Principais Rotinas para Encerramento de Balanço das ... de... · Encerramento de Balanço das

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Principais Rotinas para Encerramento de Balanço das ... de... · Encerramento de Balanço das

  • Apoio:

    Realizao:

    Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    Principais Rotinas para

    Encerramento de Balano das

    Entidades sem Finalidade de

    Lucros

    Por Marcelo Monello e Jair Gomes de ArajoMaro de 2013

  • Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    Programa:

    1. Consideraes Iniciais;2. Estatuto;3. Reviso da Documentao para a Contabilizao;4. Balancete de Verificao;5. Anlise das Contas do Balancete;6. Conciliao;7. Receitas, Custos e Despesas;8. Estoque;9. Variaes Monetrias Ativas e Passivas;10. Receitas e Despesas Financeiras;11. Transferncias de Valores;12. Constituio de Provises;13. Perdas Estimadas;14. Encerramento das Contas de Resultados;15. Transcrio do Livro Dirio;

    Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    Programa:

    16. Marco Legal CEBAS;17. Princpios de Contabilidade;18. Legislao Profissional ITG 2002;19. Entidades Mistas;20. Obrigatoriedade de Auditoria Externa;21. Relatrio dos Auditores Independentes sobre as Demonstraes

    Contbeis;22. Parecer do Conselho Fiscal;23 Publicao das Demonstraes Contbeis; e 24 Bibliografia.

  • Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    1. Consideraes Iniciais

    Planejar as atividades de Fechamento do Balano traz economia de tempo, evitando que a pressa no encerramento das demonstraes contbeis traga prejuzos tributrios e societrios entidade de consequncias irreparveis.

    Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    2. Estatuto

    Contedo bsico do estatuto

    Especificidades:

    finalidade (cdigo de atividade no CNPJ); atividade-meio; Diretoria: posse e prorrogao do mandato, fontes de receita

    etc.; Doaes; e Conselhos (Fiscal, de Administrao, Deliberativo, Consultivo

    etc.).

  • Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    3. Reviso da Documentao para a Contabilizao

    A falta de documento constitui falta grave.

    As entidades no receberem, em tempo hbil, toda a documentao necessria ao fechamento do balano, principalmente os documentos que suportam a contabilizao de diversas operaes bancrias. Deve-se insistir com as instituies financeiras a fim de que elas forneam a documentao relativa a juros, taxas e outras despesas debitadas em conta bancria.

    Na ausncia da documentao pode-se efetuar as contabilizaes, tendo por base os valores constantes dos extratos de movimentao bancria e controles internos que assegurem a origem e a natureza do valor a ser contabilizado, levando-se em conta a sua materialidade.

    Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    4. Balancete de verificao

    Passo preliminar.

    O primeiro passo para o fechamento do balano o levantamento do balancete de verificao, atravs dele que iremos notar se h algo errado com nossa contabilidade.

    Deve-se identificar as diferenas e efetuar ajustes sempre que no existir igualdade entre a soma dos valores devedores e a dos valores credores do balancete.

  • Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    5. Anlise das Contas do Balancete

    Diferenas Entre Saldos Devedores e Credores

    Para procurar eventuais diferenas entre saldos devedores e credores, pode-se seguir as seguintes pistas:

    a) verificar a correta incluso das contas segundo a natureza do

    saldo;

    b) verificar as classificaes (Ex.: Permanente) ;

    c) verificar a incluso dos lanamentos que movimentam grande

    nmero de contas (Ex.: Lanamentos da folha de pagamento);

    Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    6. Conciliao

    A conciliao consiste, basicamente, na comparao do saldo de uma conta com uma informao externa contabilidade, de maneira que se possa ter certeza quanto exatido do saldo em anlise.

    As fontes de informaes mais usuais para verificao dos registros contbeis so os livros fiscais, os extratos bancrios, as posies de financiamentos e carteiras de cobranas, as folhas de pagamento, os controles de caixa, etc.

    Nas conciliaes das contas do disponvel deve-se ter uma ateno especial contabilizao dos valores recebidos ou pagos pelas entidades.

  • Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    7. Receitas, Custos e Despesas

    A entidade dever apropriar em obedincia ao regime de competncia todas as receitas, custos e despesas relativas ao perodo a que se refere o balano, de forma segregada por atividade.

    8. Estoques

    O controle dos estoques um item de fundamental importncia para a apurao dos resultados das entidades.

    Realizar o inventrio e emitir o Livro de Inventrio no final do exerccio.

    Nmero da resoluo: 2009/001170

    Descrio: NBC TG 16 - Estoques

    Data de Publicao no Dirio Oficial da Unio:

    12/06/2009

    Resoluo em vigor: SIM

    Resoluo foi alterada: SIM

    Resoluo foi revogada: NO

    Ementa: Aprova a NBC TG 16 (NBC T 19.20) - Estoques

    Resolues, Ementas e Normas do CFC

  • 9. Variaes Monetrias Ativas e Passivas

    As variaes monetrias tm a funo de reconhecer no resultado as alteraes nos valores das obrigaes por disposio legal, por regra contratual ou por terem sido contratados em moeda estrangeira.

    A conferncia de todos os contratos de financiamento, de aplicaes financeiras, de dvidas e crditos diversos (especialmente os de natureza tributria) deve ser efetuada em conjunto com a conciliao dos saldos contbeis.

    Embora a legislao tributria permita o reconhecimento das variaes cambiais pelo regime de caixa, este procedimento no estde acordo com os princpios contbeis.

    Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    10. Receitas e Despesas Financeiras

    O Princpio Contbil da Competncia exige que se reconhea no resultado todas as receitas e despesas financeiras que so geradas pela simples fluncia de tempo, independentemente do efetivo recebimento ou pagamento.

    Assim, existindo crditos e obrigaes sujeitos a encargos financeiros, as receitas e as despesas geradas devem ser apropriadas proporcionalmente ao perodo transcorrido desde a data da sua contratao ou do ltimo balano.

    Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

  • 11. Transferncia de valores (No Circulante vs. Circulante)

    Por ocasio do fechamento do balano, os saldos dos valores a receber e a pagar devem ser apresentados de acordo com o seu grau de liquidez.

    O circulante deve ser composto somente de valores a receber e a pagar at 360 (trezentos e sessenta) dias aps a data do encerramento do balano

    Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    12. Constituio das Provises

    Na constituio de provises deve-se observar os Princpios Contbeis e cercar-se do mximo de elementos que possibilitem a melhor avaliao do fato no momento do lanamento contbil, levando-se em conta, tambm, as implicaes fiscais pertinentes.

    Provises de Frias e 13 Salrio - As provises para frias de empregados constitudas devem estar suportadas pelos clculos efetuados no departamento responsvel pela folha de pagamento.

    A proviso para o 13 salrio, normalmente, no dever apresentar saldo no balano de 31 de dezembro, exceto no tocante a complementaes devidas a funcionrios que percebam salrio varivel.

    Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

  • Constituio das Provises (continuao)

    Provises Para Contingncias Fiscais - Essas provises no tm a sua dedutibilidade admitida pela legislao fiscal, mas, tecnicamente, poder ser necessria a sua constituio sempre que a entidade possua uma informao razovel sobre a possibilidade de no ter os argumentos que motivaram a contestao de exigncias fiscais reconhecidas no processo administrativo ou judicial.

    Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.Voc bem preparado para o futuro da profisso.

    Constituio das Provises (continuao)

    Provises para Contingncias Judiciais

    Para atendimento o princpio do conservadorismo, a entidade deverconstituir proviso de valores para acobertar exigncias de aes que es