PRIMEIRAS MISSÕES JESUÍTAS - doc _Fuppo_Muller._Rene,_A... · primeiras missÕes jesuÍtas as primeiras

  • View
    241

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of PRIMEIRAS MISSÕES JESUÍTAS - doc _Fuppo_Muller._Rene,_A... · primeiras missÕes jesuÍtas as...

PRIMEIRAS MISSES JESUTAS

AS PRIMEIRAS MISSES JESUTAS

Ren Fullop Muller

SOB MIL MSCARAS DIVERSAS: A HISTRIA DAS PRIMEIRAS MISSES JESUTAS

Pero Rodrigues

VIDA DO PADRE JOS DE ANCHIETA.

file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Provvisori/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/00-index.htm2006-06-02 21:45:24

http://www.microbookstudio.com/

Ren Fullop MullerSOB MIL MSCARAS DIVERSAS-A Histria das Primeiras Misses Jesutas-: Index.

Ren Fullop Muller

SOB MIL MSCARAS DIVERSAS -A Histria das Primeiras Misses Jesutas-

ndice Geral

COMERCIANTE COM O COMERCIANTE, SOLDADO COM O SOLDADO

ENTRE OS PESCADORES DE PROLAS E OS RAJS

O SONHO DE CHYNQUINQUO

JUNTO AO GRANDE VOO

DEUS CONTRA DAIMITCHI

DIANTE DAS PORTAS DA CHINA

JESUTAS COMO BRAHMANES E YOGIS

NA CORTE DO GRO-MOGOL

DA CERIMNIA DO CH AO MARTRIO

PADRE RICI DOUTOR LI

CONVERSO POR MEIO DE RELGIO E CALENDRIO

COMO PROFESSORES E DIPLOMATAS NA CORTE DE PEQUIM

A ORDEM DOS JARDINEIROS E PINTORES EXPEDITOS

file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Provvisori/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/0-MISSOES.htm (1 of 2)2006-06-02 21:45:25

Ren Fullop MullerSOB MIL MSCARAS DIVERSAS-A Histria das Primeiras Misses Jesutas-: Index.

TRIUNFO DOS CHAFARIZES E DOS LEES MECNICOS

PROFANAO OU TOLERNCIA

O APOSTOLADO DOS ANZIS

OS AMIGOS DOS HOMENS DE COR

O ESTADO MUSICAL DOS JESUTAS

A DITADURA DA BRANDURA

OS PADRES COMO ESTRATEGISTAS

A UTOPIA NA FLORESTA VIRGEM

file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Provvisori/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/0-MISSOES.htm (2 of 2)2006-06-02 21:45:25

VIDA DO PADRE JOS DE ANCHIETAESCRITA POR PERO RODRIGUES, SEU CONTEMPORNEO:Index.

VIDA DO PADRE JOS DE ANCHIETA

ESCRITA POR PERO RODRIGUES, SEU CONTEMPORNEO

ndice Geral

LIVRO PRIMEIRO. DA VIDA DO PADRE JOS DE ANCHIETA, DA COMPANHIA DE JESUS, QUINTO PROVINCIAL QUE FOI DA MESMACOMPANHIA NO ESTADO DO BRASIL

LIVRO SEGUNDO. DAS VIRTUDES DO PADRE JOS DE ANCHIETA

LIVRO TERCEIRO. DO ESPRITO DE PROFECIA QUE PARECE QUE TEVE O PADRE JOS DE ANCHIETA

LIVRO QUARTO. DOS MILAGRES QUE DEUS OBROU PELO PADRE JOS DE ANCHIETA

file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Provvisori/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/0-ANCH.htm2006-06-02 21:45:25

Ren Fullop MullerSOB MIL MSCARAS DIVERSAS-A Histria das Pr: C.1.

Ren Fullop Muller

SOB MIL MSCARAS DIVERSAS -A Histria das Primeiras Misses Jesutas-

COMERCIANTE COM O COMERCIANTE, SOLDADO COM O SOLDADO

De novo tiveram os romanos curiosos um pretexto para se precipitar nas ruas em grandes turbas; pois, em uma manh da primavera do ano de l5l5 movimentava-se um cortejo fantstico por sobre a ponte do castelo Santo ngelo, ao longo da via real do Borgo Nuovo, em direo ao Vaticano; mulas ajaezadas de brocado, dromedrios de marcha oscilante, elefantes que levavam sobre seus dorsos panteras enraivecidas e toda uma cavalgata de magnficos corcis, envoltos, das orelhas aos garres, em prolas luzentes. Uma multido de fidalgos metidos em vestes suntuosas formava a cauda do cortejo, e, bem no meio deles cavalgava com a sua cabea altaneira, os ps em estribos de ouro puro, o embaixador do rei de Portugal. Hoje a sua misso era entregar ao Santo Padre, em nome de seu soberano, esses tesouros e raridades do Imprio ndico recm conquistado, como testemunho dos sentimentos cristos da corte de Lisboa.

Ainda muito tempo depois, quando os protestantes j haviam induzido inmeras almas separao da Igreja catlica, quando chegavam da Alemanha, da Inglaterra e da Sucia notcias cada vez mais contristadoras sobre a perda de pases inteiros com seus prncipes e sacerdotes, em Roma ainda recordavam com prazer essa procisso. Podiam os herejes luteranos ainda levar para o Inferno muitos transviados: em compensao l na India longnqua florescia para a Igreja catlica um novo imprio, muito maior do que a Europa toda junta.

