População geo

  • View
    240

  • Download
    13

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Pirâmides etárias

Text of População geo

DinmicaDinmica PopulacionalPopulacional"As disparidades no so pequenas, as mudanas foram grandes, e o mundo j no mais o mesmo."Populao Mundial-At1650:altanatalidadeemortalidade devido a fome, guerras e doenas;-Entre1650e1850:Revoluondustrial !rovo"oudiminuiodamortalidadenos !a#ses euro!eus;-Entre1850e1$50:diminuioda natalidade nos !a#ses desenvolvidos %Euro!a&;- A !artir de 1$50: e'!loso demogr()"a nos !a#ses su*desenvolvidos+CRESCIMENTOCRESCIMENTO POPULACIONALPOPULACIONALAsestatsticasmostramqueapopulao mundial tem crescido de modo contnuo ao longo do tempo, porm com intensidades e propores diferentes. Evoluo Demogrfica Mundial(1900-2025)Pode-se dizer que o crescimento populacional foi dividido emfases. !ssas tr"s fases, decorrem da c#amadatransiodemogrficaquee$plicaatend"nciadapopulaomundialaseequili%rar& medida que caem as ta$as de natalidade e mortalidade.Primeira FasePrimeira FaseSegunda FaseSegunda FaseOu fase de crescimento lentoOu fase de crescimento rpido,a#s -a'a de .atalidade%/o&-a'a de 0ortalidade%/o&1res"imento 2egetativo%/o&Aleman3a %1841&5$,0 64,6 1,1nglaterra %1841&55,0 61,7 1,58uto %1$65&75,0 51,0 1,69erra :eoa %1$65&78,0 55,0 1,5!m%ora, no in'cio dos tempos at o final do sculo ()***, a ta$adenatalidadeten#asidoelevada,ata$ade mortalidade tam%m era elevada, justificando o %ai$o 'ndice decrescimentodemogrficodoper'odo.Ae$pectativade vidaera%ai$a+eaaaltamortalidadedevia-se, primordialmente,&sprecriascondi,esde#igiene,&s guerras e & fome.!stafasecaracteriza-seporelevadasta$asde natalidade,%ai$asta$asdemortalidadeegrande crescimentopopulacional.-vlidosalientar,que tantosnospa'sesdesenvolvidosquantosnos su%desenvolvidos,ocrescimentodemogrfico resultou, principalmente, da reduo da mortalidade. Segunda Segunda FaseFase.spa'sesdesenvolvidosiniciaramessafasecoma /evoluo*ndustrial+oadventodasmquinascontri%uiu paraamel#oriadascondi,es#igi"nico-sanitrias,o desempen#omdico-#ospitalareparaoaumentoda produodealimentodemodoqueareduoda mortalidadesedeudeformagradativaeemumgrande intervalo de tempo.Nos pases desenvolvidosNos pases subdesenvolvidosPoroutrolado,ospa'sessu%desenvolvidos,que atualmenteencontram-seaindanessafase,iniciaramessa etapaap0sa1egunda2uerra3undial+adiminuioda mortalidade foi muito grande e rpida, pois j se con#eciam as tcnicas a ser utilizadas.Terceira Terceira FaseFaseOu fase de baixssimo crescimento ou estagnaoOs pases desenvolvidos j se encontram nessa fase com taxas de crescimento prximas de !ero, algumas sendo at negativas."aracteri!ada pela ocorr#ncia de $aixas taxas de natalidade, de fecundidade %em torno de &,' fil(o por mul(er) e de mortalidade, resultando em nveis muito $aixos e at mesmo estagnao do crescimento demogrfico. As causas so diversas como* a ur$ani!ao, o aumento da escolari!ao e a incorporao da mul(er ao mercado de tra$al(o. +sta fase caracteri!a o fim da transio demogrfica.Teorias DemogrfcasTeorias Demogrfcas . crescimento demogrfico foi, ao longo do tempo, e$plicado a partir de teorias. Teoria de MalthusTeoria de Malthus,eoriademogrficamaiscon(ecidafoiela$oradapor,(omas-o$ert .alt(usqueaexp/semsuafamosao$raUm ensaio sobre oprincpio da populao. A teoria de .alt(us se $aseava nos seguintes princpios*&0)casonosejadetidaporo$stculos%guerrasouepidemias),apopulao tendeacrescersegundoumaprogressogeomtrica%1,2,3,&4,51...), duplicando a cada 1' anos.10)osmeiosde su$sist#ncia %alimentos), namel(ordas(ipteses, s podem aumentarsegundo uma progresso aritmtica %1,2,4,3,&6...).