Portfólio fase 5 revezamento

Embed Size (px)

Text of Portfólio fase 5 revezamento

  • 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE VINHEDOESTADO DE SO PAULOSECRETARIA DE EDUCAO PR-LETRAMENTO: PROGRAMADE FORMAO CONTINUADA DE PROFESSORES DOS ANOS/SRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMTICA / REVEZAMENTOPROFESSORA TUTORA:MARIA SILVIA LEITE ZAMPIERImariasilviazampieri@yahoo.com.brPORTFLIO 5 = REVEZAMENTO= MATEMTICA=2012/2013=PROFESSORAS CURSISTAS E TUTORA DO PROGRAMA PR-LETRAMENTO MATEMTICA VISITAM EXPOSIO SOBREENERGIA NO SESC CAMPINASNo dia 04 de abril de 2013, os professoras cursistas e a tutorado PROGRAMA PR-LETRAMENTO MATEMTICA,turma damanh, visitaram a exposio ENERGIA no SESCCampinas,atendendo a um convite da professora coordenadora dadisciplina de Cincias da Rede Municipal de Ensino de Vinhedo,RoseliceChate Figueiredo. Nesse dia, professores de Cincias, CoordenadoresPedaggicos do Ensino Fundamental, cursistas e tutora doPrograma Pr-letramento tiveram a honra de contar com acompanhia da nossa Diretora de Educao, professora MarilenePisoniMayr, durante a visita exposio ENERGIA.Segundo os organizadores da exposio, mais de 160 mil pessoasviajaram pelo universo da Energiacom a exposio interativa queest agora no SESC Campinas. L, crianas e adultosaprendemsobre o impacto da energia, os desafios para o futuro as questesenergticas dos pontos de vista cientfico, histrico, econmico epoltico,umaoportunidade detransformarideiasecomportamento!. Nossa visita teve como ponto de partida o Sol, origem de todaenergia existente na Terra, e foi guiada por monitores, queacompanham os grupos de visitantes, formados por at 20 pessoas.

