PRESERVAR E RECUPERAR O MEIO AMBIENTE

  • View
    46

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

PRESERVAR E RECUPERAR O MEIO AMBIENTE. Poluição e degradação dos recursos. Quais os principais contaminantes do ar, água e solo?. Capítulo 1.1. contaminantes da atmosfera, solo e água, e seus efeitos fisiológicos. Quais os impactos ao nível dos ecossistemas, e da saúde?. - PowerPoint PPT Presentation

Text of PRESERVAR E RECUPERAR O MEIO AMBIENTE

  • PRESERVAR E RECUPERAR O MEIO AMBIENTEPoluio e degradao dos recursos

  • Questes-problema?Que actividades humanas tm contribudo para a poluio do planeta?

  • 1) Substncia que se decompe, perdendo as suas propriedades qumicas nocivas em contacto com o meio ambiente. uma qualidade que se exige de determinados produtos (detergentes, sacos de papel, etc.)

    2) Produtos susceptveis de se decompor por microorganismos

    3) Um grande nmero de substncias dispersas no meio ambiente so instveis. Em muitos casos, os microorganismos, bactrias desempenham um papel activo nessa decomposio; diz-se ento que a substncia biodegradvel

  • Bioacumulao

  • Na maioria das situaes, os sintomas s aparecem quando os poluentes esto em elevadas concentraes. Toxicidade Definida pela dose letal (quantidade de composto que provoca a morte a 50% de uma dada populao de organismos).Depende da:

  • Toxicidade agudaA toxidade aguda a dose de substncia que provoca a morte imediata (em 24 horas) em cada um de dois elementos de uma espcie. A toxidade aguda de uma substncia exprime-se pela dose letal a 50% (DL50).

  • Toxicidade crnicaA toxidade crnica de uma determinada substncia mais difcil de quantificar e pode originar perturbaes mas no a morte imediata. O perigo para o indivduo reside, portanto, nos efeitos acumulados a longo prazo (por exemplo , metais pesados como mercrio, o chumbo e o nquel).

  • Escala de toxicidadeA toxidade aguda medida pelos ndices DL 50 (dose letal) e CL50 (concentrao letal).

  • DL50 representa a quantidade de substncia, expressa em mg por kg de massa corporal do animal, que mata 50% dos animais a ela expostos. As determinaes so feitas em animais e os resultados extrapolados para a espcie humana.

  • Escala de toxicidadeA partir das definies de DL 50 (dose letal) e CL50 (concentrao letal), pode concluir-se que:- um produto qumico que apresente um valor baixo para DL50 ( por exemplo , 5 mg/kg ) altamente txico;- um produto com DL50 de 1000 a 5000 mg/kg considerado praticamente no txico.

  • Pode dever-se a:

    A poluio da gua extremamente grave, pois esta um dos elementos fundamentais vida. eutrofizao (natural e cultural) sedimentos derramamentos de substncias perigosas

  • Cronologia das mars negrasGOOGLE EARTH

    1967: Ocorreu ao largo da Cornualha. E foi originado pelo naufrgio do petroleiro Torrey Canyon que perdeu 60 000 toneladas de crude que se propagou ao longo de 100 milhas.

    19 de Dezembro 1972: O petroleiro "Sea Star" afunda-se no golfo de Om e liberta 115 mil toneladas de petrleo

    1975 : O Jacob Maersk encalhou libertando cerca de 88 mil toneladas de petrleo (mais que o Prestige).

    1976: O "Olympic Bravery", um petroleiro francs com 250 mil toneladas de carga que tinha encalhado dois meses antes (24 de Janeiro) na costa norte de Ouessant, no Noroeste da Frana , parte-se em dois por ocasio de uma tempestade. Foram necessrios trs meses para limpar a costa.

    1978: Na costa francesa um dos maiores desastres ocorreram com o Amoco Cadiz

  • Cronologia das mars negrasGOOGLE EARTH

    1979: Um poo de extraco submarina, no campo Intox one ao largo do Mxico, explodiu. Ficou a derramar petrleo durante nove meses. Estima-se que, pelo menos, 350 mil toneladas de crude tenham sido derramadas no Golfo do Mxico.

    1989: O maior desastre com petroleiros na histria dos Estados Unidos da Amrica provocou o derramamento de 30 000 toneladas de crude. E foi provocado pelo petroleiro Exxon Valdez que encalhou num recife em Prince William Sound, Alaska, na noite de 24 de Maro de 1989

    13 de Novembro de 2002: O petroleiro "Prestige", seguindo da Letnia para Gibraltar, comea a derramar fuel-leo ao largo da costa da Galiza. Na manh do dia 19 afunda-se a cerca de 200 quilmetros de Espanha. 295 quilmetros de praias galegas so contaminadas por quatro mil toneladas de combustvel e a pesca proibida ao longo de cem quilmetros.

    Casos portugueses1989: Quando uma coliso do Maro pintou de negro a costa de Sines, S. Torpes e Porto Covo com 6 000 toneladas de hidrocarbonetos.

    1990: O Argon derramou 30 000 toneladas de crude na zona de Porto Santo, Madeira. O crude foi derramado pelo petroleiro espanhol "Aragn". A mancha a cem milhas da ilha chegou a Porto Santo pouco degradada, devido ao mar calmo. Os tcnicos consideraram que o acidente teve origem numa fractura da estrutura metlica, afectada pela corroso.

