“Prticas de Cuidado no Tratamento Diretamente Observado ... 2 A663p Arajo, Raquel Barros de

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of “Prticas de Cuidado no Tratamento Diretamente Observado ... 2 A663p Arajo, Raquel...

Prticas de Cuidado no Tratamento Diretamente Observado da Tuberculose:

o Caso do Bairro da Rocinha/RJ

por

Raquel Barros de Almeida Araujo

Dissertao apresentada com vistas obteno do ttulo de Mestre em Cincias

na rea de Sade Pblica.

Orientadora principal: Prof. Dr. Marly Marques da Cruz

Segunda orientadora: Prof. Dr. Eliane Portes Vargas

Rio de Janeiro, agosto de 2015.

1

Esta dissertao, intitulada

Prticas de Cuidado no Tratamento Diretamente Observado da Tuberculose:

o Caso do Bairro da Rocinha/RJ

apresentada por

Raquel Barros de Almeida Araujo

foi avaliada pela Banca Examinadora composta pelos seguintes membros:

1 Prof. Dr. Ktia Maria Braga Edmundo

Prof. Dr. Rosely Magalhes de Oliveira

Prof. Dr. Marly Marques da Cruz Orientadora principal

Dissertao defendida e aprovada em 05 de agosto de 2015.

2

A663p Arajo, Raquel Barros de Almeida

Prticas de cuidado no tratamento diretamente observado

da tuberculose: o caso do bairro da Rocinha/RJ. / Raquel

Barros de Almeida Arajo -- 2015.

118 f. : il. color. ; mapas

Orientador: Marly Marques da Cruz

Eliane Portes Vargas

Dissertao (Mestrado) Escola Nacional de Sade

Pblica Sergio Arouca, Rio de Janeiro, 2015.

1. Tuberculose. 2. Terapia Diretamente Observada. 3.

Ateno Primria Sade. 4. Estratgia Sade da Famlia.

5. Assistncia Sade. 6. Prtica Profissional. I. Ttulo.

CDD 22.ed. 616.995098153

Catalogao na fonte

Instituto de Comunicao e Informao Cientfica e Tecnolgica

Biblioteca de Sade Pblica

3

Dedico este trabalho

minha av Lais Thereza, ao meu esposo Peter Daniel e ao meu filho Pietro.

4

AGRADECIMENTOS

Deus, por abenoar a minha vida, por no me deixar desistir diante das dificuldades,

por iluminar todos os meus passos e orientar as minhas escolhas.

minha famlia, marido e filho pelo amor, carinho, pacincia, apoio e preocupao

incondicionais.

s professoras Marly Cruz e Eliane Vargas, por terem me acolhido e conduzido, por

toda a ateno e pacincia, por confiarem na minha capacidade e estimularem o meu

crescimento individual em todos os momentos.

professora Rosely Magalhes de Oliveira pelas contribuies na construo deste

estudo desde o incio.

equipe da Biblioteca de Sade Pblica da ENSP, da DENSP e da SECA por toda a

ateno e dedicao que tiveram comigo.

A toda equipe do CMS Dr. Albert Sabin e em particular, a diretora Maria Helena, que

sempre me apoiou e me incentivou a investir na minha formao profissional e se colocou

totalmente disponvel para colaborar com a realizao do trabalho de campo estudo nesta

unidade de sade.

equipe da antiga Coordenao de Sade da Famlia, onde trabalhei de setembro de

2011 janeiro de 2013, especialmente Paula Brando que me estimulou e me auxiliou no

preparatrio para o processo seletivo do Mestrado Acadmico da ENSP.

E equipe da Gerncia do Programa de Sade do Adolescente da SMS-RJ que me

apoiou e suportou minhas ausncias durante o curso do mestrado.

5

... o ser humano , na essncia, algum de relaes ilimitadas. O eu

somente se constitui mediante a dialogao com o tu. (...) mas o tu no

qualquer coisa indefinida. concretamente um rosto com olhar e

fisionomia. O rosto do outro torna impossvel a indiferena. O rosto do

outro me obriga a tomar posio porque fala, pro-voca, e-voca e con-

voca. (...) O rosto e o olhar lanam sempre uma pro-posta em busca de

uma res-posta. (...) Cuidar do outro zelar para que esta dialogao,

esta ao de dilogo eu-tu, seja libertadora, sinergtica e construtora de

aliana perene de paz e de amortizao.

