Mamadeiras- NBCAL e Lei 11265/2006 e garantir a presena da me ou pai junto ao Recm-Nascido todo tempo de internao.

    Foco

    Profissionais da ateno hospitalar e ateno primria.

  • Certificao na IHAC depender da

    comprovao de boas prticas de ateno ao parto e nascimento...

  • Estratgia de Apoio a Mulher Trabalhadora que Amamenta Salas de Apoio

    Resultados

    Tramitao no Congresso Nacional de Projetos de Lei para a concesso de 180 dias para todas as mulheres trabalhadoras, do setores pblico e privado.

    Oferta de cursos, em 2012, para formao de multiplicadores para Implantao de Sala de Apoio Amamentao, e adeso a licena maternidade de 6 meses e implantao de creche nos locais de trabalho.

  • Rede Brasileira de Banco de Leite Humano

    A rede BLH uma iniciativa de grande impacto para diminuir as condies adversas de sade de grupos em situaes especiais de agravo. Essa iniciativa alm de oportunizar ao recm nascido prematuro e/ou doente maiores chances de recuperao e conseqentemente de uma vida mais saudvel, representa para o pas uma economia de US$180.000.000,00 em importao de leite modificado.

    Objetivos

    Qualificar a ateno neonatal em termos de segurana alimentar e nutricional,

    Contribuir para reduo da mrbi-mortalidade infantil neonatal, ampliando o acesso de recem-nascidos ao leite humano com qualidade certificada,

    Desenvolver aes de promoo, proteo e apoio ao aleitamento materno, com nfase especial no terceiro nvel de ateno.

    Resultados: 212 BLH e 110 Postos de Coleta.

    BLH no Tocantins: Dona Regina (Palmas), Dom Orione (Araguana), HRG (Gurupi) e um Posto de Coleta (Palmas).

  • Poltica Nacional de Sade para Ateno Humanizada ao Recm-Nascido de Baixo Peso.

    No Brasil, as infeces perinatais (problemas respiratrios, asfixia ao nascer e infeces perinatais mais comuns em crianas prematuras e de baixo peso) representam a primeira causa de mortalidade infantil. Bebs que nascem antes do tempo (pr-termos) so acometidos de distrbios metablicos e dificuldades em alimentar-se e regular a temperatura. Objetivos Valorizar o beb como um sujeito, facilitando a relao equipe-famlia, Oferecer ateno humanizada ao recm-nascido prematuro e sua famlia, estimulando o contato pele a pele, aumentando as taxas de aleitamento fortalecendo vnculos afetivos, Contribuir para a mudana de postura dos profissionais, visando a humanizao da assistncia ao recm-nascido de baixo peso.

  • ATENO PERINATAL SEGURA, DE ELEVADA QUALIDADE E AO MESMO TEMPO, SOLIDRIA

    E HUMANIZADA.

    Garantia de cobertura de leitos de Alto

    Risco, Canguru, UTI Materna e UTI/UCI Neonatal cuidado integral ao RN de risco.

  • APLICAO DO MTODO

    1 ETAPA: UTI NEO 2 ETAPA: UCI

    CANGURU

    3 ETAPA: AMBULATRIO/ESF

  • PROJETO DE FORTALECIMENTO DO

    MTODO CANGURU NO TOCANTINS

    O Mtodo Canguru favorece o aumento do vnculo me-beb; diminui o tempo de internao, o tempo de separao me-beb e as infeces hospitalares; favorece e estimula o aleitamento materno e o desenvolvimento global da criana e aumenta a rotatividade dos leitos entre outros benefcios

  • FORMAO DE TUTORAS ESTADUAIS/CENTRO DE REFERENCIA

    Helen Keller Aires Brom Manzano

    Suely Costa de Sousa

    Liliane Pereira da Silva

    Elisiane Ferrari Cardoso

    Realizaram o Curso de 40 hs de Formao de novos tutores, assessorias e curso de 30 hs a todas as 04 maternidades, alm da qualificao aos funcionrios da Maternidade de

    Referncia.

  • MATERNIDADE DE REFERENCIA

    Desenvolve as 3 etapas do MC; Tem Unidade Canguru (2 etapa) em funcionamento; Tem ambiente facilitador para vnculo e desenvolvimento; Reconhece que pai e me no so visita e facilita a participao

    da famlia; Desenvolve boas prticas para os cuidados com a me e o beb; Tem disponibilidade para ser multiplicador. IHAC.

  • Reavaliaes

    26 Unidades de Referncia Estaduais. 05 recebero certificao (Rio Grande do Norte,

    Tocantins, Bahia, Roraima e Mato Grosso). Certificao em 04/03/2013. Reunio com a Dra. Zeni Lamy (MS) em 05/03/2013 com

    os Gestores das Maternidades da RC que esto no processo de implantao, Diretores tcnicos e responsveis pelos servios de neonatologia, STOP e Tutoras.

  • ARAGUAINA: LUCIANE CRISTINA BERGAMASCO REIS, DIANA JOY RIBEIRO DOS SANTOS SISNANDO, MARIA FARAILDES COELHO DE MACDO, LEILA RIBEIRO.

    GURUPI: CAMILA RODRIGUES DE PAULA, FLVIA MENDES

    SOBRINHO, GISELA DALEVA COSTA GUADALUPE, KNIA NOGUEIRA AYRES.

    PORTO NACIONAL: DAISY MILENE BEZERRA AGUIAR

    FERREIRA, GUALDINA OLIVEIRA NEGRE FACUNDES, ANA FELIX FERREIRA DE CARVALHO, LILIANE S. PACHECO JCOME.

    AUGUSTINOPOLIS: VANESSA BARROS RESPLANDES, SOLIA

    B. FERRANTE, LVIA CARLA LOPES

    TUTORAS

  • Institudo o Grupo de Trabalho para Expanso, Acompanhamento e Fortalecimento da Ateno

    Humanizada ao Recm Nascido de Baixo Peso - Mtodo Canguru no Sistema nico de Sade do Estado do

    Tocantins.

  • Semana Mundial de Amamentao - 1 a 7 de

    Agosto

    Campanhas de Mobilizao

    Dia de Doao de Leite Humano 1 de Outubro

  • Obrigada !

    Como os pssaros, que cuidam de seus filhos ao fazer um ninho no alto das rvores e nas montanhas, longe dos predadores, das ameaas e dos perigos e mais perto de Deus, devemos cuidar de nossos filhos como um bem sagrado, promover o respeito a seus direitos e proteg-los.

    (Pargrafo final da ltima palestra da Dra. Zilda Arns Neumann Haiti 2010)