pontos cantados

  • Published on
    02-Jan-2016

  • View
    199

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

<ul><li><p> 1 - Com licena Pai Ogum, Filhos quer se defumar Umbanda tem fundamento preciso preparar Com incenso e bejoin, Alecrim e alfazema, Defuma filhos de f Com as ervas da Jurema 2 pai Oxossi Peo licena para defumar pai Oxossi Peo licena par defumar E eu defumo eu defumo esta aldeia eia E eu defumo eu defumo esta aldeia eia 3 Defuma, defuma, na f de Oxal defuma Defuma, defuma, na f de Oxal defuma Defuma esta casa, Defuma, defuma Defuma estes filhos Defuma , defuma 4 Defuma com as ervas da Jurema Defuma com arruda e guin Defuma com as ervas da jurema Defuma com arruda e guin Alecrim, bejoin e alfazema, Vamos defumar filhos de f, Alecrim, bejoin e alfazema, Vamos defumar filhos de f 5-Defumei a minha banda e firmei meu candir, Defumei a minha banda e firmei meu candir, Da Bahia sim eu vim, Na Bahia eu vou girar, Da Bahia sim eu vim, Na Bahia eu vou girar. </p></li><li><p> 1 dai me foras Jesus de Nazar, da-me foras que eu quero trabalhar dai me foras Jesus de Nazar, da-me foras que eu quero trabalhar Dizem que a Umbanda tem mironga Se na Umbanda tem mironga Pai Joaquim tem seu Gongar Dizem que a Umbanda tem mironga Se na Umbanda tem mironga Pai Joaquim tem seu Gongar 2 Eu abro a minha gira com Deus e nossa Senhora Eu abro a minha giro pembo povo de Angola Eu abro a minha gira com Deus e nossa Senhora Eu abro a minha giro pembo povo de Angola 3 </p></li><li><p> 1 Um lindo sonho eu sonhei eei, Que a estrela guia em guiava Mostrava as cores para mim, O cu azul me iluminava, Vermelho a cor do corao, E o verde a cor das matas, O amarelo o ouro, E a nossa lua cor de prata. Vermelho a cor do corao, E o verde a cor das matas, O amarelo o ouro, E a nossa lua cor de prata. 2 Deus te salve a estrela guia, Nesta hora e neste dia, Eu venho aqui, Pedir a Jesus e a nosa me Maria Que aumente a nossa luz para que possamos alcanar As suas vibraes neste gongar Que aumente a nossa luz para que possamos alcanar As suas vibraes neste gongar 3 Estrela no cu,uiou nosso Pai, Guiai este filho os caminhos que vai Estela no cu Guiou nosso Pai Guiai este filhos os caminhos que vai Viva Jesus nosso Pai redentor Que na santa cruz seu sangue derramou Viva Jesus nosso Pai redentor Que na santa cruz seu sangue derramou </p></li><li><p> 1 Eu vi uma luz brilhar Era o nosso Pai Que veio para nos mostrar Caminhos que a Umbanda nos conduz Ai eu Oxum Odoi Iemanj Saluba Nan Epahei Inhas Que linda a espada de Ogum Que com sua fora, Se une a Xang Oxossi da matas virgens, Seus olhos brilham num sorriso de criana Atot meu Pai,seus filhos vivem cheios de esperana Ossanha Rainha das flores, seus campos lindos neste mundo de dor Salve os Pretos Velhos Que com humildade sempre nos d muito amor Vejam quanta beleza, neste canto de louvor! 