Politicas comunitarias actualizado

  • View
    1.463

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Politicas comunitarias actualizado

  • 1. POLITICAS COMUNITRIAS: POLITICA AGRCOLA COMUM POLITICA ECONMICA POLITICA SOCIAL Antnio Rodrigues n 208091 Lidiane Guimares n 208022 Marcella Forster n 208147 Marcel Ferreira n 206288G2NA ECONOMIA E NEGCIOSINTERNACIONAISGRUPO 4 PROF. DOUTORCARLOS VIANA
  • 2. INTRODUOPOLITICAS COMUNITARIAS: POLITICA AGRICOLA COMUM, POLITICAECONOMICA, E POLITICA SOCIAL (REVISO DA LEITURA)As Polticas Comunitrias constituem um aspecto fundamental do relacionamentoexterno da Unio Europeia, e actuam numa vasta srie de domnios polticos:Econmico, social, regulamentar e financeiro, com vista: promoo do Desenvolvimento Econmico e Social sustentvel dos pases emvias de desenvolvimento.Ao desenvolvimento e consolidao da Democracia, Estado de Direito e respeitopelos Direitos Humanos e liberdades fundamentais. G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 3. METODOLOGIA Modelo de Pesquisa Exploratria pois pretendamos compreender e analisar o tema em questo. Anlise de dados secundrios.G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAISGRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 4. POLITICA AGRCOLA COMUMA Poltica Agrcola Comum (PAC) um sistema de subsdios agricultura eprogramas de desenvolvimento em reas afins para a Comunidade Europeia.Inicio xxxxx Principais ObjectivosGarantir a segurana dos abastecimentosEstabilizar os mercadosAumentar a produtividade, j que esta era baixaGarantir um nvel de vida equitativo pop. agrcolaAssegurar o fornecimento ao consumidor a preos razoveis G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 5. POLITICA AGRCOLA COMUM1 Reforma 1992Fixao de quotas de produo Set-aside reduo da rea cultivado, os agricultores so obrigados a diminuir as suas terrasarveis para beneficiarem das ajudas comunitrias; Ou seja, serem pagos para no produzirem2 Reforma da PAC - 1999Aumentar a competitividade da agricultura europeia nos mercados internos e externos. Melhorar a segurana e qualidade dos produtos alimentares.Garantir um nvel de vida equitativo para a populao agrcola.Aumentar a preservao do ambiente. G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 6. POLITICA AGRCOLA COMUM Reviso da PAC 2003 (Reforma Intercalar)Reforo da politica de desenvolvimento ruralAgricultura BiolgicaQualidade dos alimentos e no QuantidadeAssistncia financeira aos agricultores que concordassem em adaptar as prticas agrcolas daPAC Actual PAC Objectivos Melhorar a qualidade dos produtos alimentares europeusGarantir a segurana alimentar; Cuidar do bem-estar da populao rural Assegurar a proteco do ambiente para as geraes futuras;Fornecer melhores condies de sade e de bem-estar dos animaisReflectindo assim uma agricultura mais competitiva para os mercados mundiais. G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 7. POLTICA ECONMICAO Que a Poltica Econmica?Conjunto de decises/aces governamentaisdevidamente planeadas, consoante a situao econmicado pas, regio ou conjunto de pasesA execuo dessas decises/acoes assegurada pelosagentes de poltica econmica: A nvel Nacional - Governo, o Banco Central e o Parlamento A nvel Internacional (ex: Unio Europeia) - a Comisso Europeia, e o Banco Central Europeu G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 8. POLTICA ECONMICAA Politica Economica na Unio Europeia(U.E.)Compreende a coordenao entre os Estados-MembrosEssa coordenao visa a resoluo das questeseconmicas importantes, com os seguintes objectivos:Crescimento econmicoCriao de mais empregoAumento do nvel de bem-estar social de todos G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 9. POLTICA ECONMICAPrincipais Agentes Responsveis pela Coordenao da Poltica Econmica na UE Parlamento Europeu Banco Central Europeu Comisso Europeia G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 10. POLTICA ECONMICA Como funciona a coordenao dos paises membros? Concelho Ministros Nacional Concelho EuropeuCoordenao entreEstados-Membros Comisso Europeia Parlamento Europeu G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 11. POLTICA SOCIALO que a Poltica Social da UE?So as aces destinadas a beneficiar os estados membros maisdesfavorecidos, igualando os padres de vida na sociedadeIncio de igualdade na vida polticaEqualizao das redes de segurana vidaReduzir os acidentes de trabalho e a pobrezaPromover a igualdade de oportunidadesG2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAISGRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 12. POLTICA SOCIAL Situao Actual Base no Conhecimento Criar Postos de trabalho que as economias requerem Investimento na educao, cincia e em polticas de emprego a altura Importncia aprendizagem ao longo da vida Promoo da investigao e do desenvolvimento G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 13. POLTICA SOCIALAces da UE em prol das Polticas Sociais:A UE lanou recentemente uma campanha de informao sobre as vantagens destaspolticas, ilustrando nove domnios de aco da UE com imagens do circo:A Europa Social melhora as condies de trabalho Tornar os locais de trabalho mais seguros e mais saudveisA Europa Social suprime as barreiras mobilidade laboral Fonte: Comisso EuropiaTrabalhar noutro pas d aos cidados/pas:A oportunidade de aprender uma nova lngua Desenvolver novas competncias. Estimular o crescimento e o emprego. Fonte: Comisso Europia G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA
  • 14. POLTICA SOCIALEuropa Social combate a excluso social e a pobrezaAssegurar-se de que cada cidado faz parte da sociedadeAjudar os Estados-Membros a trabalhar juntos Combater a pobreza e a excluso social. Fonte: Comisso EuropiaA Europa Social promove a diversidadeDireito igualdade de tratamento/sem discriminao A legislao europia probe a discriminao em razo do sexo,origem racial ou tnica, deficincia, idade, orientao sexual ereligio ou crena Fonte: Comisso Europia G2NA ECONOMIA E NEGCIOS INTERNACIONAIS GRUPO 4 PROF. DOUTOR CARLOS VIANA