Pois desde que as naus de Vasco da Gama, com grandes cruzes vermelhas nas velas, haviam alcanado as costas da ndia, cada palmo que os navegantes portugueses conquistavam, tornava-se um pedao de novo pas catlico; por toda a parte, junto com

file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Provvisori/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/MISSOES-1.htm (1 of 9)2006-06-02 21:45:26

Ren Fullop MullerSOB MIL MSCARAS DIVERSAS-A Histria das Pr: C.1.

um soldado, ia aparecendo tambm, dentro em breve, o sacerdote, afim de batizar os vencidos, e o solo que os conquistadores haviam arrebatado aos indgenas era imediatamente santificado pela ereo de igrejas.

No ano 30 do sculo XVI, a obra de cristianizao da ndia comeada iria ser continuada com foras duplicadas. Se at ento dominicanos, franciscanos e padres seculares haviam pregado o Evangelho nas novas regies coloniais, em compensao, o rei Joo III resolveu, agora, convencer o Papa de que devia mandar alguns homens da Companhia de Jesus recm em organizao. O rei j por vrias vezes ouvira louvar a atividade desses padres e nutria a esperana de que eles trabalhariam com zelo ainda maior do que os demais eclesisticos na propagao do cristianismo entre os pagos.

De fato, essa deciso do rei iria iniciar uma poca inteiramente nova para a atividade missionria catlica, mas tambm para a Sociedade de Jesus: aquilo que os jesutas haviam realizado como pregadores apostlicos, faria sombra a todos os sucessos das outras ordens missionrias, e, somente, graas sua atuao nas misses, foi que a Sociedade de Jesus granjeou a sua fama universal propriamente dita.

Justamente o primeiro jesuta que partiu para a ndia, evidenciou-se como o missionrio mais dotado e mais cheio de xito, que a Igreja Catlica jamais produziu; e comove de maneira tanto mais estranha a circunstncia de que somente um acaso tivesse evidenciado a vocao de Francisco Xavier para essa tarefa. A princpio Igncio designara a Bobadila para essa viagem s ndias, mas esse adoeceu no ltimo momento; um outro discpulo da ordem deveria ocupar o seu lugar, e como Francisco Xavier se encontrasse ento em Roma, resolveu Igncio incumbi-lo dessa misso.

Xavier aproveitou a ltima noite que lhe restava para remendar, s pressas, a sua sotaina rasgada. J na manh seguinte encetou ele a viagem ; a roupa que levava no corpo, o brevirio e algumas provises de boca constituam todos os seus haveres, quando partiu para Lisboa por terra, em companhia do embaixador portugus. Depois de uma estadia de um ano ali, Xavier tomou o veleiro que, contornando o cabo da Boa Esperana, deveria lev-lo s ndias; outros longos meses se

file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Provvisori/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/MISSOES-1.htm (2 of 9)2006-06-02 21:45:26

Ren Fullop MullerSOB MIL MSCARAS DIVERSAS-A Histria das Pr: C.1.

escoaram, antes que ele pudesse ter vista, por fim, essa terra milagrosa, da qual deveria ser conquistado um novo mundo para maior glria de Deus .

Entre as margens do anlo Mandovi, orladas de umbrosos coqueirais, ia navegando o navio, corrente acima, at que, por fim, foi avistada na margem direita Goa, a capital do imprio ndico portugus. Muralha de fortalezas europias, estaleiros e arsenais, o edifcio do convento dos franciscanos, assim como as altas torres da Catedral e das outras igrejas, permitiam reconhecer, ao primeiro olhar, que o cristianismo j conquistara ali uma poderosa vitria sobre os pagos.

Cheio de surpresa contemplou Xavier, depois de seu desembarque, a multido variada, que rodopiava pelas ruas, gritando e cantando, entre elefantes e vacas sagradas: silhuetas brancas, morenas e pretas metidas em longas vestimentas e caftans; lavradores e comerciantes, rabes, persas e hindus de Guzerat e Ormuz; entre eles, debaixo de guarda-sis enormes, caminhando por ali, os conquistadores, os fidalgos portugueses, em suntuosas vestes de tafet, seda e tecidos preciosos; pagens numerosos e tropas inteiras de escravos cafres de pele negra formavam o seu squito. Por toda a parte, nas paredes, grandes cartazes indicavam o lugar e a poca em que se poderiam ganhar indulgncias, e em que dias do ano se realizavam as diversas festas da igreja.

O primeiro caminho tomado por Xavier levou-o frente da Catedral, e, somente agora, iria se manifestar a ele, em toda a sua grandeza, o triunfo do catolicismo nesses pases remotos. Ali viu os ricos e ilustres da cidade transportados em seus palanquins; suntuosas liteiras abriam caminho por atravs do burburinho da multido, e baixavam delas damas de pele morena, recamadas de pedras preciosas, com os rostos pintados, os ps metidos em sandlias de salto alto. Rpidos se precipitavam os pagens frente para a Catedral, e enquanto estendiam os tapetes que haviam trazido, colocavam as cadeiras douradas e traziam para ali os livros de oraes, encaminhavam-se as damas, seguidas pelos filhos e criadas, solenemente, em direo aos seus lugares. Mas apareceram tambm em multides aqueles homens estranhos, os quais se deixavam reconhecer, graa ao vesturio e cor das peles como nativos. Tambm eles traziam grossos rosrios em torno

file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Provvisori/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/MISSOES-1.htm (3 of 9)2006-06-02 21:45:26

Ren Fullop MullerSOB MIL MSCARAS DIVERSAS-A Histria das Pr: C.1.

do pescoo e, quando transpunham o portal da igreja inclinavam piedosamente a cabea.

Orgulho e ventura inundaram o missionrio, quando ele, aps uma viagem to longa de muitas milhas, julgou encontrar agora no pas dos pagos uma segunda capital do cristianismo. Alegre escreveu Xavier, baseado nas primeiras impresses