2- Salve as guas, Do mar, do rio e das cachoeiras, Que lavam as nossas almas, Que linda me natureza Adoi Iemanj, Aie eu mame Oxum Epahei o Inhas, Saluba, saluba Nan 3- Eu vi meu pai assobiar, L na rocha de Xang, Chamando seu Beira-mar, Seu Beira-mar, um guerreiro de Umbanda, Que veio de Aruando sarava nosso Gongar, Seu Beira-mar, um guerreiro de Umbanda, Que veio de Aruando sarava nosso Gongar, Ok, ok caboclo, Salve Oxosse, seu Xang e o Beira-mar Ok, ok caboclo, Salve Oxosse, seu Xang e o Beira-mar </p></li><li><p> 1 Oxal meu Deus De ti vou precisar E os seus mensageiros de luz Para nos ajudar Oxal meu Deus De ti vou precisar E os seus mensageiros de luz Para nos ajudar A nossa Umbanda de amor, de carinho Com f ns vamos trabalhar Pedindo a sua proteo e a sua fora, Para salvar nosso gongar 2 Oxal Zambi, Nosso protetor, Oxal Zambi Nosso Pai maior Salve Oxal! Na coroa de Umbanda Proteo pra seus filhos Da f, esperana e muito amor! Na coroa de Umbanda Proteo pra seus filhos Da f, esperana e muito amor! 3 Oxal meu Pai Tem pena de ns, tem d A volta do mundo grande Seu poder ainda o maior! 4 - Meu Divino Esprito Santo Descei e vinde me ajudar Olhai para os seus filhos Em nome de Oxal </p></li><li><p>1 - Beira mar, au Beira mar, Beira mar, au Beira mar, Ogum j jurou bandeira, nos campos do Humaita, Ogum j venceu demanda vamos todos sarava, Seu Beira mar Beira mar, au Beira mar, Beira mar, au Beira mar, Seu Pai lhe cruzou na areia, Sua me lhe cruzou no mar, Com sua espada no ar ele chama Beira mar Beira mar, au Beira mar, Beira mar, au Beira mar, </p><p>2 Seu Ogum Beira-mar, O que trouxe do mar, Seu Ogum Beira-mar, O que trouxe do mar, Quando ele vem Beirando areia Na mo direita ele traz uma guia de Mame Sereia 3 A sua espada brilha no raiar no dia, Seu Beira-mar filho da virgem Maria Seu Beira-mar Beirando areia Seu Beira-mar costa do mar areia. 4 Jorge, Jorge, Vem de Aruanda, Vem salvar os vossos filhos, So Jorge venceu demanda Ogum, Ogum Ogum meu Pai O Senhor mesmo quem diz Filho de Umbanda no cai! 5 Eu tenho sete espadas pra me defender Eu tenho Ogum em minha companhia Eu tenho sete espadas pra me defender Eu tenho Ogum em minha companhia Ogum meu Pai, Ogum meu guia, Eu tenho sete espadas pra me defender Eu tenho Ogum em minha companhia Ogum Pai, Venha com Deus e a Virgem Maria! 6 Ogum Iara o rei, o rei do Panai, Ogum firma ponto de mal Seu Beira-mar, Nas Santas ondas do mar. </p></li><li><p> 7 Ogum de Lei meu Pai estou lhe chamando Ogum de Lei meu Pai estou lhe esperando Com sua espada sua lana na mo Ogum de lei vencedor de demanda 8 - Que luz essa to bonita Que vem l do alm mar Ogum de Lei Que vem chegando Trazendo a fora de Oxal Ogum de Lei Que vem chegando Trazendo a fora de Oxal Que luz essa to bonita Que vem l do alm mar Seu Beira-mar Que vem chegando Trazendo a fora de Iemanj Seu Beira-mar Que vem chegando Trazendo a fora de Iemanj 9 Que cavaleiro lindo que vem cavalgando Pelo cu azul, Pelo cu azul, Seu Ogum Iara Que vem pra salvar o cruzeiro do Sul O cruzeiro do sul Com sua espada, sua bandeira, sua lana de guerra Ele Ogum iara Eu vem para salvar os filhos da Terra 10-Bandeira linda de Ogum, Que esta iada l no Humait, Bandeira linda de Ogum, Que esta iada l no Humait, Representando o general de Umbanda, Ogum venceu demanda em qualquer lugar! 11- Ogum no devia beber,Ogum no devia fumar, Ogum no devia beber,Ogum no devia fumar, Mas a fumaa representa as nuvens, E a cerveja a espuma do mar! </p></li><li><p> 1 2- Em seu cavalo branco ele vem montado, Calado de botas ele vem armado, Vinde , vinde, vinde, So Jorge nosso protetor, Vinde , vinde, vinde, So Jorge nosso salvador! 