+lepropun(aaerradicaodapo$re!aedafomepormeiodeumapoltica antinatalista, para evitar o caos mundial.Teoria de Teoria de NeomalthusianaNeomalthusianaA exploso demogrfica aps a 7egunda 8uerra .undial ressuscitou as idias de .alt(us. Os neomalt(usianos ou alarmistas aprimoraram a teoria adotando novas posturas*9Atri$uamaculpapelasituaodemisriadospasessu$desenvolvidosaoacelerado crescimento populacional:9 "oncordavam que a agricultura era capa! de produ!ir alimentos suficientes para todos:9 ;efendiam programas rgidos e oficiais de controle de natalidade."oncordando com os alarmistas, alguns pases como a ente queda da natalidade e do crescimento populacional.?arl .arxTransio DemogrficaAidiaprincipaldestateoriadoanode1929quetodopasemalgum momentodesuahistriachegariaaoequilbriopopulacional,poishaveria reduo das taxas de natalidade e de mortalidade da sua populaoO conceito de transio demogrfcaA transio demogr!"ica "oi proposta pelo americano #arren $hompson em 1929 comotermooriginal%DemographicTransitionModel&quepodesertradu'ido livrementecomoa"ormadeestudarasmodificaesqueacontecemnas populaes humanas desde o perodo das altas taxas de nascimento (natalidade) ealtastaxasdemortalidadeparaoperododasbaixastaxasdenascimento (natalidade)ebaixastaxasdemortalidade$hompson(!partedoprincpiode que as taxas de nascimento e de mortalidade nunca "oram constantes no tempo eque h! leis ou regras gerais que se aplicam a todas as popula)es, que seriam as "ases da transio demogr!"ica* demgra"o americano estipulou quatro "ases+ a pr,moderna, a moderna, a industrial madura e a ps,industrialAfaseIour!-modernaaconteceemsociedadesruraiscomta$asdenatalidadee mortalidadealtas.4oscilaorpidadapopulaodependendodeeventosnaturais como, por e$emplo, uma seca prolongada e doenas. 5omo consequ"ncia # uma grande populaojovem.6o7rasilessafasejfoiultrapassada,masaindaafasedevrios pa'ses da 8frica.6afaseIIoumodernaestoassociedadesonde#ouvemel#oranastcnicasagr'colas,maior acesso & tecnologia e educao. 6esse momento, as ta$as de mortalidade caem rapidamente devido & maior oferta de alimentos e de condi,es sanitrias. 5omo consequ"ncia # aumento da so%revida ereduodasdoenasinfecto-parasitrias.Poroutrolado#aumentodata$adenascimentocom aumento da populao. !ssa fase tam%m j foi praticamente ultrapassada no 7rasil, e somente em algumas reas do pa's se o%serva aumento da natalidade. 9m e$emplo de pa's da fase ** a 5#ina: a mortalidade caiu, mas a natalidade ainda no.AfaseIIIouindus"rialmaduracaracterizadapelaur%anizao,acessoacontracepo, mel#oradarenda,reduodaagriculturadesu%sist"ncia,mel#oradaposiofemininana sociedade e queda da ta$a de nascimentos. !m consequ"ncia # um n;mero inicial grande de crianas,cujaproporocairapidamenteporque#aumentonaproporodejovens concentradosemcidades,comodecorrenteaumentodaviol"nciajuvenil..saldodesse per'odoatend"ncia&esta%ilizaodapopulao..7rasilestnociclofinaldessafase,j pr0$imo do seguinte.A fase I# ou $s-indus"rial o momento de ta$as %ai$as de natalidade e mortalidade e com ta$as de fecundidade que ficam a%ai$o do ta$a de reposio populacional. 4 tr"s consequ"ncias: aumento da proporodeidosos+encol#imentodapopulaoenecessidadedeimigrantesparatra%al#arnos empregos de mais %ai$o salrio. - uma situao %astante comum em pa'ses da !uropa como *tlia e Portugal. 6o 7rasil, a cidade de 1o Paulo o e$emplo t'pico dessa situao,