2. Nas fotos, vista externa e interna do pavilho onde se fala sobre a energia solar,numa preparao para a nossa viagem pelo universo da ENERGIA.Ao longo do percurso, compreendemos os temas em duasdimenses que introduzem conceitos e abrem discusses: aprimeira nos leva ao conhecimento de questes energticas doponto de vista da cincia, da histria, da economia e da poltica;asegunda d um passo alm, nos levando ao cerne do assunto, nocampo da vida cotidiana (Trecho extrado do material oficial dedivulgao SESC Energia).A relao homem/energia comea a ser evidenciada.Estamos atentos!Com exposio de cartazes, vdeos e outros recursos udiovisuais, pudemos refletir sobre os nossos hbitos de consumo quedeterminam como lidamos com o nosso corpo, casa, cidade eplaneta na perspectiva de nossa existncia(Trecho extrado domaterial oficial de divulgao SESC Energia). 3. Nas fotos, nosso grupo, atento s explicaes dos monitores da exposio.Ouvir, ver, sentir, brincar, experimentar...Aprender.Nossaviagem pelo mundo da energia passa por todas essassensaes(Trecho extrado do material oficial de divulgao SESCEnergia).Nas fotos, simulaes de nossas mos num aparelho de raios XCenrios cuidadosamente elaborados para nos falar da fotossntese e daenergia que vem do fundo mar chamam a ateno dos visitantes.O Sol, a energia e a vida, a linha do tempo, a energia do mundofssil, a eletricidade, a energia nuclear,as fontes renovveis deenergia so estaes da exposio que abordam temas que 4. contemplam os contedos conceituais das diversas disciplinas quecompem a grade curricular do Ensino Fundamental. Aenergia do mundo fssil: do petrleo ao carvo e ao gs natural.Primeiros usos,importncia e perigos na explicao da monitora.A Informtica e a Matemtica tambm presentes na exposio ENERGIA.Nossos professores ouvem atentamente as explicaes sobre a produo daenergia eltrica. 5. Aqui, o professor se faz aluno, numa atitude de ao-reflexo.Cabelos arrepiados? Eletricidade esttica? Que tal aprender brincando?Nas fotos,uma cidade em miniatura para o estudo do impacto do consumodomstico de energia e de gua e as professoras do Pr-letramento Matemtica .Durante a visita, refletimos sobre as fontes renovveis de energiapara um mundo com fome de energia. 6. Energia elica: uma energia limpa?Energia vinda da queima da lenha e do carvo vegetal e da biomassa foi tema deestudo.Estudamos tambm o potencial energtico das usinas hidroeltricas edas geotrmicas.A cultura do consumo, o nosso corpo, a nossa casa, a cidade ondevivemos foram temas amplamente estudados durante essa visita. 7. Adentramos nos espaos onde somos questionados sobre as nossas relaesde consumo. Preparados?Aqui um meio simblico de verificarmos as nossas marcas, as nossas pegadas no mundo. Mas, o que leva um grupo se professores cursistas deMatemtica a visitarem uma exposio sobre ENERGIA? Matemtica e energia? Tudo a ver. Nossas contas de gua eluz que o digam. Dos oramentos domsticos aos oramentos dascidades, dos estados, pases e do mundo, olha a Matemticapresente. Na economia e no planejamento ento, nem se fala. 8. O consumo de energia e a Matemtica: a exposio aborda esse tematambm.Nossa ateno voltada Matemtica do consumo e economia de energia no mundo atual.Construindo o futuro: esse o tema de encerramento da visita.Quais so os desafios para construir o futuro? Diante de uma realidade to complexa e de tsantaspossibilidades criadas pelos seres humanos, cuidamos do querealmente importante-a vida? Se estamos de fato conectados comtudo o que nos cerca, construir um mundo melhor para se vivier sser possvel se somarmos nossas energias diz o texto doprospcto da visita. 9. O espao arquitetnico da ltima sala da exposio ENERGIA do SESC CAMPINASDurante a viagem que fizemos ao visitar a exposioENERGIA, valeu observarmos as estruturas arquitetnicas dosespaos e do prprio galpo que foram inspiradas nas ideias doarquiteto estadunidense BuckminsterFuller (1895-1983), queutilizava fundamentos geomtricos da natureza em suas criaes,divulgava a ideia de se atingir mais qualidade de vida com cada vezmenos recursos e foi um dos primeiros a propor fontes renovveisde energia(Trecho extrado do material oficial de divulgao SESCEnergia).Nas fotos, um Mapa Dymaxion e um diagrama desenvolvido por Fuller. Uma projeocartogrfica do mapa- mundi que representa as estruturas arquitetnicas daexposioENERGIA, Pura Matemtica!No encerramento da visita, assistimos a um vdeo motivador dareflexo sobre o consumo consciente de energia no planeta erecebemos material de divulgao da exposio, com a inteno delevarmos nossos jovens alunos para a visitao tambm. O agendamento grtis e so atendidos grupos de 20 pessoaspor vez.Professores,atentos, assistem ao vdeo na finalizao da visita exposio ENERGIA. 10. Os monitores falam sobre os agendamentos das visitas e distribuem material dedivulgao da exposio ENERGIA no SESC Campinas. Fazemos nossaa opinio de um visitante que diz queAExposio ENERGIA do SESC Campinas apresenta de formaldica e interativa o universo da energia, seu impacto nas condiesde vida da humanidade, os desafios para a construo do futuro e oconhecimento de questes energticas dos pontos de vistacientfico, histrico, econmico e poltico. Para conhecer a exposio necessrio fazer um pr-agendamento de escolares em www.sescsp.org.br/energia.Todo o material de divulgao da exposio bem como vdeos queversam sobre o assunto esto disponveis no site:http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas/subindex.cfm?Paramend=1&IDCategoria=7805 s acessar!Mas porque falar sobre energia na escola?Esse o tema de um texto de Maria Cndida de Pierro queest em nosso anexo I e que vem completar esse nosso relatriosobre ENERGIA. 11. Na foto, professoracursistas e tutora do PR-LETRAMENTO MATEMTICA em visita exposio ENERGIA no SESC Campinas na manh de 04/04/13.Nossos agradecimentos Coordenadora de Cincias,professoraRoselice Chate Figueiredo, pelo convite e Secretaria deEducao, na pessoa da Coordenadora Pedaggia do EnsinoFundamental I , professora Ana Estela Pafaro da Costa e Silva, quenos permitiram fazer essa viagem pelo mundo da ENERGIA.Foiuma manh muito agradvel para todoa ns.Vinhedo, 04 de abril de 2013.MARIA SILVIA LEITE ZAMPIERITutora de MatemticaPROGRAM A PR-LETRAMENTO MATEMTICAETAPA REVEZAMENTO 2012/2013VINHEDO - SP 12. ANEXO IPor que falar sobre energia na escola?Maria Cndida Di Pierro*H trinta ou quarenta anos, energia era um conceito abordado pela escolasomentequando se chegava ao cientfico, correspondente ao atual Ensino Mdio, eficava restrita s aulas de Fsica. No era objetivo das escolas daquela poca nem darrelevncia ao assunto, nem integrar seu ensino com outras reas do conhecimento eassuntos daatualidade.Hoje a escola se volta para a energia. Prope que crianas e jovens pesquisemsobre oassunto, desenvolvendo projetos interdisciplinares a respeito de consumoresponsvel,eficincia energtica, fontes alternativas de energia... O que aconteceunesse intervalo detempo? J sabemos que a escola mudou muito nessas dcadas. Maspor que falar sobreenergia?Diariamente, ao ligarmos a TV, abrirmos o jornal ou acessarmos a internet,encontramosmatrias sobre o impacto gerado pela construo de uma grande usinahidreltrica.Acompanhamos os preos dos barris de petrleo, que alteram a economiado mundotodo. Assistimos ao debate sobre a relao entre as mudanas climticas e aatividadehumana. Somos informados a respeito dos testes, em algum lugar do mundo,de umautomvel movido a luz solar. O que esses assuntos tm em comum? A energia.A energia est em todo lugar e em todos os processos que ocorrem. Sem ela, omundoseria frio, sem movimento, sem luz, sem vida. Desde que o homem existe, sualuta pelasobrevivncia pode ser entendida como busca por obter energia.At 250 anos atrs, utilizvamos a energia proveniente do Sol, dos alimentos, dagua,dos ventos, da madeira. Mas, desde o incio da Revoluo Industrial, no final dosculoXVIII, passamos a consumir muito mais energia, num processo vertiginoso.Alm do aumento na quantidade, passamos a utilizar principalmente energia defontessecundrias, isto , energia obtida por meio de algum processo de transformaodaenergia disponvel na natureza. Um bom exemplo a eletricidade.Toda essa mudana teve um imenso impacto ambiental. Os combustveis fsseis(comoo petrleo), as fontes de energia mais utilizadas no mundo atual, no sorenovveis, oque quer dizer que elas podem se exaurir se continuarmos a consumi-lasno ritmo atual.Alm disso, sua obteno, processamento e uso