13-Na porta da romaria, eu vi um cavaleiro de ronda, Na porta da romaria, eu vi um cavaleiro de ronda, Ele tinha um escudo no brao e uma lana na mo, Ele delirou, venceu a guerra e matou o drago 14- Eu estava na beira na praia, Quando eu vi sete ondas passar, Eu estava na beira na praia, Quando eu vi sete ondas passar Abra a porta gente que ai vem Ogum, Em seu cavalo marinho ele vem sarava Abra a porta gente que ai vem Ogum, Em seu cavalo marinho ele vem sarav 15-Ogum olha sua bandeira, branca e encanada, Ogum olha sua bandeira, branca e encanada, Ogum nos campos de batalha, ele venceu a guerra sem perder soldado Ogum nos campos de batalha, ele venceu a guerra sem perder soldado 16-Foi no raiar do dia, lalaia laia Ouvi um toque de um clarim, Foi no raiar do dia, lalaia laia Ouvi um toque de um clarim, Mas como lindo o toque de alvorada, Salve Ogum Meg, Salve Ogum Matinada 17- Ogum em seu cavalo corre, E a sua espada reluz, Ogum em seu cavalo corre, E a sua espada reluz Ogum, Ogum meu Pai, Sua bandeira cobre os filhos de Jesus </p></li><li><p> 18- Ogum da matinata, na sua gira a gente v a luz, A luz, a luz A luz que brilha, para os seus filhos, Filhos de Jesus, il, il, Il, il,Seu Matinada como vai voc, Il,il, Seu Matinata eu s vim de lhe ver 19 - Pisa na linha de Umbanda que eu quero ver Ogum Sete Ondas </p><p>Pisa na linha de Umbanda que eu quero ver </p><p>Ogum Beira Mar </p><p>Pisa na linha de Umbanda que eu quero ver </p><p>Seu Matinata, Ogum Meg </p><p>Seu Sete Espadas, Ogum Meg </p><p>Olha banda aru </p><p>Pisa na linha de Umbanda que eu quero ver </p><p>Ogum Sete Ondas </p><p>Pisa na linha de Umbanda que eu quero ver </p><p>Ogum Beira Mar </p><p>Pisa na linha de Umbanda que eu quero ver </p><p>Ogum Iara, Ogum Meg </p><p>Seu Sete Espadas, Ogum Meg </p><p>Olha banda aru </p><p>20- Se meu Pai Ogum Vencedor de demanda </p><p>Ele vem de Aruanda </p><p>Pra salvar filhos de Umbanda </p><p>Ogum, Ogum Iara </p><p>Salve os campos de batalha </p><p>Salve a Sereia do Mar </p><p>Ogum, Ogum Iara </p><p>21- Quando Ogum partiu pra guerra </p><p>Oxal deu carta branca </p><p>Ogum venceu a guerra </p><p>Seus filhos venceu demanda </p><p>22- Quem est de ronda So Jorge </p><p>So Jorge quem vem rondar </p><p>Abre a porta, minha gente </p><p>Deixa a falange de So Jorge entrar </p><p>Quem est de ronda So Jorge </p><p>Toda noite, todo dia </p><p>Quem est de ronda So Jorge </p><p>Nossa Senhora da guia </p><p>Quem est de ronda So Jorge </p><p>Minha me diga o que </p><p>Quem est de ronda So Jorge </p><p>Velando os filhos de f </p></li><li><p> 23-Seu Rompe Mato cavaleiro de Oxal, ordenana da Virgem Maria, Seu Rompe Mato cavaleiro de Oxal, ordenana da Virgem Maria Eu vi raiar o dia, eu vi estrela brilhar, Eu vi seu Rompe Mato, Ogum das matas passear, A beira mar 24- Quando Ogum partiu pra guerra Ele mandou orar, orar </p><p>Orar, orar </p><p>Orar, orar, filhos de f </p><p>Orar, orar </p><p>Orar, orar, filhos de f </p><p>25 Ogum tate male malimi, Ogum Tati male maleimi </p><p>Ogum tate male malimi, </p><p>Ogum Tati male maleimi </p><p>Mas ele seu Beira mar, Dos campos do Humait, </p><p> Com sua espada e sua lana ele