(Leonardo Boff)

6

RESUMO

Este estudo problematiza a forma como se organiza a prtica de cuidado tuberculose (TB) por

meio do Tratamento Diretamente Observado (TDO), no que tange ao Programa de Controle da

Tuberculose (PCT) na Estratgia Sade da Famlia (ESF), buscando dar voz aos profissionais

de sade como agentes produtores do cuidado e usurios portadores e seus familiares como

sujeitos deste cuidado. A relevncia do estudo est em trazer elementos para subsidiar as

intervenes necessrias melhoria da qualidade do cuidado e a qualificao das equipes de

sade da famlia deste territrio. Buscou-se caracterizar as prticas de cuidado no TDO da TB

na ESF em uma das unidades do bairro da Rocinha, descrevendo os limites e potencialidades

e a organizao destas prticas a partir da viso dos sujeitos. um estudo de caso nico que

conjugou, a partir de uma abordagem qualitativa, diferentes estratgias de coleta dos dados que

ocorreu de outubro de 2014 a fevereiro de 2015. As tcnicas de coleta de dados foram anlise

de documentos (oficiais e gerenciais) do PCT no Centro Municipal de Sade (CMS) e utilizados

na ESF para portadores de TB em TDO; observao direta do TDO junto aos profissionais de

sade e usurios portadores de TB nos domiclios e na USF e realizao das entrevistas semi-

estruturadas gravadas com profissionais de sade, usurios e seus familiares. Foram

entrevistados onze profissionais de sade, dez usurios e cinco familiares. O TDO para os

profissionais foi valorizado sendo a superviso da medicao vista como garantia da concluso

do tratamento. Os usurios aprovaram o TDO por receber a medicao em casa, por terem suas

consultas marcadas e encaminhamentos, mas indicaram dificuldades: inadequao entre os

horrios (usurios, CMS e trabalho dos ACS); durao do tratamento e quantidade/tamanho dos

comprimidos. Os familiares so um apoio importante no sucesso do tratamento: alimentao,

ambiente da residncia, respeito ao horrio da medicao, acompanhamento s consultas (e

exames) e realizao dos exames dos comunicantes. O estudo indicou a realizao de um

cuidado integral sade, ainda que limites tenham sido observados. O tratamento da TB por

meio do TDO aproxima os sujeitos envolvidos, proporcionando o vnculo e a responsabilizao

no cuidado. O usurio e a sua famlia se sentem acolhidos e cuidados pela equipe de sade da

famlia, apesar das dificuldades apontadas.

Palavras-chave: tuberculose, tratamento diretamente observado, ateno primria sade,

estratgia sade da famlia, prticas de cuidado em sade.

ABSTRACT

7

This study discusses how the practise of tuberculosis care (TB) is organized by the Directly

Observed Treatment (DOT) based on the Tuberculosis Control Program (PCT) of the Family

Health Strategy (ESF), considering the health professionals as care providers agents while user

and theirs relatives as subjects to this care. The aim of this study is to suggest ways to improve

the quality of care and further training of the family health personnel on this matter. This thesis

presents the care practices of TB in the DOT of ESF carried out in one of the unit of Rocinhas

district, describing the limitations and benefits of these practices from users point of view. This

is a unique case study based on a qualitative research and different strategies of data collection

from October 2014 to February 2015. The data collection was perfomed by the analysis of

documents (official and management) of Tuberculosis Control Program in the Health Center

and used in the Family Health Strategy by TB patients in DOT; Direct Observation in DOT of

the health professionals in collaboration with users in theirs homes and in the Family Health

Unit and interviews with health professionals, users and their families. Eleven health

professionals were interviewed, ten patients and five families. According to the opinion of the

health professionals, the DOT was entitled as being the supervision of the medication

considered as a guarantee of the end of the treatment. DOT users appreciate receiving the

medication in their home, planned consultations and referrals, but they indicated difficulties as

Health Unit working hours (Patients, Health Center and Work of community health workers);

duration of treatment and quantity / size of pills. Families are an important support for reaching

the treatment success: food, home environment, following of the medication schedule, follow-

up consultations and exams. The study indicated a commitment with the health care despite of

some limitations. The treatment for TB with DOT approaches the persons involved, providing

the bond and the accountability of care. The users and their families feel welcomed and taken

care by the Family Health professionals, despite the difficulties identified.

Key-words: Tuberculosis, Directly Observed Treatment, Primary Health Care, Family Health

Strategy, Health Practices Care.

Lista de Figuras

8

Figura 1: Entrada da CF Mara do Socorro no CIAS.............................................................p. 26

Figura 2: Mapa do territrio da Rocinha com a diviso dos sub-bairros..............................p. 27

Figura 3: Foto do cartaz da TB Estrada da Gvea, abaixo da Rua 2.................................p. 28

Figura 4: Estrada da Gvea, escado da Rua 01..............................................