  • EutrofizaoA poluio da gua, elemento fundamental vida, extremamente grave.

    Eutrofizao (natural e cultural) O aumento de [nutrientes] descarga orgnica provoca o desenvolvimento de microrganismos decompositores que consomem o oxignio, aumentando a carncia bioqumica de O2 (CBO).

  • NutrientesAs plantas em profundidade no recebem luz.Em profundidade aumenta a CBO, principalmente em cursos de gua com corrente fraca (lagos, rios, etc.). Ocorre a deposio de sedimentos resultantes da morte de muitos organismos.

  • Desflorestao. Eroso. Agricultura intensiva. Extraco de inerte... Impedem a passagem de luz (fotossntese). O seu transporte arranca animais e plantas. Afectam o habitat.

  • Introduo de oxignio artificialmente. Decomposio mais rpida da matria orgnica. Uso de tubos ou mquinas de agitao de gua.Determinao da CBO ao longo da massa de gua Combate eutrofizao

  • Exemplos de biampliaoGOOGLE EARTH

    Baa de Minamata

    Baa de Chesapeake

    Lagoa das Sete Cidades (Aores)

  • REVISO DE CONCEITOSVERDADEIRO OU FALSO?Avaliao formativaSero apresentadas um conjunto de perguntas de verdadeiro e falso ou resposta mltipla.

    Cada aluno possui trs cartes de cores distintas, azul, preto e verde.

    Cada pergunta apresenta duas ou trs hipteses, consoante o tipo de pergunta e a cada hiptese de resposta corresponde um carto com uma determinada cor

    A cada pergunta corresponde uma resposta e quando solicitado todos os alunos colocaro o carto na palma da mo, sem que o colega do lado veja, com a cor correspondente resposta que pensam ser a correcta

    O objectivo desta dinmica fornecer ao professor uma ideia global dos conhecimentos adquiridos durante a aula referente a esta temtica.

  • 1 perguntaObserve a imagem e classifique com V (verdadeira) ou F (falsa) a seguinte afirmao:

    Ocorrem duas descargas de poluentes no rio, em que uma era essencialmente orgnica e a outra de metais pesados e compostos txicos

    Verdadeiro CARTO BRANCOFalso CARTO AZUL1 descarga2 descargaCarncia bioqumica de O2 (Valores relativos)DistnciaFalso

  • 2 perguntaObserve a imagem e classifique com V (verdadeira) ou F (falsa) a seguinte afirmao:

    A primeira descarga devia possuir um maior teor de elementos como o fsforo, o azoto e o potssio, pois provocou um maior desenvolvimento de fitoplncton e consequente esgotamento do oxignio dissolvido superfcie

    Verdadeiro CARTO BRANCOFalso CARTO AZUL1 descarga2 descargaCarncia bioqumica de O2 (Valores relativos)DistnciaVerdadeiro

  • 3 pergunta

    Escolha uma das trs hipteses

    A bioampliao consiste:

    No aumento da concentrao de uma substncia txica num organismo devido exposio continuada ao mesmoNo aumento da concentrao de uma substncia txica ao longo de uma cadeia alimentarAmbas as respostas

    a CARTO AZULb CARTO BRANCOc CARTO PRETOb

  • 4 perguntaEscolha uma das trs hipteses

    O processo representado na imagem corresponde a :

    Aumento do teor de nutrientes na gua com consequente exploso no crescimento de microrganismos e diminuindo a turbidez

    Aumento da taxa fotossinttica e aumento da turbidez

    Desenvolvimento do fitoplncton e diminuio da quantidade de oxignio na gua.

    a CARTO BRANCOb CARTO AZULc CARTO PRETOc

  • 5 perguntaSe ocorrer uma diminuio da precipitao quais as possveis consequncias na eutrofizao dos rios:

    Aumento da eutrofizao

    Diminuio da eutrofizao

    Aumento da turbidez e dimuio do teor de nutrientes

    Aa CARTO BRANCOb CARTO AZULc CARTO PRETO

  • 6 perguntaUma das solues para combater os efeitos da eutrofizao :

    Colocao de plantas para permitir uma diminuio de oxignio dissolvido na gua

    Construo de audes

    Dragagem dos sedimentos e colocao de algas

    a CARTO BRANCOb CARTO AZULc CARTO PRETOB

  • 7 perguntaO risco de poluio das guas subterrneas depende:

    Da vulnerabilidade extrnseca do aqufero e do tipo de poluente

    Da espessura da zona saturada do aqufero e da velocidade das guas subterrneas

    Da vulnerabilidade intrnseca do aqufero e da forma de lanamento do poluente

    Ca CARTO BRANCOb CARTO AZULc CARTO PRETO

  • 8 perguntaO aproveitamento das guas subterrneas tem aumentado muito nos ltimos 20 anos devido:

    Ao aumento de lenis de gua

    degradao da qualidade das guas superficiais

    facilidade de bombeamento da gua

    a CARTO BRANCOb CARTO AZULc CARTO PRETOB

  • 9 perguntaPreencha os espaos vazios da seguinte frase:

    O tipo de poluente ser___________perigoso quanto mais mvel e _____________for nos meios saturados e insaturados.

    mais [] temporrio

    mais [] persistente

    menos [] persistente

    a CARTO BRANCOb CARTO AZULc CARTO PRETOB

    ***