vem nos sarava! </p><p>26- Ogum Iara, Ogum Meg </p><p>Olha Ogum Rompe Mato, au </p><p>Ogum Iara, Ogum Meg </p><p>O canjira de Umbanda, au </p><p>27 - O homem que fuma e bebe, ganga, </p><p> Ogum Meg, ganga </p><p>Ger, ger, ger, ganga </p><p> Ogum Meg, ganga </p></li><li><p> 1 Pedra rolou Xang L na pedreira </p><p>Segura a pedra meu Pai </p><p>Na cachoeira </p><p>Tenho o meu corpo fechado </p><p>Xang meu protetor </p><p>Firma seu ponto meu Pai </p><p>Pai de cabea chegou </p><p>2 - Quem rola a pedra na pedreira Xang </p><p>Quem rola a pedra na pedreira Xang </p><p>Vivo na coroa de Zambi </p><p>Vivo na coroa maior </p><p>Meu Pai Xang Agod </p><p>Vivoo </p><p>3- Eram seis horas </p><p>Quando o sino tocou </p><p>Na Marambaia </p><p>Cidade da Jurema </p><p>Eram dez horas </p><p>Quando o galo cantou </p><p>Com licena de Zambi </p><p>Sarav Pai Xang </p><p>4- Gino olha a sua banda </p><p> Gino olha o seu gong </p><p>Aonde o rouxinol cantava </p><p>onde Xang morava </p><p>Ele Gino da cobra coral </p><p>Ele Gino da cobra coral </p><p>Ele Gino da cobra coral </p><p>5- L em cima daquela pedreira </p><p>Tem um lrio que de Xang </p><p>(bis) </p><p>Ka, ka, ka, kabeci </p><p>6- Sua machado de ouro, de ouro </p><p>(bis) </p><p>Machadinha que corta mironga </p><p> machadinha de Xang </p></li><li><p>7 - Xang meu Pai </p><p>Deixa essa pedreira a </p><p>(bis) </p><p>Umbanda t lhe chamando </p><p>Deixa essa pedreira a </p><p>8- Meu Pai Xang </p><p>Olhai seus filhos </p><p>Que eu tambm sou filho seu </p><p>Seu Agod Iemanj sob, Iemanj sob </p><p> 9- Por de trs daquela serra Tem uma linda cachoeira </p><p>(bis) </p><p> de meu Pai Xang </p><p>Que dono de sete pedreiras </p><p>10- Meu pai So Joa batista Xang </p><p>Dono do meu destino at o fim, </p><p>Quando me faltar, </p><p>A f no meu senhor, </p><p>Derruba esta pedreira sobre mim </p><p>Quando me faltar, </p><p>A f no meu senhor, </p><p>Derruba esta pedreira sobre mim </p><p>Subi a serra </p><p>Acompanhando Pai Xang, </p><p>No lugar onde ele passa </p><p>Nasce arvore nasce flor </p><p>Ka </p><p>11-Xang, ka </p><p>Maleime meu pai Xang </p><p> Xang de agod, </p><p>Sambassi e sambar </p><p>D maleime pros seus filhos ka cabecilhe ob </p><p>Maleime o maleime </p><p>Maleime o maleime </p><p>ka cabecilhe ob </p></li><li><p>12- Seu Alafim, Alafim, Alafim Mas ele o Gino da cobra coral Seu Alafim, Alafim, Alafim Mas ele o Gino da cobra coral L na pedreira onde Xang morava, Aonde o rouxinol cantava 13 Xang , um velho nuanda Xang vai para cidade de Umbanda 14-Xang corisco que nasceu da trovoada Xang corisco que nasceu da trovoada Ele mora na pedreia Levanta de madrugda 15 Ca cabecile de muuu como ele vem Ca cabecile de muuu como ele vem de muuu como ele vem de muuu como ele vem 16- Eu vi Santa barbar no cu, E a trovoada no mar j roncou Nos braos de Iemanj e Atot Nos braos do velho Xang Nos braos de Iemanj e Atot Nos braos do velho Xang 17 Ele bradou na aldeia, Bradou n acachoeira em noite de luar, No alto da pedreira, Foi fazer justia Para nos ajudar Ele bradou na aldeia ca ca Ele vai bradar ca ca Ele Xang da pedreira Vem da mata virgem L no Jurem </p></li><li><p>12- Seu Alafim, Alafim, Alafim Mas ele o Gino da cobra coral Seu Alafim, Alafim, Alafim Mas ele o Gino da cobra coral L na pedreira onde Xang morava, Aonde o rouxinol cantava 13 Xang , um velho nuanda Xang vai para cidae de Umbanda 14-Xang corisco que nasceu da trovoada Xang corisco que nasceu da trovoada Ele mora na pedreia Levanta de madrugda 15 Ca cabecile de muuu como ele vem Ca cabecile de muuu como ele vem de muuu como ele vem de muuu como ele vem 16- Eu vi Santa barbar no cu, E a trovoada no mar j roncou Nos braos de Iemanj e Atot Nos braos do velho Xang Nos braos de Iemanj e Atot Nos braos do velho Xang 17 Ele bradou na aldeia, Bradou n acachoeira em noite de luar, No alto da predreira, Foi fazer justia Para nos ajudar Ele bradou na aldeia ca ca Ele vai bradar ca ca Ele Xang da pedreira Vem da mata virgem L no Jurem </p></li><li><p>12- Seu Alafim, Alafim, Alafim Mas ele o Gino da cobra coral Seu Alafim, Alafim, Alafim Mas ele o Gino da cobra coral L na pedreira onde Xang morava, Aonde o rouxinol cantava 13 Xang , um velho nuanda Xang vai para cidae de Umbanda 14-Xang corisco que nasceu da trovoada Xang corisco que nasceu da trovoada Ele mora na pedreia Levanta de madrugda 15 Ca cabecile de muuu como ele vem Ca cabecile de muuu como ele vem de muuu como ele vem de muuu como ele vem 16- Eu vi Santa barbar no cu, E a trovoada no mar j roncou Nos braos de Iemanj e Atot Nos braos do velho Xang Nos braos de Iemanj e Atot Nos braos do velho Xang 17 Ele bradou na aldeia, Bradou n acachoeira em noite de luar, No alto da predreira, Foi fazer justia Para nos ajudar Ele bradou na aldeia ca ca Ele vai bradar ca ca Ele Xang da pedreira Vem da mata virgem L no Jurem </p></li><li><p>1 Oxossi a luz do dia Oxossi a estrela que me alumia Chama os caboclos do mato Pra vir trabalhar Chama os caboclos do mato Pra vir trabalhar Eles moram muito longe, Caboclo vem sarava 2- Eu vi chover eu vi relampear, Mas mesmo assim o cu estava azul, Arreia capangueiros da Jurema Oxossi rei l no Maracatu Caboclo roxo da cor morena, Mas ele caador da Jurema, Ele jurou e tornou a jurara E ouvi os conselhos que a Jurema d Ele jurou e tornou a jurara E ouvi os conselhos que a Jurema d </p><p>3 Oxal mandou Ele mandou buscar </p><p>Capangueiros da Jurema </p><p>Para trabalhar </p><p>Mandai mandai, </p><p>Minha cabocla Jurema, </p><p>Os seus guerreiros </p><p>Esta ordem suprema </p><p>4 - A mata estava escura </p><p>Os anjos alumiou </p><p>No meio da mata virgem </p><p>Quando o seu Oxossi chegou </p><p>Mas ele o rei </p><p>Ele o rei </p><p>Ele o rei </p><p>Mas ele o rei </p><p>Na Aruanda ele o rei </p><p>5 - Caador na beira do caminho </p><p>Ah no me mate a coral na estrada </p><p>Ela abandonou sua choupana caador </p><p>Foi ao romper da madrugada </p><p>Caador </p></li><li><p> 6 - Ele atirou Ele atirou ningum viu </p><p>(bis) </p><p>Seu Sete Flechas quem sabe </p><p>Aonde a flecha caiu </p><p>(bis) </p><p>Ele atirou </p><p>7 - Na sua aldeia tem os seus Caboclos </p><p>Nas suas matas tem cachoeirinha </p><p>No seu saiote tem pena dourada </p><p>Seu capacete brilha na alvorada </p><p>8 - Caboclo apanha a sua flecha </p><p>Pega o seu bodoque </p><p>O galo j cantou </p><p>O galo j cantou na Aruanda </p><p>Oxal te chama </p><p>Para sua...</p></li></ul>

Recommended

View more >